História Péssima escolha (Vkook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Apenas 3 Capitulos, Bottom!taehyung, Jungkook, Taehyung, Top!jungkook, Vkook
Visualizações 49
Palavras 2.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Literatura Feminina, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi! Gente desculpa a demora, mas... Eu sou um pouco tímida no quesito escreve lemon, eu espero que vocês gostem. Por favor desculpem a demora e os erros, principalmente os erros; pois eu não revisei, a vergonha não me deixa revisa-lo. Depois eu vou ler e corrigir os erros, mas não agora.
Boa leitura.

Capítulo 2 - Dois


...Continuação

O beijo está tão bom que sem perceber já estou em cima do colo dele.

– Vamos  pró quarto? – ele diz dando uma pausa no beijo.

– Por que ainda estamos aqui?

– Bom garoto. – ele diz se levanta.

Assim que ele levanta, eu entrelaço minhas pernas em sua cintura e volto a beija-lo. Não queremos sair do clima, certo?

Ao chegarmos no quarto ele senta na cama, comigo ainda em seu colo, e pega em minha cintura fazendo-me rebolar sobre seu membro. Enquanto ele controla minha cintura eu puxo, levemente, algumas mechas de seu cabelo.

– Puxa mais. – ele disse saindo do beijo.

– Você que manda. – puxo um pouco mais forte.

– Adoro sexo selvagem. – disse ele mordendo o lábio inferior.

Decide não falar nada, apenas dei uma leve mordida no lábio dele e tirei sua camisa.

– Você é cheio de atitudes. – ele disse levantando e me deitando na cama. – Minha vez de ter atitudes.

Ele tira minha camisa e volta a e beijar, ao mesmo tempo que sara seu membro, semiduro, no meu. Dou um leve gemido ao sentir sua mão descer até meu membro e aperta-lo, por impulso puxo seu cabelo o tirando do beijo.

– Gostou? É, eu também gostei, desse puxão. Vou te beneficiar por isso.

Ele começa a me beijar, fazendo um caminho de beijo por meu pescoço, peito, abdômen, até chegar no cós da minha calça, que rapidamente já estava no chão. Ele a tirou em questão de segundos.

– Delicia. – ele lambe meu membro por cima da cueca.

Ele retira minha cueca e começa a me masturbar, ao mesmo tempo que me olha com uma cara de safado. Com certeza ele esta amando me ver enlouquecer com seu toque.

– Da para você chupa logo? – perguntei meio ofegante.

– Calma bebê.

Ele desce sua boca até meus testículos e começa a chupa-lo.

– Ai, meu, Deus. – disse com a voz um pouco falhada.

Ele começa a fazer movimentos circulares com a língua no meu testículos.

– Jungkook porra, chupa logo.

– Claro... – ele para de chupa meus testículos  e me olha. – Só porque você acertou meu nome.

Ele pega meu pênis o coloca na boca e começa a chupa-lo.

– JUNGGU!!! – gritei seu nome.

Acho que saiu errado, espero que ele não tenham percebido.

Sentir a boca quente do Jungkook em meu membro me fez ir ao delírio, e sem perceber sinto algo saindo de mim, será o líquido pré-ejaculatorio?. Por impulso agarro o cabelo dele e começo a conduzi-lo, para frente, para trás, para cima e para baixo. Confesso que na parte de conduzi-lo para baixo, exagerei um pouco, desci de mais e acaba ficando sufocado.

– Wow, que adrenalina. – ele tosse – Faz de novo.

– Não. Agora é minha vez. – sai de baixo dele e o deitei na cama. 

– Vamos ver o que você sabe fazer.

Subi no dele e começo a rebolar enquanto vou me aproximando do seu rosto.

– Não me subestime. – sussurrei em eu ouvido.

Desce minhas mãos até sua calça e a tirei juntamente com a cueca, logo seu pênis, ereto, pulou fazendo-me fica com água na boca. Rapidamente agarrei o pênis dele e comecei a masturba-lo, mas não demorou muito tempo para me abocanha-lo.

Como é minha primeira vez começo de vagar e não vou muito fundo, mas com o passa de alguns minutos começo a chupa mais rápido. Ele agarra meu cabelo me guiando, mas não acompanho seus comandos; pois fui mais rápido. Esse meu ato, de ir mais rápido, resultou em seu líquido pré-ejaculatorio.... E do nada ele puxa meu cabelo para cima tirando seu pênis de dentro da minha boca, fazendo-me derramar todo o líquido que estava em minha boca.

– QUE BOCA MARAVILHOSA!!!

Eu o olho com um olhar de: quero mais.

Não sei porque ele fez isso.

– Não me olha assim.

– Então não me atrapalha. – disse e voltei a chupa-lo.

E novamente ele me pura para cima.

Para com isso.

– Vem cá! – ele diz me puxando.

Selamos nosso lábios num beijo excitante e rápido.

– Espera aqui. –  ele disse saindo da cama.

– Onde você vai?

– Calma bebê... – ele vai até uma cômoda abri a primeira gaveta e pega algum coisa. – Só fui pegar isso. – disse voltando para cama.

Ele me mostra um preservativo e um potinho. Acho eu é o lubrificante.

– Só uma pergunta: Você já transou antes?

– Não.

– Ta  certo, mas, isso vai doer um pouco.

Ele separa minha pernas, pega o lubrificante e pesa em um dos seus dedos. Ele introduz seu dedo, já lubrificado, no meu ânus e fica o movimentando.

Para ser sincero achei que isso ia dor, mas não doeu, não senti nada além de um leve incomodo. Mas, não demorou muito para que o leve incomodo se tornasse em um grande incomodo. Ele tira seu dedo pega, novamente, o lubrificante e passa por toda sua mão, mas ele só introduz dois dedos, isso foi o suficiente para me fazer solta um vele gemido, mas não de prazer e sim de incomodo; pois o leve incomodo agora está incomodando muito, além de que está ardendo.

Ele começa a movimentar seus dedos com movimentos lentos. Pra aliviar a dor ele pega meu pênis e o masturba. Acho que ele percebeu que isso está doendo. Porém, no mesmo momento em que ele percebeu que eu havia esquecido a dor e fiquei focado apenas no prazer da sua masturbação, ele começa a movimenta, seus dedos, rápido.

– Ai. – reclamei baixinho.

No momento em que reclamei ele para os movimentos e começa a abrir seus dedos como se fosse uma tesoura. Pra que fui reclamar? Isso dói mais que o outro. Depois de alguns segundos ele para de movimenta-los e apenas os deixam abertos, aos pouco ele começa a tira-los.

– Ai, fecha esses dedos... Isso ta doendo! – disse quase gritando.

Ele não fala nada apenas continua tirando os dedos. Após retira-los ele pega o preservativo coloca em seu pênis e passa uma quantidade generosa do lubrificante por cima do preservativo.

– Isso vai doer mais ainda. – ele aproxima seu pênis da minha entrada. – Não se preocupe, vou ser o mais carioso possível.

– Ok.

Ele vai inserindo seu pênis dentro de me, o que faz eu soltar um gemidos de dor. Após colocar todo o seu pênis ele o deixa parado, lá dentro, e deita por cima de mim, me dando um beijo calmo. Acho que esse beijo serve como conforto. Depois de alguns minutos parado, dentro de mim, ele começa a se movimenta devagar enquanto me beijava. Não sei se me concentro em seu beijo ou na dor que estou sentindo, os dois estão tendo uma influência, impressionante, sobre me.

–  Vamos aumentar um pouco? – ele sussurrou em meu ouvido.

– Hum Rum...

Ele começou a se movimenta mais rápido, que antes, ao mesmo tempo que dava chupões em meu pescoço. Por mais que a dor seja grande, não posso deixar que ela me domine, tenho que esquece-la, tenho que me concentrar apenas no prazer.

– Jung-jung-kook! – gemi baixinho.

– Não tenha vergonha. – ele disse dando uma pausa nos chupões. – Pode gemer com vontade. – ele volta aos chupões.

Não falo nada, apenas agarro seu cabelo e começo a puxa-lo para trás o impedindo de dar os chupões.

– Se você continua puxando, vou te foder mais! – ele me olha malicioso.

– Então fode! – disse puxando, novamente, o cabelo dele.

Ele se apoia as duas mãos na cama e começa a se movimentar rápido, arrancando-me vários gemido, gemidos de prazer misturado com dor. Por puro impulso minha mão vai até a bunda dele e a aperta – que bunda maravilhosa – fazendo ele dá uma estocada profunda em me, – toda ação tem uma reação, lei de Newton – que resultou num gemido alto. Por pura maldade, eu cravo minhas unhas no começo da costa dele e vou subindo arranhando toda sua costa, tenho certeza que isso ta doendo.

– Vamos mudar de posição, mulher gato? – ele dá dois tapinhas na minha coxa, retirando seu pênis de dentro de mim.

– Agora que eu estava começando a gosta.

– Você vai gosta disso também. Vira, fica de quatro.

– Você que manda. – fiz o que ele mandou.

– Eu que mando? Então... Fica assim.

Ele deita minha cabeça na cama e coloca meus braços para trás, os prende com suas mãos, me deixando completamente sem apoio.

– Assim incomoda.

– Xiu! Eu que mando.

Ele recoloca seu pênis dentro de mim e volta a estocar, eu apenas solto o que ele quer escuta: gemidos.

– Jungkook... Solta minhas mão. – disse meio manhoso.

– Não... Tudo bem, eu solto. – ele solta minha mão. – É bem melhor puxar o cabelo. – ele agarra meu cabelo fazendo minha cabeça ir para trás.

– Que agressividade... Gostei! – falei com voz sexy.

– Xiu! – ele dá um tapa na minha bunda.

– Ai Jung-kook... I-i-isso doeu. – disse entre gemidos.

– Que bom. – disse e deu mais um tapa.

– Ok, ok, eu me calo.

Esses tapas doeram, mas eu gostei e quero mais.

– Bom garoto, mas não ache que eu  vou parar com os tapas. – ele dá ouro tapa.

Ele está sendo maravilhoso, mas eu quero mais, quero mais prazer, mais gritos, mais gemidos, mais estocadas, quero que essa noite seja inesquecível.

Pra não deixa ele fazer todo o trabalho sozinho começo a movimenta minha cintura, acho que esse meu ato está dando mais prazer a ele; pois escuto uns gemidos vindo dele.

– Oh Tae, você está tentando competir comigo? Então vamos competir... Vamos ver quem dá mais prazer ao outro.

Ele solta meu cabelo pega em minha cintura e começa a dá estocadas profundas e rápidas, fazendo-me parar de movimenta minha cintura por conta do prazer. Minhas mãos agarram os lenços o apertando, meus pés se encolhem, minhas pernas começam a ficar bambas... Até que... Elas não aguentam a preção e caem, fazendo todo meu corpo ir junto.

– Oh! Oh! – falei ofegante.

Ele deita em cima de mim e sussurra em meu ouvido.

– Eu ainda não acabei.

– Ta, mas... I-is-sso foi... Foi bom... Fa-faz de novo.

– Cala, respira... – ele respira fundo – Não se preocupe, vou li dá mais.

– Mas não pode ser de quatro, minhas pernas ainda estão bambas.

– Ok! Vamos tenta outra coisa. Vira de frente para me. – ele diz saindo de cima de mim.

Eu viro de frente para ele, ele pega uma das minhas perna, a esquerda para ser bem claro, e coloca em seu ombro.

– Suas pernas vão  ficar relaxadas depois disso.

– É o que espero. – disse num tom sarcástico.

Ele se posiciona, ficando confortável, e então coloca seu pênis dentro de mim. Começa com estocadas fracas, mas rapidamente elas aumentam. Essa posição é boa para nós dois, já que posso ouvir seus gemidos.

– Oh Tae! Tão bom!... – ele fala entre gemidos. – Deixa o Jungkook aqui ti dá mais prazer.

Ele garra meu pênis e começa a masturba-lo, ao mesmo tempo que me penetrava. Seus movimentos em sincronia me levam ao delírio, fazendo meus pelinhos ficarem arrepiados, meu corpo encolher e minhas mãos apertarem os lenços como se o prazer, que estou sentido, fossem sumir ao aperta-los... Sinto uma quentura, prazerosa, subir por meu pênis.

– Jung-kook... Eu, eu... Eu vou...

– Agora não. – ele diz diminuindo a velocidade de ambas parte.

– Agora sim! – me desfiz em minha barriga. – Fio mal.

– Sem problema. Minha vez.

Ele tira minha perna de cima do ombro e continua a estocar, mas desta vez sem ser muito bruto, ele apenas curti o momento. Não demora muito para ele tirar seu membro de dentro de mim. Após tira-lo ele retira o preservativo e começa a se masturba, em minha frente, até que despeja seu gozo em minha barriga.

– Foi ótimo. – ele diz deitando ao meu lado.

– Foi sim.

Ele vira para o meu lado e me olha.

– Vamos para o segundo round, no bainho? – ele faz uma expressão maliciosa.

– O que? – pergunto meio assustado e surpreso.

– É brincadeira! – ele diz rindo. – Vamos tomar banho, não quero que você durma assim.

Que fofo!

– Ta.

Ele levanta da cama.

– Vem! Você consegui andar?!

– Sim... – levanto. – Dói um pouco, mas sim.

– Se você quiser eu te levo até o banheiro.

Que fofo!

– Não precisa, obrigado!

– Ta certo. Vem, é por aqui. – ele coloca a mão em meu ombro e me guia. 

Chegando ao banheiro ele abre o box e dá passagem para me entrar – cavaleiro – e logo em seguida ele entra, nós tomamos banhos juntos. Após tomarmos banho voltamos para a cama e deitamos de bruços.

– Tae... Hyung? – ele me chama. (Obs. Não é "hyung'' de irmão mais velho, e sim do nome do Tae)

– Oi. – viro o olhado.

– Vamos fazer diferente. – ele vira para me 

– Diferente como?

– Após duas pessoas, desconhecidas, transaram é super normal elas deitarem uma do lado da outra e dormirem, certo?

– Certo.

– Vamos fazer diferente, porque, não estamos em um pornô onde o sexo é a única coisa que importa... Vamos... Vem. – ele dá dois tapinhas em seu peito.

– O que? – pergunto confuso.

– Deita aqui!

Não falo nada e nem faço nada, apenas o olha confuso.

– Por favor, Taehyung, seja um pouco sensível.

Ainda, continuo sem esbanjar emoção nenhuma.

– Você quer que eu peça, por favo, de novo?... Tá.... Por... – o interrompi.

– Não precisa. – deito minha cabeça em seu peito.

– Obrigado! – ironizou.

– De nada. – falo rindo.

Ele dá uma risadinha e começa a fazer cafuné em me, ao sentir a mão dele me alisando meu coração dispara.

– Sabe... Essa noite foi ótima.

– Também achei. – falei tenso.

– Você está bem? – ele me olha.

– Sim.

– Você parece tenso. Tem certeza que você está bem?

– Tenho sim... Boa noite.

– Boa noite... – ele diz rindo e dá um beijo na minha testa. – É, boa noite.

O coração que estava desesperadamente acelerado, por conta do cafuné, agora está paralisado.

Depois desse beijo, que parece mais um tiro, eu dormi.


Notas Finais


O que vocês acharam? Ficou bom? Cheguei perto das suas expectativas?
O próximo saíra rápido, porque não é lemon. Por favor não me odeio no próximo capitulo.
Eu juntei os últimos capítulos porque eles ficaram muito pequenos, então isso significa que não vai ser cinco capitulos e sim três, desculpem por isso também.
Boa noite.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...