1. Spirit Fanfics >
  2. Please give me your forgiveness - KakuHida (reescrevendo) >
  3. Cap 3 - Problemas pessoais

História Please give me your forgiveness - KakuHida (reescrevendo) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


*não betado

Capítulo 4 - Cap 3 - Problemas pessoais


Mais um dia de aula começou, para todos era um dia normal mas para Hidan não pois havia percebido que Kakuzu não havia ido a aula naquele dia e baseado no que o platinado viu no dia anterior ele sabia que coisa boa não era

- bom dia alunos, hoje o Kakuzu não pode vir já que seu pai falou que ele está doente, Hidan eu quero que você termine o trabalho sozinho ou dê um geito de completar

- aposto que ele pegou Aidis, ou talvez não, afinal, quem vai querer ficar com ele mesmo kkkkkkk - Ino fala e todos riem

- SILÊNCIO INO - Danzou grita fazendo todos se calarem

- o que será que aconteceu? Ele realmente está doente ou foi por causa do seu pai? Será que ele bateu no Kakuzu novamente ou foi coisas piores? - Hidan pensa enquanto pressionava a lapiseira entre seus dedos

- Hidan, você está me ouvindo? - Danzou chama pela primeira vez - Hidan..... Hidan?

- será que o Kakuzu tem algum tipo de relação com o pai dele de uma forma mais.... "Íntima?", Eles são insestuosos ou o pai dele é um pedófilo estuprador?

- HIDAN ACORDA - Danzou grita batendo as mãos na mesa de Hidan fazendo o platinado tomar um susto tão grade que ele quase derrubou a cadeira

- a-ah, você já começou a fazer a chamada?

- vá para a diretoria, eu não aguento mais esse seu comportamento, e leve o seu material

- h-hai - Hidan arruma seu material rapidamente e sai da sala - diretoria é o meu pau, eu vou mesmo é sair da escola

Hidan sai correndo da escola e vai para a casa do moreno rezando para que o pai do mesmo não estivesse lá

Chegando no prédio onde o moreno morava o platinado pensou em tocar a campainha mas viu o portão aberto então decidiu simplismente entrar no prédio, não lembrava de ser tão escuro lá dentro mas apenas ignorou e procurou o apartamento do Kakuzu

- filho eu vou sair mas eu já volto ok? - Hashirama diz saindo do apartamento, felizmente ele não tinha percebido a prescensa do platinado já que o mesmo estava escondido

- merda - Hidan vai até o apartamento e percebe que a porta estava trancada - é claro que ele ia deixar a porta trancada né Hidan, que idiota sai e deixa a porta destrancada? Hmmmmmm, mas todo mundo deixa uma chave embaixo do tapete, né? - o platinado se abaixa e levanta o tapete - bingo

Sem muita demora Hidan pega a chave e destranca o apartamento e entra, parecia estar mais bagunçado do que antes e a sala fedia a bebidas alcoólicas

- O QUE VOCÊ ESTA FAZENDO AQUI HIDAN? - Kakuzu pergunta irritado

- AAAAAAAA, g-gomennasai Kakuzu, eu eu eeeehhh, v-vim aqui por q-que o professor - engole seco - quer saber sobre o t-trabalho, e eu trouxe as atividades e matérias que teve hoje pra você - Hidan estava nervoso, o Kakuzu usava apenas uma blusa longa e um short por baixo da mesma, suas cicatrizes estavam bem visíveis e os hematomas pelo seu corpo também, seu cabelo estava bagunçado e era a primeira vez que o platinado via Kakuzu sem sua máscara

- se você está sendo legal comigo apenas pelo o que você viu ontem apenas esqueça e siga com a sua vida, não se meta na minha vida pessoal

- Kakuzu isso não é normal, aquele homem deveria ser preso, cadê a sua mãe?

- eu não tenho mãe, ela me abandonou quando eu era criança

- a-ah, desculpa por ter tocado nesse assunto

- eu não ligo, vamos terminar o trabalho logo

- h-hai - os dois vão para o quarto do Kakuzu e começam a fazer o trabalho, faltava pouca coisa para terminar então não demorariam mais do que 20 minutos

Os dois demoraram apenas 15 minutos para terminar o trabalho, Hidan as vezes desviava o olhar para o moreno que parecia estar cansado tanto fisicamente quanto psicólogicamente

- Kakuzu-

- se for para comentar sobre o que você viu ontem apenas esqueça e siga com a sua vida, e me deixa em paz

- n-não é sobre isso, é que eu tenho uma dúvida...

- diga

- aquela historia de você ter agarrado a Konan, é realmente verdade?

- por que você está me perguntando isso?

- bom, na época que ela tinha contado aquilo eu havia acreditado cegamente nela pelo fato dela ser uma das minhas melhores amigas mas depois eu comecei a desconfiar já que você não falava com ninguém, muito menos chegava perto de qualquer pessoa

- se é verdade ou não não faz diferença, já tem 5 anos que isso aconteceu, deixe o passado no passado

- você não se importa sobre o que as pessoas vão pensar de você?

- não, eu sei o que eu sou ou o que eu faço, independente do que as pessoas digam

- entendo

- agora por favor vá embora

- por que?

- só vai embora

- você tem medo do seu pai me ver aqui?

- eu só quero ficar sozinho então por favor vá embora - a voz do Kakuzu sai um pouco trêmula

- você fica sozinho direto, isso não vai te fazer bem, seu pai não fica em casa com você?

- não...

- e você não tem nenhum amigo para que você possa conversar?

- eu não quero amigos, as pessoas são tóxicas demais

- nem todas são

- então por que o povo da sala implica comigo? Por que a Konan e a Ino inventam aquelas mentiras sobre mim? - a esse ponto o Kakuzu já estava chorando mesmo tentando segurar as lágrimas o máximo possível

- eu não sei... Me desculpa por isso - Hidan diz saindo do apartamento do Kakuzu indo em bora deixando o mesmo sozinho que sem demorar muito ele adormeceu

Quando Kakuzu acordou era quase 4 da tarde, sentia que estava mais fraco do que antes, óbvio, não havia comido nada desde que acordou de manhã

Com muita dificuldade Kakuzu se levanta da sua cama, estava tonto e sentia que a cada passo que desse ele desmaiaria. Fez apenas um pouco de café para si e para o seu pai para quando ele chegasse, não estava afim de comer mas sabia que se não se alimentasse direito as chances do seu pai brigar com sigo novamente eram altas

Depois de comer algo Kakuzu volta para o seu quarto e percebe uma coisa, Hidan havia esquecido o trabalho em sua casa e isso era um problema, se o seu pai visse isso ele saberia que na hora que o platinado havia voltado lá

- mas que merda ein - Kakuzu pensa e rapidamente junta as coisas, ele também arrumou o seu quarto novamente do jeito que estava antes do albino chegar, o moreno pega o celular e disca o número do seu pai que o atendeu na hora

- aconteceu alguma coisa filho?

- pai eu queria saber se eu posso ir na biblioteca

- por que? Aconteceu algo?

- eu queria pegar um novo livro lá e aproveitar para estudar um pouco e pegar um pouco de ar

- ok, mas não fale com estranhos e nem saia com ninguém ok? Quero você em casa antes das 20 horas entendido?

- sim senhor


Continua 


Notas Finais


Só queria deixar claro que eu estou lendo todos os comentários de todas as fanfics porém alguns eu não estou respondendo pelo simples fato de que eu não sei responder

Comentários que estão escrito apenas "continua" e sei lá o que serão ignorados, e não me perguntem quando terá atualização de qualquer fanfic por que eu não sei quando vai ter

É isso e adios


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...