História Pictures of Park Jimin - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Kpop, Park Jimin, Romance
Visualizações 71
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 35 - Passional


A situação não poderia ter sido mais constrangedora, Tae Yuna cobriu o rosto que queimava em vergonha, Jimin estreitou os lábios para impedir que o riso escapasse.

—Okaasan... — Tae Yuna tentou prosseguir a fala, no entanto, as palavras não vinham.

Yura soltou uma risada descontraída, achava toda aquela situação hilária. Jimin pigarreou e mirou Tae Yuna de canto.

—Aish. — Taeyu deixou escapar quando sentou-se na cadeira, desistindo de tentar explicar. Já havia se confirmado que a situação não poderia ser contornada, e que quanto mais ela tentasse explicar, pior ficaria.

Fez sinal para que Jimin se sentasse ao seu lado, e o observou pousar sobre a cadeira cuidadosamente.

—Querem chá? — Yura perguntou, levantando-se da cadeira ainda risonha.

Tae Yuna e Jimin fizeram que "sim" com a cabeça, ainda intimidados. Tae Yuna esperou que sua mãe se virasse para dar um tapa na nuca de Jimin, que a mirou confuso.

—Eu disse que não ia dar tempo, você é tão teimoso. — Disse ela, em resposta Jimin riu sem som. — Para de rir. — Ela rangeu os dentes.

—Como se não tivesse valido a pena. — Ele ironizou.

Tae Yuna balançou a cabeça negativamente, assumindo que Jimin estava certo, tinha mesmo valido a pena.

Yura distribuiu as xícaras na mesa, sentando-se em seguida.

—As compras devem chegar a qualquer momento, eu comprei Meiji pra você. — Disse Yura, referindo-se ao doce de infância favorito de Tae Yuna.

—Ainda vendem? Oh meu Deus, faz tanto tempo que não como um desses! — Disse Hyun vibrando.

—Eu imaginei que fosse ficar feliz, você só pensava nisso na infância, se eu deixasse você almoçava e jantava Meiji. — Disse a senhora Sakazaki sorrindo, fazendo Tae Yuna sorrir também ao se lembrar de sua paixão pelo doce.

Jimin não prestava atenção na conversa, bebericava o chá de camomila e checava seu relógio pela segunda vez naquele minuto, imaginava o que se passava entre os membros do grupo naquele momento. Ele não tinha se arrependido nem um pouco de ter vindo, entretanto, era impossível não ficar preocupado com o andamento da turnê. Deu o gole final em seu chá e observou sua namorada conversar com a mãe, sorrindo entre as palavras que pronunciava, sentiu-se sortudo por tê-la ao seu lado.

O fundo parecia em desfoque, as vozes ecoavam distantes e tudo o que Jimin conseguia enxergar era Tae Yuna. Park desenhou com os olhos a curvatura dos lábios de Hyun, rolou sua visão por todo o rosto delicado da garota, completamente perdido nela. Imaginou como seria dali para frente, temia perdê-la para a carreira, é claro que ele não desistiria do grupo, muito menos de Tae Yuna, Jimin tentaria achar um meio termo onde pudesse estar com ela e estar no grupo, encontraria uma forma de viver ambiguamente.

O clima não estava bom, literalmente. Jeon estava inquieto, por mais que tantasse, não conseguia relaxar. Batia seu indicador contra a mesa de madeira repetidas vezes, era o único que sabia exatamente onde estava Jimin, e era difícil manter-se calado sobre isto. Bang Si Hyuk já tomava providências, fizera inúmeras ligações, havia até conseguido imagens de Jimin pelas câmeras da estação de Osaka, sabia que o mesmo estava com Tae Yuna, só não sabia para onde haviam ído, entretanto, era questão de tempo até ele descobrir.

Yoongi espreguiçou-se na poltrona, estava preocupado com Jimin, mesmo que não demonstrasse, pôs os dedos por entre as frestas da cortina compartimentada, vendo a nuvem cinzenta e monstruosa se aproximar.

—Namjoon-ah, o que vamos fazer? — Questionou Hoseok.

Namjoon pôs pra dentro mais um gole de Soju antes de se direcionar a Hoseok.

—Sinceramente, eu não sei.

Seokjin notara a estranheza do maknae aquela tarde, o garoto que costumava brincar com todos a sua volta encontrava-se recluso no canto da mesa, batendo seus dedos de forma arrítmica sobre a mesma.

—Me conta o que você sabe. — Disse Kim aproximando-se do mais novo.

—D-do que está falando, Hyung? — Jeon engoliu em seco, reconhecia a sua falta de destreza para mentir, acabaria entregando o jogo de qualquer forma.

—Poupe as desculpas, nós dois sabemos que você sabe de alguma coisa, me conte, por favor. — Jin posicionou sua mão direita sobre um dos ombros do garoto. — Eu prometo não contar nada.

Jungkook cedeu com certo receio, contando a Seokjin tudo o que sabia sobre a localização de Jimin e Tae Yuna, Kim escutara tudo o que o maknae dizia atentamente, não esboçando muitas reações.

Respirou fundo antes de recostar suas costas contra a cadeira.

—Aquele moleque... — Jin riu soprado. — Espero que ele saiba o que está fazendo e como está fazendo, um deslize dele pode levar tudo à merda.

Jeon concordou, estava preocupado com as consequências dos atos passionais do Hyung, porém, o apoiava. Jungkook sabia mais do que ninguém o tamanho do amor que Jimin sentia por Tae Yuna, pois era ao mesmo que Jimin recorria todas as vezes em que estava frustrado por não conseguir contar a moça sobre seus sentimentos. Jeon não sabia muito bem como ajudar Park e seus conselhos não eram dos melhores, entretanto, nunca falhou em ser o ombro amigo e confidente do mais velho. Decidiu que ajudaria Jimin e Taeyu como pudesse daquele dia em diante. 


Notas Finais


Faça a autora feliz, deixe um comentário! ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...