História Please - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 33
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Ha-Na


Baekhyun e Chanyeol eram pessoas completamente diferentes que seriam presos por um contrato de casamento.

De um lado estava o alfa Park Chanyeol que tinha acabado de se tornar líder de uma matilha poderosa devido à morte de seu appa. Tinha crescido em meio à muito amor e hoje tentava ao máximo ajudar seu povo e o protegia com os dentes fazendo-o conseguir o respeito de líderes mais antigos. Tinha amigos fiéis que o ajudavam, Yifan, Junmyeon e Jongdae eram alfas poderosos de sua matilha, dois deles já eram atados e apenas um ainda não tinha ômega e também contava com o cuidado de seus amigos ômegas Yixing, Kyungsoo, Tao e Luhan. 

Chanyeol sabia que corria o risco de não casar por amor mas era daqueles que acreditava que o amor poderis surgir depois, era um alfa sonhador e até mesmo romântico e carinhoso, coisa que fugia totalmente do normal.

Do outro lado existia Byun Baekhyun, o ômega era uma bomba-relógio. Seu passado obscuro trazia na mala a morte da mãe, a possível morte do irmão mais velho e também o ódio pelo pai. Byun Hwanhee era a personificação de um monstro, assassino e que fazia a população de escrava, usava ômegas e mais ômegas por puro prazer, matava pessoas em praça pública, era temido mas tinha seu filho que o enfrentava como podia e sentia nojo de tudo o que via.

Baekhyun mesmo sendo ômega era temido e respeitado por sua capacidade de combate e o número de mortos que já fez, tinha as mãos manchadas e apesar disso tinha muitos alfas que o queriam apenas para ter o prazer de tentar dominá-lo. O ômega não tinha medo de enfrentar nada e nem ninguém.

Tinha apenas uma família com a qual podia contar, seus padrinhos e seus filhos que eram como irmãos para si, Sehun, Jongin e Minseok eram as únicas pessoas que Baekhyun morreria sem pensar duas vezes e não aceitava que falassem algo sobre eles.

Esses dois souberam sobre o casamento e aceitaram à sua maneira, Chanyeol se preparou para se mudar para a outra matilha e Baekhyun sumiu no meio da floresta apenas para respirar.


Chanyeol On

Eu não estava muito certo sobre o quanto esse casamento seria bom pois tinha escutado muitas coisas sobre a matilha da província coreana e tinha noção de que poderia estar colocando meus amigos em risco. Comecei a me arrepender quando chegamos no limite daquela marilha e era um local assustador e possuía uma enorme floresta densa ao redor.

Um garoto estava nos esperando, seu rosto parecia novo no entanto seu olhar causava medo nos ômegas de nossa matilha e ele não parecia muito amigável, tinha muitas tatuagens e alguns piercings. Senti Luhan e Soo se agarrarem ao meu braço assim como os outros ômegas estavam com seus alfas.

-Hn...eu Sou Park Chanyeol, líder da matilha da província chinesa e hn...vamos morar por aqui durante um tempo.

-Me sigam. -Ele virou de costas e começamos à andar em silêncio atrás dele.

-Ei garoto, você nem se apresentou.

-Não sabia que para guiar alguém precisava dos meus dados. -Ele disse ironicamente.

-Como é? -Kris rosnou, ele era o mais irritado dos meus amigos e não levava desaforos para casa de maneira alguma.

-É isso mesmo que escutou. Sou Kim Minseok, 28 anos, ômega. -Arregalei os olhos e Chen começou à tossir como se tivesse morrendo.

-Ômega? 28 anos? -Junmyeon perguntou. -Eu escutei o que eu acho que escutei? Você é nosso hyung...

-Hn...

-Você conhece meu futuro ômega?

-Ser seu marido e ser seu ômega são coisas muito diferentes. -Ele comentou. -Baekhyun não vai facilitar para você.

-Só queremos saber se ele é bom para nosso amigo, se ele merece o amor do Chanyeol. -Soo murmurou. -Nosso amigo merece ser feliz.

-Eu não acho que ele vá se preocupar com o amor de seu amigo, é um casamento por contrato e você está esperando amor?

-Você é muito petulante...

-Baekhyun é meu irmão mais novo e como tal eu me responsabilizarei se você... -Escutamos um grito e alguns barulhos, automaticamente coloquei Luhan e Soo pars trás de mim mas apareceram três garotos. Um tinha os cabelos laranja, o outro era ruivo e um outro moreno, ambos com tatuagens e nos olhavam como se fôssemos estranhos. -O quê vocês estão fazendo aqui? Não deveriam estar em casa?

-Hn...apenas fomos dar uma volta na cachoeira e andar por aí. -O moreno respondeu. -Quem são eles?

-São da matilha chinesa. -Eles nos analisavam e eu fiquei um pouco incomodado.

-Sou Kai. -Ele nls cumprimentou, porém, os outros dois não fizeram a menor questão e então fomos andando para o vilarejo. O caminho não era nem um pouco convidativo e os garotos estavam bem assustados e com medo pelos barulhos.

Assim que chegamos na vila era um lugar completamente frio, as pessoas sequer sorriam e nos olhavam como se fôssemos intrusos, aquele tipo de coisa me deixou um pouco chateado ao ver que era muito diferente de nossa marinha e seria difícil para nos adaptarmos. Os alfas e afastaram andando na frente até sumir das nossas vistas, porém, o ruivo continuou ali e devo ressaltar que ele era muito bonito.

-As pessoas aqui são sempre assim? Elas realmente não sorriem? -Kris perguntou. -Não gostei desse lugar, qual o problema deles?

-Elas não tem motivo nenhum para sorrir quando são vítimas de um líder controlador, assassino, louco que abusa de ômega atrás de ômega e mata pessoas em praça pública como se fosse um circo onde ele é obviamente a atração principal. -O ruivo disse nos encarando, seu olhar parecia dizer alguma coisa.

-Eu quero ir embora. -Yixing se pronunciou pela primeira vez.

-Será que meu ômega não pode sair dessa marinha? Eu tenho certeza que poderia cuidar dele muito melhor em minha província. -Perguntei esperando que pudesse obter uma resposta positiva.

-Você desistiria de seu povo? -Ele me perguntou e eu neguei. -Pois bem, nem eu o faria. Não me apresentei à você. Sou Byun Baekhyun, herdeiro dessa matilha e seu futuro marido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...