História Pillowtalk - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Henrique Fogaça, Paola Carosella, Personagens Originais
Visualizações 143
Palavras 981
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acharam que eu não ia postar um cap Hj???
Olhaaaa elaaaaaa 😂
Voltei, mas não me comprometo em postar todos os dias pois minha vida é igual escola de samba correria o ano todo 😘

Capítulo 9 - Labios Compartidos...


Fanfic / Fanfiction Pillowtalk - Capítulo 9 - Labios Compartidos...

Ainda não há definição ou sentido, até mesmo algo que possa explicar o que significa o amor. Muitos tentam, quebram a cara, outros encontram o amor de suas vidas no primeiro olhar. É lindo ver um casal envelhecer juntos e o amor ser o mesmo de quando se conheceram. Esse era o amor que Paola pensava sentir por Jason. 

Eram 5:00 am em Londres. Paola estava acordada desde as  3:00 pois sua cabeça não saia do Brasil. Nunca tivera saído na verdade. Aceitou essa viagem com ele por puro orgulho e medo do desconhecido. Ela estava acomodada, embora não admitisse pra si mesma. Já faziam 4 meses que la estavam e em menos de 2 meses retornaria ao Brasil pra mais uma temporada de Masterchef Amadores ao qual ela já tinha renovado contrato antes mesmo da grande final da primeira temporada acontecer. 

Muitas vezes se questionou se ele estava feliz ao lado de Carine, se ela o amava de verdade. Sentiu raiva ao pensar que ela estaria agora ao lado dele comemorando seu aniversário...

Perdida em pensamento sentiu Jason beijando suas costas afim de querer fazer Paola sua. E mais uma vez ela se entregou a ele com a mente em outro homem, ao qual ela estava perdidamente apaixonada, mas o medo falou mais alto. 



___________________________________



Garrafas de vinho espalhadas pelo quarto, já tinha perdido as contas de quantas taças havia tomado. Era aniversário de Henrique. Ao fundo uma rádio tocava músicas aleatórias e ele apreciava a vista de sua varanda, quando ouve a melodia e a voz num sotaque ao qual ele conhecia muito bem. - Mas que porra! Será que não é tortura o suficiente eu estar longe da minha Argentina? - esbravejou ao ouvir Labios Compartidos tocar...


🎵🎶... Amor fugido, me pega, me deixa, me aperta e me atiras de lado. Te vais a outros céus e regressas como um beija-flor. Me tens como um cachorro aos teus pés...🎶🎵


- Inferno. Maldita hora que me envolvi com essa mulher. Agora to aqui igual um idiota sofrendo por amor. - deu mais uma generosa golada de sua bebida. 

Como sempre, havia terminado seu namoro io-iô com a loira chata e decidiu passar seu aniversário em outro país, bem longe dela. Porém pensava em Paola, longe ou perto de Carine ele jamais deixava de pensar em sua Argentina. 



🎵🎶... Lábios compartilhados, lábios divididos meu amor. Eu não posso compartilhar teus lábios. Compartilho o engano, compartilho meus dias e a dor. Já não posso compartilhar teus lábios. Oh amor, oh amor, compartilhado...🎶🎵



Num impulso, Fogaça se levanta e troca de sintonia.  Decide então fazer uma live em seu instagram pra falar com seus fãs pra espairecer.  Mas cada 10 perguntas 11 eram sobre Paola.

- Paola ta la com o fulano dela gente, vocês são tudo loucas, jamais tivemos nada e não teremos. Tenho namorada e Paola tem o fulano que esqueci o nome firmeza! Nois ai!

Finalizou a live e resolveu que iria dormir, aquela noite ja tinha acabado pra ele faz tempo.



______________________________________




São Paulo, fevereiro de 2017.


Estavam quase todos na emissora pra uma reunião antes da primeira gravação da 2° temporada. Paola estava ao lado de Jackin, Ana Paula a sua frente a havia uma cadeira vazia ao seu lado. Paola temeu que fosse de Henrique, Patrício nunca se sentava durante as reuniões. Estava aflita quando ele adentrou na sala, com um perfume diferente nunca sentido por Carosella. Vestia calça jeans justa ao corpo que estava ainda mais torneado e forte, com uma blusa social no tom roxo escuro. Lindo como sempre e ela, como sempre, quase não consegue disfarçar a não ser por Ana lhe dando um leve toque com os pés por baixo da mesa. 

- Boa tarde Pato, Aninha, Jac... Olá Carosella.Henrique foi frio com Paola. Apenas a cumprimentou por educação, afinal cumprimentou a todos. Ela se sentiu incomodada mas manteve a postura. E acenou com a cabeça, sem sorrir. - Com licença, preciso me sentar e ja que me colocaram ao seu lado, se te incomoda só dizer que troco de lugar com a Ana. - disse seco em seu tom de voz rouca. 

- No, no hay nenhúm incômodo Fogaça, pode ficar.  - disse sem encará-lo.

A reunião correu como a anterior, com dúvidas sendo sanadas, novas ideias sendo discutidas e projetos sendo negociados. Porém o que não era normal era os dois sem se dirigir uma palavra sequer. Chegado o fim da reunião, Henrique foi o primeiro a se retirar, indo ao seu camarim pra pegar seu celular que havia ficado carregando a bateria. Foi quando ouviu batidas na porta, e sem pensar em quem poderia ser deixou que entrasse. Olhou através do espelho e deu de cara com ela, Paola estava em seu camarim.

- O que te trás aqui Paola? Acho que você veio no camarim errado...

- No Henrique. Eu vim ao lugar cierto. Quero falar com você. 

- Ok. Peço que seja breve porque tenho um compromisso. - tentou ser o mais frio que podia, não quis demonstrar fraqueza, embora quisesse tocar cada centímetro daquele corpo escultural e farto de Paola.

- No se preocupe Henrique, no voy tomar muito do teu tempo. Só quero dizer que somos adultos porém você não está agindo como um nesse momento. 

- Você foi embora com aquele velho sem nem ao menos me deixar tentar algo com você e agora vem me fazer cobranças?

O clima estava completamente pesado naquele local e ela já estava ficando nervosa quando vai de encontro a Henrique e lhe encara frente a frente - Olha aqui Henrique Fogaça,  não tengo mas 5 años pra ficar brigando como se tivesse tirado un doce de sua boca. - disse a ele nervosa.

Henrique podia sentir a respiração de Paola centímetros da sua quando num impulso a puxa pra si e a encara.

- O único doce que você tirou de mim foi dos teus lábios - e então a beija ...


Notas Finais


Eita poxaaaa dá-lhe um jeito nele Paolinda 😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...