História Perfeitamente Conectados - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Dakota Johnson, Jamie Dornan
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 345
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Um



Anastasia Steele - 



Ando por Seattle com Henry do meu lado, meu assistente pessoal é um amor de pessoa, e é apaixonado por Érica. Minha melhor amiga.

--- Srta. --- ele diz calmo e me viro. Com a curiosidade em meu rosto e ele sorriu. De uma forma terrivelmente sarcástica ele tentou me dizer. "Não fiz nada de errado dessa vez" porque raramente ele faz algo certo. Isso realmente web muito raro. Mas eu amo meu amigo.

--- Fale, Henry --- digo cruzando os braços e me concentrando em seus olhos. Que são verdes. Mas apesar dele ser muito bonito eu não me interesso por ele. Como um homem.

--- Srta. A sua agenda está lotada desde ontem, presumo que os senhores Luke, e Taylor estejam nos esperando fora da academia de design. Henry me alerta e observo o meu relógio verificando as horas.

--- Sim, já deveriam ter nos avisado --- olho para o lado e há tanta movimentação.

--- Droga! --- Reviro os olhos --- Já viu o tanto de gente em torno daquele homem? --- digo preocupada e Henry sorri.

--- Sim, mas deve ser um famoso, sei lá.

--- Não Henry... O puxo e ele me olha mais preocupado que eu mesma.

--- Vamos lá ver. Digo firme e ele tira a arma.

--- Ei, não é pra tanto Henry! --- digo roubando a arma de sua mão e pondo em minha cintura.

--- Tudo bem, chefinha. Só não tenta usar isso em alguém.

--- Henry, eu não sou louca!


Quando chego perto de onde vem esse tanto de movimentação, percebo que há, um homem no chão e ele está tão pálido... oh... céus! Está morto?

Me abaixo e vagarosamente coloco minha mão em cima do peito dele para ver se ele ainda respira. E cuidadosamente peço para que todos se afastem.

--- Ele não respira --- digo olhando para o lado e todos ficam em choque.

-- Ana. Henry diz pondo a mão no meu ombro e ele mesmo me pede em meu ouvido baixinho.

--- Salva esse cara, vai...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...