História Phoenix - Vhope - Capítulo 4


Escrita por: e Tia_Blood

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 26
Palavras 2.995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Pansexualidade, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee, sou a @pqp_bela1.. serei responsável pelo POV do Hobi e de todos da Aldeia do Norte que aparecer na história. Espero que gostem. Saranghe ❤️

Capítulo 4 - Pessima ideia ter juntado vocês


Fanfic / Fanfiction Phoenix - Vhope - Capítulo 4 - Pessima ideia ter juntado vocês

°•° Pov Jung Hoseok °•°

Mais um dia, sou acordado com os primeiros raios de sol que entra pela minha janela, abro os olhos com dificuldade, tentando me acostumar com a claridade que adentra o local. Me levanto devagar, fico sentado uns segundos na cama, admirando um nascer do sol bem bonito, no céu se encontra uma mistura de laranja com rosa e azul, que deixa o céu com um tom maravilhoso, e bem no cantinho pode se ver a lua saindo e dando espaço para o maior astro brilhar, o sol.

Me levanto, vou para o banheiro, e coloco a banheira para encher, enquanto isso faço minhas necessidades, assim que a banheira termina de encher fecho a torneira, na qual a segundos atrás saía uma água quente, que agora se encontra morna, tiro minha roupa e adentro na banheira. Fecho os olhos e fico assim, relaxando os músculos para começar mais um dia, perdendo a noção do tempo.

(Toc toc) – Hoseok? – escuto a voz doce e suave de minha omma do outro lado da porta. Me fazendo acordar para esse mundo.

- Sim Omma? – digo ainda de olhos fechados.

- Já se arrumou querido? Você tem que tomar café da manhã ainda e já são 06:00 horas, quase na hora da nossa caminhada matinal meu amor. – ela diz com a voz mais suave ainda do que antes ao bater na porta e me chamar.

- Oh desculpa Omma, já estou terminando e desço para tomarmos café e sairmos. – digo e escuto passos se afastarem da porta, termino meu banho, me levanto para sair da banheira e acabo me desequilibrando e caindo de bunda no chão. – Aish, por que sou tão desastrado? – me levanto passando a mão nas nádegas na qual se encontram vermelhas agora.

Saio do banheiro e vou para frente de meu guarda-roupa, escolho uma roupa para a caminhada e assim que visto, desço.

- Bom dia Appa, Omma e Nuna. (Nuna: Lê-se Noona) – digo assim que entro na cozinha.

- Bom dia. – respondem em uníssono, tomo meu café, assim omma e eu saímos da casa para a nossa caminhada na beira do Penhasco. Sempre que vou para o Penhasco pego uma flor do jardim de omma e levo para o mesmo, homenageando ao casal da lenda. Minha omma sempre diz que não entende o motivo de eu fazer isso e eu sempre respondo: “ Pelo simples fato deles terem se sacrificado pelo bem de suas alcateias e o fim da ganância de seus appas.”

E assim como sempre, lá estou na beira do Penhasco me preparando para jogar a rosa no córrego que se encontra no fundo do Penhasco, até que vejo uns respingos de sangue descendo pela minha mão, acabei esquecendo que desta vez tinha pegado uma rosa e que não tinha tirado seus espinhos e acabei me machucando. Assim que meu sangue chega ao fundo do Penhasco se adentrando no córrego, posso jurar que vi um símbolo um tanto quanto inesperado. O outro lado da minha marca de nascença Yin Yang, Yang. Jogo a rosa, continuo olhando para o córrego e depois de uns segundos continuo minha caminhada ainda pensando no fato que ocorrera segundos atrás.

Fomos embora e novamente tomei outro banho, mas me preparando para ir a escola, onde encontraria Kook e ChimChim, onde contaria aos dois o que tinha acontecido nesta manhã.


(Quebra de tempo – Já na rua da escola)


Chegando na rua da escola, me deparo com uma cena um tanto quanto fofa eu diria, Kook estava babando na direção que Jimin vinha ao nosso encontro, o portão da escola. Chego ao seu lado e o mesmo nem percebe minha presença ali, o cutuco lhe tirando de seu mundo fantasiando o Alfa como seu esposo.

- Kook, fecha a boca vai entrar mosquito e você pode se engasgar. – digo e começo a rir.

- Aish, vai a merda Hoseok. – ele rosna pra mim e Jimin chega ao nosso lado.

- Do que você está rindo Hobi? – Jimin me pergunta com toda a sua inocência.

- De uma piada sem graça que o Kook me contou. – aponto para o moreno e começo a rir desesperadamente lembrando da cena de segundos atrás.

- Aigoo, conta pra mim também Kookie. – Jimin disse fazendo sua carinha de cachorro abandonado e eu pude jurar que vi Jungkook engolindo seco e querendo me matar.

- Não é nada demais ChimChimie. – ele disse passando a mão sobre o cabelo loiro do mais baixo. Assim que Jungkook termina de falar Jimin fecha a cara e faz um bico e eu pude ver nos olhos de Jungkook o que ele queria e eu faria de tudo para ajudar esses dois que se gostam mas não sabem. Porque não aguento mais ChimChim pra la, Kook pra cá.

Me aproximo devagar deles e coloco uma mão atrás da cabeça de cada e assim aproximo seus rostos.

- Não aguento mais, se beijem pelo amor de GDragon. – digo e saio andando para dentro da escola e tudo que eu ouvi antes de adentrar o local barulhento, foi um xingamento de ambos.


°•° Pov Jeon Jungkook °•°


Sou Jeon Jungkook, mas podem me chamar só de Jungkook ou Kook mesmo, como preferirem. Novamente cá estou na frente da escola, esperando o preguiçoso do Hoseok e o ChimChim. – Ah ChimChim – foi só eu pensar no mesmo que o avisto no final da rua e assim fico babando inconscientemente e nem percebo a presença de Hoseok ao meu lado até o momento em que o mesmo se pronuncia.

- Kook, fecha a boca vai entrar mosquito e você pode se engasgar. – ele diz e começa a rir.

- Aish, vai a merda Hoseok. – rosno para o mesmo e Jimin chega ao nosso lado.

- Do que você está rindo Hobi? – Jimin pergunta pra Hoseok com a sua carinha mais inocente que tudo.

- De uma piada sem graça que o Kook me contou. – aponta para mim e começa a rir, eu sei que ele não está rindo por causa de nenhuma piada que já o contei e sei exatamente que ele está rindo pelo fato que eu estava babando pelo meu melhor amigo segundos atrás.

- Aigoo, conta pra mim também Kookie. – Jimin disse fazendo sua carinha de cachorro abandonado e nesse momento engoli seco e olhei de lado para Hoseok querendo o matar.

- Não é nada demais ChimChimie. – digo passando a mão sobre seu cabelo loiro e na mesma hora o loiro fecha a cara e faz um bico adorável, no qual, tudo que eu queria era beijar e morde-lo.

- Não aguento mais, se beijem pelo amor de GDragon. – Hobi diz e quando me assusto estou com o rosto a poucos centímetros do de Jimin e começo a xingar Hobi verbalmente, mas o agradecendo mentalmente.

- Ji-Jimin? – o chamo olhando para sua boca e o mesmo olha para mim, que até então estava olhando para Hobi querendo o matar.

- Sim Jungkook. – ele diz olhando firmemente em meus olhos e tudo que eu consigo é fechar meus olhos e deixar meu coração comandar esse momento. Eu sei que depois irei me arrepender, pelo fato de que posso perder meu melhor amigo, por causa de uma paixão.

E então vou me aproximando mais um pouco e selo nossos lábios em um beijo calmo, esperando ser empurrado a qualquer momento por Jimin, mas não, ele não faz nada, não recua e nem reage ao beijo e então com isso decido me afastar.

- Des-desculpa Jimin. – digo e abaixo a cabeça.


°•° Pov Park Jimin °•°


Normalmente não me atraso para ir a escola me encontrar com Hobi e com o Kookie, mas hoje acabei me distraindo, pensando em como seria minha vida se eu tivesse tomado alguma atitude, em relação ao que sinto por Jungkook, e acabo saindo do caminho para a escola e quando percebo já estou muito longe.

Olho no relógio e vejo que não estou atrasado, e que dá tempo de ir tranquilamente, volto para o caminho e continuo andando até a escola, assim que chego na rua da escola, vejo o maravilhoso sorriso do Kookie e meu coraçãozinho já começa a acelerar. Ah, aquele sorriso ilumina meu dia, é incrível como um simples ato muda completamente minha forma de ver o dia e com isso acabo soltando um suspiro apaixonado ainda de longe, me recomponho para chegar perto dos dois que me observam, enquanto não estamos frente a frente. Chego e encontro Hobi rindo, fico curioso e pergunto.

- Do que você está rindo Hobi?

- De uma piada sem graça que o Kook me contou. – aponta para o moreno e começa a rir desesperadamente, me fazendo ficar mais curioso ainda.

- Aigoo, conta pra mim também Kookie. – digo fazendo carinha de cachorro abandonado e pude jurar que vi Jungkook engolir seco enquanto olhava pra mim e pro Hobi de relance.

- Não é nada demais ChimChimie. – ele diz passando a mão sobre meu cabelo, bagunçando o mesmo que demorei muito tempo para arrumar, para receber algum elogio do Kook e agora cá estou eu, fazendo bico pelo fato dele não ter me contado e ainda ter bagunçado meu cabelo.

- Não aguento mais, se beijem pelo amor de GDragon. – Hoseok diz aproximando nossos rostos. Oh céus, estou a centímetros da boca do Kook e tudo que eu quero é tocar e sentir sua maciez que insiste em me atormentar toda noite antes de dormir, imaginando um dia esses lábios e o dono dos mesmo serem meu.

- Ji-jimin? – Kook chama minha atenção na qual estava no ruivo saindo e deixando nós dois a sós.

- Sim Jungkook. – digo firme olhando em seus olhos.

E então o momento mais esperado nessa novela mexicana acontece, o beijo. E meu GDragon que me abane, que beijo é esse Brasil? Eu não consigo fazer nada, não consigo reagir, ainda estou chocado com a atitude do ômega a minha frente e então o mais novo percebe meu jeito quieto e deixa meus lábios.

- Des-desculpa Jimin. – ele diz e abaixa a cabeça e tudo que eu consigo pensar é “PO*** POR QUE EU NUNCA FIZ ISSO ANTES?” E assim que saio dos meus devaneios. O chamo.

- Jungkook? – ele olha pra mim e dá um sorriso sem graça.

- Sim Jimin? – diz e desvia seu olhar do meu, me aproximo devagar e coloco uma mão do seu queixo e viro seu rosto de encontro ao meu e selo nossos lábios em um beijo calmo e terno, bem mais correspondido por ambas as partes se formos comparar ao anterior.

Jungkook rapidamente passa os braços sobre meu pescoço aprofundando nosso beijo e assim ficamos, até que a maldita falta de ar se fez presente. Separei do beijo e continuei de olhos fechado e encostei minha testa na sua.

- Você não sabe por quanto tempo esperei por esse beijo Kookie. – digo manhoso, podendo sentir o mesmo abrir um sorriso a minha frente, mesmo estando de olhos fechados.

- Eu também ChimChim. – ele diz me dando mais um beijo, só que esse já era diferente do anterior, era um beijo que demonstrava desejo de ambas as partes.

- Run! – algo raspa a garganta fazendo nos separar do beijo e eu podia jurar que se não estivéssemos em frente a escola e estivéssemos sozinhos, já estaríamos um passo a mais nessa “relação”. Olho pro lado e vejo Hobi sorrindo vitorioso. – FINALMENTE um de vocês dois tomou a iniciativa que precisava, mas não vamos nos esquecer que foi graças ao meu empurrãozinho.

- Hobi hyung. – digo escondendo o rosto na curvatura do pescoço do Kook, pelo fato de ele ser mais alto que eu.

- Aish, sério hyung? Justo agora você tinha que aparecer para atrapalhar? – Jungkook diz rosnando para o mesmo e eu só consigo rir do seu jeito de falar.

- Aii.. Kook. – digo massageando o lugar que levei um pequeno tapa por causa da minha risada.

- Olha eu também esperei por esse momento tanto quanto vocês, estou a quase 5 anos tentando juntar vocês, VOCÊS TEM IDEIA DO QUE É 5 ANOS SEUS CUZOES? – Diz Hobi com seu jeito brincalhão e escandaloso e tudo que eu e Kook fizemos foi gargalhar com a sua atitude de criança. Olho no relógio e vejo que falta poucos minutos por sinal bater.

- Bom vamos pra sala, daqui a pouco o sinal bate. – digo e começo a andar, até que uma mão pega no meu pulso, me puxando fraco somente para mim cessar meus passos e assim sendo feito me viro e encontro um Jeon Coelho Jungkook todo vermelho. – O que foi Guk? – pergunto me aproximando.

- Chimmy... – ele só me chama desse jeito quando está extremamente nervoso e envergonhado ao mesmo tempo e é uma coisa que eu acho muito fofa nele. – Como.. – ele para por uns segundo, abre a boca e pega ar o suficiente e solta tudo de uma vez me fazendo embolar nos meus pensamentos. – Jimin como vamos ficar a partir de agora? Sou apaixonado por você desde que te conheci e digamos que eu não sou muito bom em expressar meus sentimentos mas Jimin, você aceita namorar comigo? – ele diz e fecha os olhos e me entrega uma caixinha na qual eu não tinha notado a sua existência. Abro a mesma que contém dois anéis pratas com um coração gravado e nossos nomes. Tá, confesso que aquilo me surpreendeu, mas não queria fazer perguntas, só queria Jungkook ao meu lado, meu Jungkook, meu homem.

- Sim kookiee, claro que sim. – digo e o abraço o mais forte que posso e o beijo novamente somente em um selinho demorado e assim volto com a atenção para a caixinha e acabo pensando alto. – Desde quando você tem essas alianças? – digo o olhando e o mesmo coça a nunca e me mostra o número 2. O que o número 2 quer dizer, 2 dias? 2 semanas? 2 meses? Espera... 2 anos? – 2...?

- 2.. anos Chimmy, eu pretendia te pedir em namoro no dia em que te chamei para tomar soverte comigo, mas você não pode ir por que tinha que ajudar sua mãe com a casa por causa da mudança de seu irmão.. – ele para, respira e continua. –... e desde então, eu venho guardando as alianças sempre no meu bolso direito e não sei se você lembra mas desde que comecei a andar com um volume no meu bolso, você sempre me perguntou o que era e eu apenas dei de ombros esperando o momento certo de usar essas alianças.. e esse momento aconteceu. – ele diz e dá seu sorriso tímido e tudo que eu consigo fazer é sorrir extremamente grande.

Pelo fato de saber que o garoto ao qual sempre fui apaixonado, também sentia o mesmo por mim e acabei me esquecendo de tudo e todos e escutei o sinal tocar.

- Merda. – falamos em uníssono e começamos a correr em direção a nossa sala e por nossa sorte o professor ainda não tinha entrado, nos sentamos na nossas carteira que tinha um padrão. Hobi ao meu lado direito e Kook a minha frente a assim nos permitimos cair na risada até o professor chegar e fazer com que calássemos.


(Quebra de tempo – Intervalo, refeitório) °•° Pov Jung Hoseok °•°


- Mas ces são um c* juntos sabia? Se eu soubesse que ficaria assim nem teria ajudado. – digo emburrado – cês nem deixaram eu contar o que aconteceu comigo na caminhada de hoje. – me viro pra eles e vejo que eles estão se beijando. – CÊS TÃO ME OUVINDO MERDA? – grito e com o susto Jungkook cai.

- Ai hyung, não precisava ter nos assustado. – Jimin diz ajudando Jungkook a se levantar.

- Bem feito, acho é pouco, desde que vocês se declararam, esqueceram que eu existo nessa merda de amizade. – fecho a cara novamente.

- Jung Hoseok, para com esse drama todo. Conta logo o que aconteceu, mas que merda. – Jungkook diz fechando a cara.

Respiro fundo e começo a contar tudo que ouve comigo durante a caminhada, contei tudo detalhado. Desde o momento em que colhi a rosa e o percurso até o Penhasco, o sangue saindo de minha mão e a outra metade da minha marca de nascença aparecendo no fundo do córrego.

- O-que? Como hyung? Isso significa o que? – Jimin diz pasmo.

- Não sei ChimChim, achei muito estranho, e agora tenho a sensação de que minha vida vai mudar depois de hoje. – abaixo a cabeça sobre a mesa e me permito fechar os olhos por uns segundos.

- Eu acho que você está vendo coisas e que está na hora de você encontrar um macho isso sim. – Kook se pronunciou pela primeira vez desde que comecei a contar a história. Levanto minha cabeça o mais rápido que consigo e o encaro.

- Sério cara? Serio que tu vai falar que eu estou vendo coisas e que preciso de um macho? Serio? – passo as minhas mãos pelo meu rosto para tentar me acalmar. – Acho que vou é embora, tchau pra vocês. – me levanto e saio da mesa sem falar mais nada.

- Viu o que você fez kook. – jimin diz

- Aii chimmy, não precisava ter me batido. – Jungkook diz e foi só isso que conseguir ouvir até me afastar totalmente.

Vou em direção a diretoria, chego lá, falo com a diretora e a mesma me libera para ir para casa. Chegando em casa, entro, subo para meu quarto e deito na minha cama e começo a pensar sobre hoje.

“Será mesmo que eu estou vendo coisas e precisando de um macho?” Ponho a mãos sobre meu rosto e me permito ficar assim por uns minutos. Me levanto para tomar um banho, com a cabeça cheia de perguntas, acabo esquecendo a hora. Quando vejo que meus dedos já estão começando a enrugar, saio da mesma e vou para meu quarto, pego meu celular conecto o fone de ouvido no mesmo e começo a ouvir música, ainda com a toalha enrolada na cintura. Começo a procurar uma roupa mas desisto e deito de toalha mesmo e durmo.


Notas Finais


Eaaii? Quis ja da um jikook pra vcs.. será bem fácil diferenciar eu da Tia Blood afinal meu linguajar é bem diferente do dela hahaha logo logo vocês saberão o pq..

Espero que tenham gostado.. ANNYONG SAENGS ❤️


Obs: Revisado, mas se acharem erros nos avisem por favor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...