1. Spirit Fanfics >
  2. Poder e Sedução >
  3. E os dias se passam...

História Poder e Sedução - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Acho q esse capítulo ficou bem bosta, mas enfim, eu vou melhorar as coisas. Se algo estiver errado me corrijam.
Eu amo vocês (ू•ᴗ•ू❁)

Capítulo 2 - E os dias se passam...


Fanfic / Fanfiction Poder e Sedução - Capítulo 2 - E os dias se passam...


               POV JOANE

Hoje é terça, para ser exato, são 22:00h. Toda terça a Allissa foge para ver o namorado dela e eu como uma boa amiga, encubro ela. Eu não sei quase nada sobre esse tal Oliver, só que ele é bem mais velho, talvez tenha 23 ou 24 anos e que ele já foi daqui do abrigo, mas nessa época eu ainda não tinha entrado aqui. Eu Moro aqui no abrigo saint Louis desde meus 12 anos e a Allissa desde que nasceu. Eu vim parar aqui Devido meus pais se separem e eu ir morar com meu pai, ele não conseguia parar em nenhum emprego, logo perdeu minha guarda quando eu tinha 7 anos por não poder me criar. Minha mãe sumiu, dizem que ela mora na Carolina do Norte e meu pai, bom, dizem que ele se suicidou mas ninguém tem certeza. Eu sempre tentei fugir dos abrigos mas sempre acabavam me pegando e colocando em outro, depois de vir para cá, conhecer a Allissa e ver que eu tenho uma amiga de verdade além da Cecille e a Khloe, eu resolvi não mais fugir.

–Boa noite Joane, durma bem! –Mary, a nossa "cuidadora" digamos assim, me da um boa noite. Toda noite ela faz isso, todo mundo aqui chama ela de mãe, ela cuida de nós como se fosse realmente mãe de todo mundo aqui.

–Boa noite Mary, até amanhã. – Espero que ela não pergunte sobre a Allissa.

–Cadê a Allissa? Fugiu de novo? – "Puta merda!" eu pensei depois de ela fazer a pergunta.

– é...Bom, talvez... – Dei um risinho sem graça.

–Amanhã manda ela passar na minha sala antes de ir para o Colégio ta? – Ela fala muito emputecida.

–Tudo bem Mary, eu falo com ela.

             POV ALLISSA

Espero que hoje aquela garota insuportável tenha me acobertado e a idiota da Mary não venha encher meu saco, sinceramente não aguento mais aquele povinho idiota. Por isso, toda terça eu fujo para ver o Oliver, meu namorado, Ele vive me convidando para ir morar com ele mas infelizmente eu ainda não posso, se eu for, o povo do abrigo vai me achar e me colocar em outro abrigo longe dele. Eu amo muito ele para ficar longe. Por isso nós sempre marcamos de se encontrar na pista de skate, perto do parque, depois vamos para a floresta que fica perto e vamos para uma cabana abandonada ficar juntos até meia noite, e depois ele me leva para a rua de trás do abrigo, onde eu pulo o muro e entro.

Oi amor, cheguei! Ele fala todo alegre, hoje ele ta bem desarrumado, veio com uma bermuda preta destroyed, uma blusa da banda Behemoth e um chinelo.

–Porra, por quê você demorou tanto Oliver? Já estava indo embora. Estava tão estressada que quase explodi de raiva, odeio que me deixem esperando.

–Me desculpe princesinha, eu tive que dar um perdido no meu chefe para poder vir te ver, ele queria me segurar até tarde. –Ele fala com cara de decepção.

–tá, tanto faz, só vamos logo pq a imbecil da Joane não conseguiu me encobrir, ela acabou de me mandar mensagem e disse que amanhã cedo a tal da Mary quer que eu vá conversar com ela na sala dela, como eu odeio elas duas, puta que pariu.

–Fique calma meu anjo, tenho certeza que isso vai acabar logo logo. –Ele tentou me confortar mas meio que foi em vão, infelizmente eu vou ter que ficar naquele lugar até fazer 18 anos e arrumar um emprego, mas ainda bem que daqui a alguns meses eu vou atingir a maioridade,e também não quero viver nas costas dele, eu tenho que conquistar as coisas com o meu próprio esforço, não quero ajuda.

               POV ANDY

–Cheguei caralhooo!! To cansadão, mas pera aí, que cheiro é esse?– Ouço de longe a voz do Noah, ele definitivamente não sabe chegar discretamente em casa.

–Sou eu, to fazendo arroz e bifes para o jantar e pelo amor de Deus, chega discretamente da próxima vez, ninguém na vizinhança quer saber que tu chegou.

– hahaha, é muito bom te deixar puto, e cadê o Oliver?

–Foi para a boate, disse que de lá ia ver uma mina e que ia chegar tarde em casa.– Eu e Oliver nos odiamos, nunca confiei nele e sempre avisei o Noah q ele não presta mas fazer oque se ele não me escuta.

–Já falei pra ele vigiar com essa mina dele aí, porra ela é menor de idade, se der alguma coisa errado, ele ta fudido.

–Eu quero mais é que ele se foda, eu não ligo, nem amigo dele eu sou, então para mim tanto faz.

–vocês precisam parar com essa briguinha idiota, parecem duas crianças. –Noah fala incomodado com a situação.

–Mudando de assunto, hoje o CJ me ligou e fez uma encomenda de cocaína e maconha, e é para ser entregue até o fim de semana.

CJ é o nosso chefe, ele é o dono do Sky Bar, é uma boate enorme, uma das mais conhecidas aqui em Richmond, isso se não for a mais conhecida.

–Beleza, amanhã eu falo com ele. Vou para o quarto tomar um banho e relaxar um pouco, depois eu venho jantar.

                POV NOAH

Assim que entro no meu quarto e finalmente tiro aquele sapato social, aquela calça jeans preta e a blusa social branca, posso descansar um pouco. Quando entro no chuveiro, começo a me lembrar daquela aluna com chockers chamativas da James River, acho que seu nome era Cecille. Ela me parece divertida, de todos os alunos,ela prestou mais atenção na minha aula, fico feliz, porque a maioria dos alunos me temem. Assim que saio do banho, vejo que alguém está me ligando, e é o CJ.

–E aí CJ, fala tu.

–Oi, e aí, vai fazer a encomenda para mim?– Ele fala super interessado na resposta que vou lhe dar.

–Vou sim, mas aí essa semana eu não vou poder trabalhar pra você, porque a tua encomenda é grande.

–Tá, beleza, mas eu quero a encomenda pronta no sábado, porque vai ter uma festa na boate, é uma festa particular sabe, só eu, o Tom, o Phil e outros caras. Se quiser, tu pode vir também.– Ele fala com um tom empolgado, como se tivesse interesse em algo.

Eu, Andy e Oliver trabalhamos para o CJ. Eu sou barman, braço direito dele e fornecedor de drogas, o Oliver é segurança da boate e particular dele e o Andy é o vigia das câmeras.

–Não sei se vou poder, tenho que organizar minhas aulas e ver o movimento do site, mas eu vou tentar.

Depois que a ligação acaba, eu coloco uma bermuda folgada e uma camiseta qualquer, eu estava tão cansado que nem jantei e muito menos penteei meu cabelo, só lembro que deitei e que era umas 23:00h. Fiquei com o pensamento naquela mesma menina, e em seu rosto ingênuo e Alegre, mas vejo em seus olhos que há um turbilhão de coisas acontecendo com ela...

– Que parque bonito, mas acredito que estou em um sonho, as coisas estão diferentes...–Logo sinto uma mão entrelaçada a minha, uma mão macia.

Sou eu, você me conhece. – Escuto uma voz familiar, quando me viro é justamente ela, Cecille. –Estou feliz de te ver aqui comigo.– Quando ela fala isso, sinto como se estivéssemos mais próximos é finalmente quando ela está quase me abraçando eu escuto alguém chamando meu nome...

–Noah, acorda cara!– Era o Andy com a sua voz rouca.

– Ahn? Cecille?– Falo ainda rouco e meio tonto.

–Que? Quem é Cecille? Tu vai jantar? – Ele retorce a cara.

–Nada, não é ninguém, eu deveria estar sonhando e não vou jantar, estou sem fome, obrigado.

             POV CECILLE

–Ai Mama, lá no colégio tem um professor muito gato de química, o nome dele é Noah e ele tem 24 anos e amanhã é a aula dele. – Conto para minha vó super animada enquanto assistimos novela e tomamos Chá antes de dormir.

–Minha filha, você já me contou isso 5 vezes só de ontem para hoje.– Ela fala como se não estivesse mais surpresa é realmente não está.

–Sério Mama? Desculpe, pensei que ainda não tinha falado. –Respondi triste por ela cortar minha felicidade, mas realmente concordo que deveria estar ficando muito chato.

–Sim você já me falou, mas olhe só, não se iluda com ele. Além de ser mais velho, é seu professor e está ali para lhe ensinar as matérias, ele não vai querer nada com você! – Assim que ela termina de dar seu sermão, eu reviro meus olhos porque aquilo é muito chato.

–Ai Mama, meu Deus, eu só acho ele bonito. Isso não quer dizer que eu vá ficar com ele.

–Acho que está na hora de dormir Cecille, vá logo para não se atrasar amanhã para a aula. –Ela muda de assunto rapidamente e fica brava, é perceptível pelo seu Tom de voz.

–Boa noite Mama!

–Boa noite, durma bem!

Assim que me deito, começo a pensar nele novamente. Eu não sei porque todo mundo me diz que eu não vou ficar com ele e que ele nunca iria querer nada com uma aluna qualquer dele. E se por acaso ele quisesse? Eu também vou querer, e ninguém vai poder impedir.


Notas Finais


Desculpem se alguma coisa estiver errado ou se o capítulo estiver chato, eu vou tentar melhorar ;-;
Eu amo vocês (ू•ᴗ•ू❁)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...