1. Spirit Fanfics >
  2. Planeta Spirit >
  3. Criança e Adolescente podem ler sexo?

História Planeta Spirit - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Criança e Adolescente podem ler sexo?


Fanfic / Fanfiction Planeta Spirit - Capítulo 5 - Criança e Adolescente podem ler sexo?

— Adrieeeeen, tô cansada, tem porra nenhuma para fazer... Por que não chamamos a Alya e  Nino para uma "festinha particular"?

— Affff. Marinette temos 15 e já participamos de mais surubas do que atores de filmes pornôs! Não acha meio exagerado não?

— Que culpa eu tenho se quem lê gosta?

— Mas você acha certo uma grande quantidade de crianças e adolescentes ler e escrever coisas assim? Que dizer... Será que não é perigoso ou... Será que alguém sabe o volume de coisas "pouco úteis" que eles consomem e criam? Outro dia no twitter alguém estava justamente reclamando de quão exaustivo é o número de vezes que eles repostam imagens que nem deveriam estar vendo... 

— Ah, Adrien... São os hormônios, a curiosidade é totalmente normal. Não só a curiosidade, mas muitas vezes, experimentar.

— Mas como fica um pequeno detalhe: "o consenso"?

— Isso é uma coisa de legislação e todo mundo sabe que muitos rapazes e garotas de 17 são mais maduros do que muita gente mais velha...

— E treze?

— Treze não consente! No mínimo quatorze.

— Sim, mas você está lá com treze anos, um belo dia faz aniversário e "plim" tem a capacidade para consentir? Isso não faz sentido...

— Só que a regra precisa ter uma idade. Na França a  idade foi determinada recentemente quinze. Quanto menor essa idade mais risco uma criança ou adolescente corre de ser vitima de estupro e ainda ter que provar a agressão. A idade mudou na França porque um homem de trinta foi absolvido do crime de violação de uma criança de onze anos depois de o tribunal ter determinado que a menor não foi sujeita a qualquer "constrangimento, ameaça, violência ou surpresa".

— Eeeecaaaaaaa um cara de 30 e uma menina de onze e ele se safou?!? Se fosse eu com quinze tinha sido condenado! E o Gabriel me arrancava o couro para fazer tamborim!

— Num ponto você está certíssimo, não é plim e tudo certo. Mas a regra precisa de um limite e o limite é dado por idade porque é o jeito mais simples. Mas o consentimento pode ser avaliado de acordo com a maturidade intelectual (nossa que chique!) e o desenvolvimento do corpo. Porém! A definição de 14 e de 18 serve para, justamente, proteger as crianças e adolescentes.

— Sim. Claro que pode existir uma garota ou um garoto de dezesseis "safados" que ficam instigando uma pessoa mais velha, por exemplo um professor ou professora. Mas o adulto que tem que ter e responsabilidade de saber não dar corda a isso. 

— Sim. Agora para a nossa permanência feliz no planeta o que precisamos saber é. Adolescentes não são máquinas de sexo ou atores pornôs. Pode ter dois adolescentes descobrindo sexo entre 14 e 18? Pode sim. Mas assim como em BDSM você não deveria topar ser vendado e amordaçado por um desconhecido no primeiro encontro, os adolescentes tem encontros sexuais menos experientes. E caralho! É super gostoso de ler descobertas em sexo! Fica delicado e erótico para cacete.

— Mas as crianças e adolescentes não deveriam fazer algo mais útil do que ler e escrever isso, como estudar por exemplo?

— Adrien!!! Estamos em janeiro são férias escolares e de faculdades! Quando você não tem nada para fazer e tem tempo livre fica pensando e perguntando para o Gabriel quando vai ser o próximo shoot fotográfico? São os hormônios, porra! Não dá para resistir. Você não se masturbava, não?

— Aaaaah! Que pergunta indiscreta! — Adrien ficou parecendo um pimentão.

— Quantos anos você tinha quando começou a se masturbar, hein?

— Eu não vou responder isso!!! Tá todo mundo lendo!

— E quantos anos tinha na sua primeira vez?

— Caralho, Mari deixa de ser chata! Quanta pergunta indiscreta! E você senhorita? Se masturbava? Quantos anos tinha, hein, hein?

— Aaaah!.. Eu era muito imprudente! Minha mãe não me levou num ginecologista e eu comecei com minha siriricas antes mesmo de menstruar pela primeira vez. — Marinette ficou pensativa por alguns instantes. — Quando comecei tinha uns onze, acho. Pior que eu não tinha brinquedos apropriados e usava coisas que não deveria. Poderia ter me machucado! 

— E quando você foi transar pela primeira vez?

— Ah demorou! Nossa, foi depois dos dezoito! 

— Mas e se tivesse aparecido alguém que insistisse antes disso, você gostaria? Queria ter feito antes?

— Olha uma vez estava com meus pais voltando da praia, com onze ou doze anos. E um rapaz que estava atrás da gente antes de atravessar a rua, num meio grupinho de rapazes, passou a mão na minha bunda. Tomei um puta de um susto! Tanto que nem gritei, só fiquei olhando feito uma idiota, meus pais nem perceberam. Eu só tinha onze ou doze, Adrien... Foi gostoso saber que alguém tinha me notado, mas aquilo me fez me sentir como um pedaço de carne num açougue momentos depois. Não sei se o rapaz já tinha mais de dezoito, mas ele era bem mais velho que eu, e alto. Eu ainda nem tinha seios... Antes do momento que eu fiz pela primeira vez eu não estava pronta. E a primeira vez... bem, mesmo sabendo mais ou menos o tamanho que deveria ter e mesmo querendo era maior do que eu estava acostumada nas minhas brincadeiras solitárias. Não foi dolorido, mas foi diferente das vezes posteriores.

— Um casal de amigos nossos não esperou terminar o colégio.... Você sabia que a Alya e o Nino transaram na escada de incêndio do Dupont?

— Sabia... Mas que primeira vez de merda, hein? No chão duro! Os hormônios efervescentes fazem a gente fazer cada merda! A gente tem a vida toda para fazer sexo, claro que é melhor começar a aproveitar logo! Mas cada um tem seu tempo. 

— Imagina que bosta é alguém te roubar o prazer da primeira vez te forçando ou insistindo quando você ainda não está pronto? Isso pode prejudicar as próximas vezes, isso pode te dar um trauma qualquer...

— Os adolescentes tem que pensar nisso antes de instigar um adulto. A maior parte dos adultos vai te tratar como criança se você fizer algo assim (como devem fazer para evitar problemas), vai achar que bobeira de adolescente. O problema são aqueles que pensam "nossa que safada, se está provocando é porque quer" e tem muita gente que pensa assim. Ou, inclusive mulheres que podem aceitar sexo com adolescentes porque afinal de contas os caras com quem elas se relacionam são mais velhos e já não tem "esse fogo todo". A questão nesse caso, é que ele vai pelos hormônios, mas ela  sabe que não deveria. Nesses casos eu acho a idade de dezoito um bom parâmetro. Afinal de contas dos 14 aos 18 são 4 anos, um bom tempo para perceber outras coisas além do par de pernas ou que tem entre elas... Eu desejava antes dos dezoito? Sim. Poderia fazer antes? Sim teria feito se meu namorado fosse tão desencanado quanto eu na época do colégio, mas o tempo de colégio passou e só fui fazer depois. Perdi alguns meses de sexo? Talvez, mas minha primeira vez não foi escondida ou desconfortável, foi bom, muito bom... Melhor que bom... Mas isso não interessa, né?

— E se a partir dos dezoito as histórias forem de pessoas em um casamento por dinheiro, beirando uma relação não consensual? Ou se um dos dois estiver cambaleando de bêbado e quiser sexo?

— Essas coisas acontecem na vida real. É hipocrisia não aceitar determinadas histórias com esse conteúdo. Porque não existem histórias incentivando que isso ocorra, na verdade, é o oposto, isso ocorre e as histórias contam. 

— E daí vai gente chata lá denunciar...

— Pois é.... Beber chapar e transar não pode. Mas fumar maconha na escola pode, transar na mesa da sala de aula pode, por gororoba no copo dos outros pode... Planeta Spirit.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...