1. Spirit Fanfics >
  2. Pilates? Hell No! I Thought You Said Pie And Lattes (STEREK) >
  3. Fundraising Car Washing

História Pilates? Hell No! I Thought You Said Pie And Lattes (STEREK) - Capítulo 36


Escrita por:


Capítulo 36 - Fundraising Car Washing


"Quando falei que deveríamos conversar era para você colocar para fora o que está sentindo, não eu. Não tenho coisas boas a dizer". Derek envolvia o noivo como uma cobra sexy, pelados e suados pós coito. 

"Quero ouvi-lo".

"Não acredito nessa bobagem de que quando as pessoas morrem, magicamente se tornam santidades e todo o mal que causaram cai por terra com eles... A minha memória não é curta e a divina certamente não deve ser, não tenho lágrimas para derramar pela sua mãe porque ela já foi tarde".

Stiles afundou a da cabeça no pescoço do outro, "Quando ela se foi... Foi como voltar no tempo e estar novamente sozinho e desamparado depois de perder o meu pai. Sei que tenho você e o meu padrasto... Mas até quando? Relacionamentos às vezes tem data de vencimento e Chris já é velho".

Derek puxou o rosto dele para encara-lo, "Esse é o medo de abandono que a sua mãe criou falando, nosso relacionamento nunca expirará porque nosso amor não tem fim e a cada dia que passa me apaixono mais por você", olhos verdes faziam questão de oscilar em encarar cada olho âmbar, "Mesmo que você decida não me querer mais, ainda estarei lá para você como um amigo quando precisar porque eu te amo independentemente do seu amor por mim. E também, você está esquecendo que faz parte de uma família grande, ou acha mesmo que as minhas irmãs e os meus pais te deixarão em paz algum dia? Está esquecendo da Lydia e do Jackson? O Whittemore ameaçou furar meus pneus se eu te magoasse... Seu pai viverá muitos anos para ajudar a cuidar dos netos, não tenho dúvidas. Muitas pessoas tem as suas costas mesmo que às vezes pareça ser diferente".

Stiles percebeu algo e não deixou de ficar surpreso, "Você se sente inseguro? Sobre... Nós?"

"Claro, você é a minha felicidade e o meu aconchego. Por mim o para sempre com você é o mínimo, então, sobra para você fechar ou abrir o círculo". Ele olhou para o nariz fino. "Desde o primeiro segundo juntos aceitei meu destino de não deter poder sobre coisa alguma, seria estranho se eu não tivesse certas inseguridades... Embarquei em um trem sem fazer idéia de para onde estou indo ou quão longa é a viagem".

"Ninguém nunca teve medo de me perder". Stiles estava emocionado, "O trem tem como destino o para sempre e a viagem é bem longa, mas não se preocupe, meu assento é do lado do seu, meu amor". Derek apertou o laço e o beijou demoradamente, "Eu te amo".

"Eu também".

· · ·

O complexo Hale frequentemente fazia ações de caridade com associações beneficentes para ajudar o grupo lgbtq+, além de doações diretas, participava de iniciativas para conscientização e arrecadação de fundos como leilões e lavagem de carros. O que os levou a um sábado dedicado a água e sabão, homens sarados sem camisa e mulheres gostosas de biquíni ensaboando carros e brincando com água. O preço mínimo da lavagem equivalia a cinquenta lavagens rápidas, mas o ponto ali era conseguir dinheiro para bancar psicólogos e tratamentos hormonais para crianças e adolescentes trans desfavorecidos. A clientela era cheia da bufunfa, a maioria dos carros eram esportivos e caríssimos.

Frequentemente Stiles via Derek ao longe segurando uma mangueira, balançar a cabeça e mostrar a mão esquerda após provavelmente ser cantado, mas também como não? Um homem como o dele com gotículas de água escorrendo pelos gomos... Stilinski umideceu os lábios. Não era de se admirar porque enchia os olhos e molhava cuecas e calcinhas.

"As pessoas vêem o Derek e abrem a carteira imediatamente, Mrs. Deaton ali doou $30k, mas disse que doava o dobro se pudesse ver até onde as entradas do abdômen dele iam". Trevor, um dos assistentes sociais comentou enquanto recebiam o dinheiro ou passavam o cartão, tarefa dos menos atraentes.

"Isso porque queriam abrir outra coisa", Stiles ofereceu sarcástico rindo nasalmente. "Aquele SUV ali doou $100k no débito".

Trevor apertou uma corneta e o grupo de lavadores na ativa levantaram a cabeça, "Verde ou roxo?"

"Roxo".

O rapaz sinalizou para o time de Derek que consistia entre não binários, homens cis e trans. Eles tiraram a parte inferior ficando de sunga, o grupo verde já tinha tido algumas doações acima dos $100k, por isso já estavam só de biquíni. Eles agiam rapidamente esfregando o automóvel e enxaguando em seguida. Stiles anotava no caderno dele a quantia, quem doou e o método de pagamento antes de entregar para os responsáveis pela grana, quando sentiu um corpo molhado o abraçar por trás. "Oi".

"Ah não, Der. Você está todo molhado".

"Você parece muito quente".

Stiles começou a rir e se virou envolvendo os braços ao redor do pescoço dele.

"Quanto eu tenho que pagar por um beijinho?", Ficou na ponta dos pés.

"Um é de graça". O beijou. "Mais um só para fidelizar o cliente".

"Eu com com certeza voltarei por mais".

Derek o deu um selinho e se afastou, "Nosso trabalho por aqui acabou, quer ir almoçar, baby?"

"Quero muito". 

"Vou ir trocar de roupa, você pega o carro? Te encontro lá na frente".

"Yeah".

"Como é ser o preferido de Deus?", Trevor perguntou rindo, "Imagina ter um desses em "comando"? Nem guindaste".

Stiles o empurrou, "Você quer carona? Vem almoçar conosco sob a condição de parar de me invejar, estou batido. Sol e sobrepeso não cai bem".

"Tem certeza? Não quero ser um intruso no encontro do casal".

"Aproveita que o meu homem tá chutando a conta".

"Quando você coloca assim...", Riram passando o posto para outras pessoas, seguiram para o estacionamento e Trevor assobiou para a carona. "Que belezinha".

"Tô afim de comida coreana, topa?", Stiles destravou o carro e pulou dentro, o amigo sentou no banco traseiro.

"Nunca comi para ser sincero", Trevor era um homem trans.

"É uma delícia, Derek e eu estamos de viagem marcada para Seoul no final do ano". Ele dirigiu até onde Derek estava esperando usando calça jeans, camiseta preta e chinelos. 

O fisiculturista abriu a porta e estava travado, Stiles destravou no volante e ele entrou, "E aí, Trevy".

"Fala, abdômen da sorte".

Derek sorriu colocando o cinto de segurança, "Vamos de Coreia, baby? O bibimbap daquele restaurante na koreantown é inesquecível".

Stiles virou para o amigo e eles riram, "Então é assim que almas gêmeas são".

"O que?", Derek perguntou.

"Nada não", Stiles sacudiu a cabeça feliz, "Não podemos esquecer da rosquinha coreana torcida para levar". Descansou a mão na coxa do noivo.

"Eu não ousaria".

"É tão boa assim?"

"Yeah, quando meu homem coloca o molho especial".

Derek sorriu novamente abrindo a janela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...