História Planos - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Meredy, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Ultear Milkovich
Tags Erza Scarlet, Fairy Tail, Gajeel Redfox, Gale, Gray Fullbuster, Gruvia, Jellal Fernandes, Jerza, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy Mcgarden, Lucy Heartfilia, Meredy, Mirajane Strauss, Miraxus, Nalu, Natsu Dragneel, Shortfic, Ultear Milkovich
Visualizações 520
Palavras 2.736
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


CHEGAMOS A RETA FINAL DE PLANOS MEUS QUERIDOS E MINHAS QUERIDAS. Gente do céu, foi foda (literalmente) escrever esse hentai olha. AHSUHA

Mas de qualquer forma, muito obrigada quem leu e acompanhou essa delícia, minha primeira fic do shipp Nalu e podem ter certeza que muitas estão para vir! -qqqqqq

Não tenho muito o que falar, então, sem mais enrolações vamos para o cap meus amores~

Capítulo 3 - Festa


Fanfic / Fanfiction Planos - Capítulo 3 - Festa

— Sim, Natsu Dragneel, eu aceito namorar com você! - Lucy respondeu animada, quase gritando e logo rodeou os seus braços ao redor do rosado o puxando para um beijo carinho, repleto de paixão.

Natsu retribuiu sem rodeios, passeando pelo corpo esbelto da loira com as suas mãos, arrancando gemidos manhosos da parte da garota. O rosado trocou de posição quando teve chance, ficando sentado no sofá com a mesma em seu colo.

— Você me tentou por mais de 6 anos com esse corpo, sabe o quão era frustrante ter que me aliviar sozinho? - Natsu indagou com a sua voz rouca e um pouco mais grave do que o normal, mordiscando o lábio inferior da Heartfilia.

— Eu não sabia que você reagia dessa forma, eu me vestia daquele jeito justamente para te provocar e chamar a sua atenção. - Lucy respondeu com um tom malicioso e uma coloração avermelhada surgindo em suas bochechas. - E pensar que agora você está bem na minha frente, isso parece um sonho.

— Então deixe-me te mostrar que isso é real. - O rosado sussurrou no ouvido da loira, mordiscando o lóbulo da orelha da mesma, e em seguida se levantou com a garota em seus braços, a segurando para que não caísse.

Natsu se direcionou até o quarto de Lucy, que já sabia o caminho de cor e sapateado, e logo a colocou na cama com delicadeza, descendo os beijos para o seu pescoço. A jovem garota levou suas mãos até os cabelos róseos do maior, puxando os fios do mesmo.

O jovem Dragneel, sem rodeios, retirou a blusa da loira começado a brincar com os seios e os mamilos da Heartfilia, arrancando gemidos manhosos da parte da mais nova. O garoto se encontrava entre as pernas da mesma, e Lucy inconscientemente acabou fechando as suas pernas ao redor da cintura do rosado.

E com isso, ambas as intimidades se chocaram causando uma fricção prazerosa para os dois amantes.

— Luce, se eu fosse você eu não me provocaria. - Natsu interrompeu os seus movimentos para olhar diretamente para os olhos chocolates da mais nova, com um semblante sexy e um sorriso provocativo.

Santa mãe Joana, como que eu vivi por todos esses anos sem ter ele me tocando? Lucy pensou com suas bochechas coradas e sua respiração ofegante, seus lábios se encontravam entreabertos, causando uma ótima visão para Natsu Dragneel.

— Não tenho culpa se eu sou gostosa demais. - Proferiu com uma malícia surpreendente, ousando mordiscar e puxar levemente o lábio inferior do mais velho, fazendo-o fechar os olhos em prazer e arfar.

Natsu sem dizer mais nada, voltou a abrir os seus olhos da cor ônix e tirou o short com uma delicadeza incrivelmente natural. Mal sabia ela que ele estava se segurando até demais. O rosado por um momento parou com todos os seus movimentos novamente, apenas para poder apreciar a bela visão que estava tendo. Em pensar que tudo isso é só meu, ah como é bom!

Lucy já era sexy por natureza, estando ali, apenas com uma calcinha - que logo, logo Natsu iria ter o prazer de tirar -, corada e ofegante, o jovem rapaz sentia que poderia chegar ao clímax apenas com aquela visão.

A jovem Heartfilia estava entorpecida com os olhos ônix do mais velho, tomando um susto com a ação repentina de Natsu, fazendo a loira voltar a realidade; o rosado, literalmente, rasgou a calcinha.

— Se você for rasgar todas as minhas calcinhas em todas as vezes que for fazermos sexo, tenho certeza que vou ter que fazer um estoque de calcinhas. - Lucy proferiu em um tom divertido com um sorriso de canto em seus lábios.

— Bom, para andar dentro de casa não precisa da calcinha. - Natsu disse com um grande sorriso malicioso, podendo avistar todos os seus dentes bem cuidados.

Antes que Lucy pudesse retrucar, fechou os olhos arqueando as suas costas, dando uma visão mais privilegiada de seus seios, deixando escapar um longo e alto gemido assim que sentiu um dedo de Natsu aprofundar-se em sua intimidade encharcada com as preliminares.

O rosado fazia movimentos de vai e vem, avistando que a loira já se encontrava acostumada, colocou mais um dedo, surpreendendo a Heartfilia ao ponto de fazê-la quase gritar, tampando sua boca com a mão destra para conter os seus gemidos.

E Natsu nada gostou disso.

— Por que está se contendo? Eu quero que os vizinhos saibam que você já é minha namorada. - Ditou em um sussurrou no ouvido da loira, com a sua voz mais rouca e grave do que o normal, vendo que Lucy não iria de forma alguma tirar a mão de sua boca, decidiu pegar os pulsos da morena com uma só mão e os prendeu acima de sua cabeça. - Agora sim, está bem melhor.

— M-Mas.. N-Natsu, eles vão r-reclamar. - Lucy proferiu com dificuldades por conta dos movimentos que o rosado fazia com os seus dedos, estava trabalhando tão bem que por um momento sentiu vergonha de sua inexperiência.

— Deixem que eles reclamem. - O rosado deu de ombros, continuando com os seus movimentos, e após um tempo ao avistar o corpo da loira reagir, indicando que o orgasmo da mesma estava próximo, retirou os dedos de dentro da intimidade da jovem garota, fazendo a mesma gemer manhosa em frustração.

— É injusto! - Lucy proferiu de repente, fazendo o rosado arregalar levemente os olhos por causa da surpresa e arqueou as suas sobrancelhas, pendendo levemente a sua cabeça para o lado. - Eu estou completamente nua e você ainda está vestido! - Complementou formando um biquinho em seus lábios, cruzando os seus braços abaixo dos seios, consequentemente, os dando mais volume, propositalmente.

— Oh, me perdoe amor, o que acha de tirá-los para mim? Nada mais justo, já que eu tirei as suas, não? - Indagou com um tom sugestivo, passando a língua ao redor de seus lábios como se fosse uma presa que estava prestes a atacar a sua vítima.

O biquinho nos lábios de Lucy se desfez e deu um sorriso maliciosa no lugar, fazendo Natsu se arrepiar. A jovem Heartfilia trocou as posições, ficando sentada na região íntima do rosado, que já se encontrava muito bem acordado.

Lucy arfou e tirou a camisa do mais velho com a ajuda do mesmo, passou a unha pela barriga definida do maior, indo até o cós do short, tirando a peça incômoda rapidamente com a ajuda do rosado. Estava parecendo uma desesperada, mas por um lado, realmente estava desesperada.

Quando finalmente teve a visão do que tanto queria, umedeceu os lábios assim como Natsu fizera mais cedo, passando a mão no membro desperto do mesmo por cima do pano, arrancando arfadas da parte do mais velho.

— Não me torture se não quiser que eu te torture. - Natsu proferiu em um tom sexy, continuando a arfar enquanto observava todos os movimentos da loira. - Está vendo o quão você me deixa excitado? É dolorido, sabe?

— Eu sei perfeitamente, amor. - Lucy respondeu mordiscando o lábio inferior deixando escapar uma risada maliciosa, tirando a única peça que faltava no corpo do rosado, arfando ao ter a privilegiada visão do membro ereto do rosado.

Lucy ousou agarrar o membro pulsante do rosado, sentindo um grande rubor em suas bochechas enquanto começava a fazer movimentos de sobe e desce de forma hesitante, mas acabou ganhando um pouco mais de confiança assim que ouviu os gemidos do amado.

Até que Natsu, já não conseguindo mais se conter, trocou novamente as posições para o susto de Lucy, e logo o rosado começou a depositar beijos e mordidas pelo pescoço da loira como uma forma de distrair a Heartfilia e não focar tanto na dor que estava por vir.

Com cautela, o jovem Dragneel adentrou se movimentando lentamente, a fim de dar tempo para a loira se acostumar. Depois de um tempo parado, com um sinal da parte da jovem garota, avistando que a mesma já estava devidamente acostumada com a dor, Natsu começou a se movimentar.

Depois de um bom tempo, já com o sexo um tanto frenético visto que a loira tinha pegado o prazer do ato, finalmente ambos chegam ao seu orgasmo. Natsu cai do lado de sua amada, abraçando a cintura da mesma e passando a acariciar as madeixas loiras da garota.

— Eu te machuquei muito? - Natsu indagou arqueando as suas sobrancelhas com um tom e semblante preocupados, enquanto fitava a amada.

— Não, mas como é a minha primeira vez eu estou dolorida. - A loira revelou corando enquanto deixava escapar uma risadinha, afundando o seu rosto no peito do maior, aproveitando as carícias em seu cabelo. - Vamos dormir? Essa nossa brincadeirinha me cansou mais ainda.

— Vamos sim, boa noite meu amor. - Natsu respondeu com um grande sorriso que apenas ele sabia dar, e depositou um longo selar nos lábios rosados da Heartfilia, se acomodando mais até que finalmente encontrou uma posição confortável para ambos dormirem.

— Boa noite, amor.

[...]

O recém casal acordou em pleno horário do almoço, e devido ao atraso, decidiram encomendar comida japonesa. E assim, passaram a tarde comendo, assistindo televisão enquanto, hora ou outra, davam uns amassos quentes no sofá, mas não o suficiente para iniciarem um segundo round, para a infelicidade do rosado.

Quando Erza mandou uma mensagem para o celular de ambos, dizendo que era para já irem se arrumando que daqui a pouco iriam buscá-los juntamente com Jellal, rapidamente foram fazer com o que fora mandado.

Para a sorte de Natsu, o rosado tinha tomado coragem para ir à sua casa no meio da tarde buscar uma roupa para a ocasião e alimentar o seu adorado gato Happy. E logo, sem tardar mais um minuto, voltou para a casa da loira.

Agora, ambos se encontravam devidamente arrumados e plenos, apenas esperando o Jellal chegar com Erza para irem à festa de aniversário da Ultear.

— Eles estão demorando muito, não acha? - Natsu perguntou impaciente, bufando sem se conter enquanto andava de um lado para o outro pela casa.

— Não acho não, por que está tão impaciente senhor Dragneel? - Lucy indagou arqueando as suas sobrancelhas em um tom claramente curioso e desconfiado, semicerrando os olhos sem desviar a atenção do mesmo por um minuto sequer.

— É que, sabe, você está tão gostosa nessa roupa que eu estou tendo que me controlar para não ceder a vontade de te agarrar aqui e agora. - Natsu respondeu sem demora, indo direto ao assunto, fazendo uma loira virar um pimentão e esconder o seu rosto com as próprias mãos. - Assim você não ajuda, Luce!

— Eu não tenho culpa se você é um pervertido tarado, oras! - Proferiu em um tom alto, dando graças aos céus quando ouviu a campainha do apartamento soar por seus ouvidos. - Já vou!

Lucy levantou-se do sofá arrumando a sua roupa, desligando a televisão e indo logo para a porta, acompanhada do rosado que estava ao seu lado, aparentemente, também aliviado por terem chegado de uma vez. A jovem loira abriu a porta de madeira avistando um azulado bastante tentador para os olhos alheios - aqueles que, desafiavam a própria morte - e uma ruiva tão bela quanto o amado.

Bendita seja essa genética maravilhosa. Imagina os filhos desses dois, minha nossa senhora!

— Natsu? - Jellal arqueou as sobrancelhas franzindo o cenho, olhando dos pés à cabeça o rosado verificando que era mesmo ele ali. - Nós achávamos que você estava em sua casa, tanto é que daqui iríamos para a sua te pegar.

— É que eu acabei ficando aqui com a Luce. - O mesmo respondeu com um sorriso um tanto malicioso, fazendo Erza e Jellal se entreolharem, e logo após, desviaram sua atenção para a loira que se encontrava extremamente envergonhada e com o rosto tingido de vermelho escarlate, a mesma cor dos cabelos da titânia.

— Pelas barbas do profeta Jeremias! Não me digam que vocês finalmente pararam de cu doce e estão juntos?! - Erza indagou com um sorriso de orelha a orelha em seus lábios, fazendo Lucy querer cavar um buraco apenas para se esconder e nunca mais sair de lá.

— É isso aí, agora estamos namorando e em breve nos casaremos, moraremos juntos e teremos trina filhos, né, Luce? - Natsu disse envolvendo um de seus braços ao redor da cintura da loira, fazendo ambos os corpos se colarem.

— T-Trinta é demais! - Rebateu com um biquinho se formando em seus lábios rosados, cruzando os seus braços abaixo dos seus seios. - Vamos ter no máximo cinco e olhe lá hein!

— Antes que vocês comecem a planejar o futuro e tudo mais, o que acham de irmos logo para essa festa e dar a maravilhosa notícia a todos? - Jellal indagou deixando escapar uma breve risada, abraçando a sua amada Erza de lado e dando um aceno com a cabeça para irem de uma vez.

Sem protestar, os casais se direcionaram até o carro do azulado e partiram para a casa da dona Ul, mãe da Ultear e tia do Gray. Ao chegarem lá, viram praticamente todos os seus amigos reunidos e mais algumas pessoas que não conheciam.

— Lu-chan! - Levy bradou de longe ao avistar a cabeleira loira bem conhecida de sua amiga, atraindo a atenção da Heartfilia que sem hesitar correu para abraçar a mais baixa. - Conseguiu sobreviver sem mim? - Indagou arqueando as suas sobrancelhas, arrancando gargalhadas da parte da loira.

— Imagina, eu estava para ter um ataque do coração sem te ter por perto, Levy-chan. - Respondeu revirando os olhos, abraçando mais uma vez a azulada.

— Oe, Salamander, você já está colado na Bunny Girl? - Gajeel perguntou em um tom malicioso e provocativo, cruzando os braços enquanto dava aquela sua típica risada peculiar.

— É normal os namorados ficarem juntos, sabe? - Natsu rebateu também cruzando os braços e retribuindo o tom malicioso e provocativo.

— Namorados?! - Levy e Gajeel pronunciaram ao mesmo tempo, arregalando os olhos, mas essa reação logo se desfez. - Aaah, parabéns Lu-chan! - Levy disse novamente abraçando a loira, fazendo-a gargalhar com os inúmeros abraços que as amigas estavam dando uma na outra.

— Obrigada, Levy-chan! Acredita que esse tarado se aproveitou da minha inocência pouco depois de ter me pedido em namoro? - Lucy indagou pondo uma de suas mãos em sua cintura, fazendo Natsu resmungar contra.

— Relaxa, Gajeel fez isso também, se lembra? - Levy disse dando de ombros como se fosse a coisa mais normal do mundo, mas de fato era, visto que, por alguma razão, os rapazes daquele grupo de amigos eram os mais pervertidos da face da Terra.

— Oe, não me difame assim baixinha! - Gajeel resmungou com um biquinho, fazendo a azulada gargalhar ao ponto de jogar a sua cabeça para trás, mas logo a menor o abraçou.

— Acho que a Levy já está bêbada, ela está abraçando muito. - Natsu sussurrou no ouvido de Lucy, fazendo-a se arrepiar dos pés à cabeça com o sussurro, mas logo a loira assentiu.

— Vamos procurar o restante do grupo e nos sentarmos em uma só mesa? - Lucy perguntou para o rosado que assentiu, e logo, o mesmo envolveu-a pela cintura mais uma vez.

Gajeel, Levy, Natsu e Lucy foram em busca dos restantes dos amigos/casais, e assim que os encontraram, sentaram em uma mesa um pouco mais longo de todo tumulto, e assim iniciaram suas típicas conversas entre amigos.

Assim que Natsu anunciou para todos sobre o relacionamento que acabara de formar com a loira, basicamente, 100% não se encontrava surpreso, até porque sabiam que uma hora ou outra isso iria ocorrer.

E então, antes que a noite pudesse se encerrar, Natsu arrastou Lucy para um canto mais vazio da casa, e assim que avistou que não haviam ninguém por perto e muito menos chances de alguém interromper as brincadeirinhas de ambos, o rosado empurrou a loira contra a parede iniciando um beijo desesperado, porém, repleto de amor e desejo.

— Eu não acredito que você quer transar aqui, Natsu! - Lucy resmungou ao sentir as mãos espertas do rosado pararem nos seios fartos da loira.

— Ah, Luce, relaxa, vamos aproveitar a festa. - Proferiu com um grande sorriso malicioso, já abrindo o zíper do vestido da loira, depositando beijos no pescoço da mais nova.

E então, Natsu e Lucy aproveitaram mais do que ninguém aquela festa de aniversário, jurando um outro ao outro que iriam ter uma continuação em casa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e como eu já disse nas notas iniciais, muitas fanfics do shipp Nalu irão vir. Agora, para os que acompanham Parceira da Morte, em breve irá sair uma atualização dessa delícia. <3
Até a próxima meus queridos, bye bye~ s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...