História Pink Sweater - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meu povo lindo! Tenho alguns avisos antes de vocês lerem (Se alguém for mesmo ler isso kkkk):
• Será narrado pelo Jimin, mas talvez terá alguns especiais com a visão do Yoongi ou de algum dos outros garotos.
• O shipp principal é YoonMin, apesar de as coisas começarem bagunçada.
• Não sei quantos capítulos terá, irei adaptando a ideia ao longo da história.
• Para os que leem minha outra fic, não se preocupem, irei continuar com ela.
Ademais, boa leitura!

Capítulo 1 - The first mistake


Ainda não estava atrasado para a aula, mas precisava me apressar. Eu costumava ser pontual, só que hoje demorei para encontrar meu suéter preferido. Sempre o usava quando precisava de um pouquinho de sorte, e aquele era um desses dias. O teste de física exigiria muito de meu cérebro que já tinha dificuldade com cálculos em geral.

- Jiminnie, não precisamos ir tão rápido. - Taehyung, meu melhor amigo, resmungou.

Eu e Tae éramos vizinhos desde que eu me lembro. Nossa amizade começou quando tínhamos cinco anos e evoluiu para o que era hoje. Agora, somos dois adolescentes que lutam para sobreviver ao segundo ano do colegial, mais conhecido como o pior de todo o ensino médio.

- Não quero me atrasar, você sabe como a Sra. Jung é. 

Como sempre, ele percebeu que eu tinha razão e apressou o passo. Quando avistamos a escola, ainda havia alguns alunos espalhados pelo gramado da frente. Vi Namjoon e Jin ali, conversando com tranquilidade. Tae logo os avistou também e chamou a atenção dos mais velhos, que olharam para nós com um sorriso pequeno.

- Que milagre você só chegar agora, Jimin. - brincou Jin.

- Nem me fale, ele já estava quase tendo um treco. - devolveu Taehyung.

Eu não respondi. Estava tentando me lembrar de todas as fórmulas que precisaria para a prova e me segurando para não entrar em pânico. 

- Gente. - Namjoon chamou nossa atenção, parecendo preocupado. - Me digam que vocês não fizeram nenhuma merda.

- O quê? - perguntei, meio avoado.

- Min Yoongi está nos encarando. - ele continuou, o cenho franzido. - Agora ele está vindo para cá.

Senti Tae ficar tenso ao meu lado. Nós nunca falávamos com o Min, quase ninguém no colégio falava, apesar de ele ser popular. Ele era conhecido pelo seu mau humor eterno e por ficar bravo com muita facilidade. Não era difícil ver o rapaz de cabelos azuis envolvido em uma briga por semana, e esse tipo de gente me dava arrepios. Ainda assim, ele era um dos queridinhos por andar com Jung Hoseok, o cara mais sociável e amável que alguém poderia conhecer.

- Você só pode estar brincando. - gemi.

Lidar com mais isso em meio a tanto nervosismo não era nada bom. Virei para vê-lo a alguns passos de nós. Ele caminhava determinado, como se soubesse exatamente o que faria e não estivesse nenhum pouco arrependido. E, o pior, ele me encarava. Olhava tão fundo em meus olhos que tive certeza de que eu era o alvo.

- Jimin. - falou, assim que parou na minha frente.

Em todos esses anos, ele nunca havia me dirigido a palavra ou dito meu nome. Talvez por isso senti meu rosto ficar quente e apertei os livros que carregava contra meu peito com mais força.

- Oi, Yoongi-ssi. - fui respeitoso porque estava morrendo de medo.

Veja bem, eu não sei brigar. Nunca precisei porque aprendi desde cedo a me manter neutro em discussões e procurar me dar bem com todo mundo. O único que deveria ser pior que eu nisso era Taehyung, que já tinha saído do meu lado e se escondia atrás de Jin. Que ótimo, tenho um traidor como melhor amigo.

- Você está usando um suéter rosa. - ele disse como se esse fato significasse muito.

Ele desceu os olhos para a minha roupa e eu fiz o mesmo. Será que ele iria me bater apenas por estar usando essa cor? Pelo o que eu sabia, Yoongi não era do tipo preconceituoso ou que tivesse aqueles pensamentos machistas de que azul era cor de menino e rosa era de menina. Engoli em seco, receoso.

- Eu... - respirei fundo, visivelmente nervoso. - Sim.

- Você poderia ter me dito que era você desde o início. - ele ergueu seu olhar e sorriu doce para mim. - Teria me apaixonado ainda mais rápido, coelhinho.

Coelhinho?! O medo que sentia foi embora para dar lugar à confusão. Nunca tinha visto sua expressao tão amena, ainda mais àquela hora da manhã.

- Do que você est-

Não pude terminar minha pergunta. O Min deu dois passos para a frente e segurou meu rosto com ambas as mãos, respirando tão perto de mim que podia sentir seu hálito fresco de menta. Antes que eu pudesse me afastar ou sequer ficar ainda mais perdido, ele uniu nossos lábios.

Meu corpo inteiro tencionou. Meus olhos estavam arregalados  enquanto ele movia sua boca contra a minha com lentidão, como se estivesse aproveitando algo que há tempos desejava. Não tentou aprofundar o contato, e não parecia ser isso o que queria. Para um garoto temperamental, era estranha a forma carinhosa que ele movia seus lábios contra os meus, experimentando.

Ouvi sons de espanto a nossa volta e podia jurar que o queixo dos meus amigos estava no chão. O meu também estaria se eu não estivesse um pouco ocupado no momento.

Quando meu coração finalmente desacelerou um pouco, espalmei uma de minhas mãos no peito do mais velho e o afastei com delicadeza. Ele manteve os olhos fechados e abriu um sorriso bobo, mordendo o lábio inferior. O vermelho de minhas bochechas aumentou consideravelmente.

- Yoongi. - sussurrei para que só ele ouvisse. - O que foi isso?

- Desculpe, Jimin. - abriu os olhos e me encarou com brandura. - Acho que fui rápido demais. Nossa, me desculpe. Você acabou de criar coragem para se revelar e eu...

- Yoongi-ssi, do que você está falando? - já começava a ficar irritado. - Revelar o quê?

- Como assim? - ele riu leve - Me mostrar que é você quem anda mandando mensagens anônimas, meu coelhinho.

Mensagens anônimas?! Eu nunca teria uma ideia dessas e se ele me conhecesse minimamente saberia disso.

Antes que eu pudesse desfazer aquele mal-entendido vergonhoso, alguém passou por nós como um furacão. Era um aluno do primeiro ano, Jeon Jeongguk. Ele estava de cabeça baixa e usava um suéter rosa, parecia chateado.

O de cabelos azuis também o viu e, de repente, sua expressão mudou. Algo me dizia que aquele era seu adorado coelhinho.

Suspirei. Em que eu havia me metido dessa vez?

 


Notas Finais


Sintam-se confortáveis para falar comigo e me dizer o que estão achando 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...