História Playing With Fire - Imagine JungKook - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Colégio, Comedia, Hoseok, Imagine Jungkook, Jimin, Jungkook, Namjoon, Oppa, Playing With Fire, Romance, Seokjin, Taehyung, Vmin, Yoongi
Visualizações 83
Palavras 1.864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee, tudo bom com com vocês? Espero que sim!

Trouxe mais um capítulo para vocês, tenham uma boa leitura ❤

Capítulo 10 - Confissão


Fanfic / Fanfiction Playing With Fire - Imagine JungKook - Capítulo 10 - Confissão


1 mês depois da mudança.


Nossa como passou rápido! 


O que aconteceu nesse último mês? Eu lhes respondo! 


Eu não vi mais minha tia, digo, eu vi ela, ela não me viu, como? A querida sabe onde o Kook mora agora, e o melhor vocês não sabem, ela sempre aparece a noite, acho que o Jeon é burro ou se faz de burro, até agora não entendeu que minha tia ta dando em cima dele. O kook não sabe de nada, eu não contei e nem vou, o Tae descobriu por que minha mãe não consegue fechar a boca, mas ele não disse nada a ele, o que me deixou super aliviada, mas é difícil estar calma nessa situação, acreditem ou não, ela quase beijou ele, como eu também sei disso? Eu vi, ela tentou fazer isso, mas parece que foi recusada, mas mesmo assim não quer dizer que ela desistirá.


Minha relação com ele? Eu não sei o que somos mais, no início bons amigos, e agora a gente tem como uma "relação" mais nada oficial sabe, e isso me deixa meio angustiada, tipo, imagina se ele tá só brincando comigo!? Eu não quero nem imaginar aaaah.


O pior nem é eu saber o que somos, o idiota ainda me faz fazer aqueles trabalhos, ridículo, e nem divide o dinheiro comigo, um absurdo, mas pelo menos, eu fico mais tempo com ele, o que era maravilhoso, até conheci seu primo/irmão, o Jin, ele é filho da tia dele e todos moram juntos, falando nisso eu esqueçi de mencionar, eu não sei nada sobre os pais do Kook, absolutamente nada, eu também não toquei no assunto, acho que ele irá contar quando ele achar melhor.


Não pensem que as meninas da escola não me odeiam mais, depois daquele vexame, eu só recebo olhares ruins e respostas grossas, tudo por causa de um garoto, eu quase apanhei de uma menina, sim, aquele povo é tudo estranho.


O que eu estou fazendo agora? Vestindo minhas roupas. Por quê? O Jeon disse que queria me levar a algum lugar, e disse isso em cima da hora, homens! Então decidi vestir o de sempre, uma calça jeans que tinha alguns rasgos, uma blusa preta que roubei dele, junto de um casaco e de tênis, agora é o momento que vocês vão querer me matar né!? Eu me recuso a usar maquiagem! O máximo que isso é um batom, não me julguem, eu não gosto disso. Bom, estou quase pronta, só falta pentear o cabelo, o que não demora muito.


- Lia não precisa se arrumar tanto assim! - o Jeon entra sem bater na porta.


- Kook, eu não demorei nem 30 minutos! - disse me virando para ele, e colocando meu pente na escrivaninha.


- Eu sei... - ele parou de falar na hora que me viu.


- O que foi? Está tão ruim assim? - agora estou é frustada, ele balançou a cabeça negativamente.


- Você está linda, eu gosto quando se veste assim - se pronunciou, nos seus lábios pintava um sorriso.


- O-obrigada! - eu ainda vou ter um treco com esses elogios.


- Vamos!? - perguntou já chegando na porta.


- Vai na frente, vou pegar meu celular!


Ele saiu, e eu fui me ver no espelho, e vi que estava vermelha, eu estava sorrindo, eu estava nervosa, era a primeira vez que íamos sair, tipo só nós dois, e bem, parede um encontro né. Eu saí da frente do espelho e fui pegar me celular, indo em direção da porta, e desci as escadas, encontrei ali, minha mãe dizendo regras que, eu e ele não iríamos cumprir.


- Vamos Kook? - disse puxando-o da minha mãe.


- Cecília, não faça nada de errado! - deu uma pausa, e direcionou seu olhar para o JungKook - E você não não traga ela tarde!


- Tudo bem mãe, nós já vamos! - disse abrindo a porta e ela apareceu na minha frente me dando um beijo na testa.


- Se cuidem! - dizia ela.


- Irei cuidar bem dela.


Nós saímos e ela fechou a porta, ele estendeu a mão para mim, e o olhei confusa, e logo pegou minha mão, entrelaçando os dedos, a mão dele estava quentinha, e me deu uma puxada para que andemos, e logo eu fui, ele não quis dizer para onde íamos, então será surpresa.


Agora que estamos andando na rua calmamente, percebi suas vestes, ela vestia uma calça jeans preta com uns rasgos que mostrava bem suas cocha, uma blusa branca, com uma jaqueta também jeans, e usava uma timberland, junto de uma mochila, o estilo dele era parecido comigo, é melhor, ele não se importa com isso.


Lugar desconhecido - 18:41 da noite.


Ele havia tampado meus olhos, e ele me guiaria, e cá estou eu, com medo, de cair e passar mais vergonha.


- Eu vou tirar a venda, mas continue com os olhos fechados! 


- Ok.


Ele tirou minha venda, que não era nada menos, que uma bandana, e senti ele tirar e continuei ainda com os olhos fechados.


- Abre os olhos docinho!


Eu abri e vi a entrada de um parque de diversões, na hora eu sorri, eu havia lhe dito, que nunca tinha vindo em um, e agora estou preste a entrar em um. Ele pegou na minha mão, e me puxou começando a correr no meio daquele monte de gente, parecendo duas crianças.


Logo paramos, na.. bilheteria, ele pegou as fichas, e saiu me puxando de novo, paramos em frente a uma montanha russa, ele olhou pra ela e depois pra mim, eu apenas acenei com a cabeça afirmando, não demorou a gente já tava na fila, que não demorou muito, e já estávamos la sentados no carrinho.


Parque de diversões - 20:36 da noite.


Eu e o Kook estamos comendo agora, ele disse que queria me levar em outro lugar, eu também não sei que lugar é esse. Nós estávamos comendo um hot-dog e de acompanhamento refrigerante né. Não demorou muito e terminarmos, ele incistiu em que ele devia me dar um daqueles presentes que ganha se você conseguir fazer o que pede, eu e o kook, apostamos que ele não conseguia, mas acabo que eu perdi, e o que ele me deu? Um coelho rosa, dizendo que quando eu tivesse com saudade dele era pra abraçar o ursinho.


Então agora, a gente está saindo do parque, e estamos andando juntos ainda, e ele está nos levando para um lugar que desconheço, Deus ele vai me matar? Era um lugar com muitas árvores, e tinha uma subida e era ela que estamos agora, não chagamos no topo ainda. 


Levou uns minutos, e chegamos onde ele dizia ser perfeito, então dentro da mochila ele tira um lençol e uma manta, e estende no chão, logo se sentando em cima, fiz o mesmo, ficando ao seu lado, e parando para ver agora, lá em cima tinha a visão do parque e uma parte da cidade, era uma visão agradável e bonita, o céu estava estrelado, o clima era fresco, estava tudo muito bom, e com a presença dele não tinha como melhorar.


- Lia? - ele me chamou e eu virei meu rosto para o mesmo.


- Fala Kook! 


- Eu sei que é precipitado, mas escute tudo que irei falar e depois me dá a resposta! - dizia com atenção.


- Ok ! - isso tá estranho! 


- Lia, eu não sei se sente o mesmo que eu, mas.. estou tendo sentimentos por você, eu não sei explicar quando começou, mas que foi muito antes mesmo do vídeo, eu sei que odeia aquele vídeo, mas agradeço por aquilo nos juntar, você me mostrou como é diferente de todo mundo, eu aprendi com você, por mais que não pareça, você tem o melhor de mim, Lia, eu vou entender se não poder corresponder, afinal você estava apaixonada por outra pessoa... - ele não olhava nos meus olhos, estava com a cabeça baixa e eu mantinha meu olhar sobre si.


- Por que não me falou antes? - eu o interrompi, pegando em sua mão, o que fez ele levantar o seus olhos para mim - Por que não me disse antes, Jaon?


- Eu estava in-inseguro, achei q-que não iria aceitar! 


- Jeon, você é uma caixinha de surpresa na minha vida.


- Como assim? - ele franziu o cenho.


- Jeon, eu pensando que você nunca ia retribuir meu sentimentos, você apareceu do nada, mostrou outro lado seu, que eu nunca imaginaria, quando penso que acabou, você vem com mais surpresas, e sabe, elas nunca são desagradáveis! - eu dizia tudo com calma, e olhando em seus olhos, e sorrindo como assim.


- V-você também s-sente o mesmo? - JungKook apertava minha mão, e estava sorrindo de orelha a orelha.

- Sim, e v-você também!


- Lia.. v-você quer n-namorar c-comigo? - pensei que nunca ouveria isso do Jeon.


- Eu quero! 


Ele estava sorrindo, eu também, meu pobre coraçãozinho batia tanto, provavelmente Jeon devia estar ouvindo, ele colocou sua mão em meu rosto, e o que veio em seguida foi um beijo, eu senti ele tocar minha boca, e logo começamos a nos beijar, eu já levei minhas mãos em sua nuca, pegando em seus cabelos, eu senti a lingua dele entrar em contato com a minha, e aprofundei mais ainda, umas de suas mãos desceu para minha cintura fazendo um carinho ali, eu dei uma mordida em seu lábio inferior e voltamos nos beijar, em busca de ar nos separamos e dei um selinho no mesmo que sorriu.


- Lia? - ele me chamou.


- Oi.. Kook? 


- Eu p-posso te de m-meu a-mor agora? 


- D-deve!


Sorrimos um para o outro, e eu deitei minha cabeça em seu ombro aproveitando a companhia dele, antes de voltarmos.


Ônibus - 22:43 da noite.


Eu estou namorando Jeon gostoso JungKook!


Eu e eles estamos voltando para casa, e pesando agora, será que ele sabe da minha tia? Por que cara não é possível! 


- Jeon.. você.. sabe que minha tia... estava... - eu não sabia como perguntar, era estranho.


- Eu sei Lia, mas ela não é você, não se preocupe! - dizia segurando firme a minha mão.


- Não é isso.. eu confio em você! 


- Tá tudo bem, eu também confio em você! - ele sorria para mim e eu o retribuí - Lia quer dormir comigo hoje? 


- O QUE? - POR DEUS NAO FAZ NEM 3 HORAS QUE ESTAMOS OFICIALIZADOS E ELE JA QUER ISSO?


- Por que gritou? - ele havia levado susto, e estava franzindo o cenho, mas depois desfez arregalando os olhos - N-não é isso q-que você T-ta pensand-do!


- E-ntão é o que?


- Apenas d-dormir Lia.


- É só isso m-mesmo?


- Sim! 


- Ok, eu durmo.


Depois daquilo ficou um silêncio até sairmos do ônibus, indo para a casa dele, mas o que a gente não esperava era que minha tia, Soyoon, estivesse ali, demos de cara com ela, ela estava com uma cara nada agradável, ela parecia furiosa, e isso notavasse pelo olhar dela, mas o que ela fez foi ir embora, em passos duros, nós vimos ela indo embora e logo entramos, o medo dela voltar com uma faca era grande.


Se antes eu acha que ela me odiava, agora tenho certeza!


Mas isso não vai estragar o dia incrível de hoje.


Kim Cecília está namorando Jeon gostoso JungKook!


Agora só falta o TaeHyung e o Jimin!


Notas Finais


Finalmenteeeee kkkk

Desculpe por qualquer erro de escrita, obrigada por ler ❤

Até o próximo capítulo 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...