História Please, save Lance! - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Voltron: O Defensor Lendário
Personagens Acxa, Allura, Coran, Ezor, Hunk, Keith, Lance, Matt, Narti, Pidge Gunderson, Sendak, Takashi "Shiro" Shirogane, Zarkon, Zethrid
Tags Allura, Keith, Klance, Lance, Shallura, Sheith, Shiro, Voltron
Visualizações 87
Palavras 2.786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem pela demora
Queria agradecer muitos a todos que comentaram, isso me incentivou bastante a escrever

Capítulo 3 - Softball


Fanfic / Fanfiction Please, save Lance! - Capítulo 3 - Softball

Era de manhã quando Keith avistou Lance na quadra. Era educação física, a primeira aula do dia. Como o numero de alunos era enorme na turma, o professor resolveu dividir a sala em dois, já que não haveria problema pois a escola tinha varias quadras a disposição de aulas de esportes.

Como foi dito, Keith estava caminhando com Pidge e Hunk quando avistou o acastanhado.

-Lance! -gritou. Foi meio vergonhoso? Foi. Mas a curiosidade e a felicidade de ver o amigo de volta a escola soou mais alto.

Assim que ouviu seu nome sendo gritado, Lance virou-se e viu seus três amigos, Keith,Pidge e Hunk atrás da grade da quadra.

-Ei!-Hunk gritou também ao perceber que o mexicano tinha a atenção voltada para eles.- O que foi que aconteceu contigo,cara?! Você faltou por duas semanas!

-Matei aula. -respondeu recebendo em troca olhares desentendidos.

E então Hunk pareceu pensar em algo e gritou um “ata” recebendo um sorriso forçado do mexicano.

Keith estranhará a reação do acastanhado, mas decidiu não comentar nada, havia mais coisas em sua cabeça.

Na escola, as aulas de educação física era geralmente usadas, também para campeonatos.

E era exatamente oque ia acontecer ali.

Havia um campeonato de softball rolando entre as salas, e a que ganhasse iria receber cartas de recomendações de professores, coisa que naquele momento valia muito apena, para conseguir achar vagas em boas faculdades.

Já havia passado um tempo e o placar estava ruim para o lado deles.

Estavam perdendo de 3x9.

Keith se jogou no banco, morrendo de cansaço. Queria ficar sozinho, em paz, descansando. Mas não foi o que conseguiu quando todos os garotos de seu time que estavam de reserva, fizeram um circulo em sua volta.

-Com você jogando o time fica forte!-um disse

-Sim!-concordou outro – a bola que você joga é diferente, só poderia ser o experiente clube de soft!

Keith sorriu. Era sempre assim.

-Eu fui, mas só durante o 6 ao 9 ano.- comentou.

Essa era a verdade. Keith sempre gostou muito desse esporte e desde pequeno se empenhara muito para ser bom, mas ao longo do tempo, mais provas foram chegando junto com obrigações e ocupações, fazendo o mesmo sair de seu clube adorado.

Os meninos sorriram por terem acertado o que suspeitavam. Eles iam falar algo mas Hunk chegou o interrompendo.

-Keith, Você deve estar cansado por ter jogado sem parar. Deixe que a gente continue aqui. Vai descansar e beber um pouco de água- e então empurrou o amigo para fora da quadra .

Keith era super grato por ter amigos que o conhecia tão bem. Sem Hunk, ele teria que continuar conversando com os meninos. E não o leve a mal mas, ele estava cansado e odiava quando isso acontecia pois tudo ficava no automático, de acordo com ele.

Enquanto caminhava até o bebedor, o baixinho passou pela quadra do outro grupo e viu Shiro jogando futebol com os colegas.

Deu um sorrisinho ao notar o amigo liderando o time de uma maneira esplendida!

Não era a toa que o time de sua sala estava ganhando.

Passou os olhos pela a arquibancada e notou um ser, com cabelos castanhos sentado lá, observando o jogo.

Ao chegar mais perto percebeu que o mesmo estava com um semblante triste.

E novamente a curiosidade e a preocupação tomara seu corpo de vez.

-Hey Lance -chamou o mexicano enquanto sentava ao seu lado- de que esporte você esta participando?

Então o mais alto olhou pra frente e falou calmamente enquanto a brisa do ar fazia seus cabelos mexerem de um jeito perfeito de acordo com Keith.

-Eu não estou participando.

-Por quê? -o baixinho perguntou o encarando.

-Eu nem estou vindo nas aulas-murmurou, ao olhar para Keith. O mesmo achou fofo o outro achar que fosse injusto participar dessas atividades no dia seguinte da suas voltas as aulas.

-Ah, você não devia se preocupar com isso...

Lance deu um sorrisinho.

Deus como ele é perfeito, pensou Keith. Enquanto observa o rosto ao seu lado não percebendo que o outro o fazia uma pergunta.

-eim? -disse confuso

-De que esporte você esta participando?-pergunto dando uma risada anasalada por ter achado uma graça o mais novo ter viajado nos pensamentos.

-Softball. -Keith respondeu.

E então um silencio perturbador pairou ali. Céus como aquilo estava desconfortável, o de cabelos escuros estava seriamente perturbado por não conseguir puxar nenhum assunto.

Resolveu então se concentrar em outra coisa que o estava incomodandl.

Olhou para seus pés, encarando especificamente a região que se encontrava o tornozelo. Aquela área estava ardendo muito. Se auto xingou por ter esquecido de colocar uma meia maior para não ocorrer aquele tipo de coisa, sem dizer que aquele sapato estava...

-Está doendo? -Escutou o amigo ao seu lado perguntar e se sentiu totalmente envergonhado por parecer um mimadinho com a mão no pé, provavelmente com uma expressão de dor.

-Um pouco -respondeu ao tirar a mão de seu pé- é que o sapato esta um pouco pequeno e eu esqueci de pegar uma meia de cano longo pra evitar o atrito entre meu calcanhar e o tênis.

-Pequeno? -Lance estanhou.

E então Keith ficou mais vermelho do que já imaginava estar.

-É que eu comprei ele pela internet e parece que eles me enviaram o numero errado.

-E você não o trocou.- concluiu Lance

-Acabei deixando a oportunidade passar...-respondeu .

E então novamente o silencio pairou na região, mas desta vez durara menos tempo.

-Então o Shiro joga futebol?- Lance questiona, enquanto olhava para a quadra. -nossa o Matt é muito ruim -murmurou

-Keith! -Pidge gritou fazendo o mesmo olhar para tras a encarando – ta na hora de voltar!

-Tá!- ele responde para a amiga e logo se vira para Lance-Bom, estou indo.

E logo saiu andando em direção a baixinha enquanto era observado pelo acastanhado.

Chegando lá, os dois ficaram surpresos e a de óculos foi a primeira a comentar:

-Quê?!?!! Eles trocaram de arremessador?!?!

-Ele é do clube de softball -Hunk respondeu ao ouvir Pidge berrar e ver a cara de surpresa dos dois amigos.

Era um brutamontes. O cara que o outro time colocou no lugar era umas duas vezes o tamanho de Keith, o que fez ficar o mesmo intimidado.

O cara arremessou a bola e o colega do seu time não conseguirá rebater

-Strike!- gritou o juiz-batter out!

Keith ficou incomodado, olhou para o placar. Já estava no terceiro tempo. Ele presumiu que seu time ganhou no set passado e esse que estavam jogando agora era para desempatar.

Não estava bom para o lado do pequeno, eles estavam perdendo de 7x5.

Tinham chance de vencer? Talvez, meio impossivel com aquele arremessador brutamontes.

-Não é justo colocarem um jogador daqueles -murmurou Hunk- justo no ultimo jogo.

Keith olhou ao seu redor e percebeu que já havia acabado todos os jogos pois as pessoas das outras turmas estavam observando o jogo.

Keith conseguiu avistar Shiro. Procurou por mais um rosto conhecido mas não achou. Foi interrompido nos pensamento por um Hunk gritando “TEMPO!”.

E então Keith se lembrou da carta que lera.

“Pediram para você rebater uma bola durante o jogo de softball.

Eu me arrependo por ter recusado esse pedido.

Por favor não o recuse.

Nesse dia você se apaixona pelo Lance.”

Estava nervoso. Como assim se apaixonar por Lance??? Isso é algo meio difícil. Poxa, eles acabaram de se conhecer!

-Keith!-um garoto gritou atrapalhando o mesmo em seus pensamentos-Rebata para nós!

-Sim!-outro veio- essa vai ser a única coisa que te pediremos.

“Eles vieram mesmo me pedir” lembrou-se ao escutar o pedido dos colegas.

E então Hunk chegou a circulo que estava se formando em volta de si.

-se você rebater essa bola, nós venceremos!-tentou incentivar o amigo.

-Você já foi membro de um clube de softball-lembrou Pidge- você consegue!

-Por favor!!!-os meninos gritaram

E então Keith observou o brutamontes jogar uma bola. Foi tão veloz, com tanta força....

Ok,pensou, não se desespera. E então se obrigou a observar como estava a situação do jogo.

Há dois outs e as bases estão cheias, com isso caiu a ficha para ele que se o mesmo rebatesse a bola, seu time venceria, ficara então mais animado.

Mais logo se tocou que se ele também não conseguisse rebater, o time perderia.

Não dava. Era muito pressão e o mesmo desde que se conhece nunca de deu bem com pressão demais.

-Me desculpem- ele falou- eu acho que eu também não consigo

-Como assim?!-um menino continuou -Por favor!!!

-Parem de força-lo – Lance interrompe interrompe recebendo o olhar de todos inclusive o de Keith. E então continuou-Ele está com o pé machucado.

-Machucado?!-Hunk questiona preocupado-Keith, isso é verdade? O que aconteceu?

Droga, já lhe disse que não está tão machucado, Keith pensara enquanto olhava para Lance que estava retribuindo o olhar.

Então de de cabelos pretos suspirou e começou:

-Não, não é bem um machucado, alem disso a culpa é minha.

Hunk o encarou e pareceu pensar um pouco, até tomar a iniciativa de falar.

-Entao eu vou rebater.-e entao encarou Keith- pode ser que eu perca as 3 chances, mas me perdoe tá?

E então, Keith se lembrou novamente da carta.

“O Hunk vai rebater no seu lugar, errou os três arremessos e vocês perderam.”

E então o garoto ficou intrigado se devia mesmo recusar o pedido. Encarou Hunk ir em direção a area de rebate.

Keitn pensou. Se ele se arrependeu por ter recusado o pedido, provavelmente fora por que jogou a responsabilidade nos ombros do amigo. Foi porque o mesmo deixara de fazer algo que estava a seu alcance.

Olhou para o lado e percebeu que ainda era encarado por Lance, mas resolvera se concentrar. Fechou os olhos e suspirou.

Ok estava decidido.

-Pensando bem -falou -eu aceito rebater.

E enquanto caminhava na direção de Hunk pensava muito bem que a dor em seus pés um dia iriam desaparecer, mas que o arrependimento nunca iria ter o mesmo destino.

Nem depois de 10 anos.

Ele não queria carregar esse arrependimento durante dez anos.

E então com o taco em maos se posicionou de maneira correta e encarou o brutamonte que estava a sua frente.

Engoliu em seco.

Se ele perdesse, pelo menos ele tentara.

E então o grandalhão estendera a maos em posiçao de arremesso fazendo Keith se lembrar da carta.

“No primeiro arremesso a bola fez uma curva.”

E entao o cara a arremessou passando direto por Keith.

Droga. 1 tentativa foi falha.

Ele suspirou, ainda tinha mais duas chances. Encarou novamente o arremessador enquanto de lembrava da carta. Murmurou então para si mesmo.

-O segundo, a bola vira na zona de strike... mais baixa

Essa era sua chance. Se concentrou e assim que o outro cara arremessou Keith se concentrou e na hora certa, rebateu a bola.

E entao tuddo ficou em camare lenta, seus colegas admirados, a bola voando e seus amigos com brilhos nos olhos. Tudo em camera lenta.

E entao como magica a bola passara da grade fazendo seu time comemorar.

-Keith você é incrivel!- escutou Shiro gritar.

-Keith!- gritou Hunk- corra pelas bases! Pise em todas elas!

O pequeno sorriu em resposta e com um pouco de dificuldade, começou a correr, mesmo com o seu pé doendo.

E por mais que ele fingira parecer não notar, ele percebeu Lance o encarar.

>.<

E então a turma vencera o torneio de softball, Keith soube tambem que sua classe ganhara tambem no futebol, por causa da grande atuação de Shiro.

Sorriu bobo enquanto caminhava mancando com a cabeça baixa. Ele não estava acreditando que ele iria recusar rebater. Foi tão facil e divertido.

Ele deu mais um sorriso que foi acompanhado por um gemido de dor, por causa de seus pé machucados. Parou então para descansar um pouco.

Percebeu que assim que parara, viu uma par de pernas parar em sua frente e o dono dela falar algo:

-O socorro chegou.

Se surprendeu ao tirar os olhos do chão e ver Lance sorrindo em sua frente com uma caixinha de primeiros-socorros em maos.

-Me deixe ver seu pé-Pediu o acastanhado.

-Esta tudo bem-insistiu Keith, ele não queria parecer alguem mimado que estava de drama e precisava de alguém para salva-lo.

Lance entao virou a cabeça e falou:

-Senta ali -e apontou para um banco da escola.

Keith continuou parado, era orgulhoso demais e não iria o obedecer principalmente por não querer receber ajuda nenhuma.

Lance suspirou ao ver o menor continuar parado, e entao o puxou para o banco perto deles, o sentando-o e ficando a sua frente.

Keith notara o amigo tirar seu tenis ee meia, e sentiu uma sensação maravilhosa ao sentir as mãos do outro em sua pele. Com isso, sentiu suas bochechas darem uma queimada provavelmente estava corado.

Lance achara uma graça a situaçao do menino a sua frente mas resolvera não dizer nada. Analisou o calcanhar do baixinho e viu que estava com uma ferida.

-Saiu um pouco de pele aqui. -disse- Vou desinfetar, tá?

E em seguida aplicou o remedio na ferida recebendo um gemido de dor vindo do outro.

Lance deu um risada anasalada e colocou o lé de Keith novamente ao chao, já que estava em suas maos. O encarou, enquanto estava sentado no chão e Keith percebendo o olhar do outro em si, pergunto um “o que foi” e acastanhado respondeu com um “nada”.

Se levantou e encarou Keith.

-da proxima vez, vê se fala direitinho. “ você me deu o numero errado”-Lance comentou.

-Tá...-murmurou Keith meip bravo e continuou- mas não tem problema! Eu só uso esse tenis pra educacao fisica, é tranquilo.

Olhou para o lado e depois encaroy Lance novamente.

-E tambem já estar meio tarde para avisa-los. Vou me segurar.

E então o mexicano o respondeu deixando o outro surpreso.

-se você ficar sempre se segurando, vai acabar se arrependendo.

-Se apenas eu me arrepender,pra mim esta tudo bem-disse por mais que não concordasse, claro que ele não iria deixar o gostinho de razao para o outro.-desde de que eu não de trabalho para as pessoas ao meu redor.

Ok, essa parte era verdade.

E entao o silencio pairou e ficou uma meio desconfortavel no ar. Keith enquanto observava Lance fazer um curativo no seu pé acabou falando alto algo que era ooara ser em pensamento.

-E tambem, ninguem percebe. Entao basta apenas eu me segurar que não tem problema.-disse e depois murmuro- eu sempre fiz isso.

Lance então terminou o curativo e respondeu:

-Eu percebo.

Deixando um Keith totalmente corado. Colocou o tenis do garoto no pé do mesmo.

-Prontinho-falou- se cuide.

-Obrigado...

-De nada.

E então Lance saíra andando, deixando o de cabelos pretos para trás. O mesmo lembrava da conversa que tivera mais cedo, se e levanto e gritou:

-Você tambem,Lance- falou alto fazendo o garoto a sua frente parar- se você quer jogar futebol, diga que quer! Eu também... presto atenção em você Lance!

-O seu home run...- fala o acastanhado interrompendo os berros de Keith-foi demais!

E então se virou na direção do menor dando um sorriso.

-No próximo semestre-continuou- eu com certeza vou jogar futebol. Sou melhor que o Shiro, então venha me ver.

-Tá com certeza irei!

O outro, deu um sorriso e saiu correndo deixando Keith sozinho.

Então tudo oque esta escrito naquela carta realmente acontece, pensou, eu do futuro, será que eu vou conseguir acabar com seus arrependimentos?

{10 anos no futuro}

-Keith!

O garoto escuta seu marido gritar seu nome e se vira para trás vendo o mesmo se aproximar com flores e uma criança em no colo, o filho deles.

-Que flores são essas? -Perguntou achando engraçado o buque

-Vou dar essas flores para o Lance.- respondeu fazendo Keith dar uma risada.

-o Lance não vai ficar feliz por ganhar uma coisa dessas.

-Não tem problema.-Respondeu novamente indo para o lado de Keith observar a vista.

Enquanto o vento da primavera assoprava em seus rosto Keith pensava sobre seu eu de 10 anos atras.

{Presente}

Já estava noite e Keith resolvera ler toda a carta, queria saber o real motivo de ela ter chegado ate si.

“Querido eu de dez anos atrás...

Muita alegria e muitos momentos felizes estão esperando por você.

Eu espero que você possa recebe-las, e que preste muita atenção pra não deixar que essa felicidade escape.

Eu escrevi essa carta, por que eu não queria fazer o eu mesmo de dezesseis anos, carregar arrependimentos pelo resto da vida.”

E então ao passar a pagina e ler oque estava escrito na mesma Keith sentiu lagrimas escorrerem pelos seus olhos ao ler o conteúdo.

“nesse momento, a dez anos no futuro, o Lance não esta mais aqui.

Cuide do que é importante para você.

Aproveite cada minuto ao lado de Lance.”


Notas Finais


Suponho eu q vc ja descobriram oq aconteceu

Sorry se teve algum erro de portugues
Eu escrevi com sono


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...