1. Spirit Fanfics >
  2. Pérola Negra >
  3. Prólogo

História Pérola Negra - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Primeiramente isso NÃO é uma fanfic de Piratas do Caribe.
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 1 - Prólogo


  É uma linda noite, sem nuvens visíveis as estrelas estão mais aparentes e brilhantes que o normal. Da varanda da cobertura de luxo é possível ver aquela cachoeira estrelada. Nada poderia estragar minha noite, exceto o fato de o meu pé estar em cima do peito de um homem de meia idade que está deitado no chão.

  Seu olhar é de súplica, mas não vou matá-lo, não é esse o meu objetivo. O que eu precisava roubar já está em minhas mãos.

  – Por favor... Não me mate... – diz o homem do qual eu não me lembro o nome. Sua testa franzida em medo deixa-lhe aparente as marcas da idade. Ele não é velho, está no auge de seus 50 anos, cuida de sua aparência. Tiro meu pé de seu peito e ele se senta meio desajeitado no chão.

  – Eu achei que você me amasse... – diz choroso, os olhos inundados de mágoa e desdém.

  – Sinto muito, não costumo nutrir qualquer sentimento pelos meu alvos – saio andando a passos rápidos, antes que ele tivesse a chance de chamar a polícia.

  Em poucos minutos estava a caminho da empresa em meu Honda civic preto com vidro fumê. A temperatura é amena, típica de uma primavera Londrina. As ruas estão quase desertas, mas ainda era possível ver as luzes acesas nos apartamentos. Londres é linda a está hora, porém sou suspeita para falar. Um ser gatuno como eu ama a noite e toda escuridão e paz que ela pode trazer. Amo épocas de lua cheia onde a luz da rua nem era necessária, pois seu brilho iluminava cada canto desta velha cidade.

  Chegando no prédio, estaciono o carro e sigo em direção à sala principal, onde meu chefe me aguarda. Ele é dono deste prédio e o mantém com a ajuda de investidores que também lucram pelos roubos que nós, agentes de campo, como somos chamados, realizamos.

  Bato na porta e entro indiscretamente, atrapalhando uma conversa não tão importante do meu chefe com sua secretária, que nos deixa a sós sem pronunciar palavras. Sr. Culbert era meu chefe. Uma cara muito bem cuidado com seus 40 anos, pelo menos era o que dizia.  Está sempre bem arrumado em seus ternos pretos ou cinza grafite, os cabelos castanhos sempre bem penteados e um sorriso presunçoso em seus lábios.

  – Agente Haylok, que prazer em revê-la – ele sorri e eu apenas jogo a pequena maleta em sua mesa, sentando-me em sua frente logo em seguida – Vejo que cumpriu mais um caso antes do previsto, meus parabéns.

  Apenas sorrio exibida pelo meu ótimo desempenho. Sr. Culbert abre a mala e retira de lá uma caneta feita de ouro puro com alguns cristais. Aquilo devia valer milhares de libras.

  – Perfeita, como sempre, minha cara Haylok.

  – Sim sim, mas vamos ao que interessa. Minha folga está de pé? – pergunto com um brilho nos olhos.

  – Infelizmente não. Tenho mais um serviço e depois dele você pode tirar quanto tempo de folga quiser.

  – Então é algo muito valioso, para ter uma proposta dessas.

  – Sempre inteligente, nada menos do que minha melhor agente... feminina – ignoro seu último comentário e presto atenção nas imagens que parecem na TV ao lado da mesa.

  – Este é o diamante Adalion, 2.000 quilates e é muito valioso. Vale milhões – ele mostra imagem do diamante realmente grande e muito lindo – Acha que consegue pegá-lo?

  – Óbvio, eu tenho os melhores métodos de sedução. Não será difícil. E o responsável por essa belezinha, como é? – pergunto olhando com cara de deboche – E não me venha com velhos estúpidos que se acham donos do mundo porque tem umas libras a mais na conta bancária. Se for eu quero o dobro de tempo de folga.

  – Nesse caso temo que terei de te dar o triplo de tempo – ele diz meio sem graça.

  – O que o senhor está aprontando? – pergunto temerosa.

  – Adalion foi comprado recentemente em um leilão, último lance de 10 milhões de libras e...

  – Isto eu já entendi, estou interessada no dono – olho-o desafiadora.

  – Pois bem, a pessoa chama-se Katherine Turner, e é uma mulher...

  – Que alívio, já estava achando que era aqueles velh.... Espera, O QUE?

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...