História Poderá dar certo? (Urie) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Personagens Akira Mado, Ayato Kirishima, Big Madam, Ginshi Shirazu, Hanbee Abara, Hinami Fueguchi, Juuzou Suzuya, Ken Kaneki, Kishou Arima, Kuki Urie, Nishiki Nishio, Renji Yomo, Saiko Yonebayashi, Taishi Fura, Tooru Mutsuki, Touka Kirishima, Uta
Tags Juuzou, Kaneki, Tokyo Ghoul, Urie
Visualizações 26
Palavras 523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esta é a minha primeira fanfic por isso, se estiver um pouco mau peço disculpas ><

Se gostarem então peço que me dêm apoio pra continuar ^^

Oki... Vamu à fanfic ks

Capítulo 1 - 1 capitulo


Fanfic / Fanfiction Poderá dar certo? (Urie) - Capítulo 1 - 1 capitulo

Localização: Tokyo

Malditos sejam aqueles ghouls... Me enganaram de novo. Ficava pensando e reflectindo como fui calhar naquela armadilha tão facilmente. Andava apressada pelo parque, só tinha vontade de tirar as tripas fora dele...Quando abaixei a cabeça alguém bate contra mim me fazendo cair no chão, que acabo soltando um pequeno grito. Olho pra cima irritada e me deparo com um rapaz com olhos pretos e com uma beleza um pouco ...atraente eu acho.


???-Aff..-o mesmo cara me ajuda a levantar e logo se vira de costas continuando o seu caminho como se nada tivesse acontecido.

-Ham??-fico indignada

(Ele me empurra mas nem pede desculpas? É assim que os humanos são agora? OK... Pelo cheiro e caracter, não parecia ser um humano comum, mas não importa, não deixa de ser irritante). Logo me lembrei do que ia fazer e começo a correr de novo pela praça, chegando a um beco escuro estalo os dedos e entro.

-Chyio hoje vi na TV sobre um ghoul que ataca no 6°. distrito... Deixando uma marca de um x nas costas da vítima- falo irónica cruzando meus braços.

chyio: Minha pequena Akemi, eu disse que não podia parar de me alimentar por causa do teu estúpido amor pelos humanos.- Ele fala num tom grosso aparecendo pela sombra do candeeiro apenas conseguindo ver seu rosto.

-Mas eu disse pra não matar o Hiroshi-Kun! Ele morreu por sua causa...-Grito quase deixando escapar algumas lágrimas.

-Pfth... Tu és mesmo muito irritante Akemi.- Ele fala logo me encostando contra a parede a agarrando em meu pescoço - Pena que você ainda não saiba controlar seu kagune.- Ele fala em meu ouvido apertando meu pescoço com cada vez mais força.


-Chyio p-para...- Tento me soltar mas é inútil, apenas acabo por aumentar ainda mais a ansiedade dele.

Chyio: Ninguém está aqui pra te proteger fofa.- Ele sorri logo fazendo aparecer um kagune e furando meu peito enquanto ria- Se ninguém me parou então você tambem não pode! - rapidamente ele começa a cortar a minha pele fazendo um rio de sangue.

Minha respiração estava pesada demais pra conseguir falar...( Esse será o meu fim... Porque sou tão fraca assim?)ento me levantar mas logo ele me chuta contra a aparede fazendo eu gritar de dor. Coloco a mão no peito tentando parar o sangue. Normalmente minhas fridas devem se curar depressa, mas neste caso são demasiadas, mais uma e posso acabar morrendo.

A-Alguém...- Me coloco de joelhos olhando pro céu.

(Adeus... Mundo cruel...) Ao acabar de falar isto em meus pensamentos mais um ataque vinha em minha direção, mas é enterrompido por um grito do mesmo. Olho sem forças pra chyio e encontrou-o morto no chão, atrás dele estava um rapaz com uma tsunagui nam mão direita.

-V-Você!- tento levantar mas acabo cuspindo sangue no chão, ficando com a visão fraca.


(M-mas o que... Como as minhas fridas não se curaram? Nenhuma delas) O mesmo caminha em minha direção e me levanta me pegando ao colo. Olho pra ele meio desfocado por causa que os ataques tinhan afetado minha visão.

Pare se de mexer.- O mesmo fala olhando pra mim logo andando comigo.

Não resistindo acabo fechando meus olhos e deitando algumas lágrimas amargas. Me sinto fraca m-muito  muito f-fraca...







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...