História Playing With Fire - Imagine JungKook - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Colégio, Comedia, Hoseok, Imagine Jungkook, Jimin, Jungkook, Namjoon, Oppa, Playing With Fire, Romance, Seokjin, Taehyung, Vmin, Yoongi
Visualizações 68
Palavras 2.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee, estou de volta para mais um capítulo ❤

Tenham uma boa leitura 💕

Capítulo 5 - Surpresas


Fanfic / Fanfiction Playing With Fire - Imagine JungKook - Capítulo 5 - Surpresas

Sábado - 8:40 da manhã.


Eu estava dormindo graciosamente bem, no quentinho, no conforto, no escurinho e na tranquilidade, quando sinto alguém me balançar na cama, e claro que eu não ia acordar agora, resmunguei um pouco, e me virei contra minha mãe que insistia em me acordar, mas o que ela quer, meu Deus?

- Mãe deixa eu dormir.. por favor! - eu falei meio embolado, de olhos fechados.

- Eu não sou sua mãe, Lia! - eita que eu gelei agora.

Me virei para o ser a qual estava ao meu lado, e Deus que me ajude, o que esse louco estava fazendo aqui? E por que estava no meu quarto? Na minha casa?

- JungKook o que você tá fazendo aqui? - se eu levei susto, óbvio que sim, eu estava com meu inesquecível cosplay da tomate.

Nossa agora que ele perde todo o interesse, se é que tinha algum! 

- Eu vim te buscar, pensei que tinha lido a mensagem que te mandei! - ele estava calmo, me olhando com uma cara de riso, filha da mãe!

- De que mensagem você tá falando? - eu estava mais perdida, do que cego em tiroteio.

Ele pegou seu celular no bolso, e começou a mexer e em seguida, me mostrando o chat da nossa conversa e eu li as mensagens.

Tá mas o que eu quero saber, é por que ele estava no meu quarto, sentado na minha cama e ainda me acordou?

- Ah entendi.. mas Kook por que você está no meu quarto, e ainda me acordou!? - eu estava com uma interrogação em cima da minha cabeça, igual nos desenhos.

- A-aah isso? - ele citou de novo, o que está acontecendo com você Kook? - Sua m-mãe disse que p-podia subir, e ela p-pediu para te a-acordar! - ele se embolou praticamente a frase inteira, meigo!

- Oh entendi! - continuava a sem entender, mas a gente finge que entendeu.

Eu o olhei, e ele estava observando o meu quarto, até parar com seus olhos escuros e grandes sobre mim, que me fitou por poucos segundos antes de me levantar, e quase cair, nossa Cecília, você não faz nada certo! Eu ouvi um risinho vindo dele, e dei uma olhada a ele que logo parou.

- Tá bom, vou me arrumar, não vou demorar, vai para a sala! - disse já começando a arrumar a cama, que estava uma bagunça.

- Já estou indo! - se levantou rápido e indo em direção da porta, saindo pela a mesma e fechando em seguida.

Eu terminei de arrumar a cama e fui arrumar uma roupa descente, pelo que entendi das mensagens, ele veio me buscar para fazermos os trabalhos na casa dele, e então devo colocar algo comportado, pensando melhor só tenho coisas comportadas mesmo, sem problemas; fui para o banheiro, tomar um banho mais rápido possível, e logo sai indo de fininho, para meu quarto, logo o trancando-o e indo me vestir, vestir minhas peças íntimas e optei, por uma calça jeans preto, com uma blusa rosa bebê e com meu casaco preto por cima, pus essa blusa só para não parecer uma sadgirl, nos pés coloquei meu tênis preto também, não me julgue gosto muito de preto, melhor cor! 

Eu penteie os cabelos, e os deixei como sempre, souto, e passei meu perfume e fui tirar meu celular do carregador, e procurando algumas coisas para pôr na minha mochila. Tudo estava pronto, e então eu saí do meu quarto e desci as escadas, vendo o Look mechendo no celular e minha mãe jogada no sofá, assistindo ao seu programa de culinária, segui até a cozinha, e bebi um pouco de café, e fui escovar os dentes, óbvio que não ia com bafo de café pra casa dele né gente! 

- Vamos!? - perguntei, tirando a atenção dele, e logo se levantando.

- Ah sim! - ele virou-se para a minha mãe, curvando-se - Cuidarei bem dela, até mais tarde senhora Kim! 

- Traga ela em segurança, até mais tarde crianças! - minha mãe disse sem desviar o olhar da tela da TV, e acenando para nós.

Minha mãe está cagando pra mim, legal!

Eu segui até a porta de entrada, e a abri, esperando o princeso sair depois de mim, e a fechando logo em seguida. 

- Não é longe daqui, vamos! - eu comecei a seguir ele, já que não fazia idéia de onde era.

- Ok!

- Gostei da sua roupa! - ele andava muito estranho, confesso, mas como já me conhecem é a hora do nosso cosplay aparecer aqui né, ele gostou das minha roupas aaaa. Mas aí que fui reparar em suas vestes, ele vestia uma blusa de mangas compridas toda preta, uma calça jeans com alguns rasgos, e de tênis como eu, ele estava simples, porém bonito.

- Obrigada, também gostei das suas Kook.

Pra ser sincera, ele morava muito perto de mim, era só entrar na rua de frente para minha casa, e virar a direita, ele morava mais no início da rua, mais ainda sim, era perto da minha casa.

- Nossa você mora bem perto de mim!

- É eu sei.

Chegamos rápido ao lugar, a casa do Jeon por fora era em tons de branco e cinza claro, não era gigantesca ou pequena demais, um tamanho bom, ele foi na frente para abrir e entramos em seguida, e eu levei um susto, tinha uma mulher um pouco parecida com o Jeon, e ela estava com um sorriso enorme no rosto, e acho que até o Jeon se assustou, porque ele parou no mesmo logo e arregalou os olhos.

- Kook, quem é a lindinha? - ai já amei, sei que sou linda mesmo!

- Ela é uma amiga Tia! - disse desfazendo a cara e passando por ela e subindo as escadas numa velocidade incrível.

- Vocês namoram? - agora era pra infartar mesmo.

- Infelizmente não! - disse olhando para a mesma, que abriu a boca, e fui aí que prestei atenção no que disse, Kim Cecília você sozinha faz sua própria cova - Quero d-dizer, não n-namoramos!

- Ah sim.. sente-se aqui querida - ela me puxou e me fez sentar no sofá de sua casa - Ele deve estar arrumando a bagunça do quarto dele, eu já desisti de arrumar aquilo - ela dá uma gargalhada gostosa e vejo o mesmo descer as escadas.

- Vem Cecília! - me chamou perto da escadas, me levantei e dei um sorriso simples para sua mãe.

- Já estou indo! - disse e me curvei rapidamente para a senhora Jeon - Foi um prazer lhe conhecer!

- O prazer foi todo meu lindinha! 

Fui até Jeon, e o segui até chegar a uma porta, que deve ser o quarto dele, ele abriu a mesma, e fez um gesto para que eu entrasse, e fui o que fiz. O quarto estava "arrumado", e era simples, como o meu, mas totalmente diferente, sabe um quarto normal, nada de mais.

Ele sentou no chão e com ele estava seus cardenos, livros e pastas, então fiz o mesmo, tinha uma mesinha para podermos apoiar as coisas, e sem demora eu comecei a fazer as coisas, como ontem me explicou algumas coisas, e então ficou tudo em silêncio, mentira, dava pra ouvir os barulhos vindo lá de baixo, como os barulhos das panelas e da torneira sendo aberta e tudo mais, mas não me incomodava e parecia que para o JungKook também não. Pelo que vi não tinha muita coisa para fazer, apenas finalizar melhor as coisas de ontem, não demoramos muito para terminar.

- Você acabou? - Kook me perguntou olhando o meu caderno.

- Sim! - eu havia terminado e estava guardando as coisas.

- Fica pro almoço, por favor!? - ele pediu e depois me olhou.

- Não quero atrapalhar.

- Você não vai atrapalhar.

- Tem certeza, Kook?

- Absoluta!

- Então tudo bem, eu fico.

Ele pareceu ficar contente, com isso, e logo saiu do quarto correndo e indo até sua mãe, logo a avisando-a e voltando correndo também, igual uma criança!

- Sua mãe é legal! - disse ainda sentada no chão e ele em pé.

- Ela não é minha mãe, é minha Tia! - disse rindo de mim, pagando mico, com sempre.

- Da um desconto, eu não sabia! - e era verdade, eu não sabia.

- Tudo bem! - ele estava com aquele sorriso lindo dele, e se deitou na sua cama - Lia vem cá!?

- "Cá" a onde? - puta merda!

- Na minha cama! - como ele mantém toda essa tranquilidade?

- T-ta, eu v-vou! 

Me levantei e fui em direção a sua cama, e ele bateu a mão em cima do colchão, me indicando pra sentar, e então eu fiz, ele se sentou e deixou seus olhos caírem sobre mim, dirigindo as palavras em seguida.

- Lia.. me faz.. carinho? - ele estava corado, mas muito corado mesmo, e deito-se de novo, tampando seu rosto.

- Faço! - digo confiante, nem sei de onde veio confiança, mas ok.

Ele pegou meu pulso e me puxou, me fazendo deitar na cama, confesso que levei um susto, mas a gente finge que não, ele estava de lado olhando pra mim e eu pra ele, e então ele segurou minha mão e a levou até em seus cabelos, entendi o que ele queria, e comecei a afagar seus cabelos escuros e macios, ele fechou os olhos, abriu um sorriso sem mostrar os dentes.

Como eu estava? Eu estava nervosa, porém explodindo de felicidade por dentro, eu tinha um sorriso singelo no rosto, e meu coração batia rápido, muito rápido, eu temia que ele ouvisse, mas deixei de lado; ele abriu os olhos e ficou me encarando, e eu fiquei fazendo o mesmo, nós dois tínhamos sorrisos no rosto, e meu olhar caiu sobre seus lábios, e senti vontade beija-lo, e voltei a encarar suas orbes, mas percebi que o mesmo olhava para meus lábios também, eu comecei a esquentar, do nada, mesmo assim eu não fiz nada, não ia estragar esse momento, queria guardar na minha memória.

Ouvimos batidas na porta e parei de lhe fazer carinho, ele se levantou e foi ver quem estava batendo, e era sua tia, ela nos chamou para almoçarmos, nós saímos do quarto, descemos as escadas, e fomos direto para a cozinha, nos sentamos e começamos a comer, confesso que a comida da tia dele, era maravilhosa!

- Eu não me apresentei Cecília.. - se dirigiu a mim e levantei meu olhar a ela, que continuou - Mas sou tia do JungKook, meu nome é Jeon Yeomin! 

- Ah sim.. seu nome é bonito! 

Não teve muita conversa, mas foi agradável, nós terminamos de comer e eu insisti em ajudar a arrumar tudo, mas ela se negava a isso, me dei por derrotada, e a deixei a fazer sozinha.

- Você sabe.. joga video-game? 

- Sei! 

- Quer jogar? 

- Sim! - eu fiquei animada, eu gostava de jogar, fazia muito quando meu primo ia me visitar ou quando vou na casa do Tae.

Ele escolheu um jogo, e começamos a jogar, de início eu perdia, pois não sabia direito os comandos, mas depois o jogo virou, eu comecei a ganhar e o Jeon ficou todo emburrado, passamos muito tempo jogando, por que na hora que notei, já estava escuro, mas mesmo assim queria ficar mais, por muito incrível que pareça, não ficamos num silêncio, o que mais dizendo era barulho, estávamos jogando a última partida, por que eu logo iria embora, e bem, ele ganhou, foi por pouco! 

- Acho que você precisa voltar pra casa.. - ele dizia com desgosto, com cara de quem não quero isso, pode apostar, também não quero - Eu te levo, vamos!

Fui pegar minhas coisas, e seguimos rápidos para fora de casa, agora nós voltamos conversando, nesse pequeno tempo, descobri muitas coisas sobre o Jeon, e bem, muitas coisas compatíveis comigo, e o que não faltava entre a gente, era assunto, estávamos tão entretidos que nem percebemos quando chegamos.

- Chegamos! - ele dizia com desgosto, mas era engraçado vê ele assim.

- Obrigada por ter me acompanhado Kook, até segunda!

Eu estava indo em direção para abrir a porta, mas sinto sua mão em meu pulso, ele estava me olhando diferente, estava sério, porém ainda com sua beleza evidente, ele me puxou e me abraçou, no momento eu estava paralisada, mas retribuí o seu abraço rapidamente, eu senti o seu rosto na curvatura do meu pescoço, e ele respirar, ele estava me cheirando?

- Você tem um cheiro agradável, Lia! 

Ele se afastou um pouco, e deu um selar na minha testa, eu estava com meu cosplay, ele estava corado, porém estávamos sorrindo, e aí ele me deixou ir entrar, e eu vi o indo embora, meu coração estava agitado, eu estava muito feliz, e me lembrei do que ele disse, e novamente eu fiquei quente, e pus minha mão sobre a minha testa.


Hoje eu tive tantas surpresas, todas tão agradável, eu não as estraguei! 



Notas Finais


Espero que tenham gostado, e desculpe por qualquer erro na escrita ❤

Obrigada por ler, e peço que dêem apoio a fic 💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...