História Poder e Luxuria. - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, TenTen Mitsashi
Tags Sasusaku
Visualizações 1.616
Palavras 5.757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal mais um capitulo.

Espero que gostem.

Capítulo 32 - Jogos sensuais.


 

Sasuke

 

Tum tum tum.

 

O som ecoa por todo clube e posso dizer que logo o palco estará tomado por garotas em pequenas lingeries ou fantasias para a alegria de Neji e dos rapazes, eles passaram o dia falando sobre isso.

 

De como iriam aproveitar cada minuto nesta despedida de solteiro, Neji ate me mostrou uma cartilha de como deixar sua noiva com dor de cotovelo, só espero que isso não resulte em merda porque sempre que os rapazes decidem se divertir acabamos em algum tipo de confusão.

 

E quando digo confusão estamos falando de coisas grandes como Naruto fugindo nu pelas ruas de Manhattan ou Neji sendo preso por atentado ao pudor.

 

Sento-me em uma das cadeiras diante do bar e assisto aos meus amigos que parecem crianças a espera de um presente.

 

_Senhor? - o barman chama minha atenção empurrando um copo de uísque.

 

Mas hoje não vim para beber e estou dirigindo então empurro a oferta e peço uma agua com gás, por mim eu nem estaria aqui, mas Sakura insistiu tanto que eu resolvi dar uma rápida passadinha só para dizer que vim.

 

Olho para as luzes neon que cobrem o imenso palco com gaiolas e taças gigantes e balanço a cabeça imaginando o tipo de shows que costumam rolar neste clube.

 

_Este clube e novo não? - o barman assente empurrando uma tigela com aperitivos.

 

_Sim senhor. Dizem que e um dos melhores no quesito despedida de solteiro senhor. Tem salas privativas no andar de cima para os mais saidinhos onde acontecem as coisas mais pervertidas se e que o senhor me entende.  - meus olhos vão para o palco agora bastante iluminado onde um show de Can Can e iniciado para a alegria dos rapazes que pulam batendo garrafas de cerveja gritando como se isso fosse algum tipo de final de Copa.

 

A garota no centro joga as pernas tão alto quanto pode fazendo Neji engasgar com a bebida.

 

E possível ver a calcinha de couro a cada jogada de pernas que as garotas dão e isso e lamentável, me reclino sobre o balcão e aperto minhas têmporas puxando meu celular do bolso.

 

Dou uma pequena olhada e sorrio quando vejo o nome da minha esposa brilhar na tela.

 

Hey se divertindo muito meu esposo?

 

Rodo sobre a banqueta e viro-me para o lado oposto do palco, mas antes bato uma foto do show no palco e mando para ela com a seguinte legenda.

 

Ah han.. Não gosto de Cancan. Você poderia ensinar essas meninas a jogarem com os cabelos em vez de com as pernas minha esposa.

 

Nem cinco segundos se passam e ela me retorna com um emotiocon com os olhos em corações e isso me faz rir.

 

Tão doce.

 

Okeyy querido gostaria de mante ló entretido. Que tal isto então?

 

Olho para a tela e vejo que ela me enviou uma foto, solto um suspiro e abro a imagem e me depara com a foto das pernas de Sakura em saltões nude com um vestido branco acima das coxas e sinto cada musculo do meu corpo ficar tenso com a foto.

 

A essa mulher sabe como mexer comigo e como sabe.

 

Olho mais uma vez para a foto e sorrio digitando rapidamente.

 

Espiada na calcinha pode? Levante o vestido para que possa ver o que esta por baixo dela..

 

Ela me manda um emotiocon pensativo então me responde.

 

Humm não pode nãoo.. Eu sou uma moça de família. Senhora Uchiha para ser mais exato.

 

Digito o mais rápido que posso.

 

Porque não? Eu também sou um moço de família. Senhor Uchiha para ser mais exato.

 

Espero por um segundo e nada, passa se um minuto e nada.

 

Volto meus olhos para o palco e vejo uma ruiva segurando um microfone em mãos, ela estala os lábios com um batom vermelho sangue e parece estar se divertindo com toda a merda que rola no palco.

 

Garotas dançam dentro de taças com um liquido rosa que as cobrem ate o meio das coxas e do outro lado dentro de uma gaiola gigante duas garotas se beijam despindo uma a outra de forma sensual.

 

E claro que já vi isso em outros clubes, mas isso e ainda mais quente.

 

Um estalar de chicote e agora uma linda loira com botas ate os joelhos anda rebolando sobre o palco estalando o chicote diante dos olhos dos rapazes e pelo olhar na cara desses imbecis eles estão amando toda essa merda de show.

 

A ruiva toma o centro do palco e sorri chamando a atenção de todos.

 

_Senhores. Hoje estamos aqui para lhe oferecerem a melhor noite de suas vidas. A melhor despedida de solteiros de suas vidas. - engulo um caroço no fundo da garganta olhando para a ruiva que balança um molho de chaves em mãos enquanto aponta para trás da cortina.

 

As cortinas são abertas e um fila indiana de lindas garotas surge através dela.

 

Mulheres vestidas com mascaras de rendinhas sobem sobre o palco e estendem as mãos para cada um dos rapazes.

 

E posso sentir a bile subindo pela minha garganta.

 

Oh oh isso vai dar merda.

 

Sabe quando seus pais te alertam sobre o perigo de enfiar o dedo na tomada, mas você nem os escuta e assim que me sinto neste momento.

 

_Hoje vocês terão uma dança exclusiva com nossas meninas. Um show privativo onde elas comandam cada movimento de vocês meninos.  - todos eles são vendados e algemados com os braços para trás e isso me deixa ainda mais perplexo.

 

Que tipo de jogo e esse que não estou sabendo?

 

 Quando tento me levantar para sair correndo para impedir essa merda toda o barman me puxa pelo ombro me mandando sentar.

 

Merda.

 

O barman pigarreia chamando minha atenção para o lado então eu giro meu banquinho e sinto os dedos de uma linda mulher tocar-me suavemente as coxas.

 

_Opa pera ai. - rosno empurrando os dedos da garota que usa uma venda vermelha em seu rosto.

 

Oh merda.

 

_Shhh. - respiro aliviado quando vejo que por trás da mascara são os olhos que eu tanto amo, minha esposa.

 

_Venha querido. Você vai querer ver isso. - ela me puxa em direção a uma escada escura com uma iluminação precária.

 

Sakura me guia ate uma porta vermelha no fim do corredor com luzes vermelhas e quando ela abre a porta eu vejo uma imensa tela de monitoramento.

 

_Isso e.. - começo, mas ela sorri me colocando sentado sobre uma poltrona de couro vermelha.

 

_E voyeur não e querido. Agora curta o show. - olho para a primeira tela onde Neji esta algemado sentado em uma poltrona de couro vermelha igual a que estou sentado.

 

Ele esta vendado e sozinho no quarto, flores e velas adornam todo o quarto e posso escutar a musica pulsar através do alto falante.

 

Com um som desse e impossível que ele consiga escutar algo, a porta se abre e vejo uma mulher vestida em trajes sensuais adentrar toda sorrateira no quarto.

 

Ela não estava no palco, a mascara e diferente das demais, esta cobre o rosto todo o que me causa certa aflição, em seu corpo uma lingerie sexy e em seus pés saltões capazes de furar a cabeça de um homem.

 

Ela se senta sobre as coxas de Neji que se retraí com o toque, seus dedos percorrem pelos botões da camisa desabotoando uma a uma.

 

_Puta merda. Ten vai pedir o divorcio antes mesmo de se casar. Então pare. Imploro. - eu passo os dedos pelos meus cabelos e tento me levantar para ir salvar meu amigo, mas um click ecoa através do quarto e agora estou preso através dos pulsos na poltrona.

 

Sakura sorri sentando se sobre meus joelhos segurando meu queixo na mão.

 

_Assista querido. Curta o momento. Vamos assistir seus amiguinhos sofrerem um pouco. Isso e tão quente.  - ela mordisca meu lábio inferior empurrando uma mordaça em meus lábios.

 

Merda.. O que e isso?

 

Agora não posso falar e nem me mexer, meus olhos estão na tela diante de mim e agora estou com pena de Neji que esta tremendo a cada toque que a mascarada lhe dá.

 

_Relaxe meu amor. - Sakura sussurra em minha orelha chupando meu lóbulo lentamente.

 

Esse e o jogo dela e eu cai direitinho como um fodido patinho.

 

Meus olhos estão fixos na tela onde Neji choraminga implorando para a mulher parar de toca ló, mas ela não para.

 

Suas calças são puxadas e agora ele esta somente de cueca a mercê da mascarada de numero um.

 

_Pare, por favor.. Não me toque.. Eu amo minha Tenzinha. Isso era somente uma brincadeira entre amigos. Nada mais que isso. - ele choraminga e sei como ele esta se sentindo porque se fosse eu em seu lugar eu choraria também.

 

Sakura sorri deslizando seus lábios pela minha garganta girando a poltrona para ficar de frente a outro tela.

 

 Agora a tela não esta mais em Neji, mas em outro quarto.

 

Nele Naruto esta vendado e algemado assim como nos. Uma garota usando uma mascara de couro vermelha montada em seus quadris empurra cerejas e morangos em sua boca.

 

_Não.. Eu preciso ir. Minha Hina não merece isso. Eu sei que estou puto, mas eu amo minha dominatrix sensual.  - ele chora, mas a mulher sorri empurrando mais um morango em sua boca fazendo com que o meu amigo se cale.

 

Ela vai matar meu amigo engasgado com tantos morangos.

 

Ele balança bruscamente na poltrona tentando se livrar do domínio da mascarada, mas seu corpo esta bem preso à poltrona, a mascarada pega um chicote em mãos e o desliza por todo seu peitoral parando sobre a virilha.

 

Antes que eu consiga ver mais a poltrona não esta mais diante da tela.

 

Sakura roda novamente a poltrona e agora estou diante de outra tela e nessa temos Sai não nas mesmas condições que nos, ele esta amarrado e vendado sobre uma imensa cama de dossel.

 

Pulsos e tornozelos presos a uma corda de couro. Suas roupas já foram arrancadas e ele esta somente em sua cueca boxer com os olhos vendados e uma coleira com uma pequena argola adorna seu pescoço branco.

 

_Porra. Porra. Eu vou matar quem que seja que esta por trás disso. Eu não vou tocar outra mulher que não seja Ino.  -ele ruge quando a musica de Rihanna toma os alto falantes.

 

Outra mascarada entra no recinto usando um espartilho de couro apertado de onde seus seios saltam e ela sorri puxando uma guia em suas mãos, ela o prende na coleira no pescoço de Sai montando sobre seus quadris.

 

_Merda. Não sou seu cão não. - ele grita puxando os pulsos com força, mas ele esta muito bem amarrado à cama.

 

_Não ouse. Não e isso que vim buscar aqui. Era somente diversão. - ele grita ainda mais furioso e posso ver gotas de suor pingarem pelo seu maxilar a cada rebolar que a mascarada dá sobre seus quadris.

 

Meus olhos picam e quero poder ajudar meus amigos, mas nas minhas condições e impossível.

 

Eu sei que não era isso que os rapazes queriam nesta despedida, eles queriam somente olhar sem a parte do tocar, mas agora eles estão à mercê dessas mascaradas.

 

_Shh querido. - Sakura beija a ponta do meu nariz me rodando novamente.

 

Agora estou diante de uma tela onde Shika esta com os pulsos estendidos para cima, seus pulsos estão presos a algemas ligados a uma corda que esta presa a uma tora de madeira grossa que sustenta o teto, seus olhos vendados e suas calças abaixadas ate os joelhos.

 

Sua camisa aberta dando a visão do seu peitoral e abdômen esculpido.

 

_O que e isso? - ele grita balançando os pulsos com força.

 

_Me soltem porra. - ele grita ainda mais alto tentando se equilibrar nas pontas do pés.

 

Se não fosse trágico eu diria que estou assistindo a uma versão sensual de Jogos Mortais.

 

A porta se abre e agora outra mascarada entra no quarto segurando uma tigela com gelos.

 

_Quem esta ai? - ele grita então a mascarada sorri puxando o cos da cueca de Shika empurrando o gelo dentro dela e ele estremece gritando.

 

_Porra sua louca. Quer me matar?- as mãos da mascarada estão dentro da cueca tocando o provavelmente pelo que posso notar.

 

As veias de Shika saltam em seu pescoço enquanto ele range os dentes com força.

 

_Não me toque. A única que pode me tocar e minha esposa Temari. - ele grita tentando se afastar do toque da mulher, mas ela e insistente o que torna tudo ainda mais doloroso.

 

Ele mantem o peso do seu corpo na ponta dos pés enquanto tenta fugir do toque dela.

 

_Incrível não? E divertido assistir não?- engulo em seco tentando entender a merda que Sakura esta me mostrando aqui.

 

Eu quero que ela me solte e me deixe ir resgatar meus amigos, mas em vez disso ela me roda novamente e agora estou diante de outro telão.

 

 Nela Suigetsu grita como um louco enfurecido.

 

_Me solta porra. - ele esta de joelhos com seus pulsos puxados para cima e seus tornozelos para trás.

 

Tudo ligado a algemas e uma corda que o mantem nessa posição submissa.

 

_Eu não estou brincando. Não tem graça porra. - ele brada tentando se livrar das algemas.

 

Por mais que ele seja forte as algemas são feitas de um tipo de liga metálica que impede as de ser rompidas.

 

Outra mascarada surge no recinto, essa usa uma lingerie vermelha com paetês e cristais que adornam o bojo do sutiã, ela se aproxima e o puxa pelo queixo.

 

_Não tem graça. - ele grita e ela empurra uma banana em sua boca.

 

A mascarada da uma volta ao redor dele abraçando o pelas costas deslizando as mãos por seu peitoral descoberto enfiando a mão em sua cueca.

 

E pela primeira vez eu vejo o famoso piercing peniano o que me deixa boquiaberto.

 

 Eu quero correr para tentar parar tudo isso antes que seja tarde demais.

 

_Tao sensual não? - pisco quando vejo as telas subirem deixando o quarto um tanto vazio.

 

Ela se senta sobre meus joelhos acariciando meu queixo suavemente, suas mãos percorrem os botões da minha camisa me despindo lentamente.

 

_Hoje e minha vez de jogar querido. Como se sente depois de assistir seus amigos jogando? - ela sussurra em minha orelha apertando minha virilha entre os dedos.

 

Fecho os olhos e tento conter o medo que se aloja em minha espinha, mas meu pau e traíra e ele só quer estar dentro de Sakura.

 

Ate em uma hora como essa ele esta pronto para a batalha.

 

Eu estou indo ter prazer enquanto meus amigos sofrem nas mãos de mulheres desconhecidas, eles estão correndo o risco de perder tudo por conta dessa fodida despedida enquanto eu tenho minha esposa linda percorrendo seus dedos pelo meu comprimento.

 

_Humm alguém aqui quer atenção amor. - ela sussurra beijando a ponta do meu nariz.

 

Sim meu pau quer atenção neste momento, mas preciso que ela me solte para que eu possa ajudar meus amigos, mas ela não esta dando a mínima para os rapazes, talvez essa seja a forma que ela encontrou de igualar as coisas entre os nossos amigos e suas amigas.

 

Mas merda isso esta bem aquém do que elas fizeram.

 

_Humm. Lembra que você queria espiar minha calcinha. - ah se me lembro, balanço a cabeça quando a vejo se levantar diante de mim.

 

O lindo vestido branco de renda e puxado acima da cintura e não vejo nada por baixo dele, ela estava nua esse tempo todo.

 

_Você gosta querido? - eu amo.. Mas preciso resolver um problema antes de satisfazer meu pau.

 

Sakura sorri puxando minhas calças libertando meu pau que estava preso à cueca ate um segundo atrás, seus quadris deslizam sobre os meus e eu aperto os olhos com força quando sinto meu pau deslizar para dentro do seu calor latente.

 

_Ahn amor.. - ela geme baixinho quicando seus quadris sobre os meus.

 

_Que pau gostoso maridinho. - ela sussurra lambendo a bola em minha mordaça.

 

E caramba só com isso sinto meu pau ficar ainda mais duro dentro dela, meu corpo estremece a cada quicar que ela da usando de apoio os braços da poltrona.

 

Ela joga seu corpo para trás e pega impulso subindo e descendo sobre meu pau e ele agradece pela dinâmica da foda.

 

_Ahn que delicia. - ela sussurra jogando seus quadris para cima para baixo sobre meu pau e eu tento a todo custo me livrar das algemas que me mantem cativo.

 

Ela sabe que não precisa de algemas para me manter preso a ela.

 

Eu sou dela desde o instante que coloquei os olhos em minha esposa, seus olhos piscam a cada bater de nossos quadris e sua respiração fraca contra minha orelha faz meu mundo explodir em excitação.

 

Sexo por si só e bom, mas fazer amor com a mulher da sua vida e tipo inexplicável.

 

_Humm Sasuke. - o ar em torno de mim desaparece e a única coisa que consigo sentir e seu cheiro inebriante.

 

O barulho dos nossos corpos se chocando e o calor irradiado por eles.

 

_Oh deus. - ela grita quando tomo o máximo de impulso que consigo arremetendo fundo e duro.

 

_Caramba querido assim você me quebra. - ela puxa a mordaça da minha boca e empurra seus seios em minha boca.

 

_Chupe os Sasuke. E uma ordem. - ela ruge então eu obedeço levando cada um dos mamilos em minha boca.

 

Ela e linda quando esta em êxtase, seu corpo todo vibra e sua respiração engata em um ritmo acelerado.

 

Posso sentir o pulsar do seu coração a cada chupada que dou em seu mamilo esquerdo e ela ofega puxando meus cabelos pedindo por mais.

 

_Mais forte Sasuke. - desço meus lábios ate seu mamilo direito e o sugo com força sentindo sua buceta se apertar ao redor do meu pau.

 

Ela esta pronta para derreter por todo meu pau e isso me faz sorrir como bobo.

 

Minha esposa e tão linda quando esta no seu limite.

 

Ela balança seus quadris contra os meus quando esmago sua boca com a minha, minha língua varrendo cada centímetro de sua deliciosa boca.

 

_Ahn sim. - ela geme baixinho montando-me ainda mais feroz.

 

Ela afunda seus dedos no meu couro cabeludo beijando-me de volta com um beijo ainda mais duro e quente.

 

_Eu mando e você obedece hoje. - sua respiração acelera e seus quadris batem contra os meus em um ritmo ainda mais louco.

 

Perfeito.

 

_Oh simm. - ela grita segurando meus ombros descendo e subindo sobre meu pau e eu sorrio assistindo seu corpo levar tudo de mim.

 

_Porra meu amor. Me leve. - ela me olha no fundo dos olhos e sei que ela esta pronta para me levar com ela.

 

_Venha Sasuke. Goze tudo que puder dentro de mim. - aperto os lábios com força e grito quando sinto minhas bolas explodirem contra seu períneo.

 

Meu pau batendo no ponto mais fundo da sua buceta despejando tudo que ha dentro dele.

 

_Oh sim.. - ela afunda o rosto na curvatura do meu pescoço e ficamos assim por longos minutos.

 

Em silencio esperando nossos corpos se acalmarem.

 

_Oh merda. - grito quando eu finalmente me lembro dos meus amigos.

 

_Me solte querida preciso ajudar os rapazes. - ela sorri de forma doce ligando a tela gigante diante de mim.

 

E tarde demais.

 

No monitor do canto direito Neji esta com o pau dentro da mascarada de numero um e no monitor esquerdo Naruto esta metendo como um louco na mascarada de numero dois.

 

Olho para o monitor central e vejo Shika recebendo um fodido boquete da mascarada de numero quatro e no monitor de baixo Sai esta fazendo um meia nove mesmo amarrado com a mascarada de numero três.

 

Mas que porra..

 

Suigetsu esta de joelhos chupando a mulher mascarada de numero cinco.

 

Não vai haver casamento tudo porque eu estava curtindo meu momento a dois com minha linda esposa.

 

_Droga. - sussurro quando sinto os meus pulsos serem soltos e Sakura pular em meus joelhos.

 

Tarde demais.

 

_Amor olhe direito. - ela sussurra beijando meus lábios apontando o dedo para os monitores.

 

Então me levanto com ela em meus quadris e vou para frente do monitor e sorrio.

 

Filhas da puta, ops me desculpem as mamães, mas e isso que essas loucas são. Essas meninas são loucas de pedra. Elas armaram toda essa loucura para deixarem os rapazes pianinhos na mão delas e olha que a coisa toda deu certo.

 

_Puta merda querida. Isso e muito louco. - ela sorri cutucando meu peito.

 

_Eu disse que sexta seria a noite da redenção. - eu sorrio e faço meu caminho para fora do quarto onde eu tive um gostinho de ter Sakura me dominando.

 

E cacete eu amei isso. Minha esposa e tipo tudo que eu sempre sonhei. Bem na verdade ela e muito mais do que sonhei.

 

Assim que atravessamos todo o corredor Sakura para diante do bar.

 

 Ela sorri fazendo um vem com o dedo indicador para um cara muito do estranho, ela sorri docemente e beija a bochecha do cara que veste um fodido collant verde.

 

_Obrigada Lee. Tudo na mais perfeita ordem graças a você e seu clube. Você foi incrível. - ele cora e isso me deixa passado.

 

O cara esta corando e isso?

 

_Hum Sakura.. - ele sussurra batendo os dedinhos olhando para o chão.

 

Oh merda isso e o que Yusuke faz quando esta envergonhado, o cara olha para ela e depois da um olhar ríspido em minha direção.

 

_Esse cara ai te faz feliz?  - ah esta de brincadeira certo?

 

Se eu a faço feliz?

 

Eu sou a felicidade dela desde o instante que ela me viu seu imbecil.

 

Respirando pesadamente eu tento me segurar porque não quero que os rapazes deixem o momento intimo e quente que estão tendo neste exato momento.

 

_Simmm. Muitoo. - ela me olha e vejo amor transbordando de seus olhos e isso e um chute no saco desse imbecil que em vez de chorar sorri docemente para a minha esposa.

 

_Que bom linda.. Mas se ele te fizer chorar sabe que estarei aqui. - reviro os olhos e me seguro para não socar esse imbecil.

 

Ela me puxa para fora acenando tchau me levando ate onde meu carro esta estacionado, ela estende a mão pedindo pelas chaves e eu sorrio me negando a entregar a chave.

 

_Me de Sasuke. Hoje eu estou no comando. - ela me prensa contra o carro me revistando.

 

Sorrio quando ela percorre seus dedos pelo meu traseiro enfiando as mãos dentro dos bolsos da minha calça.

 

_Humm achei. - ela pula com a chave na mão, mas antes que ela consiga abrir a porta eu a prenso e pego minha chave de volta.

 

_Imbecil. - ela grita estalando um tapa em minha bochecha e o ardor só me faz rir um pouco mais.

 

Essa minha esposa e fodidamente quente.

 

_Vamos Sasuke me de aqui. - ela rosna empurrando o dedo em meu peito.

 

_Se eu deixar você me levar para casa você promete que vai me deixar te amarrar? - ela morde o lábio inferior e faz um olhar todo pensativo, sei que ela esta doida para ser algemada e amarrada.

 

Minha esposa ama essa coisa pervinha que a gente faz no escurinho do nosso quarto.

 

_Ok.. - ela sussurra baixinho tomando a chave da minha mão e eu sorrio todo bobo sabendo que a noite vai ser longa.

 

E claro que a noite foi magica com Sakura me deixando leva lá varias vezes seguidas, eu só dormi porque meus olhos traiçoeiros se fecharam porque se não a noite não acabaria.

 

_Papai. - aperto o rosto contra o travesseiro quando sinto o meu garoto pular e pular sobre a cama.

 

Ele acha que nossa cama e um trampolim.

 

_Acorda papai. Acorda mamãe. - ele grita pulando e pulando quando o silencio volta para o quarto eu me viro e o encontro enrolado nos braços de Sakura que sussurra algo em seu ouvido arrancando um pequeno sorriso seguido de um shiu.

 

_Mamãe já tomei banho. - Sakura o olha de canto então ele sorri mordendo o lábio inferior.

 

_Isso e uma mentira não e filhote? - ele acena sim dando uma gargalhada correndo em direção à cômoda pegando o controle da TV.

 

Agora temos Bob esponja e Patrick na Tv para minha tristeza.

 

_Sim e mentirinha mamãe. E que hoje esta meio frio e eu não queria tomar banho. - ela da um olhar de soslaio pulando para fora da cama e Yusuke sorri correndo para trás da poltrona.

 

Agora ambos estão correndo ao redor do quarto gritando e gargalhando.

 

Eu amo acordar com essa zona em nossa casa, antes de Sakura os sábados eram monótonos e entediantes, mas agora e pura diversão.

 

_Não mamãe. - ele grita correndo quase sem folego.

 

Ele salta sobre a cama pedindo para que eu o esconda então o cubro com o cobertor e Sakura sorri fingindo procura lo.

 

_Onde será que ele foi? Deus eu não sabia que meu menino tinha poderes mágicos. - Yusuke da uma risadinha contra meu peito fazendo shiu.

 

_Ue.. Estranho. A porta esta fechada e a janela também. Como pode ter sumido? Será que ele voa ou pode ficar invisível? - ele solta outra risadinha já não se aguentando mais.

 

Ele puxa o cobertor e grita.

 

_Aqui mamãe. - ela sorri pegando o nos braços rodando e rodando com ele enquanto ele cai na gargalhada.

 

E impossível não amar minha esposa, Sakura e perfeita em tudo.

 

Ela me da um sorriso doce empurrando Yusuke para o banheiro e ele sorri contando sobre o filme que ele e o vovó Kizashi assistiram ontem antes de ir para cama.

 

_Mamãe já estou pelado. - ele grita e eu gargalho enfiando o rosto no travesseiro vendo a minha linda esposa caminhar em direção ao banheiro.

 

E claro apos alguns minutos a festa já rola no banheiro com Yusuke gargalhando e cantando com Sakura, paro no batente da porta e fico ali observando os meus amores em seu banho.

 

Ela assopra espumas e Yusuke imita assoprando espumas, mas ele mais cospe do que assopra então a espuma nem sai de sua mão o que e hilário.

 

_Sasuke pegue a toalha. - puxo a toalha e enrolo nosso garotinho que sorri com os cabelos todo lambido para trás.

 

_Venha filhote papai vai lhe vestir para que mamãe possa se trocar. Hoje tem ensaio na igreja certo? - ele assente balançando sua cabecinha fazendo nove com os dedos.

 

_Yuri disse que vai ser as nove. A vovó esta fazendo pão de queijo e bolo. - eu o visto com uma calça jeans e um tênis converse branco e uma camisa polo ajeitando seu cabelinho para trás e ele sorri se fitando no espelho todo orgulhoso.

 

_Papai eu fico igual você quando estou usando essa roupa. - sorrio porque ele realmente se parece muito comigo.

 

E claro que ele e idêntico a Itachi pelas fotos no álbum que vejo de quando éramos pequenos e sei ainda que ele tem o jeito doce do meu irmão que e bem diferente de mim.

 

Ele pula da cama quando Sakura bate na porta, seus braços se enlaçam ao redor das pernas dela e ela o levanta facilmente em seus quadris.

 

Ela esta linda em seu jeans onde seu bumbum redondinho esta bem visível.

 

_Querido tome banho. Pelo cheiro mamãe já deixou tudo pronto lá embaixo. Precisamos nos apressar. - ela estala um beijo em meus lábios antes de me mandar para o banho e Yusuke ri quando percebe o tapa no bumbum que ela me dá.

 

_Corra papai. Estamos com pressa. - balanço a cabeça e vejo um sorriso sapeca tomar seus lábios enquanto ela faz o caminho através do corredor.

 

Eu amo minha esposa.

 

Apos um café da manhã reforçado estou sentado em um dos bancos da igreja enquanto Sakura discute com o pessoal da decoração, Yusuke e Yuri estão ajoelhados no chão ao meu lado jogando um joguinho no ipad.

 

_Você não entende. O arco esta horrível. - ela repreende a moça que tenta mostrar um tipo de esboço mal feito em um papel.

 

_Minha amiga não vai ter aquela porcaria de arco adornando a sua passagem pela escada ate a porta da igreja. - Sakura rosna puxando Suigetsu pela orelha.

 

Em segundos ele esta com a mão no ipad fazendo buscas sabe se lá do que. O cara e multitarefa e agora sei por que Sakura o mantem por perto, ele faz o trabalho que ela não tem tempo para fazer.

 

Ino e Karin saíram ha pouco dizendo que elas precisavam resolver problemas no local onde acontecera a recepção e a grande festa.

 

Parece-me que o pessoal colocou as mesas de forma desordenada o que deixou tudo um caos, olho para o lado onde Temari grita ao celular com o pessoal do Buffet.

 

Parece que eles calcularam errado a quantidade de pessoas a serem servidas e agora eles não tem comida suficiente para amanha, ela faz um sinal para Shika que corre para o seu lado como um Poodle adestrado, mas pelo sorriso no rosto de cada um dos rapazes eu sei que a noite foi mágica para cada um deles.

 

_Saky estou indo resolver essa zona. - ela grita puxando Shika com ela.

 

_Ok amiga. Não se esqueça de ver se a quantidade dos bens casados esta certa. - Temari pisca batendo a mão contra a testa e faz uma prece para que pelo menos isto esteja certo.

 

O casamento será amanha e tudo esta um caos, era para a noiva estar aqui há meia hora para o ensaio, mas Ten descobriu que o vestido que ela escolheu sofreu um pequeno contratempo, então em vez de estar no ensaio ela esta no atelier rezando para que de tudo certo com seu sonhado vestido.

 

Ela esta dizendo que isso tudo e o mal agouro de sua sogra.

 

Karui e Hina estão com Ten tentando acalma lá enquanto Konan e mamãe estão correndo com a decoração do salão que também esta atrasada.

 

_Papai. - Yusuke puxa minha camisa olhando para o corredor que ele e Yuri terão que percorrer com um olhar assustado.

 

_E muito longo. E se eu cair?- ele sussurra baixinho apertando os dedinhos.

 

Ele esta preocupado o pobrezinho.

 

_Você não vai. – beijo o topo da sua cabeça apertando o em meus braços.

 

Apos longos minutos minha sogra adentra a igreja conversando com o padre e a assistente que cuida de toda essa parte de casamento nesta igreja e pelo sorriso esta tudo mais que perfeito.

 

_Venha meus amores. - ela chama Yusuke e Yuri para a porta onde Hayate esta de joelhos segurando uma almofada e uma cestinha.

 

E claro que não ha alianças e nem pétalas porque e somente um ensaio e não queremos Yusuke perdendo as alianças e Yuri sujando a igreja antes do grande dia, Hayate explica algumas coisas para os pequenos que balançam a cabeça em concordância.

 

Yugao esta próxima ao altar esperando por eles enquanto minha sogra sorri filmando tudo em seu celular.

 

Sakura se senta ao meu lado no banco e assistimos ao nosso garotinho que caminha passo a passo seguindo o tempo de Yuri pelo corredor.

 

Seus olhos estão em Yugao assim como os de Yuri, eles estão perfeitos e não ha medo nem receio em seus pequenos olhos negros.

 

_Oh deus ele esta perfeito amor. - sim ele esta.

 

Quando ambos atingem o altar eu vejo meu garoto acenar todo orgulhoso em nossa direção.

 

_Papai mamãe eu não cai e nem tropecei. - ele da dois pulinhos e eu sorrio com a fofura do nosso menino.

 

Ele corre em nossa direção e Sakura se lança para pega ló em seus braços cobrindo suas bochechas gordinhas de beijinhos.

 

_Hum coisa fofa da mamãe. Meu homenzinho. Estou orgulhosa. - ele sorri com as bochechas vermelhas.

 

_ Obrigado mamãe. - ele se aninha em seu ombro e eu sei que ele esta exausto.

 

Passamos a manhã toda na igreja assistindo o pessoal da decoração ajeitar as flores e as fitas ao redor dos bancos, Sakura ficou responsável pela decoração da igreja junto a minha sogra.

 

Sendo minha sogra uma perfeccionista quando o assunto e festividades ela ficou de olho em cada arranjo e laço colocado reclamando e exigindo a perfeição em cada detalhe.

 

_Papai estamos cansados. - Yusuke resmunga rolando no banco ao lado de Yuri que também rola entediada pelo banco.

 

Yugao e Hayate foram ajudar Naruto e Neji a arrumar uma banda já que o grupo contratado deu para trás na ultima hora enquanto Sai esta correndo atrás de um novo Dj já que o contratado pegou uma virose e esta internado.

 

Olho para Sakura que dita ordens para Sui que conversa com cada pessoa sobre o arco do lado de fora, ele explica como o arco deve ser decorado e pelo olhar dos novos floristas eles captam a mensagem de Sui rapidamente o que e um alivio.

 

Apos quatro horas estamos finalmente em nossa casa e eu respiro aliviado porque hoje o dia foi tenso demais, Yusuke corre para o quintal onde meu sogro termina o forte apache com a ajuda de papai.

 

Seus olhos brilham a cada martelar e cada prego que torna o forte cada dia mais real.

 

Sento-me no sofá na varanda e assistido Yusuke brincar com Lux enquanto meu sogro corta tabuas ao lado de papai.

 

_Amor faz massagem. - Sakura joga os pés em minhas coxas se recostando no outro canto do sofá.

 

E eu aperto os seus pés curtindo esse sábado louco e cansativo, mas não troco esses dias ao lado da minha esposa por nada.

 

Essa e vida que eu sempre sonhei.

 

_Quem quer bolinhos? - aperto os olhos quando escuto a voz da minha sogra e quando vejo meu pai e meu sogro correrem para pegar os tais bolinhos eu me lembro do quanto esses bolinhos são perigosos.

 

Ah bolinhos.. Bolinhos.. Claro os famosos bolinhos levanta defunto.

 

Só espero que amanhã tudo esteja na mais perfeita ordem. Porque eu preciso descansar e relaxar e curtir minha família.

 

Sim minha família.

 

Depois do casamento eu ainda tenho que me dobrar em mil para poder deixar minha agenda livre para que possamos levar nosso menino para sua viagem dos sonhos em seu aniversario de seis aninhos.

 

Eh como o tempo voa.. Seis aninhos.. Seis.


Notas Finais


Espero que tenham gostado pessoal.

Eu vou deixar ela um pouco de lado para ver se consigo postar capitulos das minhas outras fics pessoal.

Então não sei quando sai o proximo capitulo.

Beijos e comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...