História Pirates: Love or Obsession? - Capítulo 11


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Jimin Masoquista, Jjk!top, Jungkook Sadomasoquista, Kookmin, Namjin, Piratas, Pjm!bottom, Sope, Taegi, Taeyoonseok, V-hope, Yoonseok
Visualizações 86
Palavras 3.762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shounen, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii, tudo bem com vocês? Espero que sim. Então esse capítulo ficou meio grande mais espero que vcs gostem.
Capitão Fantasma finalmente vai aparecer rs.
Ah e muito obrigada pela carinho que vcs estão dando a fic, estou muito feliz.
Desculpe qualquer erro.
Boa leitura.

Capítulo 11 - A Misteriosa e Fátidica Morte de Shuu


Fanfic / Fanfiction Pirates: Love or Obsession? - Capítulo 11 - A Misteriosa e Fátidica Morte de Shuu

 

"A Misteriosa e Fatídica Morte de Shuu"

 Vingança, consiste na retaliação contra uma pessoa ou grupo em resposta a algo que foi percebido ou sentido como prejudicial.


    E era isso que Jimin queria, vingança. Não que o ocorrido no momento tinha despertado ódio em Jimin na hora que aconteceu, mas quando ele chegou no quarto de Jeon começou a pensar.


Se o intrometido do Shuu não tivesse escutado a conversa do capitão com Hobi não saberia que sou de sangue nobre, não teria contado para a vadia da Lalisa sobre isso e ela não teria armas para jogar contra mim”. 


E foi nesse momento que o "loiro" começou a sentir ódio e queria se vingar por Shuu ser tão linguarudo. Talvez se arrancasse a língua dele não teria mais problemas com isso, mas ele veria Jimin e poderia até tentar matá-lo aí pensou melhor e então por que não fazer isso com ele. E seria uma bela forma de mostrar a Jeon que ele poderia brincar com toda sua tripulação que Jeon nunca poderia matar quem fez isso com seus tripulantes já que não sabia a identidade do capitão fantasma. E já estava na hora do “ladrão sem face” mostrar aos seus tripulantes que estava com eles e que não os deixariam na mão de qualquer pirata que não fosse ele. 


Jimin ainda teria que conversar com Jeon e o mesmo não queria isso, mais não tinha como fazer nada a respeito, precisava de uma desculpa qualquer para explicar o porque que ele tinha saído e a única coisa que Jeon tinha que fazer era acreditar em sua bela mentira.



                                (💀)


   Assim que Chim foi em direção ao quarto Jeon chamou Shuu para entrar no escritório para conversar com o mesmo. Claro que Shuu levou um susto quando viu que o barulho que tinha ouvido pertencia a Jeon- quem dera tivesse sido só ele, coitado- e temia o que ele tinha escutado, pois poderia ter ouvido a conversa que teve com Lalisa.


— Sente-se... 


 Jeon falou enquanto fechava a porta de seu escritório.

  Shuu ainda estava meio acanhado, nunca fôra chamado pelo capitão para uma conversa em particular e sempre que isso acontecia, raramente vinha algo de bom.


— Eu quero saber de onde você tirou tanta audácia para ameaçar os tripulantes do “Meu” navio!

 

  Jeon praticamente gritava, olhando no fundo dos olhos alheios, assustando o garoto a sua frente.


Eu não ameacei ninguém...


   Falou Shuu em um sussurro por ter se assustado com o tom de voz de Jeon. E logo depois lembrou da ameaça que ele mesmo fez, estava tão nervoso que acabou até esquecendo, mais não tocaria no assunto novamente.


— A não...


  Falou sarcasticamente ao ouvir o  sussurro quase que inaudível do Shuu -que ainda se encontrava com medo, chegava tremer dos pés a cabeça- Jeon  transbordava de fúria, levantou de sua cadeira, e foi até uma pequena geladeira meio antiga que guardava suas bebidas, e depois colocou em seu copo uma quantidade exagerada de RUM bem gelada, pois amava o gosto de álcool amargo que a mesma proporciona, ela entrava e lhe causa uma ardência boa em sua garganta, o que era uma sensação excelente.


  Todavia, sua fúria ainda estava a mostra, voltou para a cadeira bebendo de vez o líquido do copo e em seguida o arremessando contra a parede de madeira marrom do navio King. Shuu acabou levando um baita de um susto pois estava de cabeça baixa e seu medo só aumentou ao ver os cacos de vidros no chão, e sua imaginação acabou lhe pregando uma peça ao qual o mesmo não gostou nem um pouco, acabou imaginando o capitão pegando os cacos de vidro e enfiando em sua pele e logo após sentiu um frio por toda a espinha, e olha que era apenas sua imaginação não queria nem saber como seria se fosse real.


  Estava tão focado em seus pensamentos tortuosos que só voltou a realidade quando o capitão falou consigo novamente.


— Shuu, vou direto ao ponto... Quem você pensa que é para ficar ouvindo minhas conversas com meu fiel companheiro Hope, e ainda por cima o fofocando pelos quatro cantos do navio?


— D-desculpa por ter escutado sua conversa com ele capitão, é que eu estava indo para a cozinha e como meu quarto é perto do escritório acabei escutando e fiquei em choque e acabei contando para Lalisa, foi a primeira pessoa que veio em minha reta e acabei não pensando direito…


  Explicou de maneira afobada e rápida.
Céus ele estava tão nervoso!


  Jeon riu nasal, olhando o garoto a sua frente de maneira desacreditada, Jungkook havia ficado com mais raiva ao ouvir o nome da Lalisa. Pelos deuses, Shuu poderia ter contado para todos daquele navio, mas não, optou pela doente mental da liza.     

   

  "Ótimo mais um problema, Suga não estava cuidando dessa puta para mim, parece que neste navio não sabe me respeitar mais, porra!"                                 


 Jeon levantou calmante, passou as mãos pelos fios castanhos e prensou sua língua na parede de sua cavidade bucal, deu um estalo com a mesma e voltou a encarar o garoto a sua frente.          


— Sabe que haverá consequências certo?

 

 Shuu apenas assentiu e deixou o capitão prosseguir.


—Deixa eu te alerta algo Shuu, os deuses podem até ter piedade, mas eu não tenho nem um pingo de misericórdia! Eu acho melhor começar a clamar para os seres divinos para que eles me deem muita paciência...


 

 Se aproximou mais, rindo diabolicamente.


— Por que se não... Tu terá o mesmo destino que o meu querido Mark Tuan!
 

  Shuu engoliu em seco, ele não tinha presenciado a cena mais ouviu falar muito dela e não queria nem saber como seria a prática dela, então respondeu apenas um "sim capitão" e abaixou a cabeça, tamanho o medo que estava sentindo.


— Agora me faça um favor, some da minha frente antes que eu mesmo te mate.


— Sim capitão, com licença.


  Diz se curvando e saindo de seu escritório mais rápido que uma rajada de vento.

 

 Jeon já perdia a paciência com o shuu, o mesmo que correu o mais rápido que pode para fora da sala, a palavra medo era fichinha para o que deveras estava sentido.

 

 Jeon andou até a onde havia deixado a garrafa de RUM, pegando-a e a virando com tudo pela goela abaixo sem se importa com a higiene da garrafa. Sua mente era uma total bagunça, agora teria mais problemas além do Shuu, tinha o Jimin, agora a Lalisa e o Suga também estava na lista.

 

   Jungkook já bufava alto com toda aquela bagunça em sua cabeça, apenas queria encher a cara de álcool, queria esquecer de tudo, mas o mundo às vezes não coopera conosco e isso o irritava de uma maneira absurda, queria simplesmente sumir, merda! Pensava e nada o adiantava, ele teria que mostrar a tripulação quem é que mandava e botar certas pessoas em seus devidos lugares, como seu pai sempre o dizia:


  "Um bom capitão, sabe a hora certa de agir e de se mostrar superior"


 Sábias palavras de um velho que arruinou a infância do mesmo, entretanto, o King' agora já nem se importava, toda vez que o mesmo bebia relembrava de seu pai, e agora ele entendia os princípios e as medidas drásticas que seu pai tomava sempre.


— Certamente, meu pai era um ótimo capitão….E eu não sei se estou a altura do mesmo... Ei pai, estou fazendo certo?


    Falou em um sussurro olhando para o teto da pequena cabine, logo depois abaixou a cabeça cançado.


—Espero que sim!


                               (💀)

     

 Já havia passado da hora do almoço e o King’ só soube se embriagar com aquela bebida forte, sua visão já estava um tanto quanto turva e andava cambaleando e tropeçando nos próprios pés, estava totalmente bêbado, mas ainda sim sabia de seu dever.


 Pediu que um de seus tripulantes chamassem Suga e Lisa para sua sala, obviamente a notícia não foi de agrado para a loira, muito menos para o moreno pálido.


 Jeon estava tomando sua décima primeira garrafa de RUM, totalmente perdido naquele sabor amargo peculiar que queimava de maneira exagerada sua garganta o fazendo suspirar em satisfação, foi retirado de seu momento de prazer ao ouvir as batidas em sua porta, ditou um rouco “entre”, sua voz era totalmente alterada, dando até um arrepio na Lisa ao entrar e escutar o timbre rouco e embriagado. Há, como ela gostaria de ir até o acastanhado e o tomar os lábios e poder sentir o gosto de álcool que a mesma proporciona, adentrar a sua!


 Yoongi por outro lado apenas se sentia um inútil e um total culpado, sabia o motivo a qual foi chamado a presença do capitão e o motivo tinha lábios -que só saiam merda-, cabelos lisos loiros -tingindo por amônia-, magra -uma olivia palito-, alta -parecia um poste sem luz, e tinha nome; Lalisa Manoban. Ele deveria ter feito o que o capitão havia lhe mandado e não dado ouvidos para aquela loira falsificada -que porra, todos da tripulação odiava-, mas odiavam com razão, pois a mesma achava que só por que era namoradinha do King’, ela podia fazer o que bem entender com todos.


  Vocês acreditariam se eu dissesse que a Lalisa trai o Capitão King’ com o próprio Shuu? Não, pois é, esta é  a verdade, e o único que não a vê é o próprio capitão!


 Jeon apontou para as cadeiras a sua frente, indicando para que os mesmos se sentassem. Ambos se ajustaram na cadeira e então manteram o silêncio observando somente o capitão beber todo líquido da garrafa de vez e então o jogar contra a parede, assustando ambas pessoas.


— Cookie… Lindo você está bem?


  Lisa se assustava com a face demoníaca que o Jeon fazia era deveras assustador, a fazia tremer de medo, nem parecia a menina corajosa que enfrentou um dos mais temidos tripulantes do navio.


— Cala boca sua vadia… Não lhe dei permissão para abrir essa sua boca imunda!


 Jeon estava altamente alterado, o álcool em suas veias o deixava louco e a única coisa que vinha em sua mente era o nome Chim’, o que era estranho, mas era a única coisa que o levava a ter aquele tipo de comportamento.  


Talvez mexer com o Chim Chim’ não tenha sido uma boa ideia no final!”


  Pensava Lisa analisando a feição assustadora de seu namorado.


Talvez eu deva ficar mais quieta e guardar as coisas para mim, e só soltá-las quando estiver na hora, aish, como fui burra!”


 Se culpava a cada encarado maldosa e furiosa do Jeon para si.


—Suga…Quero saber por que não fez o que eu ordenei?


 Suga já engolia a seco, não gostava de ser um inútil um fraco perante seu capitão, todavia, zelava pela verdade e a justiça então falaria, mesmo que custasse sua própria vida.


—Lalisa me contou algo sobre o Hope e eu acabei a deixando de lado para tirar satisfações com o mesmo, um erro, me desculpe senhor King’, isso não é uma desculpa plausível, entretanto é a verdade… E eu sei das consequências de minhas atitudes!


 Jeon observava o outro falar e ouvia atentamente, Min Yoongi, nunca era de se deixar levar por qualquer porcaria, então sabia que o tenha a Lisa dito, havia mexido com a cabeça e o sentimento do branquelo, então não quis mais se aprofundar, pois sabia que o Suga não era de se abrir e falar sobre sentimentos com ninguém.


—Tudo bem Suga, é seu primeiro erro… Não serei duro com você pelo nossos longos anos de amizade... Todavia terá um pequeno castigo, terá que limpar todo convés quando pararmos para reabastecer o navio… Até lá… Está livre!


 Apontou para a saída e o Suga’ nem acreditava, havia saído inteiro daquela conversa, sorriu e fez uma breve reverência e então saindo do pequeno escritório, Yoongi ainda tinha que resolver outros problemas e ainda era com o Hoseok, já que quando foi falar com o mesmo, não havia o encontrado.


 Ainda dentro da pequena sala se encontrava um Jeon bêbado, enchendo mais um copo de RUM, e uma Lalisa nervosa e com um receio, sabia que iria sobrar para ela, Jeon a castigaria, disto não havia dúvidas, contudo, tinha medo dos castigos dados pelo acastanhado, pois era um pior que o outro; quase sempre alguém morria ou ia ficava debilitado. Ela não queria morrer e muito menos ficar debilitada! O medo voltou e a possuiu.


                             (...)


  Lalisa cambaleava pelos corredores de madeira do navio, havia saído da cabine do Jeon toda cheia de hematomas e manchas vermelhas, nunca ela imaginaria apanhar do Jeon como deveras aconteceu.


                             (💀)


 Jeon caminhava meio devagar voltando para seu quarto, estava exausto, seus olhos estavam caídos e estava suando, queria ir rapidamente para seu quarto.


  Ao adentrar a vista Park Jimin sentado no sofá totalmente quieto, seu quarto estava arrumado e cheiroso, o que indicava que o mesmo havia usado algum desinfetante no banheiro e que infestou todo o ambiente.


 Jeon se lembrou que teria que conversar com o mesmo, bufou alto, pelos deuses aquele dia não acabava nunca?


 Jimin apenas observava o capitão King’ entrar meio cambaleante, Jeon o olhou e então.


—Depois conversámos… Vou tomar um banho antes!


  A partir desse momento o estômago de Jimin se revirava toda hora por estar esperando o capitão -que mal entrou no banheiro-, para a tal conversa que ele queria fugir mais que não deu muito certo.


  Logo após Jeon sair do banho com uma toalha enrolada em sua cintura e outra pendurada em seu pescoço, ele começou a falar.


— Jihyun' Precisamos conversar!


— E-eu sei

 Jeon se secava e olhou de canto para o moreno mais baixo que estava sentado quieto no sofá.


— Ótimo... O que você estava fazendo fora do quarto?


Suspirou tentando não se alterar.


 — E ainda por cima sem autorização, ouvindo conversa alheia!?

 Era agora, Jimin não teria como fugir mais, então falou o que estava pensando desde cedo em falar para Jungkook.

— Eu estava me sentindo muito preso, então resolvi sair um pouco para espairecer, conversa com um amigo talvez, sla.

 

 Jeon virou para o mesmo e balançou a cabeça negativamente e por algum motivo havia achado a maior graça naquilo.


— Está me dizendo que estava se sentido meio preso e saiu para respirar?

Jungkook quase caiu para trás de tanto rir.

— Foi isso que eu disse não foi.


 Jimin foi curto e grosso, não queria prolongar o assunto, mais parecia que Jeon não queria o mesmo que ele.


— E quem te disse que prisioneiros saem para respirar, pensar e FAZER AMIGOS?


Parou de rir mudando totalmente de humor.

— Eu já tenho amigos, não precisa de mais. Não perguntei para você se eu podia sair pq você me deixa nesse quarto mofando o dia todo, e não me arrependo do que fiz.


Sussurrou a última parte.

 O King' arqueia a sobrancelha e fecha a cara com a audácia do outro.

— Talvez eu tenha cometido um erro... Eu não deveria ter te tirado daquela cela nojenta!

 Jimin se levanta irritado do sofá e para em frente a Jeon tentando engolir toda sua raiva para não falar umas poucas e boas para Jeon.

— Eu não estaria lá se você e seus tripulantes de merda não tivessem atacado o barco que eu estava.


 Diz quase rosnando de raiva.

Jeon ouviu aquilo e se alterou.


— Chim' me diz, quantos navios o seu capitão também atacou?


 Jimin apenas se calou, afinal já tinha atacado muitos navios.


 Jeon atravessa o quarto enquanto fala, pega um chicote de couro e, saiu arrastando pelo chão, fica atrás do Park e o toca.


Vou te ensinar a se comportar!


  Jungkook segura forte os braços do Park e o joga no chão.


Você me irritou... Chim'


 Levantou a mão com o chicote e o jogou contra o mesmo, Jimin fechou os olhos, todavia a raiva ainda o corroía, mas não podia fazer nada, não ainda. O King' olhou para as mechas do mesmo e acabou lembrando das falas de Hope, Jeon mudou a mira e jogou o chicote no Chão.


— Não posso te bater! Merda... Vou me trocar.
 

Jimin toca em sua perna sentindo arder e encara Jeon com tanta intensidade que se seus olhos fossem armas Jeon já estaria morto. Ele não se levantou do chão apenas ficou lá encarando o capitão King com raiva. Ah hoje ele ia  fazer uma besteira e como iria.


E foi aí que se lembrou de Shuu e se possível sua raiva aumentou ainda mais. Hoje ele faria Shuu amaldiçoar o dia em que nasceu e se arrepender de ter uma boca tão grande assim.


 Jeon apenas botou uma roupa mais folgada e voltou a olhar para o Park no chão. Bufou alto e se jogou na grande cama, puxou a colcha da cama e se cobriu até a cabeça adormecendo.


 Jimin ficou mais de uma hora sentado no chão se remoendo de tanta raiva que ainda estava sentindo, logo após, finalmente se levantou e foi conferir se Jeon estava mesmo dormindo e depois que teve essa confirmação com um ronco meio alto que Jeon deu, foi até a onde estava os pertences do capitão e pegou uma espada e uma faca menor e foi em direção ao quarto de Shuu.


 O navio estava silencioso então qualquer um que visse Jimin passando pelo corredor com a espada e a faca iam achar no mínimo assustador. Parou em frente ao quarto de Shuu que estava silencioso   -provavelmente pelo mesmo estar dormindo- e abriu a porta lentamente dando de cara com a cama onde Shuu estava deitado. Jimin sorriu diabolicamente e adentrou no quarto logo em seguida fechando a porta e olhando novamente para Shuu.


  Jimin ao fechar a porta devagar, observava a imagem do Shuu na escuridão, seus olhos do castanho iam ao negro e a adrenalina em seu interior o acelerava o coração, aquele ali já não era mais o Chim' ou Jihyun' era Park Jimin o Capitão Fantasma', sua mente nublada pensava somente no jeito mais devagar e tortuosa morte para o homem ali deitado. Ele já não tinha controle sob si!

 Caminhou lentamente observando o Shuu pelo a escuridão do quarto, que só era iluminada pela lua cheia e dourada no céu, em meio ao breu suas mechas loiras brilhavam ao tocar da luz do luar, Jimin carregava em suas mãos a espada afiada do King', acariciou o gume de ferro e depois lambeu, um sorriso maldoso e diabólico brincava em seu rosto angelical, nota-se a antítese nas a expressões do mesmo.

   Park se abaixou perto do rosto adormecido do Shuu, sorriu e com os pequenos dedo tocou-lhe a face, acariciou o mesmo enquanto sorria, o Park permitiu-se mexer nos cabelos lisos e tingidos do garoto.

— Até que você é bonitinho... Que pena que terei que te matar... Você fala demais... E porra, você fez com que aquele capitão gostoso discutisse comigo... E você é amigo daquela vadia a qual eu quero mostrar minha ira!

  Jimin sussurrava e terminou mais grave soando sombrio.

No inferno fale para o diabo que você foi morto... Pelo Capitão Fantasma!

   Jimin se levantou e sentou na cama no colo do Shuu e então passou a faca com força no pescoço do mesmo, o degolou, o sangue vermelho escorria e o garoto ainda de olhos fechado sentia dor, era horripilante. Park sorria ao ver o garoto agonizando em meio ao sono, se debatendo e tremendo buscando o ar que já não estava mais presente. Fantasma' foi então para os pulsos, os rasgando com o gume afiado, a cama já se coloria pela cor vinho do líquido vital do mesmo. Shuu já não aguentava mais, estava tremendo e nem sabia o motivo para tal tortura.

  Jimin começou a gostar quando o mesmo abriu os olhos tentando e o vendo, Shuu tentou gritar mas sua voz não saia, seus membros não se mexiam era só sua mente ali. Shuu estava apavorado e morrendo aos poucos.

— Olá Shuu, eu sou o capitão Fantasma'!

   Shuu arregalou os olhos ao ver a espada vim em sua direção. A mesma terminou o trabalho do Park, cortando por fim o pescoço do mesmo o sangue jorrou pelo quarto inteiro, Jimin gargalhou a ponto de doer a boca de sua barriga, lambeu seus dedos sujos de sangue satisfeito.

— Eu amo essa sensação!

  Jimin pegou a cabeça do Shuu com a mão direita usando os fios de cabelos o segurando com força despejava a raiva ali, analisou, a feição de pavor os olhos esbugalhados já sem vida, a boca aberta coberta por sangue e o cabelo bagunçado. Riu, tinha planos para aquela cabeça linda.


— E eu já até sei o que irei fazer com você! Esse será o meu espetáculo, Jeon teve o dele, agora é minha vez!

  Levantou da cama suja de sangue, ele estava totalmente sujo também e não se importava, até gostava daquilo tudo, era divertido para si!  Pegou a espada com a canhota e saiu devagar do quarto.

  Caminhou pelos corredores do Navio, fazendo questão de trilhar o sangue do Suu do quarto dele até a parte superior do Navio. Subiu até o Timão do Capitão King' e pôs a cabeça pendurada ali, pendurou de uma maneira a qual todos os tripulantes vissem, pegou sua adaga a qual tinha colocado em sua cintura e cortou a testa alheia escrevendo ali: " O Capitão Fantasma está vivo! "

 Desceu dali e correu para o quarto ensanguentado, pegou o corpo o despiu  e o cortou os membros, pegou as pernas e botou uma na cozinha e uma na parte onde estava os prisioneiros  -aproveitando que todos dormiam tranquilos- subiu e pegou os braços, pois um no lado da Lalisa e outro na frente do quarto do Hope. Voltou e pegou o tronco pendurando no corredor do quarto do capitão, na pele nua do tronco na parte do abdômen escreveu: " Você não me conhece, mas eu sei muito sobre você! " E nas costas: " Você pode até ser bom no pique pega, mas eu ainda sou muito melhor no pique esconde! "

— Acabei... Foi tão rápido! Agora tomarei um banho jogarei essas roupas no oceano e dormirei...

E então foi para o banheiro do corredor mesmo, tomou banho e pela janela do pequeno banheiro jogou as roupas no mar. Saiu nu pelo corredor e voltou para o quarto do King', pegou uma roupa qualquer e vestiu e então deitou-se no sofá, olhando para o teto riu diabolicamente, virou-se para que visse o Jeon e sussurrou só para si.

Você não perde por esperar capitão King'!



                               (💀)



Continua...









Notas Finais


Rum é um tipo de bebida okay? Rs
É, o Capitão Fantasma finalmente apareceu em, e aí o que acharam? E como será a reação do Jeon? Lalisa saiu acabada da sala do Jeon em, ela não deveria brincar com fogo.
Espero que tenha gostado.
Kisses of the bunny 🐰💋 @Taehyung_95_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...