História Pode ser mais que amizade - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bem eu reli essa one e me deu vontade de escrever mais, então resolvi transformar em uma fanfic com mais alguns capítulos. Não vai ser uma fanfic muito grande, mas vai ter o suficiente para a Ivy e a Harley terem uma relação maior q a amizade. Bem é isso, espero que gostem!

Capítulo 2 - Cap 1


  Já faz um mês desde que Ivy terminou com Bruce, o riquinho ficou a primeira semana toda atrás da minha ruiva, mas ela regeitou todas as desculpas e pedidos de reconciliação do moreno. Selina deu bastante apoio para Pamela, mesmo com nós três sabendo que ela ainda gosta do Wayne. Para falar a verdade ela está se mantendo firme em não voltar para Bruce, pois é, depois que o gostosão percebeu que não ia conseguir voltar com a Pam, ele decidiu assumir sua verdadeira paixão. 

- Hey! Loira- Selina me chamava.

- O que foi? - pergunto sem muito interessante, meus olhos passavam pelo meu resumo de tecidos humanos, teria prova sobre isso em dois dias.

- Eu conversei com Bruce- ela diz olhando pro chão e sentando ao meu lado. 

- E aí?- digo fechando meu caderno e colocando em cima de minha mochila.

- Ele finalmente foi 100% sincero e merda, ele ainda meche comigo- ela suspira forte- eu juro que não queria fazer isso com a Pam, mas eu cedi, eu fiquei com ele- Selina parecia ter vergonha de admitir tal feito. 

-Acontece, para falar a verdade todos sabíamos que ele era apaixonado por você, mesmo quando estava com a Ivy- respondi. - E sabíamos também que era recíproco, Pam parece ter superado e ela me disse que não se importa se vocês ficarem juntos- digo tentado acalmar a morena, ela parecia muito decepcionada com ela mesma.

- Eu queria tanto superar também, Por que eu tenho que gostar dele?- ela resmunga. 

- Não importa! O que importa e que vocês dois se amam, não deviam retrair tanto esse sentimento, isso faz mal a vocês e pode fazer aos outros também- a voz de Pamela surgiu e fez Selina dar um pulo de onde estava sentada. 

Olhei para trás e vi a ruiva com um sorriso calmo, fui para o lado, para ela poder sentar com nós no banco. 

- Pam, euu- Selina parecia pronta para se explicar, mas foi cortada.

- Está tudo bem! Eu já superei! Eu juro! E você não vai ser uma má amiga por ficar com ele, você me apoiou o tempo todo e até tentou se privar da sua paixão por minha causa- a ruiva disse. - Mas não precisa fazer isso, eu sabia que vocês dois já tinham tido um caso antes de ficar com ele, teoricamente a fura olho sou eu- ela diz e ri.

Pam parecia ter superado Bruce cem porcento e ainda estava numa baita paz e felicidade nos últimos dias. Conversamos mais de uma hora com a morena, até fazer ela aceitar sair com Bruce para conversar. Depois disso, eu e a ruiva decidimos que íamos comer pizza e assim fizemos. Agora estamos no apartamento da futura botânica.

- Que tipo de filme quer olhar? - ela pergunta abrindo o Netflix. 

- Terror? - digo me sentando ao lado dela depois de ter tirado meu casaco. 

Ela me olha fundo nós olhos e depois desce para meu braço, então suspira e fala:

- Denovo?! Fala sério! Eu vou matar esse cara- ela rosna pegando meu braço e vendo as marcas dos dedos de Joker.

- Calma! Não é para tanto- respondo vendo os olhos verdes de Pamela me fuzilarem. 

- Como não ? Ele te bateu! Denovo, aliás! Você tem que terminar com esse pirado ou eu vou acabar indo pressa por matar aquela praga- ela resmunga, alisando meu braço. 

- Nós discutimos, eu joguei água na cara dele e ia fazer denovo, por isso ele me pegou pelo braço, só queria me parar- eu disse vendo a ruiva surtar mais um pouco- ele não quis me machucar, pediu mil desculpas por isso e ele nunca mais me bateu desde o dia da boate- ela suspirou.

- Não devia aceitar esse tipo de coisa, hoje ele faz isso, amanhã te bate como antigamente- ela resmunga. 

- Podemos mudar de assunto? Por favor? Hoje era para ser uma noite feliz - digo.

- Como posso ter uma noite feliz vendo você machucada? - ela diz botando uma mecha do meu cabelo para trás, depois ela desce sua mão para meu rosto e faz carinho em minha bochecha. - Você é minha pessoa favorita, de todo mundo, não suporto saber que alguém te machuca e não poder fazer nada- ela fala baixinho.

- Você é a minha também- digo tirando sua mão do meu rosto e depositando um selinho nela. - Você é a pessoa que eu mais amo e você não sabe o quanto sou grata por sua preocupação- digo e a abraço. 

- Idiota, vai me fazer chorar assim- ela resmunga enfiando o rosto em meu pescoço e me apartando mais. 



Notas Finais


Então devo continuar essa história?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...