História Perseguido - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Ly_Bennington

Postado
Categorias Linkin Park, Taylor Momsen
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Rob Bourdon, Taylor Momsen
Visualizações 23
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellooooo!
Desculpem nossa demora gente, espero que gostem do capitulo.
Perdão qq erro.
Boa leitura!

Capítulo 4 - Segredo do passado.



Brad Delson

O céu estava escuro, nuvens negras se formavam no céu,o cemitério estava cheio, Elisa tinha muitos amigos e familiares,eu estava devastado,não aguentava mais a ver dentro daquele caixão,estava tão pálida, eu chorava intensamente, meu amor não pode partir? O que farei sozinho agora?

- Não me abandona amor. - Cochichei sobre o caixão dela.

Senti uma mão em meu ombro, era Anna.

- Brad,é preciso enterra la. - Ela fazia carinho em minhas costas, seus olhos estavam vermelhos.

- Não Anna,deixa ela aqui mais um pouco.

Ela me olhou com preocupação,e chamou Mike que logo se aproximou.

- Cara,não podemos ficar mais, vamos, deixe eles enterrar.

Não tinha mais forças para adiar isto,simplesmente assenti e fui abraçado por Mike.

    ****

Eu já estava em casa,deitado em minha cama fitando o teto,olhos vermelhos, corpo cansado,um vazio imenso no peito,e apenas a vontade de chorar persistia. Ouço batidas na porta,resolvi fingir que estava dormindo, eu queria ficar sozinho, mas a pessoa era insistente e continuou a bater.

- Entra! - Falei a contra gosto.

- Eu pensei que teria que derrubar a porta. - Falou ele entrando no quarto.

- Só podia ser você, Chester.

Ele se aproximou da cama e sentou.

- Você precisa tomar um banho cara.

- Depois Chaz,depois.

- Depois não Delson,agora,tem que tirar esse cheiro de cemitério!

- Eu vou tirar, daqui a pouco. - Virei de lado.

- Brad... eu ainda lembro que você tinha algo a me dizer.

- Não sei do que você está falando. - Fechei os olhos fingindo está com sono.

- Nem vem! - Ele puxou meu braço me fazendo olhar para ele. - Você sabe que sou seu amigo, e quero que conte logo.

Levantei e sentei na cama.

- Posso até contar, mas você acredita que estou sendo perseguido?

- Sinceramente? Não.

- Okay,obrigado pela ajuda.

Quando ia voltar a deitar ele impediu.

- Conta primeiro, vai ver eu acredito.

- Preciso desabafar com alguém mesmo né... eu transei com a Taylor,depois do ocorrido no baile.

- QUE? Me conta osso direitinho! Por que nunca nos disse nada??

- Espera,vou contar. Então...


Flash back on

Após ter seu beijo rejeitado por Brad, Taylor ouviu algumas pessoas rindo e debochando do que aconteceu,uma raiva invadiu o interior dela,ela foi até uma mesa com bebidas,pegou um dos copos e jogou com força em direção ao garoto,que por sorte se abaixou e não foi atingido.

- EU ODEIO VOCÊS! - Gritou ela ao sair correndo do salão.

Brad ficou paralisado com a cena,mas algo dentro dele falou para ir atrás dela. E assim ele fez.

A encontrou chorando sentada do lado de fora.

- Taylor...

- O que você quer Delson? - Ela levantou e se pôs a frente dele. - Me humilhar mais? Dizer que o beijo foi terrível?

- Na verdade eu quero pedir desculpas,não deveria ter rejeitado daquela forma na frente de todos.

- Agora é tarde Delson. - Ela virou de costas.

- Não, não é, eu posso tentar concertar isso. - Falou ele puxando no braço da garota a fazendo ficar bem próxima a ele.

- E como você o faria?

- O que você sugere?

- Sexo Delson.

- O que? Esta falando sério? - Ele perguntou surpreso.

- Sim,eu estou,agora está com você, eu não ligo para o que aqueles idiotas falam de mim,chega de chorar por imbecis.

- Eu não sei o que dizer.

- Simplesmente diga se quer ou não transar comigo. - Ela o empurrou contra a parede e pôs uma mão sobre a calça dele.

- Foda-se o mundo, eu quero.

Taylor sorriu e encostou seu corpo no dele,colocando a mão em volta de seu pescoço e o beijando sensualmente,mordendo seus lábios de leve.

- Não podemos fazer isso aqui. - Falou ele ainda de olhos fechados em meio ao beijo.

- Lógico que podemos.

Ela puxou em seu braço o levando até a um pequeno beco que havia ao lado do local do baile, estava escuro e propício para o que iriam fazer.

Assim que o encostou na parede, Taylor abaixou o vestido deixando os seios à mostra de Brad,pegou as mãos dele e as colocou sobre eles.

- Aperta gostoso Brad!

Ele apertava e massageava os seios dela, enquanto colocou os lábios em volta do pescoço dela,distribuindo vários chupoes,o que fez a garota soltar leves gemidos.

As mãos de Taylor passeavam sobre as costas de Brad,ela levantou a camisa dele,a retirando em seguida, o arranhando. Ele colocou a mão na barra do vestido dela e o puxou verozmente.

- Tira logo! - Disse ela abaixando a calcinha que vestia até retira la por completo.

Taylor abaixava a  roupa dele e acariciava seu membro. Ele levantou uma das pernas da garota a posicionando a altura de sua cintura,colocou a mão sobre a intimidade dela,fazendo movimentos giratórios,de maneira lenta, ora pressionando a ponta dos dedos em seu clitóris.

- Isso Brad,me deixe molhada! - Ela gemia.

Ele começou a pressionar um dedo na entrada úmida dela,ouvindo a respiração acelerada e o gemido. Soltou a intimidade dela,e agarrou lhe dando um beijo ardente,apertando suas costas,descendo até a bunda,enquanto ela brincava com seu membro, que a essa altura estava totalmente ereto.

Brad pegou um pacote de preservativo que estava consigo e o abriu, logo protegendo seu membro.

Pegou Taylor no colo,a fazendo encaixar em sua cintura,a segurando com força enquanto introduzia a cabeça do pau dentro dela.

- Isso,me foda,delicia!

Assim ele fez,começou leves estocadas,sempre a beijando, apertando forte na bunda dela, a prensando com força contra a parede.

- Isso, não pare !

- Que gostosa,você é tão quente Taylor!

Ela puxou os cabelos dele e cravou os dentes com certa força no pescoço dele.

- Aaah! Isso doeu!

- Cala a boca e me fode caralho!

- Puta safada,vou te fuder até você gozar!

Ele aumentou o ritmo das estocadas,até ambos não aguentar mais e chegassem ao ápice do prazer.

Flash Back off


- Por que nunca nos contou isso? - Disse Chester.

- Vocês iam me zoar eternamente por ter transado com a "bruxa".

- Cara,não acredito que isso aconteceu mesmo.

- E você não vai contar isso a ninguém, ouviu Bennington

- Eu sei guardar segredos. Agora você precisa de um banho e descansar.

- Sim,eu vou.

Chester levantou da cama e foi indo embora,mas antes de sair,me alertou.

- Qualquer coisa, é só gritar, vamos conversar melhor com calma depois.

- Valeu Chaz,chamo sim.

Assim que Chester saiu do quarto,fui ate o banheiro tomar banho,tirei a roupa e entrei dentro do box. De frente para a parede, liguei o chuveiro e senti a água cair,fechei os olhos e comecei a relaxar, até sentir um calafrio percorrer meu corpo fazendo-me abrir os olhos automaticamente e virar de frente.

Me assustei ao da de cara com Taylor que estava por trás do vidro do box.

- Contando o nosso segredinho baby? Eu vi!




Notas Finais


O que estão achando do Brad,e da Taylor??
Obg por lerem!
Esperamos a opinião de vcs
Até o próximo,bjinho♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...