1. Spirit Fanfics >
  2. Piloto número 2 >
  3. A arte de amar

História Piloto número 2 - Capítulo 10


Escrita por: e galaxie-


Notas do Autor


🐹 – Bom dia. Boa tarde ou boa noite meus hamsᴛᴇʀsinhos! Tá tudo bem com vocês? Estão se alimentando bem? Dormindo direitinho? Estudado...? 🍃🍃🍃

E olha quem voltou com o último capítulo de "PILOTO NÚMERO 2"???????? SIM, eu! 🤧💖

Eu realmente não sei muito o que falar aqui? Só tenho a agradecer por ter cada um aqui, ao meu lado sempre me dando amor e carinho.

Sou muito bem alimentada e mimada pelos meus leitores e agradeço a cada um por ter esperado pacientemente por estes 10 capítulos.

Disse que, eu não os abandonaria e, não abandonei. Vocês são tudo pra mim e eu SEMPRE tentarei o meu melhor.

Obrigada a você que me leu, lê e irá ler. Boa leitura! 🦋♥️

Capítulo 10 - A arte de amar


Esperava o Lee em frente a minha casa. Eu não via, mas sentia que, Mina também estava nervosa, e tanto quando eu. A noite estava quente e, tudo ficava melhor segurando suas mãos. 


Eu usava um vestido branco e, um tênis da mesma cor. Meus cabelos estavam presos e diferente de Mina, eu estava uma princesa. Mina irmã usava uma saia plissada de cor preta, um top vermelho e um coturno escuro. Esse era o seu estilo, não tinha do que escapar.


Fazia três dias desde que, voltamos da Tailândia. Nosso pai havia mudado muito, mesmo que, ainda fosse cuidadoso. Hoje será o jantar em nossa casa e, Jisung também iria vir, o que deixava Mina nervosa. Eu até entendo.


Vimos duas motos de aproximarem com uma velocidade tremenda e parar bem em nossa frente. Um deles que, não era Minho, tirou seu capacete e seus olhos focou totalmente em minha irmã. Eu o reconheci. Era o menino do clube. 


Mina soltou as minhas mãos e correu até o garoto ali, juntando seus corpos eles deram um abraço forte. Jisung conseguiu tirar a minha irmã do chão em um simples abraço. 


Enquanto eles ainda se abraçavam, vi Minho vir em minha direção e me cumprimentar com um selar em meus lábios. O Lee rodeou minha cintura com seus braços e eu deitei minha cabeça em seu peito enquanto víamos o casal ali conversarem. 


– Estou feliz por eles. – Disse Minho. Eu concordei silenciosamente ao ver ambos se aproximarem.


– Jisung, quero que conheça a minha irmã. – Disse Minari.


– Eu já conheço. – Jisung riu, acenando para mim. Mina franziu o cenho.


– Aonde vocês se conheceram? – Ela me olhou.


– Quando ela foi para o clube do Minho depois de uma das competições. – Mina riu. É, eu havia me esquecido de contar.


– Vamos entrar? – Puxei Minho para dentro de minha casa, vendo meu pai e minha mãe sentados e abraçados no sofá. Sorridentes, ambos se levantaram e sorriram. 


Mina e Jisung entraram em seguida, ambos de mãos dadas. Era nítido o nervosismo da filha mais velha. Mas, era com motivo. Nosso pai se aproximou mais e sorriu.


– Não sou bom com cumprimentos, mas, sejam bem vindos a minha humilde casa. – Nosso pai estendeu as suas mãos para Minho, que o cumprimentou logo depois foi Jisung.


– Se essa casa é humilde, eu não sei o que a minha é. – Jisung disse, olhando ao redor. Todos rimos


– Vamos nos sentar e conversar um pouco? Daqui a pouco a governanta vem para nos chamar. – Mamãe sorriu, puxando o seu marido para sentar.


– E, então, Jisung… O que você faz? Como conheceu a minha filha? – Papai perguntou. Jisung sentou-se ao lado de Mina e, engoliu em seco. – Pode responder sem problemas, eu não vou lhe expulsar. 


– Eu sou primo da irmã de Minho, o que nos torna parentes de segundo grau. Sou um dos acionistas do clube dele e prefiro cuidar das coisas no clube do que pilotar, acho que isso combina mais com ele. – Disse Jisung, apontando para o Lee. – Conheci Mina quando ela foi com Minho no clube, uma vez. Conversamos algumas horas e, eu gostei bastante dela.


– Vocês se beijaram? – Perguntou o meu pai, recebendo um tapa de sua mulher. 


– Na primeira vez, não. Foi da segunda vez, um dia depois. – As bochechas do Han ficaram vermelhas, fazendo o meu pai rir.


– Porque você não pergunta ao Minho também, pai? – Mina murmurou. 


– É verdade. Diga-me, Minho. O que faz e como a conheceu. – Papai cruzou os braços.


– Mina a levou para ver a competição um dia antes de ir embora. Eu gostei dela também e na corrida seguinte, ela foi sozinha só para me ver. – Ele sorriu. – A levei para o meu clube, onde eu sou o dono. Antigamente, eu frequentava a faculdade para ser um CEO, como o meu pai, mas, vi que, aquilo não era pra mim.


– Hm, Interessante. Não vou perguntar se vocês se beijaram, porque pela cara de ambos dá pra ver que sim. – todos riram. Menos eu.


■■■


Já era tarde. Eu e Minho passeávamos pelo jardim de mãos dadas, enquanto Mina e Jisung estavam bem em nossa frente. 


O jantar havia sido bom. Meu pai foi super receptivo e gentil com ambos os meninos. Como era tarde, mamãe decidiu que iria se deitar e meu pai foi junto. Acabamos por ir conversar no jardim de casa. 


– Estou feliz de estar aqui. – Disse eu. Minho não me olhou, mas, sorriu. – Não consigo me imaginar sem você mais. Eu não sei, talvez… – Eu não terminei. Estava tão nervosa. Vi que Mina e Jisung estavam muito ocupados conversando e, parei Minho. Ele finalmente me olhou.


Ele estava tão nervoso quanto eu e, isso estava na cara. Não deixei que ele questionasse. Puxei seus ombros e juntei nossos lábios em um beijo cheio de paixão. Paixão qual, só eu poderia lhe dar. O menino rodeou minha cintura e me puxou para mais perto.


– Eu amo você. – Olhei em seus olhos e, finalmente, me confessei. – E, não é talvez, eu acho. Digo com certeza. Eu amo você! – Os olhos do Lee brilhavam. Ele roubou mais um beijo e sorriu.


– Você quer namorar comigo? – Arregalei os meus olhos. – Eu te amo, _____. E, eu quero que você seja minha namorada. Um dia noiva até se tornar a minha mulher. – Não havia palavras dentro de minha boca. Eu apenas puxei o Lee e o abracei o mais forte que eu pude. – Isso é um sim?


– Mas é claro!




Notas Finais


GENTEKKKKKKJ Meu Deus eu sempre esqueço de pôr as notas finais...Mas enfim...
Infelizmente piloto número 2 acabou(chora)...Eu nem interagi com vocês direito mas eu queria agradecer por vocês terem dado uma chance a essa fanfic,e obrigada pelos favoritos e comentários❤Amamos vocês e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...