História Playing With Fire - Imagine JungKook - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Colégio, Comedia, Hoseok, Imagine Jungkook, Jimin, Jungkook, Namjoon, Oppa, Playing With Fire, Romance, Seokjin, Taehyung, Vmin, Yoongi
Visualizações 98
Palavras 1.980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee
Nossa você já vai postar outro capítulo? Vou sim!

Espero que gostem, tenham uma boa leitura ❤

Capítulo 8 - Humilhada


Fanfic / Fanfiction Playing With Fire - Imagine JungKook - Capítulo 8 - Humilhada


Segunda - 7:00 da manhã


Estou eu aqui, do lado de Jeon Lindo JungKook, indo juntos para a escola, já que moramos perto e sempre pegamos o mesmo ônibus, agora que nos tornamos "amigos", vocês acreditam que esse amorzinho de pessoa veio me buscar? Aaaah o que ele está fazendo comigo? Viemos conversando, já que descobrimos ter coisas em comum.


Hoje está mais calor, então não precisa de casacos, o que eu agradeço, não pelo calor, mas por não ter quer carregar um casaco pra onde eu vou, é um saco.


Demos o sinal para descermos, e então fomos entrar na escola, juntos.. todas as meninas me olhavam com ódio para mim, só por causa daquele vídeo, maldito vídeo! Eu fui para meu armário, e o Kook veio junto comigo, deixei algumas coisas ali, mas eu e ele, levamos um susto, e daqueles que você não espera.


- LIAAAAA! - eu dei um pulo, literalmente, só por ter gritado, já sei que é o Tae.

- Oi Tae, pra que gritar assim, seu retardado? - eu dei um soquinho de brincadeira nele, que riu.

- Porque eu quis neném! - ele olhou pro lado e viu o Kook - O que ele tá fazendo aqui?

- Você é muito sensível em Tae! - ele é tão estranho, como fui virar amiga dele? - Nós somos amigos! 

- Legal, mais alguém pra dupla.. pera agora é trio, Lia!!! - ele realmente estava feliz, já que sempre fui eu e o Tae - Prazer, eu sou Kim TaeHyung! 

- Eu sei, acho que não seja necessário me apresentar né? - Jeon dizia todo contente.

- Não, não precisa! - me pronunciei entre eles - Vamos para a sala! 

- Ok, vamos senhor gostosão - tadinho, ele não vai querer ser amigo do Tae!

- Tae, assim ele foge da gente! - dei um empurrão nele.

- Tudo bem, eu sei que sou gostoso! - ui senhor delícia passando, dêem licença a ele galerinha!

Nós três rimos, eu já sabia que o Jeon era alguém como o Tae, mas ver ele interagindo tão bem, me deixa boba. Nós fomos para a sala, ao entrarmos, sentamos nos nossos lugares, em seguida apareceu os alunos e junto com eles o professor, começando a aula.


As aulas foram tranquilas, logo ouvimos o sinal bater, dando o horário do intervalo, eu guardei tudo e esperei pelos os dois, que ainda guardavam as coisas, com tudo guardado, fomos para o refeitório, como nos últimos dias, todos olhavam para nós, por Deus, eu odeio isso!


Pegamos nossos lanches e sentamos em qualquer lugar, comemos com olhares sobre nós, mas ainda sim conversamos, sério, quando eu disse que parece que conheço o Jeon a anos, não estou mentindo, realmente parece, ele fala comigo e com o Tae como se fôssemos amigos de infância.


- Lia, vamos pintar o cabelo? - Tae deu essa idéia louca do nada, acreditem, estávamos falando de música e ele me fala isso, ele é maluco!

- De qual cor Tae? - eu realmente gostei da idéia, eu sou mais maluca ainda por concorda com isso.

- Eu quero pintar de vermelho, e você?

- Seria legal fazer luzes, o cabelo todo não tenho coragem! 

- Vocês são doidos! - concordo com você kook!

- Por que não pinta também!? - eu perguntei a ele.

- Acho melhor não, eu gosto do meu cabelo assim.


Nos levantamos, e deixamos as bandejas no lugar de sempre, estávamos voltando para a sala, quando uma das meninas para nós, na verdade para o Jeon, e fica com a cabeça baixa.


- Oppa? - a menina que é desconhecida por mim, chamou o Kook.

- Já disse que não sou seu Oppa! - Jeon dizia frio, chegou a doer em mim.

- Oppa, por favor, me dê uma chance!? - ela estava corada, e com as mãos tremendo.

- Não posso retribuir seus sentimentos! - a mesma frase quer ele disse pra mim.

- Por que oppa? - ela ainda estava tremendo.

- Porque eu tenho sentimentos por outra pessoa! - ele me olhou de soslaio, e a menina percebeu.

- É você? A menina do vídeo? Uma atirada não é mesmo!? - eu não falei nada, apenas abaixei a cabeça, com vergonha - Uma oferecida mesmo, se faz de santa, mas não é!

Foi rápido, eu levei um tapa na cara, se eu me sentia com vergonha, agora me sinto humilhada, pra que brigar por causa disso!? 

- Levanta o rosto sua vadia! - eu levantei e eu vi que ia levar mais um tapa, eu fechei o olho, mas não senti o tapa.

- Ela não é uma vadia, e muito menos uma oferecida como você! - eu ouvi ele, e abri os olhos, ele segurava o braço dela - Ela não é nada disso que você disse, me escutou bem?

- Oppa por que está protegendo ela? - a menina fazia uma cara de choro e de dor, pela força que o Jeon segurava o braço dela.

- Isso não te interessa, não quero ver você perto dela, você entendeu? - ele dizia as palavras com firmeza.

- Oppa você não pode fazer isso comigo!!! - fazer o que garota?

- Já disse que não era pra me chamar de oppa! - deu uma pausa, mas logo voltou a se dirigir a menina - Eu posso e estou fazendo isso, sai daqui!!!


Eu senti os braços do Tae me abraçar, e vi a menina ir embora, eu chorava, meu rosto ardia pelo tapa que ela me deu, o olhar do Jeon caiu sobre mim, eu senti, mas não tinha coragem de lhe devolver o olhar.


O Tae me levou até o banheiro, ficando para o lado de fora, eu lavei meu rosto, mesmo assim, ardia e estava vermelho, eu logo sai e vi o Jeon junto com ele, os dois direcionaram, o olhar pra mim.


- Lia me desculpe por isso, por favor, não vou deixar isso acontecer de novo, eu não vou, eu prometo! - Jeon dizia isso me segurando pelo meus ombros, e eu ainda mantinha o rosto para baixo.

- Tá tudo bem, a culpa não é sua Kook! - eu falei, e devolvi seu olhar, dando um sorriso sem mostrar os dentes.

- A culpa é minha sim! - ele me abraçou, eu fiquei estática mas logo retribuí - Me desculpe, não queria que isso acontecesse isso com você! 

- Kook, tá tudo bem, já passou! - eu dizia calma, mas parece que ele senti remorso algo assim.

- Me perdoa? Por favor? 

- Eu já disse que você não fez nada de errado... - dei uma pausa - Mas se você vai se sentir melhor, eu te perdôo! 

- Obrigado! - ele me deu um selar na testa, e desfez o abraço.

- EU SHIPPOOOOOOOO - Tae gritou, tinha até me esquecida que ele estava lá.

- Eu também! - o Jeon falou baixo, para se mesmo, mas eu ouvi, só fingi que não.

- A aula já começou, então vamos matar aula, o que acham? - eu disse que era uma aluna exemplar, mentira, eu não sou!

- Eu topo! - Tae foi o primeiro a falar, eu e ele olhamos para o Kook.

- Eu nunca fiz isso.

- Se não quiser, não tem problema, você pode voltar para a sala! - eu disse com uma cara de cachorrinho pidão.

- Ok.. eu vou com vocês!


Saímos do corredor, indo para a quadra, já que segunda não tinha aulas aqui, então muitos matavam aula aqui, eu faço parte desses muitos, fazer o que? E lá estavamos nós, conversando e rindo, que nem idiota! 


- Liaelemerespondeu!!!! - Tae estava todo bobo, falou tudo embolado que nem entendi.

- O que? - eu e o Jeon, perguntamos juntos.

- O Jimin amiga! - ele estava sorrindo, aquele sorriso dele, que conquista qualquer um!

- O que tem ele Tae? - eu não tava entendo nada, como sempre.

- O Jimin me respondeu, ele respondeu minha mensagem! - ele sorria para a tela do celular.

- O Jimin da dança? - Jeon perguntou.

- Sim, ele mesmo! 

- Eu que "apresentei" ele para o Jimin - eu falei para o Kook.

- Não que eu seja preconceituoso... mas o Tae é gay? - o TaeHyung virou o rosto meio assutado.

- Sim, eu sou gay... mas não se preocupe, não vou dar em cima de você! - ele mesmo respondeu com todo orgulho, é esse meu menino!

- Legal, é difícil alguém se assumir fácil, parabéns! - Jeon deu uma abraço no Tae, que estava incrédulo.

- O-obrigado! 


Depois disso, continuamos na mesma, até o sinal bater, fomos correndo até nossa sala, entramos, a próxima professora ainda não tinha chegado, mas depois de uns minutos ela apareceu e começou a aula, confesso, que não prestei atenção em nada, estava pensando no que aquela menina me dissera, eu realmente não sou aquilo, Mas dói!


Ônibus pra minha casa.


Estou voltando para minha casa, junto do Jeon, e olha estou toda boba, estamos de mãos-dadas, e eu com a cabeça em seu ombro, eu estava muito quieta, e acho que ele sabe o porquê, por isso preferiu não falar nada, eu agradeço por isso, não faltando muito, chegamos no ponto, demos o sinal e descemos, ele me acompanhou, ainda com sua mão na minha, eu vou ter um enfarto, alguém me ajuda! Não demoramos a chegar a minha casa.


- Você não é aquilo, que aquela doida disse! - eu levei meu olhar a ele, que solto um suspiro e voltou a falar - Você é maravilhosa em todos os sentidos, não acredite naquilo, acredite no que eu estou dizendo, você é muito melhor que elas, você está no topo, você está ganhando, você é diferente, é melhor, você me faz bem, me faz sentir feliz, não só eu como sua família e o Tae, por favor não fique triste por causa das palavras dela, ela não conhece você, mas eu conheço, e sei o quão incrível você é Lia!


Eu queria chorar! 


- Jeon.. o-obrigado, v-você é m-uito b-bom p-pra mim! - eu já estava soltando minhas lágrimas, ele me abraçou e eu sem perde tempo retribuí.


Ficamos assim por um tempo, eu estava chorando, não me levem a mal, eu sou muito sensível, ele fazia um carinho nos meus cabelos, ao poucos eu parei de chorar, e me desfiz do abraço dele.


- Tem o melhor cheiro e tem o melhor beijo! - no momento que ele disse isso, eu senti seus lábios nos meus, era como uma explosão dentro de mim, era maravilhoso, ele pediu passagem com a língua e eu dei, o beijo era calma e carinhoso, elas dançavam, ele me apertou mais contra sim, e coloquei meus braços em volta dos ombros largos dele, e continuamos assim, ele deu uma mordida no meu lado inferior, e voltou a brincar com a minha língua, no final do ósculo, ele me deu três selinhos, me dando outro abraço.

- Obrigada! - desfiz o abraço, e dei um selinho nele - Eu vou entrar, vá direto para a casa, está ficando tarde Kook!

- Eu irei, durma bem docinho! - dei risada do apelido que ele roubou da minha mãe.

- Ok! - eu entrei e vi ele indo embora pela janela.


Senti o celular tremer e o peguei, vendo que tinha recebido uma mensagem.


Mensagem de Kook:

Kook: você é incrível Lia, já estou com saudade! 

Lia: eu sei kkkk

Estou com saudades!


Bloquiei o meu celular, e vi minha tia atrás de mim, me olhando com cara de ódio.


- Por que beijou ele? - ela estava com ódio, dava para ver em seus olhos.

- Isso não é da sua conta! - rebati indiferente.

- Presta atenção no jeito que você fala comigo! - e mais uma vez no dia fui humilhada, eu senti outro tapa na minha cara.

- Para de fazer isso com ela! - ouvi minha mãe gritar.


Eu já estava chorando de novo..


Estava muito bom, pra ser verdade.

Por que sempre acontece algo ruim?

E por que logo a minha tia?

O que fiz de erado?

Eu devo ter atirado mais de um tijolo em Jesus, na minha vida passada.

Não posso deixar que o Kook saiba! 


Notas Finais


Um comentário que não envolve a fic, mas preciso fazer!
Eu amei Epiphany, não entendi nada, mas amei, dêem amor a essa música ❤

Obrigado por ler, até o próximo capítulo 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...