História Pluméria - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinato, Drama, Incesto, Romance, Tragedia
Visualizações 3
Palavras 341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Se afogando


Hanna suspirou eram 10 da noite e ela estava exausta, havia estudado a teoria do caos o dia todo. Ela não conseguia entender, não entendia como tudo podia estar interligado. Havia se enfiado no quarto assim que chegou do colégio, saindo só quando a mãe tinha a chamado para ver o irmão. Hanna tentava ao máximo evitá-lo, tentava evitar uma conversa.

Ela se levantou para tomar um banho, largou as roupas num canto do banheiro e esperou a banheira se encher. Quase chorou ao entrar em contato com a água quente, a tensão dos músculos se esvaindo.

Hanna encarou a parede à sua frente, só conseguia pensar em Katie O’Connor. Se sentia mal por ela, e odiava ter que fazer aquilo, odiava o olhar no rosto dela e odiava ainda mais o som das risadas. Hanna odiava o que tinha que fazer, mas, acima de tudo, Hanna Margarizzi se odiava.

Hanna submergiu na banheira, de olhos abertos encarando o teto, ela tentava decidir se era uma ideia tão ruim assim se afogar na banheira. Não que ela quisesse realmente morrer, longe disso, só que às vezes era muito difícil ser ela.

Estava tão distraída com a possibilidade de morrer que nem percebeu quando alguém entrou no banheiro.

- Hanna - uma voz masculina a chamou, estava abafada devido à água. - Hanna! - o homem praticamente gritou enquanto puxava a garota, fazendo-a emergir.

Hanna encarou o soldado mecanicamente, a mente distante daquele banheiro. Jack a abraçou, ignorando a nudez da garota.

- O que estava fazendo Hanna? - perguntou.

- Nada - a garota respondeu sem pensar muito.

- Estava tentando se afogar - ele disse, Hanna não tinha resposta para aquilo. Estava tentando realmente se afogar? Não sabia.

- O que está fazendo aqui Jack? - ela sussurrou.

- Eu vim conversar.

- Já dissemos tudo - Hanna respondeu se desvencilhando dos braços do irmão.

- Não, não dissemos, Hanna.

- O que falta para dizer, Jack? - ela quase gritou enquanto saía da banheira.

- Isso - ele sussurrou agarrando a garota pela cintura, antes que Hanna pudesse dizer algo ele a beijou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...