1. Spirit Fanfics >
  2. Pitico >
  3. Jungwhan cagueta e troca de efeitos

História Pitico - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


olá, batatas? tudo certinho?

confesso que demorei pra desenvolver as ações nessa fic, ela vai ser curtinha, no máximo 3 caps, mas vai falar de coisas que ultimamente andam me incomodando sobre meu corpo. ent é meio como uma autoaprendizagem através de palavras que estou tentando pôr em prática. espero que entendam a mensagem que eu quero passar em meio aos mashikyu boiolas e seus amigos mais boiolas ainda :)

obs.: a fic vai ser um pouco crack com texting assim como mais séria em certos momentos, tô treinando esses tipo de escrita e espero não decepcionar nesse quesito

bora? boa leitura! ♡

Capítulo 1 - Jungwhan cagueta e troca de efeitos


Um urso não aguentaria as ferroadas das abelhas se o mel não fosse bom. 


Não é novidade para ninguém que aulas de histórias são as mais desinteressantes para Junkyu. O Kim sempre detestou a matéria, então não era surpresa o mesmo estar no celular em meio aquele horário.

Estava retuitando alguns posts que falavam sobre cachorrinhos quando sua timeline foi atualizada. Logo de cara um tweet de Junghwan apareceu, este que reclamava sobre como Mashiho era teimoso e estava insistindo na ideia de que café da manhã não era tão necessário.

A teimosia de seu Mashi realmente atacava quando não devia. Onde já se viu um estudante de dança não se alimentar pela manhã? Tem como dançar desmaiado no chão, por acaso? Ah, mas Junkyu resolveria aquilo agora mesmo!

.

.

.

chat on.

kyola
pitico, tô indo pro seu bloco
me espera na entrada

mashihohoho
pq isso do nada, kyu?
tá com tanta saudade assim de mim eh hein hein
nos vimos não faz nem 30 minutos junkkkk 

kyola
vi oq o junhwan postou

mashihohoho
aquela peste----

kyola
não xinga o meu protegido oia
enfim, vc não comeu nada
tô indo praí

mashihohoho
tenho opção de escolha?

kyola
dessa vez não
sua saúde em primeiro lugar
tô saindo do prédio

mashihohoho
ok, hyung
já desço, vem com cuidado

chat off. ↵

.

.

.

Junkyu fitava o celular contente. Era até bobo o quanto o namorado conseguia fazê-lo sorrir até com as mensagens mais simples.

Quando estava prestes a sair, antes de deixar a sala juntamente com a aula maçante de história, avisou Yedam que iria levar Mashiho a algum lugar, mas que estaria de volta para o almoço do grupo. Não queria deixar o amigo preocupado ao sair quase correndo daquele ambiente. No entanto, Mashiho era mais importante. Não era tão longe o edifício de música do de dança, então chegou a tempo de ver o menor descendo os últimos degraus de seu prédio.

Recebeu o Takata com os braços abertos, aguardando o mesmo afundar-se em seu peito. Quando feito, o coreano rodeou os ombros largos e pressionou a cabeça do japonês contra seu tronco, ouvindo um som de satisfação dado por este. A estatura baixa do mais novo combinava de forma singular para que Junkyu pudesse dar um beijinho na testa deste. E foi o que fez em meio ao abraço, logo desfazendo-o e, após, segurando ambos os lados do rosto do Takata, distribuindo diversos beijinhos estalados pela face bonita, sendo agraciado pelas risadinhas tímidas do menor.

Mashiho era tão pequenininho perto do coreano e por isso que este chamava-o de pitico desde que se conheceram, o apelido sempre dito em tom dócil e carregado de carinho caiu perfeitamente na época. E hoje continua sendo um dos chamados mais fofos entre o casal.

── Pronto 'pra um cafezinho às... ── mirou o relógio em seu pulso. ── ...dez horas desse dia lindo? ── voltou seu olhar ao Takata numa expressão contente, vendo os olhinhos do mais novo brilharem.

── Junk, 'tá nublado.

── Ah, perdão, meu bem! Nem reparei. ── pôs dramaticamente a mão no peito. ── É que ver seu sorriso iluminou tudo ao redor.

Isso só fez o sorriso de Mashiho aumentar ao que abaixou a cabeça no mesmo instante. ── Bobo...

Normalmente era o japonês a deixar o Kim todo envergonhado, pois, podia não parecer, mas o que o Takata tinha de talento na dança ele tinha em ser cara de pau. E ter conseguido deixar o menor naquela timidez repentina fez o estômago de Junkyu borbulhar de felicidade, como se tivesse mil e uma borboletas agitadas dentro de si. Fez questão de delicadamente levantar o queixo do amado e dar-lhe um selinho longo, arrancando o fôlego do mais novo nos primeiros segundos.

Quando separaram-se, tendo sorrisos e suspiros mutuais, entrelaçaram as mãos e estavam prontos para rumarem a um restaurante próximo. No entanto, foram parados por Hyunsuk, este que corria para entregar o celular do Takata.

── Você esqueceu na sala, Shiho.

── Obrigada, hyung. ── o menor agradeceu suave, ainda meio retraído, mas ainda assim contente demais por poder ficar algumas horinhas com seu Kim.

Só segundos depois se deu conta que saiu tão apressado da sala que acabou esquecendo o celular, nos instantes entre guardar o material e não deixar mais o namorado tão preocupado. Bateu na própria testa por ser tão desatento, só realmente saindo do pequeno transe quando ouviu Hyunsuk voltar a falar.

── Yay, Junkyu-ah! Tem mais uma coisa. ── obteve a atenção que queria. ── Junhwannie pediu 'pra te dizer que ele descobriu que o Mashiho não come desde ontem à tarde e que é 'pra você levar ele 'pra comer direito, já que temos uma apresentação daqui a alguns dias. É isso! Bebam água e olhem 'pros dois lados da rua antes de atravessar. 'Tô atrasado. Amo vocês! Tchau!

E saiu correndo dali.

── Takata Mashiho! ── Junkyu pôs as mãos na cintura, totalmente indignado.

── Ah, Jun! Sabe como é, 'né? Eu me esqueci... ── fez bico.

── Aham, sei! Pode dar tchau 'pra suas aulas de hoje. Vou passar o dia com você. ── começou a falar, decidindo não dar ouvidos às manhas do namorado ao que este disse que devia ensaiar. Pôs-se a andar, juntando suas mãos com as do menor. ── Onde já se viu isso? Até parece que vai fazer uma boa apresentação todo magrelo desse jeito. Hoje você não desgruda de mim até engordar uns bons quilos.

── Nossa! Você parece minha mãe falando. ── riu de todo o falatório do moreno, decidindo apenas seguir o que viesse a partir dali.

Afinal, não tinha nada melhor do que ficar agarrado com seu coalinha.


Notas Finais


rola pra frente :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...