História Poemas e Frases de Creepypasta - Capítulo 9


Escrita por:

Visualizações 46
Palavras 305
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


O texto não é de minha autoria, os créditos estarão nas notas finais

Capítulo 9 - "Entre as sombras" - Eyeless Jack


Fanfic / Fanfiction Poemas e Frases de Creepypasta - Capítulo 9 - "Entre as sombras" - Eyeless Jack

Morto entre a estrada viva sem um curso fixo,

Andando pelos becos sem saber o que o destino trará,

Até eu achar que você se perdeu na noite fria,

Eu encontrei minha próxima barragem, você será meu doce jantar.

Você não nota minha figura atrás de você, eu sou como sua sombra

Eu apareço nas sombras fazendo com que você encolha,

Bem, minha mera presença faz você estremecer

E eu rio quando você vê como está tremendo quando vê minha aparência estranha:

Minha pele é tão cinza quanto as próprias cinzas

Minha máscara azulada com dois buracos escuros como a noite,

Em que você pode ver minhas órbitas tão profundas quanto um abismo,

E quando você olha para estes, você pode confirmar que eu não tenho alma alguma.

A substância estranha como o óleo que sai das minhas bacias,

E meus dentes são tão afiados quanto os dentes dos próprios tubarões,

Meus tentáculos como línguas que estão enterradas em sua pele pálida

Em convulsão, eu sou a imagem dos seus piores pesadelos.

 

(................................................. ...............)

 

Eu amo seus gritos de horror quando eu enterro minhas presas em sua carne,

Eu tiro meu precioso bisturi para tirar seus órgãos vitais,

Eu extraio seus rins apetitosos e deliciosos do seu abdômen,

Eu te destruo e rio enquanto observo seu sangue correr, Que prazer!

Mas a diversão chega ao fim quando o seu olhar fica vazio

Seu coração não palpita, você dá seu último suspiro e sorri com malícia,

Seus vizinhos já terão ouvido, amanhã sua morte será notícia,

E eu estou saindo dessa cena antes da chegada da polícia.

Eu continuo minha rota solitária para uma nova vítima,

Vou continuar a matar a direita e a esquerda, sou malvado,

Séculos se passaram e eu continuo com a mesma rotina,

Quando você se acostuma, não é tão ruim assim.

 


Notas Finais


O texto foi escrito por: x Jen x
O texto original estava em espanhol e foi retirado do Amino


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...