História Pitch Bechloe Perfect - Capítulo 94


Escrita por:

Postado
Categorias A Escolha Perfeita (Pitch Perfect)
Tags Bechloe, Pitch Perfect
Visualizações 105
Palavras 1.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Beca começa a entender um pouco das coisas...talvez entender já não era mais o que ela queria....

Capítulo 94 - Ligações improváveis....ou não.


Beca

 

Ok, definitivamente minha mãe vem me deixando louca com essas confissões, ela agora está na sacada, diz que precisa respirar um pouco antes de continuarmos, eu disse que não sairemos daqui até resolvermos e esclarecermos tudo o que ela sabe, estou aqui sentada na cama recapitulando parte por parte, tentando entender e ligar os pontos, ela acabou de me contar que Jared, um dos que estão se vingando de Chloe mudou seu nome para Albert e abriu uma gravadora, e pasmem ou não Albert Smith era nada mais nada menos que meu chefe, então agora entendo o porque de ter visto Bryan com ele aquele dia que estava com Tom, quando Tom me beijou disfarçando, ou eu beijei ele?, tanto faz, isso nem tem importância, a questão está no fato de que Sr. Albert tem tudo a ver com isso, ou seja, o avião - coloquei a mão na boca - meu avião foi sabotado não só por Bryan, por isso meu ex chefe mandou eu voltar no avião fretado, bom pra mim isso é uma grande surpresa, e ao mesmo tempo estou batendo na minha testa, como pude ser tão idiota e não ter ligado os pontos, é óbvio que eles estavam juntos nessa, Bryan é filho dele, estão juntos nessa, e para ajudar John é irmão dele, como eu nunca percebi? Beca, pelo amor de Deus você é muito lerda, certo, certo, respira, respira, ok, - suspirei - vamos continuar avaliando isso, John se meteu nesse rolo, Gail também, vamos lá Beca, você está indo bem, eles estudavam na mesma faculdade que meus pais e também, junto com os pais da Chloe, meu pai claro, tinha que ser amigo do vilão - bufei nessa hora, lembrando de tudo que minha mãe disse- eles se enfiaram em dinheiro de competições, chantagearam patrocinadores, os pais da Chloe não aceitaram isso, como ela mesmo me contou essa parte da história, bom até ai estou conseguindo entender, mas ai há algumas lacunas, quem é o pai de John e Jared Smith, e meu pai e minha mãe ate onde foram nisso? Meu Deus, será que eles ajudaram a matar os pais da Chloe?, nessa hora eu senti minha cabeça doer, era muita coisa para pensar, agora eu tinha certeza de que quando me raptaram eu ouvi a voz de meu pai, ele estava por trás daquilo, mas era para eu ter morrido no avião, ou não? essa é outra coisa que ainda não entendo, e com todas essas coisas, esse maldito documento que ainda não sei onde está, aff Beca, pensa pensa, onde os pais da Chloe podem ter colocado? Por falar em Chloe, como ela vai agir depois de saber tudo isso, quando ela souber que meus pais e os pais dela se conheciam? E pior, como ela vai reagir quando souber que minha familia está envolvida de alguma forma na morte de seus pais? - nessa hora balancei a cabeça- não quero nem pensar nisso, talvez eu não deva contar para a ruiva, aff, não seja burra Beca se você não contar para sua namorada vai ficar pior, mas e se ela me odiar? Ai, minha cabeça ta doendo mais, coloquei a mão na cabeça esfregando, talvez possa aliviar um pouco, foi ai que ouvi passos, olhei para o lado e ela estava de volta:

- Beca, filha, vamos lá, eu preciso que você saiba que eu não sabia das chantagens e nem dos desvios no começo, quando eu soube, eu briguei com seu pai, nós nos divorciamos.

- Mas vocês me disseram que foi por causa da outra, que ele te traiu mãe, você me disse.

- SIm filha, ele me traiu, mas esse não foi o motivo, quando ele me traiu nós já não estávamos juntos, se é que você me entende - nessa hora eu revirei os olhos - nós já estávamos brigados, eu não aceitava o que ele fazia, eu comecei a desconfiar quando os pais da Chloe se afastaram de nós, eu nem sabia o que estava acontecendo, Katherine já não falava comigo, e então eu os vi, Jared e seu pai discutindo no escritório, fiz ele me contar, ele queria que eu entendesse, mas eu - ela estava aos prantos já, segurou minhas mãos - eu nunca aceitei minha filha.

- Não aceitou mas também não denunciou né mãe - falei séria, talvez eu estivesse sendo um pouco dura com ela, mas eu não via outra forma.

- Sim filha, e eu , eu me arrependo tanto, tanto, quando soube que o avião em que os pais da Chloe estavam tinha caido e quando veio a tona toda a corrupção, eu sabia que isso não era acidente, culparam eles para toda a midia, e eles já estavam mortos, não tinham como se defenderem, o pior é que eu queria fazer algo, mas eu não tinha provas minha filha, nada, e seu pai e eu nunca falamos sobre isso, então eu fui para o Havaí, quando você me falava de Chloe, a sua amiga da faculdade, eu nunca pensei que pudesse ser a filha dos Beale, quando nos afastamos vocês ainda não existiam, acho que um ou dois anos depois eu soube que eles tiveram uma filha, mas não tinhamos mais contato, mas ai depois de ficar com as suas amigas no Havaí e conhecer uma a uma, eu comecei a desconfiar que algo estava muito errado, e foi então que vi Bryan, me encontrei com ele algumas vezes lá, escondido de todas. - eu ouvia minha mãe e já não sabia o que sentir, estava inerte, sem saber como agir.

-Certo e você falou o que com ele mãe? me conte.

- Beca, por que você não para de mex...

- Você prometeu me contar mãe, por favor, o que vocês conversaram, como você sabia que era o Bryan?

- Como eu disse, convivemos muito com a familia Smith, você até brincou com ele Beca - eu balançava a cabeça negativamente, não queria me associar a nada com essa familia - enfim, lembrei dele e então conversamos sobre o que ele estava fazendo ali, então, ele começou a me contar algumas coisas, como se eu estivesse envolvida também, como se eu já soubesse de tudo, me disse de seu sequestro, que estava protegida, que agora seria mais fácil se aproximar da Chloe, a função dele era conquistar a Chloe, descobrir tudo o que ela e a familia dela sabiam e pegar os documentos que os incriminam, só que você estava atrapalhando, então eles me disseram que chamaria Jesse para ir ao Havaí te distrair, ver se você largava a Chloe -nessa hora arregalei os olhos.

- Espera mãe, você esta me dizendo que Jesse também está envolvido nisso? - ela assentiu.

- Parece que sim filha, eles tinham contato com ele, não me pergunte como ele me contou, e eu fingi que já sabia de tudo, foram 4 encontros, ele me passou essas informações, mas ai quando você voltou para o Havaí, tenho certeza que eles não esperavam, seu pai estava lá também, então imaginei que algo estava saindo fora do controle deles, filha você se arriscou demais voltando para lá.

- Eu não podia deixar as pessoas que mais amo acharem que eu havia morrido mãe, eu, eu precisava voltar, encontrar Chloe, meu Deus, como Jesse pode ter feito isso comigo? Ele estava me usando, e meu pai mãe, eu estou com um ódio mortal dele, ele, mãe - fiquei um pouco pensativa, eu não podia acreditar no que estava prestes a perguntar, e eu temia pela resposta - Mãe, por acaso meu pai, ele, ele tem a ver com a morte dos pais da Chloe, diretamente - minha mãe me abraçou, ficamos em pé, eu só queria chorar.

- Eu não tenho a resposta concreta, mas, mas  - ela então me encarou - filha, eu acho que sim, eu acho que seu pai está completamente envolvido na morte dos pais da Chloe - fiquei paralisada, um buraco pareceu se abrir no chão, de repente ouço a porta abrir, será que ela ouviu? Chloe estava parada e me encarava, talvez eu já não quisesse saber de mais nada.


Notas Finais


Oi gente!!!! Voltei, desculpem a demora, mas tive problemas sérios por aqui, estava muito pra baixo...me perdoem, mas já estou de volta e a história ainda não acabou....rsrs vocês acreditam que hoje faz um ano que comecei essa história??? To muito feliz com o tanto de leitores e muito mas muito feliz que vocês gostam do que eu escrevo.....amo que comentem porque sinto que não estou sozinha nessa doida história Bechloe!!! Obrigada por estarem ai e espero que tenham gostado desse capitulo...em comemoração de um ano teremos mais capitulos essa semana, talvez hoje eu consiga postar mais um, juro que vou tentar!!! Até Mais e muito muito obrigada a todos!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...