História Pirate world a marca da besta dos mares. - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~QuartoEspada

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Alex, Anime, Barba Negra, Bem, Bruno, Dark Lucas, Julio, Mal, Redenção, Terro Dos Sete Mares, Vingança
Visualizações 6
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Saga, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


primeiramente: queria dizer, que esse projeto teve algumas alterações, ou seja, passara longe da ideia original!!
Segundo: a fichas não precisa ser totalmente certo, mais, tente pelo menos preencher o Nome, aparência, a que embarcação pertence e cargo.
Terceiro e ultimo: Não haverá verdadeiros protagonista, para não haver aquela briga de "eu quero ser protagonista" ,mais terá principais.
fichas no final do episodio!!

Capítulo 1 - O inicio de tudo! - fichas


Fanfic / Fanfiction Pirate world a marca da besta dos mares. - Capítulo 1 - O inicio de tudo! - fichas

“Diário de bordo do Capitão Dark Lucas”

E lá estava eu em meu navio, La Muerte, eu estava viajando eu vou saquear a próxima ilha que e Last Island, uma ilha ao norte de hanika, provavelmente terei problema com a marinha, deste que eu saquei o porto vegasmother, eles vem a minha procura, provavelmente vingança, por ter destruído uma das melhores casa de lá continua.

POV´S Capitão Dark Lucas

E lá estava eu, novamente escrevendo em meu diário de bordo, peguei a pluma e coloquei-a novamente no tinteiro, fechei o livro de capa vermelha e detalhe de ouro puro, o guardei, me voltando para a mesa, pegando a minha bebida, entornando-a de uma só vez, eu estava tentando dormi, quando saio do convés, indo para fora, vendo que estava em uma tempestade, caminhei para leme, guiando o navio para o porto mais perto, que era o Las Noche, navegado por mais algumas horas, até chegar no porto, lá desembarquei, caminhei para a taverna, adentrando ela, vendo o caos, gostei do ambiente, fui me sentar na cadeira perto da bancada, ordenando uma bebida para meu deleite, bebi acho que umas 3 garrafas, e fui voltar para meu navio, minha cabeça balançava, estava desorientado, caminhando quase as queda, fui quando finalmente alcancei meu destino, notei que avia alguém lá, caminhei de vagar, percebendo que eram só três caras, tentado roubar meu navio, nada de mais, revelei minha presença, percebendo que eles me notaram.

- o que hug... estão fazendo, aqui hug... – falei soluçando devido ao álcool que já estava indo para meu celebro.

- quem e você garoto? – falou um deles, esse parecia ter uns 25 anos.

- o sou o capitão desse navio! –respondi a pergunta, sem soluçar

-  você? Não me faça rir! – falou rindo, apertei forte minha mão.

- cainham fora do meu navio! – falei já alterado pela bebida, o maior tentou me socar, com um simples movimento me desvie, e o esmurrei na barriga, um soco concentrado que o fez cuspi sangue.

Os outros dois armaram um plano, um deles foi pra traz de mim, e o outro na frente, ambos tentaram me socar, ao mesmo tempo, me abaixei, vendo os dois socarem um ao outro, aproveitei e dei uma rasteira no mais baixo, e esmurrando a cara do outro, o fazendo cair, fui até o mais alto, e o levantei pelo pescoço, vendo ele se debater sem respirar, caminhei até a ponta do navio, e o joguei para fora do navio, ele caio na água, os outros dois arrastei pela perna, o lançando perto do maior, fui para meu quarto e me deitei na minha cama, e fechei os olhos

----~~~~Quebra de tempo~~~~----

Acordei com um forte barulho, não identifiquei, estava acordado, tendo um grande receio de levantar, mais minha curiosidade era menor, mais minha disposição já estava aparecendo, me levantei, caminhando para a porta, de carvalho negro, escutei a voz.

- ache o dono desse navio! – disse uma voz masculina.

Será que era que eram outros piratas, abri a porta de vagar, vendo por uma pequena fresta que formava, quando vi o uniforme branco e azul, fechei a porta novamente, merda era a marinha, deveria haver pelo menos uns 12, puxei da bainha em minha costa, a minha espada, abri a porta e caminhei calmamente.

- garoto, largue essa espada, vai se machucar, me diga quem e seu capitão! – falou e eu rir sadicamente, levantando com um só braço minha espada (a espada tem 1,55m).

- eu sou o capitão! – falei e eles sacaram as espadas.

Desferi um golpe frontal, que jogou três deles para fora do meu barco, soquei o outro na cara, o fazendo bater contra o mastro desmaiado, um deles tentou um ataque direto, e o bloquei com minha espada, o forçado pra traz, mais dois começaram a me empurra, estava um pouco injusto, então dei um chute na barriga de um, e empurrei os dois pra fora do meu barco, até agora foram cinco, ou seja falta sete.

 comecei a caminhar calmamente para perto deles, os mesmos formaram grupos de quatro, e três, o primeiro atacar era o que tinha mais, eles começaram a desferir golpes, no qual tive certa dificuldade de desviar, se continuasse nesse ritmo, acabarei morto, dei mais uma espada neles, o lançando para perto da borda, eu os joguei na água, me voltei para os outros três, corri em direção deles, que entraram em modo de defesa, desferi um golpe concentrado, em um deles, quebrando a espada do mesmo, ele sofreu um grande impacto, e foi lançado para fora do meu navio, um deles pegou a arma na cintura, e atirou em meu peito, a bala perfurou minha pele, a dor era grande, mais ignorei.

- Deus nos proteja, ele e um demônio! –falou um deles, aquilo me fez rir.

- Deus? Demônio? Deus não irá te proteger de min, então não invoque o nome dele! – falei o socando, e quebrando o nariz dele, e o pegando pela camisa, o lançando para longe do navio.

- Pai nosso que esta no céu, santificado e teu nome, venha nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu! – falou o ultimo com o crucifico na mão, rezando para Deus, rir cinicamente, e caminhei colocando minha espada na bainha.

- vá embora do meu navio, e finjo que não aconteceu nada! – falei parando de rir, ele se curvo, e foi embora, fui para o leme, conduzindo o navio para a próxima ilha, que eu iria, que era The Cristalwall que era um dos lugares mais bonito no qual visitei, novamente coloquei o mastro em ordem, içando a vela, e fui ao leme, conduzindo o navio com a ajuda dos ventos do norte.

Continua...

Pessoal que queira participar da historia aqui o fichário.

Nome: completo ou não tanto faz

Apelido: Opcional

Idade:

Aparência:

Poder: (Opcional) pequeno detalhe os poderes só aparecerão depois de um evento importante!

Essência:

A que embarcação pertence: Lá Muerte(Rei do fogo), Perola Negra, Viúva do norte, vingança da Rainha de Gelo, hellboy, Deathsoul ou marinha.

Cargo: Capitão, imediato, outros posto *Pirata* Comodoro, tenente, 2° a 9° posto. *Marinha* os capitão piratas podem ser Lord´s pirate (Lordes piratas)

Historia:

A que lado pertence Bem ou mal:

P.O.V de teu personagem:

Frase favorita ou de efeito:

alguns navios como La muerte já tem seu respectivos capitães nos comentários eu deixarei os navios com capitães por que to com sono.


Notas Finais


leia, favorite e espalhe essa historia obrigado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...