História Perfeitas Imperfeições. - Capítulo 2


Escrita por: e Nanikatto

Postado
Categorias EXO, Huang Zitao "Z.Tao", Kris Wu, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Koreagirl, Romance, Você×kris Wu
Visualizações 28
Palavras 689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieh

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 2 - E foi nesse dia que meu mundo desabou.


KRIS POV'S

 anos depois...

Estou em minha sala de pintura,sozinho. Estou fazendo um tela com o tema solidão, é uma flor de sakura plantada em pedras. Sou um ótimo pintor,  é o que minha mãe fala e a minha melhor amiga Isabelly também. Já que eu não faço mais "nada", resolvi fazer algo que eu precise apenas da parte superior do corpo,ou seja, pintura.

Estou quase acabando a pintura quando escuto uma voz familiar soando da porta.

- Kris,posso entrar?- falava a voz feminina e gentil do outro lado da porta.

- Claro,entre- falei e a porta foi aberta,e a minha cuidadora entrou.

A Isa se vontalirou para cuidar de mim, já que ela se preocupa muito com o meu bem estar. Ela estuda na mesma escola,na mesma classe,no mesmo período. Assim,ela tem mais facilidade de cuidar de mim.

- que linda- falou levando um bandeja de prata,com uma jarra de Água,com um copo de vidro, junto com dois comprimidos.

-obrigado, estou quase acabando. Mais vou dar uma pausa- falei me referindo aos remédios que eu deveria tomar,ela percebeu.

- como está as suas costas? Estão doloridas?.

- estão meio doloridas mais não faz tanto incômodo á mim. Onde está a minha mãe?-pergunto

-Ela saiu com o Sr.Shin, acho que foram para um restaurante é só voltam as 21:00- respondeu colocando um pouco de água no copo e pegando os remédios.

-entendo....-peguei o comprimido e o enguli,junto com a água- obrigado. Poderia me ajudar a estudar para a prova de português? Estou com um pouco de dificuldade.

- Claro!- respondeu animada e pegou os dois livros em cima das estante,e se sentou comigo e começamos a estudar.

Essa situação e um puco noustagica....

(tempo após o acidente) anos atrás...

-Eu quero o MEU pai!-gritei quando minha mãe deu a notícia de que o Shin Tae Wook,iria se mudar para a nossa casa.

-meu filho, compreenda. Eu amo o Shin,e ele será seu padastro,quer você queira ou não!-falou se retirando do quarto.

- Eu.....eu...-dei uma pausa e respirei fundo- EU ODEIO TODOS VOCÊS!!- pego um vaso e taco na parede. Começo a chorar sozinho, até que a Isa entrou no meu quarto correndo e me abraçou.

-Não precisa ficar assim...... você não está sozinho........eu estou com você......sempre vou estar.....-falou parando de me abraçar e pegou um livro na minha mesa- vamos estudar.... amanhã terá prova.....-concordei.

Eu não sou mais como antes.........e nunca mais serei...........

      S/N POV'S

- Aish!...errei outra nota,é tão cansativo tocar piano assim...ser assim...-me levanto e uso minha bengala para me guiar até a porta.

Saio do quarto e vou até a cozinha tateando as coisas com a bengala para não bater em nada,eu então me aproximo do balcão e pego um copo de água porém quando ia colocar a água eu derrubo o copo que se quebra pois era de vidro.Eu me abaixo para pega-los mais alguém aparece e me impede.

- Deixe que eu pego,você irá se cortar! -era a voz de Anna Mel.

- você parece sentir pena de mim também,afinal todos sentem,é como se eu não pudesse fazer nada...é mesmo impossível eu voltar a enxergar,mamãe, papai   e você dizem que é possível...mais eu escuto vocês falando com os médicos por trás das portas.-lágrimas já caiam de meus olhos.

- não fique assim,quem sabe  há alguma esperança.

tenho memórias em que ainda enxergava,poucas delas me lembro perfeitamente...mais de que adianta telas?tudo mudou,nem sei como eu sou como são as pessoas ao meu redor,eu posso ser uma pessoa normal? Não ,não posso,pois pessoas normais podem enxergar.

(Tempo após o acidente )anos atrás...

Eu ouvia diversos sons um pouco mais amplos do que o normal ,eu estava acordando.

Ao abri os olhos mais não consigui enxergar nada.

- filha você acordou- era a voz de minha mãe.

-Mãe? Onde você está? Está tudo escuro.-olho para os lados enxergando apenas o escuro.

- filha estamos aqui - falou meu pai.

-onde?

Ouço minha mãe chamar o médico ,e escuto passos se aproximando.

- senhorita S/N por favor siga a lanterna com os seus olhos.

-senhor médico eu não consigo enxergar a lanterna.

-Bom senhor e senhora Hwang, sua filha está cega.

- O...O...O q...que!?- falo sentindo lágrimas escorrerem pelo meu rosto.


E foi nesse dia que meu mundo desabou...

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...