História Pink Diamonds (Jikook) - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jeonjungkook, Jikook, Jimin!top, Jungkookbottom!, Kookmin, Parkjimin
Visualizações 72
Palavras 2.933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Survival, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🍃

Capítulo 17 - Jimin, o que é isso?


Fanfic / Fanfiction Pink Diamonds (Jikook) - Capítulo 17 - Jimin, o que é isso?

Namjoon

Dentro da enfermaria, vejo com crescente ansiedade, Taehyung retirar a bala do estômago da garota, e colocar em uma bandeja prata. Geralmente, odeio assistir esses tipos de procedimentos, mas, eu devo admitir que estava curioso. Não é como se todo dia uma garota bate na porta de uma gangue poderosa, baleada, e ainda com essa tatuagem no braço, representando que ela já foi ou é da X13. Ela é com toda certeza corajosa. Até mesmo no começo, quando gritava, ainda se mantinha firme, e quando Taehyung a sedou, depois de saber que ela não corria mais risco, ela relutou muito em apagar.

Ele a costurou, pedindo cada item a Jin, que preocupado franzia o cenho, atônito para ajudar, como era típico dele, sempre sofrendo por todos. Nunca serei assim, confiança é algo difícil de ser conquistado, não posso chorar pelos cadáveres que para mim, não tem nome. Sei, muito melancólico e frio? Tudo bem, esse é quem eu sou, em partes. 

Taehyung, agora limpava a ferida, depois de cobrir com um curativo bem feito, e respirar fundo, nos olhando. 

ーEla vai ficar bem, Tae-ah? ー Óbvio que Jin perguntaria isso, ele realmente se preocupa. 

ー Pelo que eu vi até agora, acho que sim, mas nunca se sabe, vamos esperar ー Taehyun explicou, se levantando e se esticando para pegar algo nas prateleiras atrás dele ー Vou botar ela no soro, com alguns medicamentos, podem sair, depois eu limpo tudo. 

ー Tem certeza? parece muita coisa ー Perguntei. Ele confirmou com a cabeça, ainda concentrado no que fazia ーCerto, vou dar notícias aos meninos e já volto. Você vem comigo, Jin-ah? 

ー Acho que sim, mesmo com tudo isso, nós ainda temos que comer ー Ele pareceu lembrar de algo, e saiu correndo. Saí atrás dele, fechando a porta da enfermaria com cuidado e andando até a cozinha, onde Jin tirava uma panela, já bastante carbonizada do fogão ー Que droga! 

ー Quer ajuda? ー Me ofereci, mesmo sabendo que ele negaria. 

ーVocê? Deus me livre, prefiro comer capim, do que me atrever a tocar nas suas gorobas ー Jin, disse, sem me olhar, concentrado em colocar outra panela com água e batatas no fogo. 

ー Assim você fere o meu orgulho, Hyung! ー Sorri ladino com meu próprio fingimento. 

ー Deixe disso, Namjoon-ah, você não tem mais moral nessa cozinha ー Jin agora cortava carne em tiras bem finas ー Sabe, o que você acha de tudo isso? 

ー Sobre a garota? ー Perguntei, mas ele negou. 

ーNão, sobre os Ajax e Kan Lion ー E colocando uma frigideira para aquecer ele me olhou ーJungkook não pode chegar perto dele, não gosto da ideia de ele se meter nesse tipo de situação. 

ーE você sempre o defendendo ーreclamei, mas sem dar muitas dicas de emoção na voz ー Jungkook vai ficar bem, mas é escolha dele, tudo é escolha dele. 

ー Não sei não ー Ele não parecia satisfeito ー qual é o seu plano?

ー Você vai saber junto a todos os outros ーJin, jogou a carne de uma vez na frigideira, fazendo um barulho enorme. Depois, se virou para a janela, parecendo ter ouvido alguma coisa, quando escuto a janela quebrar, e um zumbido alto. Arregalei os olhos surpresos, era uma bala, bem na parede da sala. Corri até Jin, assistindo seus olhos assustados ー Você está bem? 

ーSim ーDisse ele, com a mão no coração ー E você? 

Assenti, e no mesmo momento, ouvi mais um tiro ser deferido, e poucos minutos depois a voz de Jungkook gritando “Te peguei!” Definitivamente alguma coisa estava acontecendo. 

Mas antes que eu investiga-se, Jungkook desceu as escadas da cobertura, com uma cara séria. Ele andou até onde estávamos, com sua Sniper nas mãos, e um corte que não era profundo na bochecha, e se sentou na mesa, deixando o corpo cair. 

ー Pode me explicar, o que está acontecendo aqui? ー Perguntei, estava perplexo. 

ーEsse machucado está horrível, vou pegar um curativo ー Jin saiu na direção do banheiro. 

ーEntão… estou esperando ーO pressionei com as sobrancelhas levantadas, mas Jungkook continuava a olhar o nada, foi então, que eu entendi ー Quantos matou?

Ele fez um três com a mão e suspirou. Era sempre a mesma coisa, Jungkook, se sentia culpado e amargo sempre que matava alguém, mesmo sendo o melhor atirador, fazia tudo na adrenalina. Andei até onde ele estava, e coloquei a mão no seu ombro, tentando o confortar. 

Jin voltou a cozinha com uma maletinhas pequena, tirando remédio, algodão e curativo. 

ー Como se machucou? ーperguntou Jin, tirando a arma das mãos de Jungkook com cuidado, e me entregando ー Levanta a cabeça. 

— Ai HYUNG! — Reclamou Jungkook, quando Jin passou o remédio — Arde.

— Arde, mas sara — Respondeu Jin, negando com a cabeça, certamente, mais uma vez preocupado. Seu instinto com Jungkook ultrapassava qualquer coisa que ja vi.

E depois de fazer o curativo, Jin, deu um comprimido de dor para o mais novo, e começou a lhe alisar os cabelos, provavelmente, já sabendo o que Jungkook tinha. Peguei a arma, a escorando em um canto, e me sentei ao seu lado. 

ー Fomos atacados? ー Jungkook assentiu ー Onde estão os outros? Estão bem? 

Me desculpem a calma, mas além de saber que o garoto só me daria respostas se fosse assim, o fim do mundo faz você estar pronto para tudo. 

ー Yoongi está lá em cima de guarda, Jimin bateu a cabeça, porque fomos atacados enquanto estamos fazendo a ronda, mas está bem. Hoseok e Chanyeol estão lá em baixo com ele ーSua voz estava distante, mas assim que falou, seus olhos arregalaram e pareceram lembrar de alguma coisaー Jimin Hyung. 

Se levantou e saiu, correndo pelas escadas. 

Respirei fundo, olhando para a feição preocupada de Jin, que mexeu a comida no fogão demasiadamente. 

ー Eu estou com medo, Nam ー Ele disse tão baixo, que quase não escutei, mas infelizmente, eu tinha escutado, e para alguém como ele, isso me preocupa, Jin já sofreu demais ー Tenho uma intuição ruim dentro de mim, e ela me manda não deixar isso acontecer. 

Me aproximei dele, envolvendo suas costas com o meu corpo, abraçando-o e deixando meu queixo em seu ombro, sentindo ele tensionar o corpo. Beijei o seu pescoço, sentindo aquele cheiro gostoso que só ele tem, me encher de ilusões, as que eu negava para mim mesmo

ー Namjoon-ah… ー Eu sabia que aquele jeito de chamar meu nome, queria dizer, que ele queria que eu me afastasse, e mesmo que minha consciência o entendesse, era tão difícil ー Porfavor! 

A sua voz saiu chorosa, e me dando conta do que fiz, virei ele para me olhar, Jin, tampou o rosto com as mãos. 

ーDesculpa… eu deveria ter me afastado ー Tentei tirar a mãos do seu rosto, mas ele se encolheu mais ーOlha pra mim. 

Ele afastou as mãos do rosto, e me encarou, ainda com algumas lágrimas na borda dos olhos. Eu sentia tanto por tudo. Absolutamente tudo. 

ーEu que tenho que pedir desculpa, Namjoon, eu que estou todo… errado ーE suspirando ele abaixou o rosto ー Você não tem culpa, sabe disso. 

ーSe eu tivesse chegado um pouco mais cedo ー Falei, deixando que minhas mãos se fechassem, apertando com força as próprias palmas ーUm dia, eu ainda vou pegar ele, o cara que fez isso com você. 

ーNão precisa, ele é só um qualquer da X13, não quero pensar nisso ー Jin, negou duas vezes, tentando afastar os sentimentos, depois juntou toda a força da sua mente, porque sei o quanto deve ser apavorante para ele, e com os lábios tremendo, me deu um pequeno selinho ー Desculpa, por não poder fazer mais por você. 

ー Não se preocupe, Hyung, eu vou te esperar o tempo que precisar ーSorri, demonstrando minha sinceridade. 

Não há nada que eu não faria por Kim Seokjin. 


*****


Jimin

Abri os olhos com dificuldade, minha cabeça estava doendo. Primeiro, tudo que eu vi, foi o teto branco, depois eu me ajeitei no sofá, e meu olhos se mantiveram em Jungkook, que estava sentado na poltrona da frente, fumando um cigarro, e com um corte enorme no rosto, com um curativo que mal o cobria. O que esse pirralho aprontou agora? seus olhos foram direção aos meus, e ele me deu um sorriso triste, fiquei preocupado. 

ーJiminie, você está bem? tem fome? a cabeça dói? ーEle perguntou tudo de uma vez, enquanto se aproximava. 

ー Desde de quando você fuma? ー Perguntei em tom de crítica, tirando o cigarro da sua mão e dando um trago, quem sabe assim, minha cabeça parava de doer ー O que aconteceu? 

ー Lembra que a gente estava fazendo a ronda? ー Assenti, ele suspirou cansado ー Fomos atacados, tive que te jogar no chão, você bateu a cabeça e desmaiou, trouxe você pra cá, tranquei a casa, subi para o telhado e matei 3 pessoas. 

ー Uau! muita coisa aconteceu. Onde está todo mundo? ー Olhei para o lado, percebendo que só tinha a gente ali. 

ーBem, Taehyung capotou depois de costurar a menina maluca lá, eu acho ela muito perigosa aliás. Hoseok está com meu irmão na cobertura, ainda vigiando. O lider está no escritorio dele, lendo alguma coisa, certeza, Jin hyung está com a maluca, cuidando dela e vigiando pra quando ela acordar. Chanyeol saiu, depois de conversar Namjoon ー Ele respirou depois de falar tudo de uma vez ー E sim, eu troquei sua roupa. Acho que a gente vai ter que dormir aqui. 

ー Que? minha roupa? ーOlhei para baixo, e percebi que eu estava vestido apenas com uma cueca boxer e uma camisa de botões branca, olhei para ele confuso ー Você é muito intrometido garoto. 

ー Deixa de fingir vergonha, você é meu namorado, eu ja chupei esse corpinho inteiro ー Mas é muito atrevido mesmo. Baguncei o cabelo dele, fazendo um sorriso de coelho surgir ー Está com fome? Nós já comemos a algumas horas. 

ー Não, minha cabeça está doendo um pouco, eu só quero ficar quieto ー Jungkook se levantou, antes que eu perguntasse para onde ele ia, já o vi voltando com um copo de água em uma mão e dois comprimidos em outra ー Isso é pra mim? 

ー Claro né, hyung ー Ele me estendeu os remédio, e eu tomei, bebendo a água inteira, percebendo como estava com sede ー Bebe devagar. Você está bem mesmo? 

Todo santo dia, eu me pergunto como é que Jungkook se aguenta de tão fofo, porque eu sempre tenho um troço. Aqueles olhinhos brilhantes, o biquinho preocupado, o cabelinho escuro caindo no rosto, o corte na bochecha… espera… corte? Eu tinha notado antes, mas nem dei atenção. Sou o pior e mais gostoso namorado do mundo. 

ー Kookie-ah, que corte foi esse? ーPerguntei preocupado, alisando seu rosto com a ponta dos dedos. 

ー Ah! Eu atirei no último cara, ai fiquei tão feliz, que voltei com a Sniper bem no meu rosto ーFez carinha de choro ー Está doendo ainda, Hyung. 

ー Tão fofo, nem parece que mata gente ーJungkook mudou a expressão, cruzando os braços. 

ー Não diz isso, hyung ーEle estava chateado? Não importa, ficou ainda mais fofo com esse biquinho indignado.

ー Vem, senta aqui ーPedi, dando carinho no meu Bebê, cheirando seu pescoço, afagando seus cabelos, beijando suas bochechas e por fim sua boca. 

Empurrei ele, deitando por cima do seu corpo, cheirando sua camisa, enquanto ele alisava minhas costas. Era tão gostoso esse abraço. Acho que você só sabe que ama alguém, quando abraçar essa pessoa, é o mesmo que estar no lugar mais confortável e quente do mundo. A sensação de segurança se espalhou pelo meu corpo, e eu agradeci por ter um pirralho tão lindo como namorado.

Estávamos na mesma posição, até que Jungkook me virou, colando minhas costas no seu peito, cheirando meu pescoço. Sorri ladino, me perguntando o que ele queria com isso. 

ー Sabe, hyung, eu estou tendo alguns pensamentos ultimamente ー De propósito, ele colocou aquela boquinha linda no meu ouvido, sussurrando baixinho ーIsso está me deixando curioso. 

ー Que pensamentos? ーSenti suas mãos irem deslizando pelo meu corpo, até que ele enfiou a mão embaixo da blusa e apertou meu pau, mantendo firme na sua mão para depois ir movimentando, me fazendo abrir a boca, fazendo a excitação se espalhar pelo meu corpo. 

ーAndo pensando… como seria a sensação de está dentro de você, Hyung? ー E o atrevido, invadiu o pano elástico, pegando meu membro com as mãos lisas. Empurrei meu quadril para a frente, deixando aquela sensação gostosa, passar em correntes elétricas pelo meu corpo.

ー Bebê, seu irmão pode chegar ー Avisei, mas ele deu de ombros, beijando meu pescoço em seguida.

Abri minhas pernas, lhe dando mais espaço,  e senti ele puxar minha cueca de uma vez só, jogando-a no chão, me fazendo quase gemer. Não sei muito bem como viemos parar nessa situação, mas saber que a qualquer momento, alguém pode  descer, me faz querer ainda mais, deixando meus pensamentos entre gozar logo, ou fazer Jungkook pagar por me desafiar.  

Jungkook, se levantou, e quando menos esperei ele já estava na minha frente, beijando minha boca enquanto segurava meu pescoço. Fui dominado rápido, e ainda com um sorriso no rosto. 

ー Você é mesmo um demônio, não é, Jungkook-ah ー Ele se abaixou, ficando de joelhos na minha frente, me deixando cheio de expectativa. 

ー Eu sou muito pior do que você pensa, Daddy ー E aquele Daddy, me fazia revirar os olhos, só imaginando ele gemer devagarzinho no meu ouvido, enquanto meto naquele cuzinho apertado. Em um impulso, levei meus dedos até aqueles cabelos negros, e os puxei com força, fazendo ele tombar o pescoço para trás e sorrir. É disso que ele gosta. 

ー Chupa seu Daddy, Bebê ー Peguei meu membro com a outra mão, Ja duro, pingando pré-gozo me pedindo por alívio, enquanto a cabecinha vermelha pulsava. Fiz Jungkook se aproximar mais, colocando minha glande nos seus lábios, deslizando devagar, até que ele abriu a boca, e sorrindo, se soltou do meu aperto, me engolindo por inteiro ー Isso! Chupa seu Daddy bem gostoso. 

E foi isso que ele fez, aquele garoto sempre faz, sempre vai mais fundo, me deixando completamente extasiado, duro até morrer, com meu interior em chamas.

Jungkook, chupou inicialmente, bem devagar, subindo com tudo e dando sempre mais atenção a minha glande inchada, sabendo que ali era sensível. Ele sempre me faz querer gozar bem devagar, sentindo essa boquinha gostosa em mim até o último segundo. 

Quando ele subiu e desceu mais rápido, senti a massa de prazer se formar no meu ventre e tapei a boca com a mão. Tudo estava tão quentinho e gostoso, que eu só me dignifiquei a estocar, indo mais fundo na sua garganta e saindo, deixando ele respirar, para voltar de novo, cada vez com mais intensidade. Eu iria gozar, sentia meu orgasmo se aproximar. 

Meus olhos desviaram um pouco para baixo, como se fosse destino, notando a delícia que era ver Jeon se tocando, masturbando o próprio membro enquanto me chupava. Era disso que eu precisava, ver essa imagem tão cheia de lascívia, composta por um Jungkook de cabelos suados, tendo a boca fudida, enquanto sua calça aberta deixava seu membro para fora, enquanto acariciava-o em movimentos rápidos, quase loucos. Ele queria gozar junto comigo, então eu faria. 

Fechei os olhos, e na ultima vez que estoquei, senti que ia gozar, então prendi sua cabeça, deixando meu pau tirar seu ar, indo bem fundo na sua garganta, sabendo que isso aumentaria seu prazer, assim como ele fez comigo da ultima vez, quando soltei, gozei mordendo o lábio para não gritar, sentindo o gosto de sangue na minha boca, e os espasmos. Entrei e sai duas vezes antes de liberar o meu pirralho, que tinha os olhos fechados, como se estivesse no paraíso, e enquanto seu pau jorrava gozo no tapete da sala.  

ー Meninos, vocês estão vestidos? ーEra a voz de Jin Hyung no topo da escada, o que fez Jungkook pular alarmado, mesmo que ainda zonzo, dava para notar. 

ー Mais ou menos Hyung ー Respondi, sorrindo, assistindo jungkook fechar a calça e correr para o banheiro do andar de baixo. 

ーTa, subam aqui depois ーJin falou um pouco mais alto. 

ーPorque, aconteceu alguma coisa? ー Perguntei o óbvio, pois a voz dele demonstrava preocupação. 

ー A garota acordou ー Ele respondeu, parecendo tenso. 

Agora vamos saber de onde veio essa tal de Kim Jennie. 

ー JIMIN! EU OUVI TUDO, É MELHOR VOCÊ ESTÁ VESTIDO QUANDO EU CHEGAR AÍ EMBAIXO, SENÃO SUA CABEÇA VAI PARAR NA CALÇADA ー Yoongi gritava, descendo a escada com rapidez, enquanto eu procurava minha cueca como um louco, e antes de ele pisar o último degrau, eu já estava vestido e coberto, deitado no sofá como um moço santo que eu sou ー Cadê o meu irmão? 

ーNo banheiro ー Falei, fingindo não saber de nada. 

ー O que ele está fazendo lá? ー Yoongi passou de meu melhor amigo pra cunhado desastre, só sabe encher meu saco e empatar a minha foda. 

ー E eu que sei ー Dei de ombros, levantando. 

ーVai pra onde? ーNossa! só sabe fazer pergunta. 

ー Ué, Jin hyung acabou de nos chamar ー Respondi com ironia, passando por ele ーÉ melhor você vir. 

ーJimin? ー Yoongi me chamou, e eu me virei devagar. Ele estava agachado, apontando para o esperma de Jungkook no chão ー O que é isso? 


Sorri sem jeito. Eu estava literalmente: FUDIDO!





Notas Finais


Então... oi!
Primeiro, não considero esse lemonzinho, mas meio que é, eu ja disse antes, mas PD é bem sexualmente ativo, com pequenos momentos como esse, alguns em lugares inapropriados, muito mais que esse.
De toda forma, despois de amanhã, posto capitulo com a evolução de Taeyoonseok. Estou ansiosa. Me digam, vcs curtiriam lemon com eles três? Cofcof

Amo vcs, rezem pela alma do Jimin.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...