História ( Peybrina ) i hate u , i love u - Capítulo 14


Escrita por:

Visualizações 594
Palavras 5.680
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Confusões


Fanfic / Fanfiction ( Peybrina ) i hate u , i love u - Capítulo 14 - Confusões

Cheguei em casa chorando descontroladamente , de princípio minha mãe não sabia o que fazer

 _ o que houve filha ? Você está me assustando _ diz minha mae vindo até mim

—não adiantou nada mamãe , o Pey vai para a Califórnia _ disse entre os soluços _ ele me deixou mamãe ... O Pey foi vai embora _ disse com a voz falha

—Oh filha não fique assim, ele não te deixou apenas está trilhando o caminho dele_ diz mãe que pôs minha cabeça nos seus ombros

— e que caminho é esse que separa as pessoas do nada!? _ disse entre o choro


— a vida _ diz mãe

 

Minha mãe é a melhor consoladora que existe.
Ficamos um bom tempo conversando

 

— agora vá deitar , relaxe tá bem meu amor _ diz ela e beijou minha testa

 

E aqui estou,deitada em minha cama olhando para o teto e tentando não chorar .
São lembranças e mais lembranças vindo em minha mente , os olhos marejados escultando Shawn Mendes porém ouço passos no corredor e em poucos segundos alguém abre a porta do meu quarto

 

—SABRINA !!! O que é que você ainda tá fazendo aqui ?_ diz Corey me deixando assustada

— Corey você invadiu meu quarto e ainda entra sem dizer nada com nada !_ disse

— o pey tá indo embora _ diz ele agoniado

—é é eu sei ... E ?_ disse desanimada

— E ? E você não vai fazer nada ?_ pergunta ele _ O vôo dele sai as cinco. Corre atrás do seu amor.  Ele tá super mal porque não está nas mãos dele . Os pais dele adiantaram o vôo porque tem que trabalhar e não sei o que não entendi direito. Não deixe ele partir _ diz Corey

— e vc acha que vai dá tempo ? _ disse

—eu te levo até o aeroporto_ diz ele 

— Corey você é um amor . Te amo , te amo , te amo _ disse dando beijinhos no rosto dele

— Vem logo sua boba _ diz Corey sorridente _ já expliquei tudo pra sua mãe, agora se veste logo e vamos _ diz Corey me apressando


—mãe mãe toda vez que o Corey aparecer aqui pode deixar ele invadir meu quarto _ disse saindo as pressas e minha mãe ri sem parar



 

POV. Peyton

 

Estou a caminho do aeroporto , meu pai dirigindo e falando do que ele planeja para mim mas minha mãe percebe que eu não estou nem um pouco interessado.

 

— filho ? Você tá bem ?_ diz minha mãe olhando preocupada para mim

—sim estou ..._ disse forçando um sorriso _ Bem ... na verdade não _ disse a verdade

—Por que ? Lá você vai ter tudo que precisa,garoto _ diz meu pai

—o que eu preciso ou o que você precisa ?_ disse o contrariando e ele não reagiu bem como isso

—Elisabeth ... Ele está me contrariando ?_ diz meu pai irritado

—Peyton meu filho,você não quer ir, não é mesmo ?_ pergunta minha mãe

— é mãe, eu não quero !_ disse como um alívio por minha mãe compreender o que se passa na minha cabeça  

—não tem querer . Nós vamos para a Califórnia e ponto._ diz meu pai irritado

— não é bem assim Robert . O menino não quer ir . Por um segundo tenta estar no lugar dele , ele está perdendo tudo que conquistou , a escola , o trabalho , os amigos , a namorada . A vida dele tá aqui ,Podemos até mudar de país mas nós não podemos mudar isso_ diz minha mãe enfrentando meu pai

—bando de sentimentalismo inútil . A vida dele é onde quisermos que seja _ diz meu pai sem dá importância no que foi dito

—não! _ disse sério

—Peyton se controla , seu pai tá dirigindo _ diz minha mãe nervosa e amedrontada

—Quer saber, tô cansado de ser seu fantoche , que você faz o que quer , que sempre é manipulado, cansei de fazer tantas viagens atrás dos seus sonhos . Porque no final quem sai prejudicado sou eu _ disse com firmeza e meu pai respira fundo tentando manter controle

_para de bobagem você não sabe o que tá falando _ diz meu pai

—Robert ele só quer ficar! o que isso tem de errado?_ diz minha mãe

—Eu quero ficar aqui com os meus amigos,com a Sabrina _ disse

—Já entendi _ diz ele rindo forçadamente _ é por causa dessa menininha que você está assim, é por causa dela que você pretende perder uma oportunidade dessas ? _ diz meu pai em um tom grosso

— sim é por ela e por mim também. Já estou farto de viver viajando igual uma mercadoria mas parece que o senhor nem nota _ disse

—não posso acreditar.. você vai largar tudo por causa de qualquer uma é isso que você tá dizendo MENINO ? _ diz ele estressado
 

— ELA NÃO É QUALQUER UMA ! _ gritei ao ouvir ele falar assim da Sabrina _ElA É DIFERENTE _ disse ainda trincando de raiva

—Diferente ?_ pergunta meu psi rindo sarcasticamente _ diferente até você achar outra ou você pensa que eu não te conheço _ diz meu pai sério

_parem por favor, parem de brigar !!!_ diz minha mãe aflita

—para o carro _ disse

—eu não vou parar nada ! _ diz meu pai com firmeza

—PAI PARA A PORRA DESSE CARRO ! _ gritei extremamente descontrolado


— eu já te falei que não VOU PARAR ! _ gritou ele de volta

—Robert para o carro agora! _ diz minha mãe em um grito que surpreende meu pai, que diante disso resolve parar

—se o senhor quiser viajar pode ir, vai .. mas não conte com minha presença_ disse abrindo a porta do carro

— VAI ! PODE IR ... DEPOIS não se arrependa do que fez_ gritou meu pai com fúria e vários chingamentos

Acho que nossa relação não será a mesma.
Mas ele tem que entender que sou eu que tenho que decidir por mim mesmo, eu que faço minha vida, não ele.

 

 

POV. Sabrina 

 

—Anda Corey ... Corre mais rápido !!! _ disse agoniada

—Corey: Sabrina eu já estou a 90km numa pista de 60km então será que dá pra parar com tanta insistência ?!

— desculpa está te perturbando. É que o tempo tá passando e eu não paro de pensar se o Peyton já embarcou _ disse desanimada
 

Minutos depois

 

—chegamos no aeroporto _ diz Corey _ vai CORRE _ grita ele e eu desço do carro

—você não vem ? _ perguntei

—depois... não posso estacionar o carro aqui. Agora vai logo _ diz ele

— tá bem ! _ disse e ele rir

 Entrei no aeroporto correndo ... Mas logo algumas pessoas me avistaram e começaram a vir em direção à mim 

—Sabrina carpenter Sabrina Carpenter , tira uma selfs comigo ? _ dizia algumas pessoas

—Um autógrafo ?_ dizia mais pessoas

—gente dá licença _ disse tentando sair Dalí _ Gente eu preciso ir alí _ disse forçando um sorriso

—OLHA O BRUNO MARS alí ! _ alguém gritou e toda galera saiu a procura do Bruno Mars

_ oi _ diz Corey sorridente

—foi você né?_ disse rindo _ obrigada, mais cadê o Peyton ? _ disse andando ao lado do Corey

_O vôo 14325 para Califórnia acabou de embarcar _ diz um dos seguranças do aeroporto

—péssima notícia _ diz Corey

— Corey ? Isso significa que .. que .. _ disse com dificuldade

—chegamos tarde demais, sinto muito _ diz Corey me acolhendo em seus braços
 

Estávamos voltando para casa ao som de Beyoncé crazy in love ...

_ Got me looking so crazy right now, your love's _ eu e Corey cantando ao mesmo tempo Got me looking so crazy right now.
Got me looking so crazy right now, your touch.Got me looking so crazy right now
Got me hoping you'll page me right now, your kiss_ cantávamos mais alto de acordo com a agitação da música

— Que bom que já está sorrindo novamente _ diz Corey

_ é.. pois é... um sorriso de distração pra aliviar o coração da saudades do meu mauricinho _ disse apoiando minha testa no vidro da janela do carro —Corey que barulho é esse ?_ perguntei é logo notei que a gasolina tinha acabado

—você me fez correr o caminho inteiro, aí deu nisso _ diz Corey rindo

— engraçadinho você ein_ disse o encarando _ Vou indo, obrigada por tudo e tenha uma boa sorte pra levar esse carro aí _ disse abrindo a porta do carro e sai .

Não estava tão longe de casa, andando vagarosamente , sozinha ,e um aperto profundo permanecia em meu coração.

_ nunca mais vou ver você _ disse baixinho enquanto andava devagar, analisando as coisas ao meu redor e quando direciono meu olhar para frente vejo um rapaz correndo _ Não pode ser !_ disse sem acreditar e um sorriso brotou em meu rosto— PEYTON! _ disse e corri e ele também no mesmo alinhamento

—SABRINA! _ diz ele ao me pegar rapidamente , do impulso que demos, minhas pernas trancou sua cintura e meu corpo foi sendo envolvido por seus braços calorosos e aconchegantes que me fizeram sentir viva novamente , tirando aquela tristeza e angústia que à pouco me consumia .

 

—VOCÊ QUER ME MATAR ? _ disse bruta, dei um tapa leve em seu ombro

— ai ! Doeu sabia ?_ diz ele rindo

—eu fiquei a noite inteira sem dormir , nem comi ainda , quase sumi na multidão de pessoas no aeroporto , fui em alta velocidade no carro do Corey porque pensei que agora o senhor estaria lá lá bem longe de mim e passei isso tudo numa tentativa ..._ disse sem pausa porém parei por falta de ar

—numa tentativa ?_ diz ele me olhando e sorrindo suavemente

—numa tentativa de não te perder _ disse e ele me olha detalhadamente como se estivesse pensando algo incrível

—já acabou ? _ diz ele

—já _ disse o olhando fixamente

—minha vez ..._ diz ele que puxou-me de surpresa para um beijo que não tinha como manter o controle

— Wow!_ disse ao parar o beijo _ você..você _ disse desnorteada e ele ri

—eu tava indo mas não foi dessa vez que você se livrou de mim _ ele sussurou em meu ouvido

—isso é real ? Você tá aqui comigo mesmo ? Pey eu não quero te perder _ disse acariciando seu rosto o fazendo sorri

_ Sabrina você chegou na minha vida como um furacão e revolucionou tudo . Sabrina eu deixei meu trabalho , contrariei minha família , a minha vida, pra ficar perto de você . Você não percebe ? Por mais que eu queria eu não vou me afastar de você _ diz ele

—não há distância que mude o que eu sinto por você_ disse e encostei minha testa na dele _sempre juntos _ disse baixinho sentindo sua respiração

—sempre ... Minha pequena_ diz ele em um sussurro

—meu mauricinho _ disse e sorrimos ao mesmo tempo

—já estava com saudades disso ..._ diz ele sorrindo

 {...}

Fomos para casa,e minha mãe já não se encontrava lá. Então ficamos assistindo filmes , deitados no sofá tipo de conchinha . Ele colocava seu braço envolta do meu pescoço, é tão gostoso nesse frio que está fazendo... 

_ minha mãe ligou dizendo que só volta tarde da noite , e eu não pretendo ficar sozinha dia de sexta- feira então .. fica comigo esta noite ?_ disse o olhando delicadamente

_ hummm... deixa eu ver _ diz ele fazendo suspense

_ bobo, fala logo _ disse rindo

_ eu fico. Hoje sou todo seu _ diz ele com uma voz grave que fez meu corpo vibrar

PUTA QUE PARIU
ESSE MENINO NÃO É DE DEUS



Subimos para meu quarto e ficamos deitados olhando um para o outro sem proverir nenhuma palavra ...
Acordei assustada e olho para janela e percebo que já era de dia. Olho pro lado esquerdo e lá estava o Pey dormindo .

 

—você dormiu aqui ! _ Gritei ao ver ele alí, na minha cama, comigo _ isso não podia ter acontecido , se minha mãe vê ! se é que ela não já viu _ disse assustada _ Peyton acorda dorminhoco_ disse balançando o pey que teimava em não acordar _ Pey você tem que ir agora _ disse mais uma vez e ele resmungou alguma coisa e voltou a dormir

Que diabos, como ele é lindo dormindo! 

Mas precisava tira-lo de lá minha mãe não pode vê isso . Então peguei a jarra d'água que tinha na banquinhas do computador e joguei nele . 

 —ohh marrentinha tá louca ?! _ diz ele que se acordou rapidamente ao sentir seu corpo completamente ensopado

—não fica bravo ,daqui a pouco seca_ disse tentando ser séria porém não conseguir conter o riso.

Ele retira sua blusa molhada e por um segundo senti uma imensa vontade de tocar aquele abdômen, de poder acariciar aqueles mamilos ... aii

Sabrina parou! O que é isso ?
Que pensamentos são esses ?
Para de pensar besteira e volta a terra 

 

— sabe que você tem razão ... Vai secar rapidinho. Vem me dê um abraço._ diz ele vindo em minha direção

—não.. não sai de perto de mim _ disse rindo e me esquivando dele

—você tá me negando um abraço ? Assim me magoá sabia _ diz ele fazendo uma carinha triste mas logo volta a correr atrás de mim

— Pey para _ disse rindo e déssemos as escadas quando nos deparamos com minha mãe

—posso saber o que está acontecendo rapaz ? _ diz ela séria com os braços cruzados  e um rosto cada vez mais sinistro

—ele veio me visitar e acabou dormindo aqui _ disse um tanto nervosa

—não perguntei a você Sabrina, perguntei à ele_ diz minha mãe nos deixando cada vem mais sem jeito _ E porque​ ele está sem camisa ?_ perguntou ela franzindo o cenho

— foi água senhora _diz Pey envergonhado

—água ? Mesmo ? Sei... Sua mãe deve está preocupada com você né rapaz _ diz minha mãe encarando seriamente o Peyton

—é ...bem eu já estou de saída ... Até segunda baixinha _ diz ele sem jeito

_ vai sem roupa ?_ pergunta minha mãe

_ a camisa? _ diz Pey passando a mão na nuca

_ tá no quarto _ disse baixinho

_ eu .. eu .. vou pegar e Já vou _ diz Pey nervoso subindo novamente para meu quarto _ aqui está _ diz ele vestindo a camisa _ tchau _ diz ele sem jeito e sai as pressas

—mãe precisava falar assim com ele ?_ disse enraivada

— e você queria que eu fizesse o que ? Eu vejo um garoto que nem é namorado da minha filha sair do quarto dela sem camisa e ainda por cima descubro que dormiu lá com você e você quer que eu haja naturalmente.  Por favor né sabrina carpenter! _ diz minha mãe

É..Pior que ela está com razão

—mais ... _ fui interrompida por ela

—nada de mais . Fico feliz por ele não ter viajado. Já estava me preparando para aturar você no seu momento bad. Mas graças a Deus ele voltou, porque te aturar sem esse garoto seria insuportável. Desculpa a sinceridade filha _ diz minha mãe

_ nossa ... não sei se isso foi bom ou ruim pra mim _ disse

_ okay .. quero que isso não aconteça mais. Limites Sabrina, limites _ diz minha mãe indo para seu quarto

 {...}

Já era segunda feira e desde a festa para o Peyton eu não vi mais a Row , ela não atende minhas ligações nem responde as mensagens. Estava preocupada só não fui na casa dela por causa dos shows desse final de semana.

Quando a Row chegou no Colégio, ela não era ela, era como se ela tivesse “desligado a humanidade "

 —Row? O que aconteceu com você ?_ disse e passo minha mão entre os seus cabelos, à olhando de cima para baixo

—não tá vendo? Eu mudei . Cansei de sempre tomar naquele lugar _ diz ela fazendo gestos feios

—Row , você não precisa mudar em nada. Por que isso ? _ disse

—tarde de mais, já mudei, e a culpa disso tudo pergunta ao meu ex-amigo ele vai te explicar melhor _ diz ela dando as costas para mim
 

 

POV. Rowan

 

Entrei no refeitório e todos me olhavam com receio, não sei se era de susto ou de surpresa por não acreditarem que eu conseguiria mudar

 

—Estou feliz por você ter voltado _disse ao Peyton que me olhava um esquisito _ que foi ?_ perguntei e ele mudou seu olhar para a frente

— bom ... É ... Row por que você es... _ ele diz sem jeito e eu já sabia o que era então o interrompe

—olha se for me perguntar coisas que não vou lhe responder é melhor eu sair_ disse me levantando

_ Rowan para, você não pode mudar assim do nada _ diz Pey que segura firmemente meu braço

_ porque não? Todos mudam, até você mudou e porque eu não posso mudar ?_ disse olhando fixamente para os olhos dele

_ porque você não precisa mudar. A gente te ama _ diz Peyton

_ pois se me amam vão entender que eu preciso dessa mudança _ disse me soltando dele e sai.


— ei rockeira ! Gostei da pulseira _ ouço alguém falar comigo viro-me e vejo que era o Jake

_ que ótimo, pega pra você _ disse não dando a mínima

— não quer sentar ?_ diz ele afastando -se para dá lugar à mim

_ por que sentaria?_ disse

_ porque está sozinha _ diz ele e eu me sento ao seu lado _ você tá mais bonita assim mas me fala, o que houve ? _ diz Jeke com um olhar atencioso

 _ não houve nada _ disse já irritada e noto que o Corey não tirava os olhos de nós, então começo a acariciar a mão do Jake, só pra vê a reação do Corey

_ o que tá fazendo ?_ pergunta Jake

_ Shh ! Só passe a mão em meus cabelos _ disse

_ pra que ?_ pergunta Jake um tanto assustado

_ passa logo ! _ disse e Jake nota que eu estava fazendotudo isso pra chamar atenção do Corey

_ olha eu quero te ajudar mas não assim _ diz ele que se retira dalí

POV. Corey


Como ela pode está com o Jake assim , na minha frente ?
Não entendo. Ela me ama ? Ou não?
Mais e eu ? Eu a amo ou não?


_ Corey! _ diz mara e eu ainda estava a olhar para a Row e Jake _ COREY! _ grita Mara que me faz gritar de volta

_ O QUE FOI?!_ gritei e todos do refeitório olham para nós dois

 _ Será que dá pra você prestar atenção em mim? Ou tá difícil?_ diz Mara irritadíssima
_ Desculpa_ disse já calmo

_ o que tá acontecendo com você?_ pergunta a Mara

_ Mara ... _ disse mas neste instante senti um líquido gelado escorrendo sobre mim

 

POV. Sabrina 

 

O Pey me levou para a biblioteca no tempo do intervalo e no meio das prateleiras de livros ficamos nos divertindo com beijos e mais beijos ...

— pey é melhor pararmos, já pensou se alguém chega e vê nós dois assim ?_ disse enquanto ele desce seus lábios para meu pescoço

—quer que tem.Deixa pra lá , vamos nos permitir, se permita mais Sabrina _ diz ele e eu volto a beijar seus lábios quentes.

 

POV. Paris

 

Fui para a biblioteca e me deparei com o peyzinho e a sabrininha se beijando!

Vou vomitar ! Que nojo, eca !

Minha teoria estava totalmente certa, esse tempo todo eles estavam juntos .
O Jeremy vai adorar saber disso ...
Tentei filmar os dois mas acabei fazendo barulho.

 
— escultou ? Vem vindo alguém _ diz Sabrina assustada _ Se esconda, esconda, rápido pey!_ diz Sabrina nervosa

 

O bobinho se escondeu mas mal sabem que eu já vi tudo

 

—sabrininha ! _ disse forcando um sorriso

_ Paris .._ diz ela nervoss ajeitando o cabelo

_ alguém mais estava aqui ? _ perguntei,fiz a desentendida _ eeii sabrininha tá escutando ? _ disse e ela reagia cada vez mais esquisita

—você tava perguntando sobre ... Sobre ... _ diz ela tentando se safar

— com quem você estava falando ? _ perguntei

— eu não estava faltando com ninguém _ diz ela séria

—há não ? Estão tá falando sozinha? _ disse e ela se confunde toda

—não .. eu, eu,eu estava ... estava cantando _ diz ela

— Que estranho .. você não parecia estar cantando _ disse à deixando mais nervosa ainda

—acredite, eu estava _ diz ela sorridente  

 

POV. Sabrina 

 

Eu não sabia mais o que inventar.
A Paris continuava me questionando e o Pey atrás de uma simples prateleira rindo de mim. Eu não sei por quanto tempo aguentaria essa situação embaraçosa.

 

—sabe aquele seu amigo o ... Peyton ... A música  “segredo" que vocês cantaram naquele dia , foi vocês dois que fizeram ?_ pergunta a Paris

—sim _ disse

—ele deve te adorar pra compor com você uma música dessas _ diz Paris

— é, nós somos melhores amigos ..._ Falei no tom meio que enraivado porque o Pey só queria rir e eu tentando disfarçar

—só amigos?_ pergunta Paris _ Vai me conta ! Pode confiar em mim afinal somos grandes amigas e as amigas contam tudo _ diz ela

—a é ?_ disse

—É, me fala a verdade . Aqui entre nós duas . O que rola com o Peyton ? Namoro ? _ diz ela com um olhar atrevido

 _ Paris já te disse que o Pey e eu só somos amigos _ disse

—  Se ele é só seu amigo por que tá tão nervosa ? _ pergunta Paris com dúvida

— eu nervosa ? Claro que não estou nervosa _ disse revirando os olhos e rindo

—e ele tem namorada ? Alguma coisa do tipo ?_ pergunta Paris

Por que isso à interessa tanto?


—quem ? O Pey ? Não não _ respondi

—vem aqui sabrininha _ diz ela que me puxa para fora da biblioteca _ se ele é só seu amigo e não tem namorada , você não se importaria se eu ficasse com ele né ?_ diz ela com um sorriso provocativo

— não, claro que não _ disse fingindo desinteresse

—legal _ diz ela pegando em minha mão e sorrindo _ pois estão se caso ele  te chamar para uma festa hoje não aceite okay ? Conto com sua falta. Beijos sabrininha _ diz ela sorridente e saiu
 

_ tá tudo bem ?_ diz Peyton vindo até mim

_ acho que sim _ disse confusa

_ o que ela te disse ?_ pergunta Peyton preocupado

_ ela .. Ela só quer minha ajuda _ disse ainda sem reação

_ a Paris ? Estranho .. tem certeza que você tá assim por isso ?_ diz Pey mas na hora que iria responde-lo ouvimos gritarias de lá do refeitório —o que será ?_ diz Peyton se referindo ao barulho

—vamos descobrir _ disse e fomos em direção ao refeitório


 
_Isso é pra você por não parar de me olhar,até parece que perdeu alguma coisa _ diz Rowan ao derramar suco no Corey _ e isso pra você por não cuidar do seu namorado _ diz Rowan desta vez derramando na Mara

— ROWAN o que você fez? _ disse indignada com a ação dela _ Esse tipo de coisa não vai adiantar nada!_ disse indo até a row

— Sabrina eu não preciso dos seus conselhos _Row gritou comigo e todos ficaram em choque já que nunca presenciaram uma briga nossa

— Ana vai chamar o diretor _ diz a Paris e a Ana obedece

_ Paris o que você disse ?_ perguntei

—só quero ajudar a resolver esse problema _ diz Paris

— a loirinha tá discutindo com sua BFF _ diz Bradley chegando perto de mim _ para de descultir e vem me beijar _ diz ele com um sorriso malicioso e uma risadinha provocativa

— quer que foi ein garoto ? _ disse encarando o Bradley _ Prefiro participar da Terceira Guerra Mundial do que beijar você_ disse dando uma risadinha satisfatória

—Quando vc provar dessa boquinha aqui , você não larga mais _ diz Bradley com uma voz provocativa

—a é ... Tô ficando curiosa _ disse baixinho e fito cada vez mais seus olhos _
não vamos perder nosso tempo com briguinhas ,vamos logo ao que interessa_ disse me aproximando do seu rosto

— Sabrina!_ diz o pey confuso

—o que te interessa gata ? _ diz o Bradley ainda mais perto de mim

—agora só você que me interessa _ disse mordendo meu lábio inferior

_sabia que nós iríamos nos entender _ diz Bradley sorridente

— é .. a gente vai se entender melhor ainda _ disse a centímetros de sua boca

—vê lá em gata, a gente tá no meio do refeitório _ diz ele olhando para os arredores

—e daí ? Tá com medo do que eu possa fazer ?_ disse

_medo ? Nunca _ diz ele

_ Feche os olhos _ disse e aproximo meu rosto ao dele novamente _ só sente... _ disse baixinho em seu ouvido e ele se prepara para o beijo porém peguei uma sopa que tinha na mesa ao nosso lado e joguei na cara dele

_ VOCÊ TÁ LOUCA ?_ gritou o Bradley

_ DA PRÓXIMA VEZ PENSE BEM ANTES DE SE INTROMETER ONDE NÃO É CHAMADO _ gritei de volta

— seu cú _ diz ele saindo as pressas

 _ mais que palhaçada é essa aqui ?;Cadê a ordem e disciplina ?_ diz o diretor Augustos  

—Paris então essa foi a melhor maneira que você conseguiu resolver a situação ?A gente resolvia por conta própria ! _ Grito descontrolada de raiva

—excelente ideia senhorita Paris, precisamos de mais alunos como você _ diz o diretor do colégio _ vou ser direto, Rowan Blanchard detenção _ diz ele sem demora

— lógico . Obrigada . Como sempre eu sou a culpada de tudo _ diz a Rowan que sai correndo

_ senhor Augustos eu quero ir para a detenção também _ disse e todos me olham surpresos

—Eu vou atrás da Row _ diz Corey

—pra que ? _ pergunta Mara _ Corey volta aqui ! _ diz mara

_ eu vou atrás dela _ diz Corey indo procurar a Rowan

— tem certeza do que está fazendo senhorita Carpenter?_ pergunta o diretor Augustus

_ sim _ disse

—se faz tanta questão , venha pegar os aventais  e tudo mais _ diz o diretor e eu o acompanho
 

POV. Rowan 

 

-No corredor-

 

—Rowan,precisamos conversar _ diz Corey que chega correndo até mim

—Não temos nada pra conversar _ disse andando sem olhar para trás

— me desculpa se eu não gosto de você mais do que uma amiga _ diz ele atrás de mim

—Pois eu gosto de você e não é como ''amigo''_ viro-me para ele com lágrimas nos olhos _ acho melhor você me deixar ir de vez _ disse sentindo um nó na garganta

—Não vou te deixar ir_ diz Corey que me olha no fundo dos meus olhos

— eu preciso.. você não parecia tá aqui comigo. Eu não quero você _ disse

— não seja boba Rowan. Eu sei e você sabe também... _ diz Corey tocando em meu rosto

—Me esquece Corey . Finge que eu não existo é só isso que te peço _ disse e sai

 

POV. Sabrina 



Peguei tudo que precisava para passar o dia todo aqui na detenção. Liguei para a mãe da Row e para a minha mãe avisando que chegaríamos mais tarde hoje , bem mais tarde , porém não disse o motivo. Não quero que minha mãe saiba que estou em detenção.

 

—Sabrina você nem vai poder ir na festa da Mara né ?_ diz Pey desanimado

—é , mais vai sem mim_ disse

— eu não quero ir sem você _ diz Peyton

—se você não for eu te mato _ disse e agarro em sua camisa

— Okay marrentinha eu vou_ diz ele rindo _ só não entendo porque você quer tanto que eu vá _ diz Peyton intrigado

_ porque é a festa da Mara, ela é a namorada do seu melhor amigo, nossa amiga, que conta com sua presença _ disse mas o verdadeiro motivo só eu sei, e o nome é Paris .

_ tá bem.. vai ser chato sem você mas fazer o quê né _ diz ele sorrindo e logo se despede de mim e sai


POV. Paris 

Liguei para Jeremy e ele ficou bravíssimo com a Sabrininha e disse que é para eu informa-lo de tudo que eu souber sobre o Peyton com a sabrina . Mas por enquanto, parece que ele não vai fazer nada com ela. E como era de se esperar , meu plano deu certo, a sabrininha não vai vir e o Pey será todo meu esta noite.
Minutos depois a balada começou e o Peyton estava sozinho. Chegou a hora...

 
—e aê ? _ fui dançando até ele

— oi _ diz Pey segurando um copo de bebida

_ por que tá sozinho aí?_ disse o olhando sentado

_ bom porque acho melhor ficar aqui na minha _ diz ele com aquela voz sedutora

—Cara se anima ! Vem ... Vem dançar_ disse o puxando mas ele recusa

—não valeu, tô bem aqui _ diz ele

—deixa disso ... Vem ... É só se mexer um pouco_ disse insistindo até ele ceder

— você não vai parar até eu disser sim, não é?_ diz ele sorrindo

_ ainda bem que você percebeu _ disse e ele se levanta, ficando de frente para mim _ tudo bem ? _ perguntei já dançando com ele

— tá , eu acho, e você ?_ diz ele

_ Não sei ultimamente estou com mais alguém na minha cabeça _ disse

—bate aqui _ diz ele sorridente e batemos as mãos_ eu também tenho uma coisa na cabeça que ficar me enlouquecendo_ diz Peyton

—Uma coisa ou alguém?_ perguntei

—é complicado_ diz Peyton

— hum... Complicado com uma garota ? _ perguntei

— muito complicado _ ele responde

—e por acaso essa garota vale a pena ?_ disse

_ sim ...mas é complicado para nós dois sabe ?_ diz ele

—sei ... Mais sabe o que não é nada complicado ? _ disse me aproximando mais dele

_o que ?_ diz Pey

—isso _ disse indo em direção aos seus lábios

 
POV . Sabrina 

 Na detenção, a Rowan me pediu desculpas por ter sido uma amiga estúpida e começamos desde cedo a limpar todo o refeitório.

—desisto essa mancha não sai por nada do chão! _ disse largando o rodo no chão

— Nem me fale, olha só tantos chicletes grudados nas mesas, isso dá trabalho de tirar _ diz Rowan

_ tá vendo, um destes aí foi você mesma que colocou _ disse rindo dela

_ eu nunca mais vou fazer isso_ diz Rowan _ já é de noite e nós aqui _ diz ela

—é ... enquanto o pey tá lá na festa ..._ disse desanimada

— A festa da Mara? _ pergunta Rowan

_ Sim. E aii Row eu estou com medo, não consigo parar de pensar que a Paris está lá com o Peyton _ disse

—como ? Paris e Peyton ?_ ele pergunta confusa

_ a Paris me proibiu de ir para a festa pra poder ficar com o Peyton porque eu disse que eu e ele somos apenas amigos, sendo assim deixei passagem livre para ela _ disse cada vez mais triste

_vai_ diz Rowan

_ hãn?_ disse

— vai logo! Você já fez muito por mim agora vai atrás do seu boy _ diz a Rowan rindo

— sério ? Você vai ficar bem ?_ perguntei animada

—Claro que sim , o esfregão é minha companhia _ diz ela abraçando o esfregão _ agora vai logo _ diz ela e sai da escola correndo , cheguei em casa e sem minha mãe perceber , subi , tomei banho e vestir uma calça jeans , uma blusa com uma jaqueta de couro . E sai novamente, peguei um táxi e enfim cheguei na casa da Mara que estava bombando de gente. Fui entrando como quem queria ser despercebida mas logo avistei o Peyton aos beijos com a Paris .
Sinceramente meu coração não aguentou ver isso , lágrimas escorriam por mais que eu tentasse para -lás , foi como se estivesse levando mil facadas de uma vez só pelas costas. Estava quebrada por inteira . Fiquei paralisada por segundos olhando para eles com meus olhos marejados .Coloque uma mexa de cabelo atrás da orelha e sai correndo , só queria sair de lá , só queria quebrar alguma coisa , só queria que isso fosse um pesadelo , só queria que ele fosse sincero .
Já em casa novamente , fechei a porta aos choros deslizando pela mesma até o chão .
Como ele pode fazer isso comigo ? Como eu sou idiota de acreditar que alguém me ama de verdade ...  
Minha cabeça é cheia de confusões, o dia foi repleto de confusões que eu desejaria que nunca tivessem acontecido.
POV. Peyton

 

A Paris me beijou e sem perceber já estava a retribuindo mas foi um beijo sem sentimentos , um beijo por beijar.
Ela não era ingênua como a Sabrina , ela começa a me provocar mordendo meus lábios e eu apertando seu corpo contra o meu .

Espera! Que diabos eu estou fazendo ?

 — para Paris _ disse separando nossos lábios

—por que ? Eu sei que você gostou ? E nós dois estamos solteiros temos que nos permitir e arriscar não acha ? _ diz Paris

—não, isso tá errado _ disse e largo ela 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...