História Poesias de sentimentos - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Frases, Poesias, Sentimentos
Visualizações 12
Palavras 78
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Poesias, Romance e Novela
Avisos: Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 21 - Visita a casa paterna!


Como á ave que volta ao ninho

Antigo,

Depois de um longo e tenebroso 

Inverno,

Eu quis também rever o lar

Paterno,

O meu primeiro virginal abrigo.


Entrei. Um gênio carinhoso e

Amigo,

O fantasma talvez do amor

Materno,

Tomou-me as mãos, -olhou-me,

Grave e terno,

E a passo a passo caminhou comigo.


Era está sala...( oh! Se me lembro e quanto!)

Em que da luz nortuna a claridade,

Minhas irmãs e minha mãe... O pranto.


Jorrou me em ondas... Resistir 

Quem ha-de?

Uma ilusão gemia em cada canto,

Chorava em cada canto uma 

Saudade eterna.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...