História Phoenix - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Dwayne Johnson, Ed Sheeran, Jared Padalecki, Justin Bieber, One Direction
Personagens Dwayne "The Rock" Johnson, Ed Sheeran, Harry Styles, Jared Padalecki, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Assassinato, Colegial, Dwanye Johnson, Ed Sheeran, Harry Styles, Jared Padalecki, Larry Stylinson, Liam Payne, Louis Tomlinson, Narry Storan, Niall Horan, One Direction, Prostituição, The Rock, Tortura, Violencia, Zayn Malik, Ziam Mayne
Visualizações 109
Palavras 1.569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, pq eu acho q do ultimo vcs não gostaram mt né? :( ...

Capítulo 27 - Three.hours.


 - Louis? - Ouvi alguém me chamar, fazendo acordar assustado.
- O terceiro período acabou. Você dormiu a aula toda. - Era Harry, ele tinha um sorriso bobo no rosto como se tudo aquilo tivesse sido engraçado aos olhos dele.
- A aula toda? - Eu perguntei tentando lembrar quando peguei no sono.
- Sim. - Ele disse sentando ao meu lado. - Está tudo bem com você? - Ele perguntou, quando o encarei a procura do sorriso bobo em seus lábios, mas ele não estava mais lá. Ele parecia realmente querer saber.
- Sim. - Eu disse deixando de encará-lo. - Eu só não consigo dormir direito. Estar sozinho me assusta um pouco.
- Eu imagino. - Ele disse ainda me encarando como se quisesse ler meus pensamentos. - Eu e o Niall iremos dormir na casa do Liam hoje. Você quer vim?
Arregalei os olhos assim que assimilei o que ele havia falado. - N-não precisa Harry. Obrigado. - Eu disse sentindo minhas bochechas queimarem. Eu deveria estar com raiva dele pelo o que ele fez a alguns dias atrás, não com vergonha.
- Tem certeza? - Ele insistiu ainda me olhando nos olhos. Apenas assenti desviando o olhar para as minhas mãos. - Bom você que sabe. Se mudar de ideia você já sabe onde eu vou estar. - Ele disse sorrindo e andando para fora da sala. Eu só percebi que acompanhei ele com o meu olhar até que ele saísse da sala quando ele sumiu do meu campo de vista. Será que ele percebeu?


- Dwayne! - O Capitão esclamou abrindo a porta com violência me fazendo dar um sobressalto. - Encontramos ele. - Ele disse logo depois saindo depressa, segui-lo pareceu o certo a ser feito.
- Onde ele doi encontrado Capitão? - Eu perguntei enquanto o seguia pelo corredor.
- No porão de uma casa abandonada. - Ele disse ainda andando apressado. - O filho da puta do irmão dele está vivo Dwayne! E foi ele quem fez isso eu tenho certeza! - Ele esbravejou enquanto saíamos da delegacia e íamos em direção ao estacionamento. - Pegue esse carro. - Ele disse tacando a chave para a minha direção. - Ele está no Bridgett Hospital. Eu tenho outras coisas para resolver, eu quero que você fique lá até eu chegar! Não saia do quarto pra nada, entendeu?! - Ele gritou e depois me deu as costas sem nem mesmo esperar a minha resposta e entrou em outro carro.
Segui para hospital que ficava a mais ou menos 10 minutos da delegacia. Durante todo o trajeto eu fiquei pensando nas poucas informações que eu havia conseguido até agora sobre Jared, mas parece que eu ainda tenho muito a descobrir. Afinal quando eu falei com Louis ele explicou que Jared havia um irmão, mas ele não havja mencionado a "sua morte" e isso não é um tipo de informação que esquecemos de mencionar, mas já o capitão disse ter certeza de que ele está vivo. Confuso, mas intrigante. Talvez Jared tenha algo para me dizer.


Eu tive que me esconder na biblioteca da escola no intervalo de hoje. Ao que tudo parece eu não tenho q escolha de dizer não para eles, então eu resolvi me esconder. Ficar sentado entre a sessão de filosofia e o dos poemas me fez lembrar da época onde aqui era onde eu me escondia do Zayn, ele nunca suspeitou que era aqui que eu ficava até que eles fossem finalmente embora. Senti meu peito doer por lembrar quando minha única dor era dos socos dele.
Fui tirado dos meus devaneios quando uma bolinha de papel foi lançada em mim. Olhei em volta, mas não vi ninguém. Antes que eu pudesse pensar em quem poderia ter feito isso, vi o Professor Sheeran se fazer presente no meu campo de visão, meu coração falhou uma batida assim que percebi que era em minha direção que ele estava vindo. Me levantei para correr para longe dele, mas ele apressou seus passosa tempo de me pegar pelo pescoço, empurrando meu corpo com violência contra a prateleira atrás de mim, instintivamente levei minhas mãos até a sua a tentativa falha de tirá-las de perto de mim. Ele aproximou seu rosto do meu enquanto sua mão adentrava a minha calça, seu lábio tocou meu pescoço e sua mão apertava minha bunda com força, de repente senti uma dor forte no pescoço, ele havia me mordido, senão fosse a sua sob a minha boca, toda a biblioteca teria ouvido meu grito.
- Não me deixe esperando muito hoje. - Ele sussurrou no meu ouvido. Senti todo o meu corpo arrepiar, de pavor. Depois de falar isso ele soltou meu corpo, se afastando de mim, logo virando para ir embora, mas não sem antes apertar seu membro olhando para mim com um sorriso sádico no rosto. Nojento.
Meu corpo ainda tremia quando eu resolvi sair dali. Fui andando em direção a outra parte da biblioteca onde ficava os gibis, lá havia alguns puffs onde pode podíamos "relaxar" enquanto líamos algo, mas essa era a última coisa que esse puff era usado, ele estava mais para motel. Quando cheguei até a sessão notei que um deles estava ocupado por alguém, mas não me dei o trabalho de olhar quem. Fui direto para a prateleira, escolhi um mangá qualquer e me virei para andar até os puffs dando de cara com Zayn sentado bem de frente para mim com um sorriso de canto de rosto. Meu corpo inteiro tensionou e eu me mantive imóvel.
- Oi puta. - Ele disse fazendo um aceno com a cabeça. Quando meu corpo resolveu voltar a me obedecer eu me virei para ir embora. - Hey Louis, não precisa ir embora. - Ele me chamou de Louis? LOUIS?? - Eu já estava indo embora mesmo. - Ele completou se levantando e passando por mim, não antes de deferir um tapa na minha bunda. Babaca.
Mesmo achando que era uma ideia idiota permanecer ali, eu andei até os puffs me sentando em um deles. Era como se o meu corpo tivesse sido engolido por uma bola de algodão. Nem me lembro da última vez em que eu senti algo tão macio assim. Era como estar no colo da minha mãe de novo, como se tudo envolta de mim tivesse sumido e só ficado aquele lugar macio, quentinho e seguro.


- Jared Padalecki. - Eu disse pela três vez para a recepcionista. Ela já estava tirando a minha paciência.
- O senhor é da família? - Ela disse olhando para mim com tédio estampado no seu olhar. Tirei meu distintivo do bolso e coloquei sobre a mesa e a encarei.
- Você tem cinco segundos para me dizer qual quarto ele esta. - Eu disse baixo aproximando meu rosto dela. Ela arregalou os olhos e engoliu a seco.
- Quarto 13 no terceiro andar. - Ela disse rápido.
- Obrigado. - Eu disse pegando o meu distintivo e saindo em direção ao elevador.
Foi fácil achar o quarto de Jared, mas a minha surpresa mesmo foi ao abrir a porta.


Acordei no susto, eu havia pegado no sono. As luzes da biblioteca já estavam apagadas o que significava que já havia passado das 19 horas. A única luz presente era a vinda do lado de fora, não permitindo que eu ficasse no escuro.
Levantei rápido torcendo para que o time de futebol já tivesse acabado seu treino. Sai da biblioteca me deparando com a eacola completamente vazia, é claro. Porém algo me dizia que eu deveria sair dali o mais rápido possível. Apressei meus passos pelo corredor indo e direção às escadas, mas antes que eu pudesse desce--las ouvi o barulho do time de futebol deixando a quadra e segundos depois o silêncio sendo quebrado pelas risadas altas e conversas. Corri para o banheiro no final do corredor, quase ninguém vem aqui. Quando eu entrei as luzes estavam apagadas, senti meu coração apertar, mas antes que eu pudesse fazer algo senti uma mão me pegar pelo pescoço empurrando meu corpo contra a parede, minhas costas se chocaram contra a parede, fazendo com que as luzes fossem ligadas por conta do impacto contra o interruptor revelando Sheeran com um olhar mortal.
- Três. Horas. - Ele disse pausadamente com seu rosto perto ao meu. Eu podia ver o odeio em seu olhar.
Senti seus dedos se apertarem mais envolta do meu pescoço. Minhas pernas já se encontravam vacilantes, o que só fazia aumentar o meu desespero. Meus olhos começaram a pesar, eu estava perto de desmaiar quando ele soltou meu pescoço de repente fazendo com que eu caísse no chão. Eu tossia desesperado por oxigênio. Ele se afastou de mim, começando a andar de um lado para o outro com as mãos no cabelo. Tudo que eu queria era sair dali, mas as minhas pernas tremiam demais para que eu pudesse fazer isso.
Duas batidas fortes na porta fizeram com que eu me assustasse.
- Estamos aqui. - Era a voz de Justin vinda do outro lado da porta. Eu já sentia as lágrimas escorrendo pelo meu rosto.
Sheeran andou em minha direção agarrando meus cabelos e me arrastando na direção oposta a porta, soltei um grito de dor, mas ele parecia não me ouvir.
- Façam ele calar a boca. - Ele disse assim que abriu a porta. Revelando Justin e outros dois meninos.


Notas Finais


E ai? Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...