História Período escolar - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 90
Palavras 1.002
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


HELLO HELLO HELLO!
Decidi participar do concurso da RussaNarcisista e fiz essa bosta.
Sei que não vou ganhar, mas foi divertido UwU

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Período escolar - Capítulo 1 - Capítulo único


  Em pleno banheiro masculino do colégio, os dois irmãos estavam matando a aula, um de filosofia e o outro de literatura clássica russa, aos amassos na cabine mais distante da porta de entrada. Enquanto Ucrânia massageava os ombros do mais velho as línguas brigavam pela dominação. Logo, o mais novo cedeu, deixando ser dominado por seu Rússia, que logo tratou de levar suas mãos para as redondas nádegas do bicolor.
  Eles se separaram por um fino fio de saliva e rapidamente, Rússia retirou a parte de baixo do uniforme de seu irmão e o segurou contra a parede. O mais velho distribuía diversos selinhos e mordidas no pescoço de seu irmãozinho. Logo após eles voltam a selar seus lábios, com um beijo doce e calmo. 
  -Ucrânia, você é tão fofo... - o maior colocou a mão sobre o membro ereto que ainda estava sobre o fino decido da cueca do menor e começou a massagear ele, fazendo com que Ucrânia começasse a soltar pequenos e baixos gemidos. Fofo. Sempre que seu irmão estava corado, Rússia pensava isso, principalmente quando ele chegava no ápice.
  -Ngg... R-Russ... Mmm...
  Rússia abaixou suas calças - junto com a sua boxer - e retirou a cueca de seu irmão mais novo. Ele levou dois dedos para perto do rosto do menor, que começou a chupa-los e lambe-los despudoradamente. O menor estava desesperado para sentir o seu irmão dentro de si.
  Quando o mais velho finalmente retirou os seus dedos da boca do menor, ele colocou os dois de uma forma cuidadosa dentro do buraco estreito do menor, começando já a mexe-los em forma de tesoura, para alargar o estreito ânus do menor. Este ato fez com que Ucrânia gemesse de uma forma consideravelmente alta, fazendo com que logo ele tratasse de de colocar a mão em sua boca para conter os gemidos - principalmente por se tratar do banheiro da escola. Os movimentos dos dedos eram dolorosos, até que Rússia acertou um ponto especial do ânus de seu irmão, fazendo-o gemer de uma forma um tanto alta.
  -Parece que encontrei o seu ponto doce, não é? - sussurrou o tricolor de uma forma sedutora no ouvido do menor, logo lambendo o sua orelha. 
  Quando Ucrânia já estava acostumado, seu irmão mais velho retirou seus dedos e introduziu o seu membro calmamente nele. E porra! Como o interior dele era apertado para Rússia. Por mais que eles tivessem feito milhares de vezes sexo, ele sempre continuava assim, mesmo alargando o seu buraquinho.
  -P-Porra Ucrânia... Você é tão apertado... mpf... minha n-nossa... MPF!
  -R-RUSS! MRG! C-Calma, o seu membro é g- ARG... GRANDE demais... MPF! F-Falta muito...? NHR! - ele se arranhava as costas do maior. A dor era demasiada, porém era uma dor prazerosa demais. O mais novo amava sentir o membro grosso de seu irmão entrando em seu estreito ânus e o fazendo gemer de um modo alto, lotado de prazer, por mais que isso doesse demasiadamente - ARG! MPF! NHRG! MM!
  -Agora foi... - quando o membro estava completamente em seu interior, Ucrânia sentiu como se estivesse sendo rasgado ao meio pelo maior. O mais novo soltou um estridente gemido que talvez alarmaria os monitores que passassem no corredor, como França ou Noruega, porém eles nem ligavam mais, o sexo era a única coisa que eles precisavam desesperadamente. Rússia tentou aliviar a dor do menor com um beijo cheio de luxuria, que claro que não ajudou tanto, mas foi delicioso. A sensação dos lábios de unindo e das línguas se entrelaçando era divina. Depois de um tempo, o tricolor começou movimentos de velocidade média
  -ARG! RUSS! ARG... MPF! M-Mais! AH~ - luxuria, esse seria o melhor adjetivo para descrever aquele momento no banheiro. A cabine já estava excessivamente quente, o cheiro de sexo se espalhava pelo ar e os gemidos não poderiam ser mais contidos. Rússia começou a estocar em um nível extremamente veloz e forte, e com maestria acertava apenas a próstata de seu irmão. O menor estava com pequenas lágrimas nos olhos, implorando por mais e tão vermelho que poderia superar as listras de América - AGR! MMG! RUSS! RUSKI! NHARG! V-Vai m-mais f-foRTE! NHRG! E-EU VOU... 
  -C-Calma... E-Eu ta- MPF! -t-também!
  Rússia começou a masturbar o membro do bicolor, fazendo com que o prazer que ele sentia alcançasse pontos inimagináveis. Logo após disso, ele gozou. Depois de mais algumas estocadas o maior se desfez em seu interior também. Não era a primeira vez que eles transavam, muito menos em locais públicos, porém era uma das melhores. O menor se desfez nas mãos do maior. Prazer. Era o adjetivo mais preciso para definir como havia sido este período de aulas.
  -Parece que exageramos um pouco... Você estava tão fofo... - o mais velho retirou seu membro do menor e o ajudou a se limpar. Quando saíram da cabine, Russ depositou um beijo pequeno e suave sobre os seus lábios adocicados e sussurrou - Caso fique um pouco entediado durante a sua aula, não hesite em me chamar... - eles saíram do local - com Ucrânia mancando muito, pela dor em seus quadris - e se dirigiram para suas respectivas salas, cuidando para esconder bem as suas mordidas e chupões distribuídos por seus respectivos pescoços lisos - algo que não resultou muito bem para Ucrânia, fazendo com que Belarus o atormentasse o resto do dia, perguntando quem era a "sortuda". Mal ela sabia que ele havia tido um período incestuoso com Rússia. E minha nossa, que período, Ucrânia mal conseguia sentar-se direito pelas diversas dores.






  Em uma cabine isolada, lá estava o caçula, Estônia. Ele ainda estava no fundamental, com os seus quatorze - quase quinze - anos. Ele não era nada inocente, e ouvir tudo que aconteceu entre os seus dois irmãos, fez ele se perguntar...
  -Será que eu posso fazer isso com Fin? E-Ele vai gostar? - sem pensar duas vezes, ele ligou para o seu namorado - Fin... Você pode vir aqui agora? É... urgente...
 


Notas Finais


É isso... Caso queiram alguma história da preferência de vocês apenas mande uma mensagem para mim!
Byee!!!
russaucra!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...