1. Spirit Fanfics >
  2. Planeta Vermelho >
  3. Prólogo

História Planeta Vermelho - Capítulo 1


Escrita por: khaur

Notas do Autor


Eu sou horrível com apresentações, mas meu nome é Khaur e essa a primeira história que estou postando apesar de escrever há bastante tempo. Não tenho muito o que dizer, apenas espero que aproveitem a leitura e caso gostem deixem sua opinião nos comentários ^-^

Estou postando o prólogo apenas como um teste, então não posso dar uma certeza da frequência com que atualizarei ou quantos capítulos vai ter, mas caso vocês gostem pretendo continuar. Boa madrugada!

Capítulo 1 - Prólogo


Era noite, uma noite incrivelmente linda por sinal, daquelas onde a rua estava completamente vazia e o céu cheio de estrelas, o que não significava nada para um garoto que estava à beira de um colapso. O estado físico e mental ambos em péssimas condições. O cabelo parecia um ninho de pássaros, enquanto isso seus olhos estavam com olheiras profundas e sua pele ainda mais pálida que o normal. Era uma imagem deprimente. Era correto um estudante do ensino médio estar tão bêbado ao ponto de tropeçar nos próprios pés? Para ser mais exato, sequer era correto um garoto sem o mínimo de maturidade estar bebendo algo minimamente alcoólico? A resposta era não, mas aquilo não impediu Sehun de o fazer mesmo assim. Em toda sua vida nunca imaginou que sofreria um golpe, pelo menos não daquele jeito. Todos os seus amigos haviam lhe avisado sobre aquela garota, mas ele resolveu não dar ouvidos. Agora estava se sentindo quebrado, financeiramente e emocionalmente. Estava apaixonado e aparentemente um dos sintomas era burrice crônica.

 

Não conseguia ver com clareza o caminho que fazia, mas de qualquer forma seu objetivo não era chegar em casa, não queria ter que encarar o olhar de decepção de sua mãe. Por sorte, naquele mesmo dia mais cedo havia enviado uma mensagem para a mais velha avisando que iria dormir na casa de Yixing, agora só precisava achar o caminho correto para a casa do melhor amigo e passar a madrugada chorando em seu colo enquanto comiam salgadinhos.

 

— Naeun… — Não queria chorar, mas aquilo acabou se tornando inevitável quando disse o nome daquela vigarista em voz alta. Se sentia um bebezinho chorando daquele jeito, mas com o álcool entorpecendo seus sentidos ele não dava a mínima para o quão patético deveria estar sendo. Estava tão absorto no próprio drama que acabou por não perceber um paralelepípedo bem na sua frente, por isso acabou batendo seu mindinho com tudo ali, o que lhe rendeu uma dor horrível e um tombo pior ainda. — Eu disse que te amava! — Esperneou sem se importar com nada, nem com a dor em seu mindinho e muito menos com o fato de estar deitado no chão da rua sem a mínima vontade de levantar.

 

Sua cabeça viajava entre os últimos acontecimentos enquanto piscava os olhos de maneira quase letárgica, piscou os olhos uma vez, duas vezes, mas na terceira havia uma mão estendida diante de si. Não fazia a mínima ideia de como aquela mão havia surgido ali, talvez tenha bebido tanto que agora estava tendo um surto psicótico, ou quem sabe tinha batido a cabeça na queda e agora podia ver fantasmas. Naquela altura do campeonato Sehun acreditava em qualquer coisa, ou pelo menos fora isso que pensou até a voz grave e gentil soar em seus ouvidos.

 

— Noite ruim?

 

Tomou seu tempo para focar a visão e assim que conseguiu, a primeira coisa que captou a atenção de seus olhos foram os cabelos num vermelho flamejante, seguidos de um sorriso infantil. Sem fazer muito caso apenas aceitou a ajuda que estava sendo oferecida, e segurou a mão calorosa do outro.

 

— Péssima. Obrigado pela ajuda, cara. — Já de pé, agradeceu. Sehun sempre adorou analisar as pessoas, era seu hobby. Muita gente dizia que aquilo era um hábito apenas entre pessoas introvertidas, mas o garoto nunca concordou totalmente com aquela afirmação, afinal ele não tinha nada de introvertido e continuava sendo um ótimo observador. E naquele exato momento seu objeto de estudo era o garoto de cabelos vermelhos que viria a descobrir se chamar Park Chanyeol, o mais novo vizinho de seu melhor amigo.


Notas Finais


Me digam o que acharam e suas possíveis teorias sobre o que rolou com o Sehun hehe Estou ansioso por um feedback de vocês. Particularmente falando, eu gosto desse prólogo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...