1. Spirit Fanfics >
  2. Perigo No Amor -Ruggarol >
  3. Capítulo 4- Apaixonados??

História Perigo No Amor -Ruggarol - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Capítulo 4- Apaixonados??


Ruggero Pasquarelli

Passei noites com essa garota na minha mente, o que ela tá fazendo comigo??Eu não posso amar alguem, ou gostar..Pelo menos não denovo. Logo vem as memórias do meu Altino amor em mente 

*FlashBack ON*

Cheguei no Baile e fui em busca de Candelária...Ao encontrar vi ela agarrada ao Marco, sendo específico o "ex" dela e o garoto popular.

-Oi Cande...–Disse chateado, vendo ela soltar Março, e o mesmo vir até mim e dar uma risada 

-Você acha mesmo que ela estava apaixonada por você??–Ele perguntou e deu outra risada.–Não passou de uma aposta Ruggerotario.

Senti uma lágrima quente descer pelas minhas bochechas, e Candelária se levantou.

-Você foi muito idiota de pensar que eu amaria você!–Ela disse e agora, eu sentia meu rosto todo molhado.

-OWW ELE TA CHORANDO!!–Gritou Março, atraindo todos, e os mesmos rindo de mim...Corri para o mais longe possível, e depois daquilo me prometi que nunca mais amaria alguém...

*FlashBack OFF*

Ao me livrar das memórias percebi que estava cerrando o punho e trincando os dentes, respirei fundo e nada adiantou, então decidi ir ao mercado para me destrair.

Ao chegar no mercado, trombei com...Ela, O que estava acontecendo?? Ela estava me seguindo?

-Você Tá me seguindo?–perguntamos uníssono.

-Não!–Respondemos uníssono.

-Para!–Dissemos uníssono novamente.

-Chega!–Ela conseguiu dizer 

-Ufa!–Disse e ela deu uma risadinha.

-Oi Ruggero...– Ela disse e deu um sorriso tímido.

-Oi Karol...–Respondi.–Er...Vou indo.–Eu disse e me virei, apenas senti uma pequena mão segurar meu braço.

-Você entrou no mercado por que se está saindo sem ao menos comprar alguma coisa?–Ela perguntou e levantou uma sombrancelha...Eu realmente NN comprei nada, agora ela vai pensar que eu tô seguindo ela que maravilha.

-E.eu e.esqueci...O que eu ia c.comprar!–Respondi.

Por

Que

Eu

Ga

Gue

Jei??

Que merda.

-Você não sabe mentir!!–Ela disse rindo, oq acabou me fazendo rir, pq eu realmente NN sei mentir.–Vem cá!–Ela me puxou até o caixa e saímos do mercados, ela me puxou até o apartamento dela...Ao chegarmos lá, ele estava vazio, pensei que ela morava com as amigas dela.

-Você não...–Ia perguntar mais fui interrompido.

-Sim, eu moro com as minhas amigas. Mas como estamos vendo, elas NN estão!–ela disse vindo da cozinha com dois potinhos com sorvete, nas mãos. Me entregou um e sentamos no sofá.

-Você lê mentes?–Perguntei.

-Não;-; só era meio óbvio oq tu ia perguntar!–Ela respondeu rindo da minha cara, ótimo...Agora além de achar que estava seguindo ela ela deve achar que eu sou um retardado.

-Quer assistir oq?–Ela perguntou pegando o controle.

-Hummm...Não sei, escolhe aí!–Ela soltou um "okay" e entrou na Netflix colocando Riverdale.–Serio isso??Riverdale??

-Obvio!Essa série é maravilhosa!–Ela respondeu.

-Não é não!–Eu disse e ela me olhou indignada.

-Eu vou te expulsar do meu apartamento, seu maluco.–Ela disse.

-O que??Só por que não gosto dessa série??–Perguntei e ela assentiu raivosa.–Ahh e outra coisa, Jughead é Gay!–Eu disse e ela me olhou vermelha de raiva.Eu levantei e comecei a correr.

-VOLTA AQUI SEU FILHO DA PUTA!–ela gritou correndo atrás de mim. Corri até o banheiro e me escondi atrás da porta, logo ela entrou de mansinho e andou até o box, corri até ela a puxei pela cintura e a coloquei na parede, a fazendo levar um susto.–TA MALUCO PORRA?QUER ME MATAR DO CORAÇÃO??

-Foi mal!–Eu disse, mas não a soltei...Queria continuar ali pelo resto da minha vida, Karol estava contra a parede e minha mãos em sua cintura, sai do grande quando senti seus braços rodeando meu pescoço e ela me dando um selinho rápido.

-D.Desculpa...E.Eu...–A interrompi selando nossos lábios em um beijo calmo e por incrível que pareça apaixonado...Porra, o beijo dela é maravilhoso...Podia continuar ali pro resto da minha vida, mas a merda da falta de ar cisma em estragar meu momento, nos separamos mas continuamos com as festas coladas, ela se ainda se encontrava se olhos fechados e aparentemente com vergonha. Vendo essa cena deixei um risonho escapar, a fazendo abrir os pequenos e brilhantes olhos esverdeados...

-Uow...–Deixei escapar, estava completamente chocado com o nível de beleza dela...Ela me encarou confusa e perguntou.

-O que houve??Eu fui mal??–Ela perguntou.

-Que??Não!!Pelo contrário...Isso foi muito bom.–Ela riu e abaixou a cabeça, levantei sua cabeça segurando seu queixo e depositei um selinho demorado em seus lábios.–Você é muito linda.–Ela corou imediatamente me fazendo rir, peguei-a no colo e a levei para o sofá, terminamos a série e eu já estava indo embora.

-Tchau!–Ela disse escorada na porta 

-Tchau princesa.–Disse e deu um último selinho nela, e fui em direção ao elevador, antes de entrar no elevador ouvi um barulho de porta fechando, quando eu olhei vi q ela havia entrado, minha felicidade era tanta que eu comecei a pular o elevador chegou e eu voltei a minha postura, ao chegar na rua um sorriso sincero escapou.

-Essa garota tá me deixando maluco!–Disse para mim mesmo. Graças a Karol Sevilla estou perdendo minha postura de Bandido mal.

Karol e Ruggero

Acho que estou apaixonada(o)




Notas Finais


AIIINNNN
PRIMEIRO BEIJINHUUH QUE ROMANTIVO XENTIIIII😍♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...