História Piadas sobre espingardas e onomatopéias melancólicas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Angst, Sad
Visualizações 148
Palavras 176
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Drogas, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


eu sou piadista, eu

Capítulo 1 - ;b u m! risadas


quando ela tirava os fones de ouvido para ouvir a mim, ria das besteiras que eu dizia como quem faz mímica de “tu me fez tirar minha música predileta pra falar essas bobagens?”. é que, santo Deus, eu sou uma palhaça. digo o que to sentindo de verdade, ela gargalha como se fosse um filme retrô do jim carrey [eu não entendo onde está a graça].

noite passada, falei que tava pensando em pegar a espingarda de caça do meu tio e ver se bala na boca é tão doce quanto a de iogurte. 

ela riu.
eu tava com a arma na mão.

perguntei, se talvez me trancasse no banheiro e tomasse dois vidrinhos de comprimidos, será que ficaria pra sempre sonhando?

ela riu.
eu tava provando o vicodin.

então agora, será que se eu pular daqui, da altura onde aviões disputam localização no céu de mármore, eu caio em queda livre até ouvir o “bum” do meu corpo cessar essa coisa dentro de mim?

ah, cê vai rir, já sei. 

“B U M !”

[risadas]
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...