História Pirulitos-VKook - Capítulo 61


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Hentai, Vkook
Visualizações 166
Palavras 583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 61 - Capítulo 25 - Estarei esperando para experimentá - los


~Tae não pode ficar cego, tem muita coisa que aqueles doces olhinhos ainda precisam ver.~

      《》 《》 《》 《》

Me sento no sofá da sala, Lin havia ido embora à pouco tempo.

Meu rosto está vermelho devido ao meu choro constante, meus braços estão marcados de tanto apertá - los, minhas pernas estão doendo de tanto pisar fundo. Eu estou inteiramente quebrado.

- Jungkook, você...Está bem? -Jimin pergunta, aparecendo na porta.

- Não...-Digo baixo.

- Calma, vai dar tudo certo...-Chega próximo de mim para me abraçar.

- Eu sei que vai.

- Então porque está chorando?

- Estou me sentindo inseguro.

- Não se sinta, como eu disse...Vai dar tudo certo.

- Você já pensou em se caso não der? -Me viro para encará - lo.

- Sim, mais prefiro não pensar nisso.

~Ficamos em silêncio.~

- Mesmo que ele fique cego, eu não deixarei de amá - lo, até porque isso não é um defeito. -Volto a falar. -Cuidarei dele, mesmo que isso custe minhas forças.

- Ele não vai ficar cego! -Jin nos interrompe, sentando - se ao meu lado. -Ele só está dormindo...Ele voltará a enchergar como nunca.

~O silêncio volta.~

- Onde está Lin? -Jimin e Jin perguntam em uníssono, rindo da situação.

- Eu à assustei sem querer.-Digo.

- Você fez Lin ir embora? -Jin pergunta, me olhando assustado.

- Não foi minha intenção...

- Por que fez isso?

- E-Eu perdi o controle...-Olho triste para o chão.

- Você tem que controlar essas coisas Jeon!

- Eu sei, mais eu não consigo!

- Não é tão fácil Jin, deixe - o!-Jimin o confronta.

- Hmmm... -Olha sério para nós dois.

O mesmo sai da sala silenciosamente.

- O que acabou de acontecer aqui? -Pergunto à mim mesmo.

                                [...]

Abro a porta do quarto em que Tae está, visualizando o mesmo dormir calmamente. Sua respiração estava calma devido a máscara de oxigênio.

Pego em sua mão, demonstrando que eu estava ao seu lado.

- Tae? -Pergunto em um sussurro.

Mesmo sem resposta alguma, eu continuo.

- Vai dar tudo certo, eu sei que você sabe disso... -Retiro dois pirulitos de um dos meus bolsos, colocando - os sobre um banco que estava ao lado oposto de sua cama. -Essa é uma marca diferente, mas espero que tenha um gosto bom...Jin não conseguiu achar dos que eu gosto, então trouxe esses para mim. Você terá de me dizer se são bons ou não. -O encaro. -Até lá, estarei esperando para experimentá - los.

Me levanto para ir embora, mais sou agarrado por sua mão.

O mesmo está sentado sobre o canto da cama. Ele está dormindo...Seus olhos estão fechados, e sua respiração está mais intensa, o que me deixa com bastante medo.

Sua mão me apertava com força.

- Tae?

Ele não responde.

- Tae? -Pergunto de novo.

Novamente não sou respondido. Ele me solta.

Observo seu corpo quase que caindo então resolvo colocá - lo adequadamente sobre a cama.

- Não sei como conseguiu fazer isso totalmente inconsciente, mas espero que seja um bom sinal. -Saio, apagando a luz por trás de mim, deixando com que ele durma. -Te amo maninho...-Digo ao sair pela porta.

Essa situação me deixou bastante assustado.

                {UM DIA SE PASSOU}

        {DOIS DIAS SE PASSARAM}

{TRÊS DIAS IRÃO SE PASSAR}

02:13am

- Hoje será o dia em que Tae acordará. -Repito isso á mim a noite toda, 02:14 consigo pegar no sono.

12:37

Acordo rapidamente, logo me levantando.

Corro até a cozinha, onde ouço barulhos de pratos batendo e cheiro de panquecas.

Apareço na porta, e vejo Tae.

Fico paralisado.

- TAE? -Grito animado.

- Kook? -Olha em minha direção, alegre.

- Sim! -Sorrio largo.

- Aonde você está? -Pergunta.

Me desfaço de meu sorriso, sentindo uma enorme bola de neve se formando em minha garganta.

Tae está cego.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...