1. Spirit Fanfics >
  2. Perfeito Caos >
  3. Decepções

História Perfeito Caos - Capítulo 44


Escrita por:


Notas do Autor


Heyyy galera<3

Como vcs tão?

Cheguei do meu curso agr aaa tô morta
Mas deixei um capítulo pra vocês <33
Enfim,boa leituraaa<3

Capítulo 44 - Decepções


 

Observei ele virar as costas e seguir seu caminho. Sua pele branca brilhava ainda mais quando o sol da manhã refletia nos carros espalhados e depois nele. Era o fim. Mas tudo bem. “Eu não vou me permitir sofrer”, repeti para mim mesma. Não por alguém que disse que eu fui um passatempo. Me virei e segui para a sala enquanto alguns flashbacks dos últimos 2 meses passavam pela minha mente me fazendo lembrar o quanto foi surpreendente tudo que eu tinha vivido em tão pouco tempo. Mas não tinha sido real, nada era. Me envolvi no meu próprio abraço quando um vento frio bateu sobre mim, me fazendo congelar mesmo com o sol que insistia em queimar tudo que via. Entrei pelos corredores, ainda pensativa e caminhei vagarosamente até minha sala. Adentrei sem dizer nada, mas pude perceber que alguns olhares estavam sobre mim. O da Alya, o da Kyoko e o da Chloé. Não retribui, não queria ter que explicar tudo agora. Então, eu me sentei, coloqueis os fones, abaixei a cabeça e me permiti me desligar do mundo real por algum tempo, pelo menos até o sinal tocar e eu ser obrigada a encarar a realidade cruel novamente. O sinal tocou, me levantei e fui para casa, sem me despedir. Só peguei minhas coisas e sai, precisava de um tempo para mim. Não estava assim por causa dele, estava assim por causa de mim. Por que eu me permiti gostar de alguém quando tinha prometido que nunca abriria meus sentimentos novamente. Entrei e subi as escadas enquanto segurava alguns livros com a mão direita.

- Oi, Mari.

- Oi, mãe. - dei um sorriso fraco, a última coisa que eu queria agora era preocupa-la. Fui até o quarto e fechei a porta, me escorando nela em seguida. Esqueci completamente que a Tikki estava ali. Olhei para ela que estava deitada em cima da cama, seu aspecto era pior do que ontem. Ela estava ainda mais branca e parecia ainda mais fraca, me deixando preocupada. Corri para perto e lhe dei um abraço.

- Oi, Mari. - ela falou com a voz fraca.

- Oi, meu amor. Como você tá?

- Não sei. - ela tentou rir mas parecia ser difícil demais.

- Eu vou dar um jeito nisso. - sorri fraco.

- Eu sei que vai. É o que você faz de melhor..


Notas Finais


Ai mano coitado do meu bb 🥺💖✊🏼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...