História Playboy - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 380
Palavras 1.004
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Eins


Huang Zitao é um jovem cheio de esperança, marcado por um passado triste. Viveu em um orfanato desde que fora abandonado, não tradicionalmente na porta como todos os outros mas sim no lixo e cresceu sendo chamado por apelidos que o machucavam, as crianças podem ser cruéis quando querem. As lembranças em sua memória não traziam nenhuma felicidade à não ser seus amigos.


Flashback

-TAOZIIIIII, PAREM DE BATER NELE. SEUS IMBECIS. -Seu amigo Sehun gritava irritado, felizmente, o único alfa do local, famoso, obedecido todas as vezes. -Você está bem Taozi?

-Não sei, só meu coração que dói muito.

-Ah hyung, não fique assim, vamos pedir para a tia Xuyen nos dar alguns bolinhos e podemos ficar vendo desenhos.

-Tá. -Tao deu a mão para seu amigo, a mão que nunca gostaria de soltar.

Flashback Off

Hoje Zitao tem seus 17 anos, a maioria daquelas crianças foram adotadas incluindo Sehun, mas este sempre aprontava alguma coisa e voltava para o orfanato, não se adaptava com outras famílias, afinal, ele é na verdade um coreano e chegou aqui já falando o idioma e com costumes próprios que não queria mudar. Um novo amigo também apareceu, Zhang Yixing, um chinês mais velho que veio para dar aulas para crianças, este também foi morador do orfanato antes de nós mas foi adotado e hoje queria ajudar os pequenos do local. Yixing é um ômega muito amoroso mas já tem seu alfa, um coreano.

-Olá. -Yixing chegou junto com Sehun e Junmyeon, alfa que Zitao nunca teve muita amizade, apenas por ele não frequentar tanto o local.

-Oi.

-O quê estava fazendo sozinho aqui?

-Pensando no que farei depois de sair. Eu e Hunnie temos apenas alguns meses e olha que nem sei como consegui que a diretora me deixasse ficar até Sehun completar a idade também.

-Ela é uma beta mas não tem o coração tão ruim assim. -Yixing comentou. A verdade é que Sehun e Zitao não sabem o que fazer do lado de fora do lugar, cresceram ali e nunca tiveram muitas esperanças sobre o futuro.

-Bem, eu tenho um amigo que tem uma cafeteria. Ele estava precisando de ajudantes, se vocês quiserem. -Junmyeon se manifestou.

-Que amigo? -Yixing perguntou. As vezes ele é meio lentinho na conversa mas isso era um charme.

-O Luhan hyung.

-Ah, o gege é realmente alguém legal. Vocês vão gostar dele. Luhan é um ômega e muito bondoso também. Nós já tinhamos comentado sobre vocês e ele ficou curioso para conhecê-los.

-E por quê nunca o trouxe aqui?

-Bem, não é tão fácil para o hyung, ele tem um filho pequeno que cria sozinho e a loja.

-Sozinho? Por quê?

-Bem, o hyung não teve boas experiências com alfas no passado, principalmente por culpa de seu appa que era um homem abusivo, batia em sua omma e nele por ser ômega. Luhan queria muito um bebê porque os ama e quando se estabilizou desejou isso. Sabia que na China as coisas não era fáceis e geralmente os locais não deixam que ômegas solteiros façam uma inseminação então ele fez na Coréia.

-Entendo. Ele deve ser um ômega forte para enfrentar tudo mesmo assim.

-Tem uma coisa... A cafeteria do Luhan fica na Coréia. Eu e Myeon vamos nos mudar para lá no ano que vem. Queríamos saber se vocês querem começar a vida na China ou em outro lugar.

Sehun e Zitao se surpreenderam, nunca pensaram em mudar de país, mesmo com todos os problemas que a China apresenta. Questionaram muitas vezes sobre ser a melhor escolha, mas sempre pensavam que não teriam uma chance de mudar de país ou de vida. Se encararam e Sehun prontamente assentiu, era seu país de origem, ele quer uma chance de mudar.

-Eu quero ir.

-Eu, eu também vou. -Zitao sempre, sempre irá para onde Sehun for. Seus pesadelos pela madrugada ainda o lembram do quão fraco é. Tem medo, não conseguiria encarar o mundo sozinho nunca.

-Muito bem então, mês que vem é o aniversário do Hunnie, vão se preparando e arrumando tudo que viremos buscar vocês no dia 13. -Junmyeon disse.

-Sim, tudo bem.

-Já vamos indo agora, fiquem bem. -Yixing se despediu dos dois com abraços enquando Junmyeon limitou-se a assentir e sorrir. Os mais novos ficaram sozinhos e foi então que caiu certa dúvida no coração.

-Será que devemos mesmo ir? Eu não conheço nada da Coréia. -Zitao perguntou.

-Você é um ômega hyung, naturalmente vai ficar mais assustado com mudanças mas eu prometo te ajudar, esqueceu que sou coreano? E tem o Junmyeon lá também. Nós já vivemos uma vida ruim por muitos anos, sabemos que o lado de fora desde orfanato é bem pior, as pessoas não são amigáveis e nem gostam quando um ômega trabalha. Seu sonho não é ficar em casa então a melhor coisa que podemos fazer é mudar.

-Você tem razão. Eu sou um garoto muito medroso com essas situações. A vida nunca foi muito fácil, e é sempre possível piorar, talvez eu tenha me acostumado à isso e seja esse garoto medroso de hoje.

-Não sabemos o que vamos encontrar mas seja o que for, estaremos juntos nessa, certo? Eu nunca te deixei sozinho e não vai ser hoje que isso começará a acontecer. -Sehun tem seu próprio modo de ver a vida apesar de mais novo. É um garoto gentil, preocupado e até mesmo doce. Não gosta de usar sua voz de alfa pois sabe que isso causa medo, apenas o fazia em betas que estavam sempre assustando seu melhor amigo.

-Você é um alfa muito diferente Hunnie, certamente que quando encontrar alguém, essa pessoa será muito feliz. Eu sou muito grato por todas as coisas que fez por mim até hoje.

-Não seja, eu sou seu amigo, é minha obrigação te ajudar e cuidar. Eu também espero que encontre um alfa que seja bom ou então eu quebro a cara dele pois ninguém faz meu pequeno amigo chorar.

Os dois se abraçaram e ficaram vendo as estrelas, desde criança gostam disso. É como se pudessem viajar por aquele céu tão azul e sair um pouco da realidade. Parece bobo, mas eles são muito felizes assim.

-Nossa vida vai mudar Hunnie, eu tenho certeza.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...