História Piratas do Caribe em Busca da Jóia dos Mares - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Piratas do Caribe
Personagens Capitão Jack Sparrow, Elizabeth Swann, Joshamee Gibbs, Personagens Originais, Tia Dalma, William "Will" Turner
Tags Ação, Aventura, Fantasia, Luta, Romance
Visualizações 10
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sinto informar, mais vocês vão ficar só na curiosidade...
Eu não vou mostrar o vestido da Agatha.
(Ainda...)
Boa leitura!💋

Capítulo 29 - O vestido de noiva; A ilha de Nereu



Pela manhã, Petunia foi até o quarto de Agatha acorda - la.

"Bom dia Agatha, dormiu bem?"

Petunia perguntou abrindo as cortinas do quarto. A luz do sol invadiu o quarto fazendo Agatha levantar confusa.

"Bom dia Petunia... Mais, cadê o Jack?"

Ela perguntou com certa doçura em sua voz.

"Saiu hoje de manhã cedo. Mais não disse aonde ia. Quer que eu mande chamar?"

Petunia apontou pra porta.

"Não,... não Obrigada."

Agatha disse olhando para Petunia.

"Certo,... Sua mãe pediu pra mim te avisar que..."

Petunia dizia fazendo gestos com as mãos. Ela parecia ansiosa por algo.

Quando de repente, a porta se abriu Marieta entrou no quarto, ela estava usando um vestido vermelho escandalosamente chamativo e alegre. Ela foi direto até a janela.

"Bom dia minha filha,... O que pensa que está fazendo?! Você ainda está deitada?!"

Marieta exclamou horrorizada.

"Mãe, eu não tenho nada de importante pra... Ou tenho?!"

Agatha ficou pensativa.

"Seu vestido ainda não está pronto filha. Precisamos terminar..."

"E por um acaso começamos?"

Agatha interrompeu.

"Ah céus! Tem razão!"

Marieta colocou a mão direita sobre o coração.

"Eu sempre tenho..."

Agatha disse convencida.

"Mais por enquanto prefiro dormir..."

Ela puxou as cobertas e cobriu a cabeça.

"Nada disso! Petunia, traga Juliana aqui, e mande Jasmim trazer os tecidos."

Marieta puxou as cobertas destapando a filha e jogando as cobertas no chão.

"Mãe!"

Agatha gritou indignada.

"O quê?"

Marieta disse com calma.

Agatha revirou os olhos e colocou o travesseiro por cima do rosto.

"Se levanta."

Marieta jogou o travesseiro longe.

Com isso Agatha se obrigou a levantar.

Depois que Agatha levantou e trocou de roupa a mãe a convenceu a ir comprar um par de sapatos novos pro dia do casamento. Ainda que faltasse muito pra esse dia.

Agatha saiu com Marieta, as duas compraram um par de saltos.

Saltos médios, o sapato era azul claro, quase branco. E ele tinha detalhes de renda branca que pareciam borboletas.

Em casa, Agatha calçou os sapatos e mostrou pra mãe.

"Lindo! Perfeito! Agora, o vestido."

Foi a reação de Marieta.

Juliana era ótima costureira, e sabia dos gostos da amiga, saberia escolher um modelo que agradasse Agatha.

"Onde está a Jussara? Não vejo ela desde que... desde que a Agatha,..."

Petunia procurou um jeito de tocar no assunto sem ofender ninguém.

"Desde que eu matei o Leandro?"

Agatha completou enquanto Juliana terminava de colocar um dos alfinetes na saia do vestido.

"Isso. Ela sumiu sem falar nada. As roupas mais chiques dela não estam mais no armário..."

Petunia disse pensativa e preocupada.

"Ela foi embora naquela noite. Mais só com a roupa do corpo. Os dois vestidos de que você está falando eu dei pra Agnes. A pobrezinha estava com aqueles trapos e eu achei justo dar aqueles vestidos pra ela... E não me julgue, foram os únicos que serviram."

Marieta contou.

"Quem é Agnes?"

Agatha perguntou. Juliana espetou mais um alfinete no vestido.

"A garota que está trabalhando no seu lugar."

Jussara disse parada na porta.

Estava com um vestido verde escuro de seda e luvas longas da mesma cor. Usando brincos e pulseiras de ouro e um colar de pérolas negras.

Agatha, Marieta, Juliana, Petunia e Jasmim tomaram um tremendo susto ao reconhecer a voz e olharem pra porta.

"Jussara?!"

Petunia perguntou incrédula.

"Em carne e osso. Então Agatha, aproveitando a vida?"

Jussara perguntou irônica.

"Muito e você? Infernizando bastante a vida dos outros?"

Agatha perguntou com um sorriso descaradamente cínico no rosto.

"Eu? Estou aproveitando ao máximo. E é bom você fazer o mesmo. Em breve, talvez, você não esteja mais com o seu amado noivinho... E aí você vai pagar pelo que me fez."

Jussara falou fazendo todo o seu teatro.

O que ela tinha de bonita por fora, tinha de podre por dentro.

"Ainda essa história?"

Agatha falou com desânimo.

"Quer que eu fique e desenhe o motivo?"

Jussara se irritou.

"Você não vai ficar! Não é bem vinda!"

Jasmim afirmou com raiva.

"Eu não preciso disso aqui! Agora eu estou bem melhor do que vocês! Vou me casar! E vocês, vão ficar aqui nesse fim de mundo!"

Jussara saiu gargalhando.

"Um dia, eu ainda vou matar ela..."

Jasmim pensou alto.

Marieta deu um tapa no braço de Jasmim.

"Você não vai se igualar a ela!"

Marieta retrucou.

"Marieta está certa. Você não precisa se rebaixar ao nível dela."

Petunia concordou.

"Espera,... Ela disse que ia se casar?!"

Marieta perguntou incrédula.

"Eu não acredito em uma palavra que saia da boca daquela hipócrita!"

Jasmim afirmou cruzando os braços.

"Deixem essa imbecíl pra lá. Pelo menos longe de nós ela não pode encher o saco!"

Todas concordaram.

Algumas horas depois, já à noite, Agatha saiu do quarto e foi pra rua, dar uma volta.

"Aonde você estava?!"

Agatha gritou surpresa ao ver Jack sentado na praia.

"Estive aqui o dia todo..."

Jack disse jogando uma pedrinha na água do mar.

"Aconteceu alguma coisa?"

Agatha se abaixou e apoiou as mãos em seus ombros.

"Tive um sonho noite passada. No sonho, nós estavamos casados, tínhamos filhos, eramos felizes... Mais, não sei se vou saber lidar com paternidade caso ela chegue..."

Jack disse balançando a cabeça pra espantar os pensamentos ruins.

"É claro que vai chegar meu bem. Mais tenho certeza que você vai ser um pai maravilhoso meu amor... Não precisa ficar preocupado com isso. Eu estou aqui com você. E juntos, vamos saber enfrentar qualquer coisa."

Ela o abraçou carinhosamente.

Ele sorriu.

"O que eu faria sem você anjinha?"

Os dois ficaram um tempo abraçados admirando as estrelas.


Na manhã seguinte o Pérola Negra voltou a navegar.

Jack estava na cabine calculando as rotas até o pedaço de Nereu. Agatha e tia Dalma estavam sentadas na rede, lendo sobre o caderno do pai da Agatha.

"Pelo que diz aqui, pelo oeste chegaremos em dois dias..."

Agatha falou apontando o trajeto no mapa aberto em cima da mesa.

"Então, algum outro caminho?"

Jack perguntou.

"Um pelo sul,... Mais esse levaria uns três dias de viagem. Agora, se você tem esse tempo..."

Agatha falou conferindo o caderno.

"E qual o problema com tempo?"

Ele perguntou esperando pra ver o nível de inteligência de sua noiva.

"Você sabe o porque..."

Ela se aproximou e eles estavam prestes a se beijar quando tia Dalma interrompeu:

"Olhem isso aqui!"

Agatha e Jack olharam a página do caderno que tia Dalma mostrou.

"Está em branco!"

Jack disse com espanto.

"Não..."

Agatha pegou a página completamente em branco do caderno e colocou contra a luz de uma vela.

Um mapa começou a aparecer na folha.

"Um mapa!"

Jack e tia Dalma se olharam pasmos.

"Ainda não..."

Agatha colocou o outro lado da folha contra a chama da vela e um novo mapa surgiu. Ele era o oposto do mapa que havia aparecido primeiro.

"Jack! A ilha de Nereu!"

Gibbs gritou.

Todos foram até o convés para olhar a ilha que surgia no meio da neblina no horizonte.



Notas Finais


E então, vocês gostaram?
Bem, já sabem, podem comentar à vontade...😁
Até o próximo capítulo!💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...