História PINK · SoonHoon - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Jihun "Woozi", Soonyoung "Hoshi"
Tags Flores, Fluffly, Homofobia, Hoshi, Jeonghan, Jihoon, Mingyu, Pink, Sadfic, Sap- Sweet As Possible, Seungcheol, Seventeen, Soonhoon, Soonyoung, Trauma, Violência Contra Mulher, Woozi
Visualizações 248
Palavras 310
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Penúltimo.

Tenham todos uma boa e breve leitura. Os amo.

Capítulo 19 - Ele me deu a flor


Eu queria passar a noite com Jihoon para dizer que tudo estava melhor agora, mas tive que ir embora sem ninguém saber de nada, apenas ele sabia. O outro dia chegou, era cedo, bem cedo.

E nesse “cedo”, eu fui para o hospital ver ele.


Mas ele não estava mais lá, nem sua mãe.


Fui em sua casa, a entrada era proibida pois estava em investigação. Fui ao parque e apesar de andar muito, foi em vão. Eu não tinha mais opções que viessem a minha mente naquele momento, voltei para casa sem mais esperanças de lhe ver novamente.


Mas isso foi bom, não? Ele me prendeu completamente em sua vida, eu fui bobo o suficiente com isso. A hora de acordar chegaria. Eu quis ter uma relação com alguém que não precisava, até querendo, mas não aguentaria após todas as rasteiras que recebia sem merecer.

Quase perdi amigos, tive problemas com a escola por me importar demais com alguém que precisava desse apoio, que precisava continuar. Se eu lhe apoiasse, ele apoiava sua mãe para ambos conseguirem alcançar algum pingo de alívio e felicidade.

 

Mas esse alguém insistiu em me dizer adeus, não sendo um adeus que durasse o tão temido “sempre”, mas um “talvez a gente volte a se ver”. Uma única rosa laranja estava lá na minha porta, a famosa carta também estava.


Isso é tão clichê, porém doía e me assustava o que poderia ter naquela carta. Ele me deu uma rosa e um possível adeus. Eu nunca imaginei que algo assim fosse acontecer justo comigo, um estudante sem graça que vive na Coreia do Sul.

Mas por vezes, eu posso agradecer que tenha acontecido. Meu amor por ele não iria acabar de qualquer forma. É aquela frase: “se ele estiver bem, eu também estarei bem”.


Seja lá onde Jihoon esteja no exato momento, eu sei que ele será alguém melhor agora.



Notas Finais


Você percebe que a história está chegando ao fim quando apenas o principal está narrando os acontecimentos passados.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...