História Pode Contar Comigo pois Nem a Morte nos Separa. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Avenged Sevenfold, Linkin Park
Personagens Arin Ilejay, Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, M. Shadows, Mike Shinoda, Personagens Originais, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Tags Bennoda, Chester Bennington, Drama, Mike Shinoda, Morte, Personagens Originais, Tragedia
Visualizações 24
Palavras 1.928
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mike e Chester voltam a casa de Muto, E Chester descobre uma coisa...E claro, quem ama ...cuida

Capítulo 7 - Quando a gente ama...claro que a gente cuida!


Fanfic / Fanfiction Pode Contar Comigo pois Nem a Morte nos Separa. - Capítulo 7 - Quando a gente ama...claro que a gente cuida!

Eu fui ao restaurante enquanto Mike arrumava as coisa pra mudança, também aproveito para ver os preparativos para o casamento das meninas, apesar que ainda não fui ver o noivo  de Lily e a então noiva de Laila. Mas elas já se conformaram que vou casa-las de qualquer jeito.

-Que dizer que as duas engravidaram ,Chester?

-Se eu não estivesse passando por isso ,Sam , nem eu acreditaria.- Eu digo tirando as toalhas das mesas.

-Cara, sua família é estranha até nesse ponto. E sua mãe?

-Ela aceitou mas sabe como ela é, se dependesse dela, ela tinham os filhos sem precisar dos maridos . Ou marida.

-Ainda tem essa, Laila é lesbica!-Sam diz rindo.

-Sam!- Eu paro  e vou até ela.- Me diz , duas mulheres podem cuidar bem de uma criança?

-Que pergunta ,Chester, mas é claro! Olhe eu e Elka, temos nossos filhos e os amamos e eles só nos dão gosto.

-Ah, desculpe ,Sam, eu só queria saber se meu neto vai ficar depois que eu ....piorar...- Eu digo voltando a tirar as toalhas.

-Chester, Brian me contou que você esta doente, mas eu te digo, você cuidou bem dessas meninas, elas vão ser ótimas mães.

Eu sorrio pra ela. Brad chega nessa hora.

-E ae ?- Ele diz.

-Fala Brad, ta com fome?- Eu pergunto

-Não , eu vim terminar a contabilidade com Draven.

-Ele ta no escritório..- Eu digo. Mas Draven vem de lá.

-Brad? Putz grila, esqueci que hoje fecha o mês.

-Pois é , e ae?

-Vamos nessa. Hã.. Chester , vai mais cedo pra casa?

-Daqui a pouco, Brian vai me levar.

-Faz um favor pra mim , mano? Leva esses papeis pro Mike, ele me pediu hoje cedo.

-Claro, mas...que mal pergunte o que é?- eu digo pegando o envelope.

-Desculpe Chester mas ele pediu pra entregar pra ele. Hahahaha!

-Iiihh ta com ciúmes , Chester?- Diz Brian

-Cala boca! – Eu digo botando o envelope na minha bolsa.

-São o endereço dos pais dos filhos das manas.

-Serio? Achou os dois  caras?

-Sim, Mike conversa melhor com você. Preciso fechar o mês com Brad no escritório.

Eles entram. Brian chega perto de mim.

-Nunca desconfiou de Brad e Draven ,Chester?- Ele diz bem baixinho.

-Brian, ta maluco, Brad e Draven.?

-Tem horas que eu já desconfiei, eles ficam até tarde , fechando a contabilidade. Trancados nos escritório.- diz Sam fechando a cozinha.

-Vocês dois hein...será??- eu olho pra porta do escritório.- Não, vocês vão me deixar paranoico.

-Mas porque , lindão, o mundo é gay, olha você e o Mike. São hiper felizes.

Eu balanço a cabeça . _ vamos Brian, tenho que ajudar Mike na mudança.

Brian dirige pra mim, Mike ficou com medo de eu não saber mais voltar pra casa. A curiosidade me bateu e resolvi mexer no envelope.

-Ei cara, Draven disse pra não mexer.

-São minhas filhas, eu vou saber onde eles moram.

Abro o envelope e vejo um nome conhecido : Ana Ligia Ilejay

-Ana? – eu falo. Brian me olha assustado com que falei.

-Ana? A Ana ?- ele diz

-Sim, Brian , a Ana...Ele descobriu o endereço dela. Ah Mike!

-Ele vai ficar feliz em ir lá com você.- Brian diz.

Mas fico pensativo sobre levar Mike. Então tomo uma decisão. Pego o papel com o endereço dela e guardo no bolso.

-O que está fazendo?

-Brian , não diz nada sobre isso , certo?

-Ta , mas, está pensando em falar com ela sozinho?

-Eu preciso falar com ela sozinho. Eu e Ana temos coisas pra falr um pro outro.

 

 

MIKE

 

-Pai, vou ficar no meu antigo quarto?

-Claro, Mike , ele é espaçoso e tem um banheiro grande , apenas vamos adapta-lo a você.

Eu suspiro, papai já esta providenciando uma cadeira de rodas pra mim, eu sinto dores terríveis.

-Lembranças incríveis desse quarto. – Eu falo.

-Nem consigo imaginar. Lembro quando eles se disfarçaram pra vir ver você.- Diz papai

-Eles eram incríveis.- Eu digo.

-Charles foi um homem incrível, inteligente, esperto. Chester é amoroso , atencioso. É Mike eles se completavam.

-Por isso me apaixonei pelos dois , pai.- Ele ri.

-Vou descer , qualquer coisa chame.

-Vou tomar banho, depois vou terminar de organizar nossas coisas.

Papai sai do quarto e eu tiro minha roupa e com certa dificuldade vou ao banheiro.

-Cada dia mais dificil?- diz Ruki no espelho.

-Cada dia mais dor. Logo ficarei numa cadeira de rodas ,Ruki.

-Chester , como está?

-Não sei, ele não diz , mas sei que ele não está bem.

-Mike, você se tornou um homem e tanto.

-Nossa você me elogiando? Sim, estou perto da morte.

-Não seja imbecil. Você superou minhas expectativas. Achei que seria o primeiro a morrer. E de uma morte estupida. Tipo , cortar os pulso com vidro do espelho.

-É Ruki, mas Chester me salvou. Hahaha!

-Agora ?

-Agora eu não sei como salva-lo?

-Não precisa salva-lo idiota. Apenas viva com ele enquanto esta aqui.

Olho pra ele , pareceu sensato isso.

-As vezes , Mike, nos preocupamos em resolver problemas quando apenas precisamos dar atenção a outras coisas.

-Ta querendo dizer o que caralho?

-MIKE?- ouço a voz  de Chester

-Aqui no banheiro , Chazzy!

Ele entra, e ri ao me ver em pé .

-Estava falndo com Ruki?

-Estava, ele sempre vem me aborrecer. - Eu olho pro espelho e ele pisca pra mim.

-Quer que eu te ajude a tomar banho? – Diz Chester beijando meu pescoço.

-Até quero , mas estou com dores.

-Vem amor, eu te ajudo.- Chester liga água da banheira, sim a velha banheira  que ele transou com Charles  em meu quarto.. Ver ele sentado a beira da banheira me trouxe essa linda e perturbadora lembrança.

-Chester..- ele me olha. Mas eu não tive coragem de dizer  o que estava pensando. – Não quero agua fria.

Ele sorri olhando pra mim.

-Está morna, meu amor. Vem vou tirar sua roupa.- ele vem e começa a desabotoar minha blusa de flanela vermelha. Ele me encara de um jeito meigo.

Enquanto ele desliza a blusa pelo meus braços , eu olho o espelho e ainda vejo Ruki que sorrindo sussurra.

-Aproveite o momento , Mike.- Eu acabo sorrindo também.

-O que ele disse?- Chester pergunta , desabotoando minha calça.

-Pra eu aproveitar o momento.- eu digo baixo olhando em seus olhos.

-Ele é esperto. – Chester diz rindo. Mas um pouco de preocupação me invade .

-Chazzy, eu estou com dores, talvez eu não...assim...não consiga...

Ele para e me encara serio.

-Mike, não precisamos transar agora. Mas ...eu realmente quero fazer isso, cuidar de você. Amor, este momento  aqui, é muito importante pra mim.

Ele me olha de um jeito. Eu realmente vejo em seu olhar , que ele precisa desse momento, isso me deixou mais preocupado.

-Mike, eu te amo muito.- Ele passa o polegar em minha bochecha. – Eu não quero te esquecer Mike. Mas se isso acontecer , eu quero ficar o máximo perto de ti.

-Chester, se você sumir, eu te trago de volta.

Vejo que ele sorri emocionado , pego em sua nuca e o puxo pra um beijo. Eu sinto os lábios dele tremendo. O aperto contra meu corpo. Nos soltamos e encostamos nossas testa.

-Eu sei,Mike.... Eu sei me trará de volta. Vamos ..

Ele termina de me despir. Me pega no colo e me põe devagar na banheira. A agua morna relaxa meus músculos,. Deitado , o vejo se despir e fechar a porta.

-Anna disse quem trazer chá pra você. Melhor fechar a porta.- ele diz sorrindo.

Depois vem e se deita me botando de lado bem agarrado a ele.

-Que gostoso. – Eu digo beijando seu rosto.

-Você sempre foi meu gostoso.- Ele diz

-Chester, não quero que sofra...

-Mike, eu posso sofrer , mas quero cuidar de você o máximo que eu puder.- ele sussurra olhando pra minha boca, eu o beijo.

Ficamos ali calados, apenas se beijando e curtindo a agua morna com sais de banho cheirosos. Chester fazendo carinho em meu rosto e corpo . Por um momento eu sinto sua ereção, fico um pouco constrangido.

-Esta excitado...- eu digo em seu ouvido.

-Sim, estou, e dai?- ele diz debochado.

-Chazzy se quiser posso..

-Mike, esta com dores, não se preocupe, vamos usar de criatividade.- Ele diz levando minha mão ao seu membro duro. – Vamos lá gatinho, bate uma pro seu marido.

Eu sorri e começo a masturba-lo. Chester me beija , me abraça, me acaricia, enquanto eu dou o prazer .

-Mike, você é gostoso de todo jeito..- ele diz no meu ouvido.

-Então geme pra mim...- eu falo mordendo meu lábio.

Ele geme baixinho, só pra mim ouvir, sem palavrões , apenas geme carinhoso enquanto o beijo. O faço gozar na banheira. Rindo ele puxa a tampa do ralo, fazendo a agua descer.

-Ah Chazzy...- eu digo

-Criatividade...Mike, eu já disse, nem que seja pra deitar somente pra dormir, eu nunca vou procurar outra pessoa.

Ele liga o chuveiro e terminamos nosso banho. Com cuidado , ele me enxuga. Veste minha roupa .

-Draven pediu pra te entregar uns papeis, Mike!- Ele vai até a bolsa e me entrega um envelope. Quando abri, vi que era sobre os pais dos netos dele.

-Certo Chazzy, obrigado.- Eu guardo pois não quero que ele saiba que vou falar com eles pessoalmente.

Anna bate na porta , entra trazendo uma bandeja com chá e biscoitos.

-Jovem Mike, trouxe um chá pra vocês,

-Obrigado Anna.- Eu digo.

Chester beija a testa dela.

-Anna , sempre muito legal comigo. Obrigado por tudo.- ele a abraça.

Ela olha pra ele confusa.

-Chester, fala como se fosse um despedida.- Ela diz. Eu olho pra ele

-Anna, eu apenas te agradeço por tudo que fez por mim, e por Charles.

Ela me olha mas sorri.

-Certo, eu sempre gostei de vocês dois, lamento por ele, mas fico feliz por você Chester. – Ela o abraça. Ai Meu Deus ! Ver isso fez doer meu coração.

-Vou descer Mike, vou falar com mamãe e Muto.- Diz Chester

-Certo eu vou ficar por aqui descansando.- Eu digo pegando uma xicara de chá

 

Ele sai do quarto com Anna, eu pego meu celular e ligo pra Dheia.

-Alô?

-Dheia, vai estar ocupada amanha?

-Não muito Mike, terei pacientes só a tarde. Porque?

-Eu vou precisar de você aqui amanha pela manha, Chester vai ao restaurante e preciso conversar com você.

-Certo, eu chego ai as oito.- ela diz

-Otimo. Obrigado Dheia.

 

Desligo a ligação.

 

 

DHEIA E JIMMY

-Quem era amor?- Diz Jimmy.

-Era Mike, ele quer que eu vá na casa de Muto amanhã.- ela diz

-Ah ta, e porque?

-Ele quer conversar. Ah Jimmy, ele devia contar pro Chester sobre as condições dele.

-Do mesmo jeito que eu penso que Chester devia contar pro Mike , sobre as condições dele.

Nesse momento toca o celeular de Jimmy.

-Alo?

-Jimmy, é o Chester! Vai estar ocupado amanha de manhâ?

Jimmy olha pra Dheia.

-Hã...não porque?

-Pode vir aqui ao restaurante? Quero ir em um lugar e gostari que você fosse comigo.

-Posso sim ,Chester. Eu vou umas oito hora pra lá.

-Certo estarei te esperando.

-Ok, tchau!

-Chester?- Diz Dheia

-Ele quer que eu vá com ele em um lugar amanha.- Jimmy diz

-Ah esses dois viu?- Diz Dheia com a mão na testa.

-Dheia, eu vou fazer de tudo pra convencer Chester a contar pro Mike, senão eu mesmo conto.

-Concordo amor, eu farei a mesma coisa. Esses dois precisam aceitar o fato e ficarem cuidando um do outro.


Notas Finais


Ai esses dois <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...