História Plano D - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jeno, Jisung, Mark, Personagens Originais, Taeyong, Ten
Tags Chanchen, Chenhae, Doil, Dongchen, Haechan × Chenle, Haechen, Haele, Hyuckle
Visualizações 5
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha so, sou eu denovo
Tive uma ideia e resolvi colocar na prática...


LEIAM AS NOTAS FINAIS!!!!

O donghyuck ainda gosta do nosso golfinho da bom ?

Capítulo 1 - Eu não gosto do Hyung!



Abro a porta do quarto sorridente.

 Donghyuck-Hyung! Hoje você não me escapa! Penso sorrindente.

Entro no dormitório, deixo minha mala do lado da porta e me jogo na cama debaixo da beliche do quarto. 

Esse ano fiquei com um quarto maior que não passado! O quarto tem dois guarda-roupas, dois ventiladores, uma cama beliche e outra que abre em baixo.

-- Eu falei com Jackson que na-


Me sento na cama lentamente e encaro os meninos que entraram no quarto. 

Mark, Donghyuck e Jisung param de falar assim que me veem dentro do quarto.


-- A conversa estava tão boa! Por que pararam de falar ? -- deito a cabeça para o lado, sorrindo. -- Olá, meninos! -- aceno com a mão.


-- Não me diga que é você o nosso colega é quarto. -- Mark diz jogando sua mochila em minha cama. Reviro os olhos.


-- Tem vídro ou algo que quebre aqui ? -- pego a mochila preta e a sacudo. 


-- Não, por que ? 


Sorrio, jogo a mochila no chão. Logo vejo Mark correr para pegar sua mochila, resmungando. Me levanto e paro em frente aos outros dois. 


-- aquela cama é minha! Já podem ir tirando o cavalinho da chuva -- enfio a mão no bolso e pego uma cartela de chiclete. -- Sai da frente por favor!


Olho para Donghyuck, que franzi o cenho mas, logo se afasta. Tiro um chiclete da cartela e ponho na boca. Pego minha mala e a puxo até minha cama. A coloco em minha cama e a abro. 


-- Como você tá ChenChen ? -- pergunta, Donghyuck. 


Porra, nem depois de toda a vergonha que te fiz passar você não me deixa em paz! Penso.


-- Eu passo bem, Donghyuck! E você, solzinho. -- o vejo sorrir quando pronuncio seu apelido dado por mim na 4 série. 


-- muito melhor agora!


-- Pare de ser trouxa, Hyung! Ele tá pouco se importando se você está ou não bem! -- se aproximou da cama do lado da minha.


-- Como não ? -- coloco a mão no peito como se tivesse ficado ofendido. -- Eu passei anos e anos sem ter a presença de vocês, como não iria ficar com saudade ?-- Eu fedia à ironia nesse momento.


-- A gente também sentiu sua falta, dongsaeng! -- sorri. 


Boninho como sempre. Sorrio com meu pensamento.


-- Todos sentiram minha falta mesmo. ? -- vejo Mark começar a tirar suas roupas da mala e as arrumar dentro do guarda roupa. Tinham dois guarda-roupas, seriam 2 dividiam cada.


-- a gente não, nem nos importamos -- deu um sorriso debochado. Se sentou no chão e começou a arrumar as roupas dentro do guarda roupa.


Mark abusado como sempre. Reviro os olhos.


-- Hyungg! -- o chamo manhoso, deitando levemente a cabeça para o lado -- No intervalo, eu e meus amigos nos sentamos juntos se quiser se sentar com a gente pode vim, ta bom ? -- coloco minha mão em sua coxa. 


-- Não precisa, Hyung! --senti o ênfase quando o maior pronunciou meu nome -- Haechan ficará com a gente! -- disse Jisung ajudando Mark a arrumar suas coisas.


Reviro os olhos, bufo. Olho para Donghyuck, esperando uma resposta do mesmo. 


-- Deixa para a próxima! -- sorri fraco.


-- Tudo bem -- dou de ombros. -- Não deixa seus amigos sentarem na minha cama, tabom ? -- o olho. Ele se levanta rapidamente. -- Você pode. -- sorrio. Me aproximo e deixo um beijo no canto de seus lábios. 


Eu sabia bem dos seus sentimentos por mim, então por que não brincar um pouco ? 


Saio do quarto após checar as expressões dos meninos disfarçadamente; Mark e Jisung chocados, Donghyuck sorridente mas também chocado.


-- ChenLe! Que bom que te achei! -- enquanto estava andando por ai me aparece meu Hyung, me assutando.


-- Que susto, menino! -- o sinto me puxar em direção ao refeitório 


Sou levado a nossa mesa, onde estava Seungmin, Hyunjin,Jeongin Changbin e Félix estavam sentados.


-- Soube dos novos meninos ? Aqueles que te-


-- Eles estão no meu quarto. -- me sento na mesa, ainda mastigando o chiclete.


-- para de mastigar assim! Me da raiva -- resmunga, Changbin. Ergo uma sobrancelha como se estivesse o desafiando. Mastigo com a boca aberta fazendo aquele barulhinho irritante, apenas para irrita-lo. -- Vou voar minha mão na sua cara, Zhong!


Sorrio, Seo Changbin e Kim Seungmin eram meus melhores amigos. Eles me ajudaram quando cheguei aqui na faculdade. 


Seo era um pouco - muito - azedo e debochado com as pessoas, mas com pouco tempo de convivência me acostumei, ja aí também sou assim. 


Já o Kim era todo o contrário da gente, ele era um amorzinho em pessoa, fofo, delicado demais e adora contar sua aventuras com seus namorados para a gente. 

Kim namora com dois palernas chatos para diabo, que são: Hyunjin e Jeongin. E Seo namora um amorzinho de pessoa que é Lee Felix. Tudo trocado, mas é como dizem, os opostos se atraem. 


-- Ta brava é, madame ? -- provoco. 


Seo tinha chegado puto, um dia destes, na mesa dizendo que seu namorado havia entrado em uma tal "greve de sexo", oque causou muitas risadas na galera do grupo foi a carinha dele de Bravo.


-- Não começa, ChenLe! -- o olho sorrindo fofo, forçado -- E os garotos ? -- mudou de assunto. 


-- Eles estão lá no dormitório. Chamei Donghyuck para a nossa mesa, so que aquele chato do Park se intrometeu e disse que ele se sentaria com eles. -- formo um biquinho emburrado.


-- Você para que a gente sabe que você gosta do Donghyuck! -- Me endireito na cadeira e o encaro mortalmente.


-- Ta maluco, Seungmin? -- olho para os lados para ver se ninguem tinha escutado aquilo -- Não fale tão alto assim! Vão pensar que é verdade!


Vejo Changbin sorrir de lado e se inclinar para sussurar no ouvido de Seungmin. 


-- Eu sei, binnie -- O Kim, e mais alto da nossa mesa, sorri. Ergo uma sobrancelha. 


-- Sabe oque ? -- o encaro.


-- Vai saber! -- ergueu os ombros, sorrindo.


-- Leleee -- reviro os olhos ao escutar a voz. Dou um sorriso forçado e me viro, vendo Jennie, Krystal e Taemin atrás de mim. -- Cadê o filhinho da mamãe ? -- apertou minhas bochechas. Resmungo e tiro suas mãos de meu rosto. 


Sabe aquilo que as menininhas gostam de "brincar" na escola ? Tipo elas são a mãe e quem elas acharem será o filhinho delas. Mas o problemas é que quase todas as meninas dessa faculdade me querem como "filhinho". Eu fico com a maior vontade de mandar toda essa gente ir tomar no cu mas já tenho problemas demais para ter que enfrentar meus pais na escola.


-- Ele é meu filho, Jennie! -- sorrio. Doyoung me abraça e coloca minha cabeça em seu peito, me "protegendo".


Meu salvador Kim Doyoung, sim, esse sim eu considerava como uma mãe de verdade. Ele era o menino mais afeminado da escola, depois de mim é claro. Não se pode nem gostar de usar uma saia, ter a cinturinha fina, voz fina e gostar de usar roupinhas e acessórios femininos que ja vem gente dizendo que você é afeminado, vê se pode uma coisa dessa. Outra vez, da vontade de mandar toda essa gente ir tomar no meio do cu.

Vejo o trio se afastar e andar em direção direção mesa das garotas do time de vôlei. Reviro os olhos

-- Garota chata para caralho! -- Bufa, Doyoung, se afastando de mim e se sentando ao meu lado.


-- Sim. obrigada mais uma vez, Hyung! -- Sorrio, abraçando ele de lado.


-- Não tem de que, meu amor! -- sorri bagunçando meus cabelos.


-- Chama ele para praia. 


-- Chamar quem, amor ? -- perguntou, Kim. Doyoung e Taeil tinham um caso. 


Nosso Hyung, Taeil, e o pai do Kim não se dão bem. O pai do Kim preza pela virgindade do filho. Rio escandalosamente. Faz mais de 4 anos desde que Dodo havia perdido a virgindade. 


-- Donghyuck! ChenLe gosta dele! -- O encaro mortalmente.


-- Zhong ChenLe! Por que não me contou sobre ele ? -- me olhou com as mãos na cintura, provavelmente chateado, pela carinha dele. Eramos como mãe e filho. Contavamos tudo um pro outro.


-- Eu não estou gostando dele! Mas gostei da ideia da praia. Esta muito calor, acho que uma praia iria bem! -- me levanto e deixo um beijo na bochecha de Doyoung.


~~~ Continua ?? ~~~


Notas Finais


E foi isso galera
Espero que tenham gostado!
E espero que a sinopse não tenha ficado confusa ou tão ruim assim.
Vejo vocês no próximo capítulo ?
Deixe seu comentário amorzinho♡
Comentários são sempre bem-vindos!
(×) revisado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...