História Pode soltar o bumbum granada - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sasori, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha
Tags Gaalee, Leegaa, Lemon, Narusasu, Naruto, Sasodei, Sasunaru, Sns, Yaoi
Visualizações 201
Palavras 1.756
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo cap demorou mas chegou
O prox. Pode e vai demorar tb, lamento

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Ex-namorados


Naruto estava escolhendo o que levar com cuidado. Conhecendo Ino e suas festas, sabia que ia dormir lá, mesmo que tudo o que ele fizesse fosse literalmente dormir.

O que ele achava improvável, sabendo que a festa era uma “surpresa disfarçada” para Sasuke. Não que ele estivesse planejando que acontecesse algo entre ele e seu ex, mas ia levar camisinha e lubrificante mesmo assim, pois com aqueles dois nunca se sabe.

Fazia meses que eles tinham terminado. Foi em 10 de abril que eles tiveram a briga definitiva e que o loiro decidiu acabar. Ele não se arrependia. Ainda tinha muita química com Sasuke, sim, mas eles estavam insuportáveis. Brigavam praticamente todo dia e ele não aguentava mais, sabia que tinha culpa também, mesmo não tendo admitido isso ao terminar. Sabia que Sasuke só aceitara por ser orgulhoso demais pra pedir pra ele ficar, ou pedi-lo pra voltar em todo esse tempo. Era mais um dos motivos  pelo qual terminara.

Mas ainda o amava, sabia disso. Se fingia de sonso pro sentimento e sabia que, assim como ele, Sasuke também havia ficado com outras pessoas. Mas eles ainda sentiam algo um pelo outro, não fosse isso eles sequer olhariam na cara um do outro de novo.

Ficava triste ao pensar nisso, mas não era o momento. Ele tinha que chegar mais cedo que todos na festa pois ajudaria Ino a arrumar tudo enquanto torciam para Itachi conseguir arrastar o Uchiha mais novo de casa.





Não, Naruto não tinha escolhido o short laranja que ganhara de Sasuke de propósito. Okay, ele levara esse e um azul, que cobria sua bunda melhor e ele ia usar aquele, mas quando Itachi avisou a Ino por mensagem que conseguiu tirar Sasuke de casa, ele pegou o laranja, porque foi o mais fácil de achar na bolsa, ele não era a pessoa mais organizada do mundo e tinha só jogado suas coisas ali.

Tá, tá, tá bem, ele tinha realmente separado seu short azul e o protetor solar em um bolso menor na frente da bolsa, e colocado o short laranja no fundo do bolso grande tentando convencer a si mesmo de que não iria usá-lo para provocar Sasuke. Não funcionou.

Era um short colado, bem justinho, laranja com duas listras pretas verticais de lado, que destacava bem sua bunda e ele tinha que rezar para não ficar de pau duro. Era uma das roupas que ele só usava quando saia com o ex, pois não havia mais ninguém que ele queria provocar além dele. Ele tentava se convencer de que o fato disso permanecer mesmo depois do término era apenas uma mania que ele ainda não havia mudado, nada além disso.

Agora, Naruto estava na cozinha, pegando as catuabas que as meninas pediram, na geladeira, fingindo que não viu que Sasuke o seguiu.

— Você tá no meio disso também, né?

— Disso o quê?

— Você é um péssimo ator, Naruto. No meio do planejamento dessa  — o Uchiha fez aspas com as mãos — “festa surpresa". Ninguém trouxe whisky e nem cerveja pra um churrasco na piscina? Tem dedo seu nisso.

— Talvez, eu tenha ajudado a Ino e mencionado sem querer que você  ia quebrar as garrafas de whisky na cabeça de quem trouxesse.

— Eu não seria tão violento assim. Só quebraria as garrafas, não necessariamente na cabeça de alguém.

Naruto riu. Fazia tempo que eles tinham se encontrado pessoalmente e as conversas estranhas pelas redes sociais não  eram a mesma coisa. Estava feliz.

— Não que realmente ache que o mundo gira em volta de mim como você disse uma vez, mas você veio com esse short pra me provocar?

Sasuke guardava rancor muito fácil.

— Claro que não, por que eu iria querer te provocar? Ta se sentindo provocado, Sasuke?

O corpo de Naruto era constituído de 70% água e 30% cinismo e deboche.

— Claro que sim. Você  fica rebolando essa raba por aí, tá querendo o quê?

— Que você me siga até  a cozinha pra gente poder conversar, ué…

E a cara de Naruto deixou muito claro o tipo de conversa que seria.

Sasuke se aproximou de seu ex, lembrando da voz de Neji falando que ele não ligava de volta no dia seguinte pra ninguém porque não via graça o suficiente na pessoa pra isso. Não ligava de volta porque nenhuma delas era Naruto, e isso devia ser motivo o bastante para ele deixar o orgulho de lado e conversar com Naruto, tentar consertar as coisas. Não queria admitir, mas Neji estava certo. E, caralho, cada dia doía mais estar longe de Naruto.

Se beijaram. Não houve cerimônias, hesitações. Beijaram, as mãos de Sasuke voando para a bunda de Naruto, redonda e macia, Naruto pondo a mão por baixo da regata de Sasuke.

Sabia que devia a visão belíssima de Sasuke de regata a Itachi. Seu ex não gostava daquele tipo de roupa e nem viria à festa se soubesse que era na piscina, nem Itachi conseguiria essa proeza.

Com certeza ele só descobriu quando chegou na casa de Ino e Itachi lhe emprestou suas roupas, que devia ter escondido de Sasuke para ele não notar no caminho para lá.

Era estranho como ele ainda sentia que o conhecia tão bem.

A boca dele em seu pescoço, chupando, mordendo, marcando a pele bronzeada, com o ciúmes Uchiha de sempre. Ele sabia que era inconsciente mas Sasuke sempre dava um jeito de marcá-lo durante esses amassos. Não que ele se importasse.

Gemeu. Os corpos se colando, o calor do corpo aumentando, a mente nublada pelo contato com o outro.

Era sempre assim. Sentia  que todo o resto estava desaparecendo e só ele e Sasuke existiam, o mundo e o tempo parando, apenas os toques e os beijos eram reais, eram tudo que ele precisava.

Tirou a camisa de Sasuke e sentiu o abdômen se colar ao seu, o contato das peles o arrepiando, jogou a camisa no chão e passou a arranhar o corpo do outro.

Eles eram uma mistura selvagem de saliva, línguas e toques sexuais se amassando no meio da cozinha da casa de Ino. Sem se preocupar se qualquer um entraria por aquela porta, eles não ligavam nem um pouco, absortos demais um no outro para ligar se algum idiota entraria no cômodo.

Não que fosse ser um problema, de qualquer forma, pois todos sabiam que Sasuke e Naruto viviam se pegando. Havia quem pensava que eles nunca terminaram, na verdade. Que era uma piada interna boba, ou coisa do tipo, pois sempre acabavam encontrando o casal junto em alguma festa.

Sasuke lambeu o mamilo de Naruto, sentindo ele puxar seu cabelo. Era bom. Foram 3 anos de relacionamento, sabiam cada ponto sensível um do outro.

Por isso, lambia e mordia de leve os mamilos de Naruto, usando as mãos para massagear seu pau e bolas. Sabia que ele adorava quando apertava os testículos, acariciando a fenda da cabecinha ao mesmo tempo, e o fez. Sendo agraciado com um gemido mais alto, e mordeu o amante, sentindo ele arranhar suas costas.

Assim como Naruto sabia que Sasuke adorava receber um boquete seu. Claro que haviam coisas mais leves para se vingar daqueles toques maliciosos, mas ele queria tanto mamar seu ex.

Inverteu as posições, jogando Sasuke contra o balcão  da cozinha, abaixou a bermuda folgada que ele usava e abocanhou o pau grande que tanto sentia falta.

Sasuke era um pouco torto para cima, o que ajudava a achar sua próstata  em certas posições, mas também o fazia ter que tomar um certo cuidado durante o boquete, para  não engasgar. Como previsto para um cara tão pálido, ele tinha um pênis rosado e apesar de grande, ele não era tão grosso, e nenhum Kid bengala, também.

Graças a isso e à sua experiência, que, modéstia e puritanismo à parte, não era pequena, conseguia engolir ele completamente, chupando com força, o sugando. Sentindo as pernas do outro tremerem e quase cederam, ele riu mentalmente, com a boca muito ocupada para reproduzir o ato fisicamente.

Recuou a cabeça, passando a língua na cabecinha devagar, dando um pouco de tempo para que o ex pudesse respirar.

Lambeu as bolas dele, colocando cada uma na boca e chupando de leve.

Logo, sentiu a mão dele puxar seus cabelos e sabia que era a hora. Sasuke tinha algumas manias durante o sexo, coisas que ele sempre fazia nos mesmos momentos, sem exceção. Uma delas era quando estava perto de gozar durante um boquete, ele sempre puxava o cabelo de Naruto, pegava seu próprio pau e acariciava os lábios do antigo namorado com a cabecinha. Aquele era o aviso para “vou foder sua boca”, e o loiro sempre arrepiava completamente, ansioso por isso. Notando, como sempre, nenhuma resistência por parte do ex, vendo ele abrir a boca ao máximo, olhando em seus olhos e apertando suas coxas, esperando, Sasuke não hesitou mais em se afundar na garganta dele.

Fundo, forte, rápido, do jeitinho que queria. Ele apenas puxava seu cabelo e empurrava sua cabeça contra a própria pélvis, ao mesmo tempo em que se movia contra sua boca. Não havia outra palavra para descrever aquilo além de foder.

Não era a coisa mais confortável do mundo, e ele ainda engasgava algumas vezes, mas Naruto ainda amava aquele momento. Saber que o descontrolava àquele ponto, o tão quieto e calmo Sasuke Uchiha, completamente perdido e selvagem fodendo sua boca com tudo que tinha, quase sem cuidado, apenas porque Naruto, e apenas Naruto, era capaz de derrubar suas barreiras nesse nível.

Sentiu o orgasmo de Sasuke chegando primeiro em sua coxa, tremendo abaixo de sua mão. Abaixou um pouco o short  apertado e passou a se masturbar, sentindo o mais alto ir ainda mais rápido contra sua boca e adorando a sensação.

Não que fosse novidade para Sasuke, mas Naruto era um pouco masoquista.

Completamente fundo e dentro da boca de Naruto, Sasuke gozou, tendo que se apoiar no outro para não cair, como se ele fosse algum demônio que sugara sua alma do corpo pela boca,se sentindo fraco, respiração ofegante, sem poder se retirar do envolvimento dos lábios dele em seu pênis, pois Naruto nunca deixava.

Ele o sugava, forte, mas devagar, sempre que gozava, até sentir Sasuke ficando mole de novo (claro que às vezes acontecia o contrário e o moreno ficava duro de novo, ficando completamente acabado por um bom tempo depois do segundo orgasmo seguido). Sasuke notou que ele se masturbava enquanto fazia isso, sentindo ele gemer com seu pau na boca.

Quase endureceu de novo quando ele soltou seu pênis para gemer enquanto gozava arranhando sua coxa com força, Sasuke sentindo o machucado novo arder e sangrar de leve.



LEIAM AS NOTAS FINAIS


Notas Finais


Espero que tenham gostado até a prox
Att (8/11/18): Não postarei mais fanfics no Social Spirit. Quem quiser saber melhor sobre isso me procure no facebook ou twitter, pf. Mas posso dizer que não me sinto mais acolhido no site onde comecei e que um dia defendi com unhas e dentes. Amigas e autoras queridas (como PCSP e Alice Alamo) foram banidas e o meu risco só aumenta a cada att das regras, então acho melhor me mudar do site, por n razões. Todas as minhas fics em discordância com as regras atuais serão editadas, mas de qlqr forma irei deixar a plataforma aos poucos.
Minhas fics e meu perfil podem ser encontrados no Nyah, Wattpad e Inkspired (sempre sob o nome de Luray, talvez Armstrong ou writer, mas com luray vcs me acham)
Inkspired: https://getinkspired.com/pt/u/luraywriter/
Mil perdões


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...