História Plaies de glace - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Kris Wu
Tags Baekhyun, Krisbaek, Prismalunar, Rpgsquad, Wu Yifan
Visualizações 6
Palavras 534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Apesar de tudo eu ainda acredito nesses universos de histórias, então depois de umas boas WooJins explicando parte da situação agora venho com mais duas personagens.

Ambos são betas.
Yifan é o comandante do exército e o Baekhyun, hm, só fica na casa dele por conveniência.

Boa leitura.

Capítulo 1 - O seu sangue na neve


Fanfic / Fanfiction Plaies de glace - Capítulo 1 - O seu sangue na neve

 

 

Yifan foi de joelhos ao chão em uma lufada de ar, voltando o corpo para frente de forma a colocar para fora o sangue que lhe subia pela garganta. Aquilo era tão comum que nem mesmo conseguia mais sentir repulsa ao gosto férrico.

O Sol há muito tinha sumido no horizonte, deixando apenas alguns rastros de seu aparecimento no céu de chumbo. Os invernos em Braveheart eram sempre cruéis com todo e qualquer um, não perdoando mesmo aqueles que tanto lhe cuidavam bem, nutriam suas terras e zelavam por seus animais.

Aquela havia sido a primeira grande investida contra Bravedragon desde a captura de Seokjin e sabia por cada um dos cortes em seus braços e pela costela quebrada que nada tinha saído como o planejado. Perdera alguns homens e mulheres do exército e, ainda por cima, tivera o vislumbre dos olhos do Herdeiro de Jade no meio da batalha, aprisionado, mal se mantendo em pé.

Os pés descalços na neve e o grito por seu nome.... Não sabia como relatar aquilo a rainha.

Seokjin, o príncipe, o herdeiro do trono, feito de indigente.

E o lobo negro rosnando para si, prestes a lhe quebrar em dois pela mísera aproximação que fizera do outro.

Havia preparado cada um daqueles que levara consigo para caso o momento da troca não passasse de uma emboscada, uma armadilha preparada por Jungkook para lhes dizimarem. No entanto, não esperava que os acontecimentos fossem se dar daquela maneira.

Respirou fundo deixando que o ar gélido entrasse em seus pulmões e, assim, fizesse cada uma das feridas arderem frio. Pedira para aqueles que tinham sobrevivido para que recolhessem os corpos e retornassem o quanto antes, deixando um de seus braços direitos como responsável, porque só então teria aquele tempo.

Tinha que voltar para Braveheart, sair da fronteira e reorganizar as tropas para que os relatórios fossem entregues. Era seu trabalho e nem por um momento pensou em fugir disso, apenas precisava pensar, esvaziar a mente mais uma vez porque o inverno era cruel.

Em um movimento curvou o corpo para frente, pronto para sentir o frio se apossando de seu corpo por um instante. Porém, antes que chegasse a atingir a neve foi segurado por braços trêmulos, ao que ouviu mais algumas vozes pouco depois.

 — Você é burro? — Ouviu próximo de seu ouvido. Um dos braços alheios serviu de apoio para que ficasse de joelhos outra vez, então em meio segundo estava com o queixo apoiado sobre o ombro estreito. — Para de fazer essas coisas assim! Só para...

Podia jurar que Baekhyun estava chorando, porque não chovia nos invernos.

— B-Baekhyun....

— Não fala nada. — disse. — Vai perder mais sangue se continuar falando feito um idiota e... Yifan, olha esses ferimentos!

— Você... ainda fala demais...

— Vai acabar morrendo assim, Yifan.... Morrendo, seu idiota!

Byun Baekhyun, o covarde de Braveheart, aparecia no fim de uma batalha para lhe levar de volta. E por mais irracional que soasse em seus pensamentos, Yifan o ouvia chorar porque tinha medo que morresse.

Chegaria a rir se pudesse, mas os invernos de Braveheart sempre levavam de si todo o senso de humor, o tato e outra coisa que pudesse haver.

Só lhe restava o sangue na neve.

 

 

 

 


Notas Finais


Bem, por hoje é isto.

Qualquer dúvida há maiores explicações nas woojins também (acredito). O podem perguntar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...