História Poder Hereditário, Dádiva ou Maldição?! - borusara - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Sarada Uchiha
Tags Borusara, Borusumi, Boruto, Boruto Uzumaki, Haruto, Naruhina, Naruto, Saito, Sakumo, Sarada, Sarada Uchiha, Sasusaku, Sequestro, Susumo, Time Sete, Uchiha, Uchiha Sarada, Uzumaki Boruto
Visualizações 184
Palavras 1.312
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Pequeno Grande Homem.


Sarada On

- Se voce felicitar pra min vai srosto.da mais satisfatório. - Tirando o colete. 

- Eu nunca vou pra cama com você!  

- Não vai?  - Ele se ajoelhou e segurou firme meu queixo com força. 

- Seu lixo! - Cuspi em sua cara. 

Ele desvia o rosto e me devolve um murro no rosto. Quase quebro o pescoço com a força do impacto e automaticamente cuspo o sangue que escorreu certamente do meu nariz. 

- Não vou ser bonzinho com você sua Mirandinha de merda! - Ele me empurra pra trás e eu caio contínuo sentada porém agora com as costas na grade da cela. 

- Eu vou quebrar você todinho! Te deixar em pedaços.. - cuspo sangue mas não choro. 

Ele respira fundo e rápido,  parece que eu o deixei ainda mais irritado. 

- Não. Você vai sair daqui dentro de uma caixa de madeira! - Ele pega uma Kunai afiada. 

Mas diferente do que imaginei, ele não pega aquilo pra me matar, só me levanta com força e me mantém no ar segurada pelo pescoço rente a grade da cela. 

Ele faz um corte em meu braço e urro de dor, o som sai abafado devido a eu estar quase sufocada. 

- Sua vadia! - Ele aperta mais meu pescoço. 

- M-e solta, mal-dit-o. 

- Agora você vai conhecer a minha fúria! Que se dane o dinheiro pelo garoto! Foda-se os planos eu vou destruir a vida do desgraçado do Boruto! Do maldito Sasuke Uchiha e companhia! Sua vida vai ter um fim atordoante e ao mesmo tempo prazeroso! - Ele me joga no chão. 

- Aaah! 

Ele sai da sala e em segundos pega meu filho e coloca sobre uma mesa. 

- Vai ser assim! 

- Não! Não!  - Eu gritei desesperada ao ver ele pegando outra Kunai e deixando ao lado do meu pequeno enquanto ativava sua marca. 

- Eu vou matar ele se você tentar qualquer coisa!  

Ele se aproxima lentamente. 

Saito começa a chorar e eu também. 

Droga!  Meu filho me perdoa. Eu sou fraca demais. Não tenho cacique pra ser Holage e muito menos mãe. Onegai Aistheru. 

Que Kami-sama o proteja sempre meu pequeno. 

Fechei os olhos.  Ele se ajoelha a minha frente e passa a mão em meus cabelos logo descendo pro meu pescoço aonde ele segura firme e olha pra minha boca. 

- Você me encanta e irrita ao mesmo tempo. Isso é tão excitante.. - Ele fecha os olhos se aproximando da minha boca. 

Uma forte luz ilumina toda a sala, tirando totalmente a atenção dele e até minha. 

- Saito... - Olho para meu filho. 

- O que está havendo? - fala protegendo os olhos. 

- Fica longe da minha mãe!  - Não consigo ver. Mas, não...  Não pode ser..  

- O que? Mas você é um bebê! 

- Estilo vento. Foice Laminada! - Eu não o via.  A luz era muito forte. Mas sinto minhas mãos livres. 

Eu estava solta. 

- Pivete eu não sei que merda e essa mas sendo você o bebê ou não vai morrer!  - Kawaki o ataca. 

- Você é um tolo. - Ele levanta Kawaki no ar. - Feixe de Luz! - Ele apenas aponta com um dedo e Kawaki apaga. 

Incrível! 

A luz continuava forte, e eu estava fraca.. muito fraca. Me levanto com dificuldade apoiada na grade. 

- Sai-to?  - Eu apago por um estante. 

Escuto bem baixinho. 

" Você vai ficar bem, oka-chan "

Já não consigo falar, ou ver mais nada. Eu desmaio. 

Boruto On

- Me solta Tossan! - Meu Pai tentava me impedir de sair. 

- Se voce sair vai fazer extatamente o que ela quer!  Datebayo! 

- Se é a min que ela quer, que seja. Mas Sarada e Saito ficaram a salvo. 

- Você tem razão.  Ficaremos a salvo. 

Todos olharam de imediato a um garoto de aproximadamente dez anos dentro da sala que ninguém havia visto. 

- Q-quem é você? - Minha mãe perguntou. 

- Uchiha Saito, vovó. - Ele diz comendo uma maçã. 

- Impossível... - Himawari diz. 

- Sua falta de fé é perturbadora... Tia Hima. - Ele fala a frase que a Himawari sempre falava entre família lembrando o filme. 

Eu fico abismado ao reparar que o garoto estava dizendo ser meu filho. Meu filho não tem um mês! 

- Não sei que brincadeira é essa mas.. - Fui interrompido. 

- Você não acredita que sou seu filho não é Tossan? 

- É.. - Fico com cara de taxo. 

- Eu vim do futuro, vou salvar a mamãe. Sei que ela está em perigo e eu sou o único que pode salvar ela e...  A vila. 

Shikadaki, Shilamaru e todos os outros de Q. I. Alto ficaram pensando olhando o meu garoto. 

Meu.. Meu filho.. 

Ele tinha os cabelos espetados como o de Sasumo e Sakumo quando pequenos.. os mesmo olhos azuis que eu tenho e pelo visto puxou muito da aparência da mãe e até o cérebro inteligente graças a Deus. 

- Vovô? - Meu Pai travou. - Vovô? - Sasuke estava com um olho tremendo. 

- Saito, meu neto você consegue ficar ainda mais lindo. - Sakura o abraçou. 

- Arigato Oba-chan. - Ele a abraça. 

Em minutos minha mãe se estabilizou e faz o mesmo. 

Sakumo e Sasumo ficam perdidos assim como Mitsuki e eu. 

- Eu disse que esse Muleque ia ser foda! Olha o quanto parece comigo. - Disse a Sakumo. 

- Ele certamente tem minhas habilidades e controle. 

- Parem os dois! Ele tem sangue Uzumaki! Seu potencial e como o do seu tio aqui. 

Meu Deus..  tenho que fazer alguma coisa.Se mexa! Se mexa Baka! 

- Garoto. - Shilamaru chamou. 

- Hay San. - Abaixou a cabeça. 

- Código Alfa treze, vinte e um, doze. 

- Negativo! Sem nexo! Konoha 32331. - Ele fala sério. 

Shikamaru-san sorri. 

- É ele. É mesmo o Saito. 

- Claro que é! - Hinata diz acariciando o rosto do neto. 

- Que código é esse? 

- Depois explico Sasuke. Temos cerca de uma hora e meia. 

- Eu nem falei com meu neto! 

- Não se preocupe vovô. Eu virei diversas vezes te visitar. 

- Chupa Sasuke! Dobe. 

- Também treinarei com você vovô Sasuke. 

- Eu sei disso meu neto. Sou um avô com conteúdo. - cruza os braços. 

Novamente o lado infantil deles age. 

- Tossan. 

Olho pro Saito e todos param de falar. 

- Hm? - Fico sem jeito. 

- Eu vou trazer a mamãe de volta! Eu prometo! - Ele estica o braço como eu fazia quando estava determinado a resolver algo. 

Meu coração acelerou. 

Fui abraçar meu pequeno grande homen. 

- Meu filho. - O mantive firme em meu abraço. 

- Até Tossan. - Ele se afastou olhou pra todos e antes de sumir em um feixe de Luz ainda piscou pra todos fazendo um joinha. 

- Saitoooo!  - Gritei em vão. 

- Não se preocupe, ele vai ficar bem. - Mitsuki falou colocando a mão em meu ombro. 

- Boruto. Em pouco tempo este episódio será deletado de nossas lembranças. 

- Nani?

- Eu vou explicar a todos. 

Ele nos explicou que desenvolveu junto a Denki um código que somente quem era do futuro caso desse certo poderia saber além deles mesmos. 

Explicou que não conseguem teletransportar pessoas ao futuro mas, através do espaço tempo direcionar mensagens. 

- Se isso é verdade porque Saito está aqui? - Naruto perguntou. 

- Porque ele é o único com esse poder. Se ele está aqui é para salvar o futuro. - Shilamaru disse. 

- Ele tem um poder inexplicável. Ele consegue mudar de realialidade. - Shikadai disse. 

- Não. Ele consegue manter ela inalterável. - Shikamaru disse. 

- É dessa forma quando ele terminar voltará para seu tempo sem saber que isso aconteceu... - Pensou Shikadai entendendo tudo. 

- Incrível!  - Sakumo e Sasumo falaram juntos. 


Contínua... 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...