História Pode me chamar de Jimin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Park Jimin (Jimin)
Tags 7além, Íncubo
Visualizações 41
Palavras 603
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Decisão


Fanfic / Fanfiction Pode me chamar de Jimin - Capítulo 4 - Decisão

- Hey, acorda! – Ouvi uma voz e alguém me cutucou – Anda, levanta! – Abri os olhos e Jimin parecia bem, olhei confusa para ele que apenas sorria, estávamos na biblioteca ainda e parecia que nada havia acontecido.

- Você está bem? – Sentei a sua frente e esperei a resposta

- Estou. Parece que tem mais gente querendo te proteger por ai – Ele deu uma pequena risada - Judas Lebeus, não esqueça esse nome. Enquanto você dormia, visitei 4 mulheres e nenhuma era virgem, me sinto ótimo, mas não posso te tirar daqui ainda. E sim, você ainda pode sair daqui, mas seu tempo está acabando. Não tenho motivos para mentir, apenas pare para pensar, porque ele te salvaria se você já estivesse morta?  – Realmente parei para pensar, e a ideia de ficar nesse lugar para sempre me fez tomar uma decisão que naquele momento parecia minha única saída.

- Tira minha virgindade? – Ele me encarou e pareceu associar algumas ideias mentalmente antes de falar.

- Por isso ele te quer aqui...Você é a primeira pessoa sem pecados que pisou nesse lugar, ele teria qualquer coisa nas mãos se tivesse você ao lado dele. Mas não posso fazer isso, não leu o livro?

- Não estava escrito o que aconteceria se eu fizesse isso estando no mundo do possuidor, dizia que em espirito eu vou pagar no dia do julgamento final, e tem chances deles me liberarem pelos motivos que eu aceitei fazer isso. Outra coisa, você me disse que todas as mulheres que ficou aqui não eram mais virgens, por isso não mudava nada na sua energia.

- Nunca achei que eu negaria sexo a alguém, mas não posso fazer isso com você.

- Prefere que “ele” me leve e faça isso por você? Eu estou te pedindo, se eu tiver que pagar por isso depois, eu pagarei, mas vai ser por uma decisão minha. – Me levantei ficando a sua frente.

- Você não sabe o que diz. – Saiu andando e eu fui atrás dele.

- Porque não faz isso? Porque sou fraca? Não quer ficar ligado a mim não é? – Parei de falar quando ele se virou para mim com raiva.

- Porque eu posso te matar, porque se você morrer aqui você nunca mais poderá voltar para seu corpo, para sua família – Disse com o tom mais alto e agressivo.

- EU NÃO TENHO MAIS NADA A PERDER JIMIN – ele continuou andando e ignorando meus gritos. – OLHA, EU NEM SEI COMO EU VIM PARAR AQUI, MUITO MENOS O QUE TA ATRÁS DE MIM, MINHA FAMILIA NÃO TA AQUI E EU FAÇO O QUE FOR PRECISO PRA VOLTAR PRA MINHA VIDA. – Ele parou e se virou pra mim.

- Tem certeza? – Perguntou cínico.

- Tenho – respondi insegura, ele estendeu sua mão e eu a segurei, saímos da biblioteca e andamos na direção contrária ao parque.

- Estamos voltando para casa?

- Sim, se isso der errado, pelo menos sua primeira vez vai ser em um lugar confortável pra você. – Engoli em seco, e prosseguimos o caminho em silencio, chegamos em casa e assim que abri a porta tudo estava da mesma forma de quando saímos. Entrei e sentei no sofá colocando as mãos no bolso pelo frio, senti meu chocolate lá dentro e peguei ele.

- Está com fome não é? – encarou o chocolate em minha mão.

- Você quer? – ofereci o doce para Jimin e o mesmo recusou com a cabeça

- Não sou muito fã de chocolate. – Sentou do meu lado e me olhou. – Me promete que se isso der certo, vai ser forte por mim lá em baixo?

- Prometo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...