História Pesadelo ou um Sonho ? (Imagine - Hot - Jung Hoseok) - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Escritorajung, Hoseok, J-hope, Jimin, Jung Hoseok, Park Jimin, Revelaçoes, Romance, Tragedia
Visualizações 47
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie

Cheguei aqui com esse capítulo que veio das cinzas ksks espero que gostem, leiam as notas finais amores♡

☆ATENÇÃO= Esse capítulo contém violência e luta corporal, caso não goste apenas feche a página, e seja feliz :3

Desculpem os erros!

I love my readers!

Boa leitura!

Capítulo 30 - Você não sente mais nada por mim, não é?


[Narração on]


Kaori sentiu seu rosto arder, "por que ele não aperta a droga desse gatilho?!" pensava ela, Namjoon se mantinha firme em segurar a ruiva, se sentia confuso pelo que Jungkook revelou sobre Kaori, estava triste por seu amigo, Hoseok se sentia em pleno transe, sua mente rodeava outro lugar, ao lado de um garota ruiva, ele ria e se divertia, piscou várias vezes e voltou a realidade lembrando que, aquilo jamais havia existido e nunca existiria. Respirou fundo e voltou a si.

A ruiva acertou a canela de Namjon e bateu sua cabeça em seu rosto e ele afrouxou seu aperto cambaleando para trás, a fazendo se soltar, se abaixou e em um instante jogou um pequeno punhal em direção a Kaori, Lucy entrou na frente recebendo o golpe em sua barriga, Kaori não sabia como agir, o corpo de Lucy foi devagar caindo sobre o seu e ela o segurou o apertando forte.

Vitória se virou e se sentiu ser jogada longe por um murro em sua boca, Hoseok andou depositando sua raiva no chão e apertando a ponto quarenta com força, a ruiva que começava a se sentar no chão caiu novamente com o corpo no chão e Hoseok pôs suas pernas ao seu redor, segurou a ponto quarenta com outra mão, e com seu punho no alto e tremendo, começou a desferir golpes no rosto da ruiva que começava a se encher de sangue.

-Eu não queria matar você tão facilmente querida, eu tinha que te fazer sofrer, antes de honrar minha promessa.

-Ao menos agora.-Tossiu ela com o rosto forrado de sangue.-Uma das suas protegidas vai morrer... E você sabe que a culpa será sua, de novo a culpa será toda sua!Como foi com sua mãe! Com seu irmão e com seu filho que nem nasceu!-Gritou ela, os ouvidos de Hoseok se eriçaram ao ouvir sua amada chamando Lucy, e ele engole seco, ao lembrar que de tudo, ter perdido seu filho lhe doía assim como sua mãe, e seu irmão. Agora Lucy também iria.

-Como sabe disso?

-Jungkook tratou de...-Tossiu sangue.-Me colocar a par de tudo.

-Você vai morrer, e eu vou te matar e me deliciar enquanto sua vida se vai, seu corpo vai ser cortado em pedacinhos e jogado no oceano, aonde nem sua alma terá companhia.

-Espere, Hoseok, você não...

Ele sorriu inconscientemente, puxou o gatilho atirando em seu peito e seguiu tiros até sua garganta, e sussurrou perto ao pé do ouvido da mesma.

-Nos vemos no inferno, vadia.-E olhando em seus olhos desesperados, atirou na testa da ruiva.

Dez segundos foram o suficiente para que ele caísse na realidade e se levantou dali observando o rosto paralisado e assustado congelado no rosto de Vitória, ele se virou e olhou toda a sala a procura de alguém mas estava vazia, fechou os olhos expulsando deles as lágrimas que correram seu rosto, suas mãos machucadas e sujas de sangue puxaram seus cabelos com força enquanto ele gritava com todo o ar de seus pulmões. Respirou o máximo que pôde se afastando do corpo.

Ele pegou o celular de seu bolso e ligou para Namjoon, respirando fundo, andou até o andar de cima, pegou qualquer roupa e foi para o banheiro.

-Você está bem?

-Não, aonde vocês estão?

-Hoseok...

-Me passa a merda do endereço ou eu rodo a cidade atrás de vocês!

Namjoon lhe passou o nome do hospital e ele desligou, tirou suas roupas de seu corpo e banhou em um passe de luz, pegou algum dinheiro em seu escritório, e desceu rapidamente até sua porta dando de cara com um segurança desmaiado, desviou dele e mais três entrou dentro do carro e o ligou indo direto para o endereço dado por Namjoon.

Chegou rápido, e saiu quase em um pulo do carro, pegou a mala e foi em direção a porta do hospital, entrou ali e foi diretamente para a sala de espera, encontrando Namjoon abraçando Kaori, sua vontade de matá-la havia se tornado raiva e decepção, sentou ao lado de Namjoon e o mesmo o olhou curioso, segurou pequenas lágrimas que corriam suas bochechas e olhou o amigo, que tinha um olhar distante e totalmente vago.

-Como ela está?

-Ela teve perfuração em alguns lugares, não sabemos de muito.

-Hoseok, nós precisamos conversar.-Kaori se levantou e respirou fundo colocando as mãos em seus bolsos.

Ele se levantou olhando vago para ela, sentia vontade de abraçar seu corpo, mas conteve seu sentimento de amor, assim como conteve a vontade de nunca mais olhar em seu rosto, a mesma caminhou para fora do hospital, lá fora, sentou em um banco, esperando que ele se sentasse ao seu lado, o que ele fez, olhou o nada e dobrou sua perna.

-Sobre o que Jungkook falou...

-Qual parte?

-Todas, eu quero que saiba que eu não não fingi, nada. As lágrimas no casamento, seu filho, tudo foi real.

-Sério? Então desde quando parou de fingir, e se tornou algo que sentia de verdade?

-Durou uma semana mais ou menos, mas foi... Diferente, quando eu, quando nós estávamos juntos no meu quarto, e quando você me afirmou as coisas e se desculpou por tudo, desde ali eu senti que eu... Que eu amava você. A-Antes eu não podia, não podia admitir pra mim mesma que sentia algo assim por você, era insano.

-Eu senti que estava tendo algo a mais por você desde que você me sorriu, me desafiou, tive certeza no dia em que fomos a casa de Chul Moo, eu tive medo que você morresse, Namjoon cuidaria bem de você mas eu senti medo, eu não sei por que estou falando isso agora, talvez por que você tenha destruído isso.-Sorriu.-Eu me odiei tanto por mandá-la para... E no final você que tinha a carta final.

-Eu te odiava, eu fiquei tão destruída por dentro, eu só queria sumir e nunca mais ver ninguém, e Jungkook me ofereceu isso, eu não tive como recusar! Além de que eu morreria se não aceitasse sua proposta.

-Eu entendo. Entendo seu ódio, entendo sua tristeza, de achar que tudo dê errado por sua culpa, não posso mentir e falar que descobrir isso não abalou um pouco tudo, mas eu entendo você, sua vontade de me matar não era uma novidade.

O celular do moreno tocou e o mesmo o pegou e o atendeu.

-Alô?

-Hoseok, acabei de chegar no apartamento da sua esposa, o tapete está só o sangue, ela está estirada bem aqui.

-Certo, saia daí e pegue um vôo para cá imediatamente.

-Ok, Até Hoseok.

Kaori se sentia um tanto aliviada, encostada no banco esperando que ele terminasse a chamada, pensava e pensava.

-Hoseok, você não está bravo comigo?

-O que você acha? Devo estar feliz?

-Eu faço qualquer coisa para que possamos voltar, mas não quero sentir essa culpa.

-Vamos ser realistas.-Retirou a mão dela da dele delicadamente fazendo a garota se retrair.-Você quebrou minha confiança, droga, bem mais que isso.

-E eu estou aqui! Pedindo perdão pela merda que fiz, eu não sei o que faria se ele te matasse Seok.

-Ficaria feliz, já que pediu minha cabeça e deu-se a ele.

-Hobi…

-Estou confuso.

-Então vou ser direta.-Disse e ele a olha.-Você não sente mais nada por mim, não é?

[Narração off]


Notas Finais


Suspense no ar, junto de um pouco de dor e sofrimento ksksksks além do drama que sou perita sksks

Gente, tô postando pelo celular pelo, me digam o que acharam do cap por favorzinho amores ♡☆♡

Obrigado por tudo até aqui, a história está na reta final mas ainda sem previsão de quantos capítulos vão ter mais a frente okay? OBRIGADENHA ♡

Me segue para acompanhar as atualizações e saber de algum imagine novo ou capítulo atualizado ♡ favoritem e comentem ^^ mandem solicitação, se quiserem conversar também estou aqui ^^

Até o próximo cap!

Bjs da TiaJung!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...