1. Spirit Fanfics >
  2. Planos >
  3. Decimo Primeiro

História Planos - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Yooo


Oie Pessoas. Espero que gostem.

Boa Leitura!!!

Capítulo 11 - Decimo Primeiro


Fanfic / Fanfiction Planos - Capítulo 11 - Decimo Primeiro

Decimo Primeiro Capítulo 

 

    É verdade James?  

 

Dia Seguinte 

 

 

      Severus estava jogado na cama, comendo doces e se martirizando o quanto era doloroso a ideia de nunca mais conversar com Sirius, ele suspirou cansado e se mexeu na cama.  

   ‘Comer só bobeiras fara mal a sua saúde.’ A voz falou em sua mente, ele suspirou cansado. Do que isso importava de qualquer forma.  

  Ele se lembrou da conversa com Sirius e se sentiu mal mais uma vez. Coisas de mais haviam sido ditas, haviam se machucado de uma forma sem volta.  

 

 

- Me diga que você não se esqueceu.- Severus ouviu quando Regulos entrou em seu quarto, ele arqueou uma sobrancelha confuso.   

- O que? – O Black abriu os lábios surpresos e suspirou.   

- O Jantar com o Lorde, Severus. – Snape se sentou surpreso, ele lançou um tempus e sentiu o desespero o tomar.  

- Droga, eu vou me atrasar. – Falou enquanto tirava as roupas e entrava no banheiro, Regulos ignorou a imagem e foi pegando as roupas que ele deixou de qualquer jeito.  

 

   Regulos separou a melhor roupa que Severus tinha, e pegou um manto das próprias coisas e deixou junto com a roupas. Ele esperou o mais velho sair do banheiro.  

   Ele olhou em volta e viu alguns pacotes de chocolate e doces, suspirou cansado, Severus havia passado o dia de novo comento bobeiras.  

 

- Peguei um manto das minhas coisas. – Falou ao ver o Sonserino mais velho sair do banheiro de toalha. – Tem que estar o mais apresentável possível.  

- Obrigado Reg.  

 

  O garoto sorriu e saiu de lá. Severus se pôs a se arrumar. Após alguns minutos estava pronto e saindo das masmorras as pressas. Primeiro jantar que tem com o Lorde e vai chegar atrasado. Maravilhoso Severus.  

     Quando saiu das masmorras trombou em alguém, ele foi de encontro ao chão. Ele olhou para cima, uma mão estendida. Sirius o olhava confuso.  

 

- Tem um encontro? – Snape sentiu a vontade de mandar ele pra algum lugar desagradável.  

- Tenho Black. – Falou com desgosto e afastou a mão dele, se levantou por conta própria e se afastou.  

- Com quem? Vi James a pouco e estava treinando. 

- Não te interessa. – Falou ainda andando. Sirius suspirou e parou de seguir ele. Ele apertou o punho irritado.  

 

 

.... 

 

 

   Severus entrou no restaurante e seguiu até onde estava o Lorde, uma mesa afastada e que tinha um divisor os mantendo privados. Ele logo avistou Tom e diminuiu os paços, respirou fundo e parou ao lado da mesa. Estava mais de 20 minutos atrasado.  

 

   - Eu sinto muito pelo meu atraso. - Ditou o Sonserino se curvando. - Jamais tive a intenção de deixa-lo esperando por tanto tempo, eu... 

- Regulos pediu que informasse que talvez você não aparecesse. - Severus o olhou. - Disse que esteve a noite toda na enfermaria. Você está melhor? 

- Sim, foi apenas uma fraqueza. - Falou se sentando quando o Lorde fez um sinal.   

- Soube sobre seu ressente rompimento. - Severus mordeu o canto da bochecha. 

- Não quero ser mal educado, my lorde, mas é por isso que fui chamado? Para falar da minha vida?  

- Não, claro que não, sinto muito por ser invasivo.   

- Não se desculpe. 

- Serei direto.  

- Por favor.  

- Tenho interesse nas suas habilidades e gostaria de fazer uso delas.  

- Habilidades? - Severus pendeu a cabeça pro lado o rosto ficando vermelho, Tom deu um sorriso.  

- Poções.  

- Claro. - Disse envergonhado. - O que eu ganharia com isso? - Snape colocou um cotovelo na mesa, olhando diretamente para o Lorde.  

- Soube que não tem condições de pagar seus domínios de poções.  

- O que você não sabe sobre mim? 

- Gosto de me manter informado quando tenho interesse por uma pessoa. - Severus estreitou os olhos, o sorriso que cobriu os lábios do Lorde o fez corar.  

- Você está certo. 

- Podemos fazer um trato.  

- Um trato? 

 

   Um trato com o diabo. Pensou o mais novo ouvindo o Lorde falar.  

 

 

 

... 

 

 

 

 

Dois dias depois. 

 

 

 

   Severus chegou ao salão principal, se sentia fraco e por insistência de Regulos e Lilly havia ido para tomar o café da manhã. Ele olhou o lugar cheio e sua coragem foi se esvaindo.  

 

- Snape. – Ele sentiu o coração disparar e se virou automaticamente, rápido de mais. Sentiu uma tontura e sentiu o corpo ir para frente. Sirius o segurou surpreso. – Você esta bem?  

- Sim. – Severus se afastou com um pouco de esforço, a pele por baixo da capa formigando onde Sirius o segurou. – Acho que sim. 

- Claro que esta. – Severus sentiu o cinismo na voz dele e o olhou confuso. 

- O que? – Sirius o olhou com magoa. – O que quer dizer com isso?  

- Uma semana pelo visto foi o suficiente para correr para ele. – Severus estreitou os olhos.  

- Do que você está falando? – Sirius olhou para o lado.  

- Você e James, do que mais séria. – Severus fechou a boca e apertou os lábios. - E pensar que disse com tanto fervor que não havia nada, bom, se levarmos em consideração o que disse no final.  

- Não tem nada entre James e eu. – Falou serio. – Vai continuar fazendo isso?  

- Não precisa mentir mais para mim Snape, não ficarei magoado por ter ido atrás dele, afinal, eu o deixei para isso.  

- Sirius... 

- Só pensei que esperaria um tempo antes de... bom, você afirmou tão confiante que me amava. 

- Para com isso. – Falou irritado.  

- De qualquer forma, espero que esteja feliz.  

- Eu pareço feliz? – Sirius o olhou e depois baixou os olhos.  

- Não. 

- Então você já tem a sua resposta.  

 

 

  Severus se afastou segurando a vontade de esganar Sirius, ele saiu para achar Regulos, já que não havia o visto no salão. Ele saiu pelas portas do castelo e saiu pelo pátio.  

   Após cansar de procurar por ele, Snape se encostou em uma arvore e respirou fundo, as lagrimas que segurou começaram a descer. Ele respirou fundo e olhou para o lado. Ele avistou James mais a frente, ele estava com Remus, o sonserino engoliu as lagrimas e atravessou o jardim em direção a parte onde os dois estavam. Ele alcançou os dois marotos, Remus percebeu na hora o rosto vermelho e o olhar.   

 

- Sev.  

- O que você disse a Sirius? - James abriu a boca confuso, ele viu como o outro estava com os olhos vermelhos, os rastros de lagrimas.  

- Eu não... eu não disse nada. - Severus o olhou com magoa.  

- Não vamos ficar juntos James, não tem chance entre a gente. - Severus falou irritado e viu o olhar de dor do Potter. - Pare de me seguir e deixe Sirius em paz.  

- Severus... 

- Ele é seu melhor amigo, como pode fazer isso? Eu o amo, entenda isso de uma vez, não existe mais sentimentos por você. – Severus levou a mão acima do coração, ele apertou o pano com força. Por que dói tanto? Pensou frustrado. 

- Me desculpa... 

- Você não contou? - Remus perguntou olhando para James. O Potter o olhou então suspirou e desviou o olhar. 

- Eu ia, mas toda vez algo dava errado.  

- Contou o que? - Olhou para James, ele baixou os olhos. - O que? 

- Eu e Lily estamos namorando desde o início das aulas.  

- Você se declarou e me beijou estando com ela? - Remus olhou surpreso pro amigo, sem acreditar que ele realmente teria feito aquilo.  

- Isso é verdade James?  

 

 


Notas Finais


Então?

Devo dar continuidade?


Próximo e o ultimo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...